Isolamento do Campo Operatório

71.973 visualizações

Publicada em

2 comentários
47 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
71.973
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
274
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1.071
Comentários
2
Gostaram
47
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Isolamento do Campo Operatório

  1. 1. ISOLAMENTO DO CAMPO OPERATÓRIO Adaptado de Black, 1908; Mondelli et al, 1979; Ring, 1985; Baum, Phillips, Lund, 1996; Mondelli et al, 1998; Conceição et al, 2000 KLEIN JR
  2. 2. O isolamento do campo operatório pode ser: Absoluto Relativo KLEIN JR
  3. 3. THE RUBBER DAM – DIQUE DE BORRACHA Isolamento absoluto Inventado em 1864, por Dr. Sanford Barnum, um prático licenciado que trabalhava em New York. O isolamento absoluto difundiu-se a partir de 1867 na América do Norte. KLEIN JR
  4. 4. O que é o isolamento... ...procedimentos realizados para isolar os dentes na cavidade bucal. ...absoluto: É um conjunto de... KLEIN JR
  5. 5. Propósitos do isolamento absoluto: Manter seca a área de trabalho. Manter asséptica... Manter limpa a área de trabalho. Proteção dos tecidos moles. Retração... ...dos tecidos moles. Melhorar visibilidade do campo operatório. Proteção do paciente. Proteção do profissional. ...a área de trabalho. KLEIN JR
  6. 6. Indicações Em todos os procedimentos de dentística, sendo preterido em casos de impraticabilidade. KLEIN JR
  7. 7. Em que momento é realizado o isolamento absoluto: Sempre que possível, antes de procedimentos operatórios na área da dentística. KLEIN JR
  8. 8. Materiais que compõem... ...um correto isolamento absoluto: KLEIN JR
  9. 9. Lençol ou dique de borracha O dique de borracha é feito de látex. Possui diversas cores: verde, azul, rosa, natural, preto Possui diversas espessuras, desde 0,15 até 0,35mm. Quando o dique de borracha for pré-cortado, deverá ter forma quadrada (15x15cm, 14x14cm, 13x13cm). Existe dique de borracha em formato de rolo. Tem a função de isolar os dentes na cavidade bucal. KLEIN JR
  10. 10. Lençol ou dique de borracha Espessuras aproximadas do dique de borracha (Hygienic Dental Co.). Fina Média (cor azul) Grossa (cor verde) Extra grossa Extra grossa especial 0,15 mm 0,20 mm 0,25 mm 0,30 mm 0,35 mm KLEIN JR
  11. 11. Perfurador de dique de borracha Função de perfurar o dique para que os dentes possam ultrapassar a borracha Possuiu uma platafor ma giratória com diversos furos (parte neg ativa) com tamanhos variados cont en do uma pequena lança perfuradora (parte positiva) KLEIN JR
  12. 12. Os furos do perfurador possuem o fio de corte, e este deve ser bem afiado, para evitar “mastigar” a borracha. Perfurador de dique de borracha Perfurador de Ainsworth. KLEIN JR
  13. 13. Quinto furo ou furo menor: incisivos inferiores Perfurador de dique de borracha Primeiro furo ou maior furo: grampo. Segundo furo: molares. Terceiro furo: pré-molares e caninos. Quarto furo: incisivos superiores. KLEIN JR
  14. 14. Arco porta-dique de borracha A função do porta-dique é manter armado e esticado o dique de borracha. Deve ter a forma de U, com projeções laterais para prender a borracha no arco e mantê-la esticada. KLEIN JR
  15. 15. Arco de Young: forma de U. Possui projeções para prender a borracha por três lados. Arco de Ostby: formato circular ou oval. Prende a borracha por todos os lados por meio de projeções. Arco de Woodbury-True e Wizard: empregam tiras elásticas que passam por trás da cabeça do paciente e possuem garras para “morder” a borracha. Arco porta-dique de borracha KLEIN JR
  16. 16. Grampos Os grampos têm a função de manter o dique de borracha em posição estável junto aos dentes. Estão indicados para todos os casos em que será realizado o isolamento absoluto. Estão disponíveis em vários formatos . KLEIN JR
  17. 17. Grampos Asas: são projeções laterais e anteriores presente em alguns grampos. Localizam-se junto às garras e têm a função de prender o dique durante sua inserção na cavidade bucal. Partes constituintes: KLEIN JR
  18. 18. Alça: presente em todos grampos. Alguns possuem duas alças. Tem a função de impedir que o dique escape do dente. Responsável pela “memória elástica” do grampo. Grampos Partes constituintes: KLEIN JR
