&IISTÓRXÀ  ãqAzçiãiR,  aula
BAR R A GE M CANwaaSÉ

"'f<""'^"'-'? ".]' I'“T". '~'“*›'WÀF'

'~ J . .pm _, 
.
a

IX AMA.    A...
!a r. .. i  l' rf. ? ? uh . -.. ¡~, .,-. ~_4    _,   A  . .y _.  _
 ea  _irt1¡§1°3 E r . › . 
 t.  .er ; ç . a a  -- .  . ...
Bem vindo a nossa sala
8° A,  B e C

Que juntos pesquisaram
Envolvendo o 8° D

Sobre a barragem Canoas
Sua história e seu ...
(j)s operários e maquinas
Vão as pedras triturando
Abrindo grande clareira
E o espaço transformando
Para surgir a parede

...
Esse é o maior patrimônio
Que existe na região
E uma fonte de vida

Enriquecendo o sertão
Melhorando as condições

Da noss...
Distante 12 quilômetros
Da sede municipal

Está a grande estrutura
Desta obra colossal

Um mvestimento belíssimo
Da esfera...
Uma trilha na caatinga
Onde o turista explora'
Toda biodiversidade

Em detalhes,  fauna e flora
Na Fazenda Alto Canoas
O e...
As casas de veraneio
Muito conforte garante
Dando tranqüilidade

A cada um visitante
Com lazer e alegria

De forma muito e...
Falta sensibilidade

Pra tudo funcionar

Para que o povo usufrua
Daquele belo lugar
Alegrando nossa gente
Da alçada popula...
Sua mata ciliar A; 
Quase toda é destruída
Provoca assoreamento

Trazendo danos a vida
Perversidade humana

Com coisa não ...
Evitein os agrotóxicos

O lixo,  o soterramento

Não desmate as suas margens
Para se evitar tormento

Com a barragem polui...
Suas águas valem vidas
. Atendem ao bem-estar
Na limpeza e no lazer
Do povo deste lu. gar
Este grande patrimônio
Precisamo...
Professores Colaboradores

Alison Evangelista Duarte Sipauba-
Maria Ismênia Leite de Sousa
Maria Naizete de Oliveira

Pedr...
COLABORADORES  
'JÚLIO ALVES DE DLBIEIRA.  

   BALSEXANDmriSE ALENCAR MAnj ôPo  

_  ÁNroNio GILSON GOMES DUARTE 
,   ç  ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Cordel História e Lazer da Barragem Canoas IX AMA Amigos do Meio Ambiente

792 visualizações

Publicada em

Cordel sobre o projeto AMA 2015 da Escola Batistina Braga de Assaré.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
792
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
90
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cordel História e Lazer da Barragem Canoas IX AMA Amigos do Meio Ambiente

  1. 1. &IISTÓRXÀ ãqAzçiãiR, aula BAR R A GE M CANwaaSÉ "'f<""'^"'-'? ".]' I'“T". '~'“*›'WÀF' '~ J . .pm _, . a IX AMA. A “ WAMIEGOS m MEKQ AMBKEANTIE AUTOR: LUIZ. DIAS* DE PINHQ
  2. 2. !a r. .. i l' rf. ? ? uh . -.. ¡~, .,-. ~_4 _, A . .y _. _ ea _irt1¡§1°3 E r . › . t. .er ; ç . a a -- . . e e e . ,_ñ1⧫i. tt.1ste _ _ l v_, .;5.- ” ; ld .1'~› r ', - : . . s _. u-. z-_x .1 v¡ _l . ' . I' . - ü = _- . -, ;.-. - - - ' à : h -. _w , '53 . . ›_ . t . . x r u ' r. . z. ,. *›, -,. ,«: ~». -a. L,-. --x› 5 . s . ' r * t . 7 'cr ea. " _ ¡ J I , . -p w t_ - w . ñ_n , s › N r A J i ü 5 - th: ç . z. _sçtglàai, . : ur: v . u! .7 . -1 . -- . ”" 4 › 1!¡ . N <«rV . u . .w§: ÃJ¡~. ,.~, ., ~ . . 9 à r o l " a
  3. 3. Bem vindo a nossa sala 8° A, B e C Que juntos pesquisaram Envolvendo o 8° D Sobre a barragem Canoas Sua história e seu lazer A equipe de professores Ismênia da Geografia Pedro da Matemática Alison da Filosofia Naizete do Português Luiz da historiografia A chegada da Getel E da Maciel Oliveira Movimentou todo povo Da cidade pra ribeira A construção deu ibope A esta obra altaneira. O. ?
  4. 4. (j)s operários e maquinas Vão as pedras triturando Abrindo grande clareira E o espaço transformando Para surgir a parede Com a Getel no comando. É o quarto maior açude O Orós é o primeiro O Truçu é o segundo Arneiróz dois o terceiro Quatro jóias cearenses No Nordeste brasileiro A barragem canoas E um lago artificial 69 milhões Deste líquido natural Devendo ser preservado E esse o nosso ideal n/ l
  5. 5. Esse é o maior patrimônio Que existe na região E uma fonte de vida Enriquecendo o sertão Melhorando as condições Da nossa população Aquela obra belíssima De valor especial Transforma a sociedade E é base fundamental Na elevação econômica Na zona urbana e rural Foi um sonho antigo Que a esta terra chegou Embelezou o sertão E a sede se acabou Quando o concreto subiu Nossa vida melhorou
  6. 6. Distante 12 quilômetros Da sede municipal Está a grande estrutura Desta obra colossal Um mvestimento belíssimo Da esfera . federal A Fazenda Alto Canoas É uma grande atração Um dos espaços turisticos Com boa recepção Oferecendo hospedagem A quem vai a região. Tem teatro de arena Barco para navegar E os irmãos Aroeiras Prontos pra improvisar Dormitório, refeição Tudo a preço popular. @ó
  7. 7. Uma trilha na caatinga Onde o turista explora' Toda biodiversidade Em detalhes, fauna e flora Na Fazenda Alto Canoas O espírito se revigora Barracas estão montadas Tx' a chegada oficial ? É um espaço popular : xieíoendo o pessoal . .'“**: ':ti. : vão se divertir a 'lago artificial Contem baião de dois (ialinha e peixe frito Tem suco, refrigerante Até carne de cabrito Bebe cerveja gelada E curte lugar bonito. 07
  8. 8. As casas de veraneio Muito conforte garante Dando tranqüilidade A cada um visitante Com lazer e alegria De forma muito elegante São altos investimentos De forma particular Dando conforto e guarida Aos que vão descansar A qualidade de vida Sempre em primeiro lugar Grandioso monumento É o nosso balneário Grande na construção Também no imaginário É um elefante branco Destruindo o nosso erário. O8
  9. 9. Falta sensibilidade Pra tudo funcionar Para que o povo usufrua Daquele belo lugar Alegrando nossa gente Da alçada popular Esperamos sensatez Bastante compreensão Para que funcione O clube da região Dando alegria e prazer A nossa população. Caríssima população Pense num espaço sagrado! Não polua, não desmate Vamos ficar preparado Pra defender a barragem De quem for mal educado. @9
  10. 10. Sua mata ciliar A; Quase toda é destruída Provoca assoreamento Trazendo danos a vida Perversidade humana Com coisa não permitida Peixes não se reproduzem Da forma que deveria Quando é na piracema Se percebe a baixaria De homens matando peixes Por prazer e alegria Não se planta uma árvore São queimada e destruída As fossas da região Mesmo sem ser permitida Vai poluindo o lago Sempre destruindo vida. -dfl
  11. 11. Evitein os agrotóxicos O lixo, o soterramento Não desmate as suas margens Para se evitar tormento Com a barragem poluida Cheia de entulho nojento Por favor, não ao veneno Em toda sua bacia Vamos lutar com rigor Pela nossa hidro grafia A água só traz progresso Riqueza e alegria. Tanta água acumulada Devia ser cristalina Porém, a poluição Em boa parte domina Favor defenda o Canoas Com amor e disciplina
  12. 12. Suas águas valem vidas . Atendem ao bem-estar Na limpeza e no lazer Do povo deste lu. gar Este grande patrimônio Precisamos preservar. Professor Luizão 12
  13. 13. Professores Colaboradores Alison Evangelista Duarte Sipauba- Maria Ismênia Leite de Sousa Maria Naizete de Oliveira Pedro Gonçalves da Silva '
  14. 14. COLABORADORES 'JÚLIO ALVES DE DLBIEIRA. BALSEXANDmriSE ALENCAR MAnj ôPo _ ÁNroNio GILSON GOMES DUARTE , ç review vALMrnA TFLRMEZA x41*010 Í “NÚCLEo GESToizi p çEEIEfrsBÀTlsTlNjA BRAGA I

×