  19. 19. Garras: presente em todos grampos. Têm a função de prender “agarrar” o grampo ao dente e ajuda a impedir que o dique não escape do dente. Grampos Partes constituintes: KLEIN JR
  20. 20. Classificação: de modo geral, a série de grampos é dividida conforme presença ou ausência da asa. 200 a 205: grampos para molares 206 a 209: grampos para pré-molares e caninos 210 a 211: grampos para anteriores Todos grampos de 200 a 209 possuem uma alça. Os grampos 210 e 2 11 possuem duas alças. Grampos com asa: Grampos KLEIN JR
  21. 21. Grampo 00: garras muito próximas e alça alta. Grampo 14 e 14A: garras proeminentes para cervical. Alguns grampos com asa muito usados que não enquadram-se na regra de numeração Grampos KLEIN JR
  22. 22. Grampos Grampos sem asa Grampo W8A: para molares e com garras proemin entes para cervical. Grampo W2A: para pré- molares e caninos. Grampo 26 e 29: para molares. Grampo 22 e 27: para pré-molares. Grampo 212: utilizado para gerar retração gengival; denominado também de grampo cervical de F errier. Possui duas a lças. KLEIN JR
  23. 23. Grampos Três modificação para serem feitas no grampo 212: KLEIN JR
  24. 24. Grampos 1: segurar com alicate 121 o grampo. 2: aquecer com lamparina ou maçarico a garra vestibular. 3: com um segundo alicate 121, girar a garra vestibular para apical. 4: repetir procedimento para a garra lingual, girando-a para incisal/oclusal. Modificação das garras: curvatura da garra vestibular para apical e da garra lingual para incisal/oclusal. KLEIN JR
  25. 25. Grampos KLEIN JR
  26. 26. 1: segurar o grampo com alicate 121. 2: montar disco de aço ou carborundum em peça reta. 3: cortar uma das alças, próximo ao local de união com a garra. 4: remover pequenas rebarbas residuais. Grampos Corte de uma das alças: corte de apenas uma alça para facilitar o acesso ao dente ou trabalhar simultaneamente em dois dentes. KLEIN JR
  27. 27. 1: segurar o grampo com alicate 121. 2: montar disco de aço ou carborundum em peça reta. 3: aprofundar os nichos pré-existentes vestibular e lingual 4: remover pequenas rebarbas residuais. Grampos Aprofundamento dos nichos: com broca, ponta diamantada ou disco, os nichos pré-existentes devem ser aprofundados. KLEIN JR
  28. 28. Modificação no grampo 212: KLEIN JR
  29. 29. Formato do dente. Dimensões do dente. Grau de erupção do dente. Posição do dente e dentes vizinhos. Tipo de cavidade e acesso. Grampos A escolha do tipo de grampo depende: KLEIN JR
  30. 30. Pinça porta-grampo Tem a função de levar o grampo ao dente. Partes constituintes da pinça porta-grampo: Cabo, intermediário e parte ativa ou garras. Modelos de pinça: Aesculap – formato alemão. Palmer – formato semelhante a Aesculap. Ivory – formato americano. KKK – formato japonês. KLEIN JR
  31. 31. Amarrias ou amarrilhas Têm a função complementar de manter o dique de borracha junto ao colo do dente. No momento de sua colocação, faz a inversão da borracha para o interior do sulco gengival. São confeccionadas com fio dental, formando um laço em torno do dente. KLEIN JR
  32. 32. Preparação do dique de borracha Incluir sempre o maior número possível de dentes. Regra geral para dentes posteriores: incluir no mínimo dois dentes a distal daquele que vai ser tratado e o restante para mesial, até canino do lado oposto. Regra geral para dentes anteriores: incluir extensão de pré-molar de um hemiarco ao pré-molar do lado oposto. KLEIN JR
  33. 33. Marcação na borracha para os furos deve observar: Tamanho dos dentes: quanto maior, mais distante os furos. Altura da gengiva: quanto mais retração houver, menor a distância entre os furos. Espaço ou ausência de dentes: quanto mais espaço entre os dentes, mais distância entre os furos. Ausência de dente não recebe perfuração. Preparação do dique de borracha KLEIN JR
  34. 34. Cavidades cervicais: deslocar a marcação para a área da cavidade. Má posição dos dentes: perfurações devem acompanhar a posição dos dentes. Preparação do dique de borracha Marcação na borracha para os furos deve observar: KLEIN JR
  35. 35. Preparação do dique de borracha Métodos para fazer a marcação na borracha Divisão em quadrantes: 1: Traçar sobre a borracha quadrada uma linha vertical e uma horizontal com uso de uma caneta. Estas linhas dividirão a borracha em quatro quadrantes. KLEIN JR
  36. 36. KLEIN JR
  37. 37. 2: marcar 3 cm para cada lado no segmento horizontal. 3: marcar 4 cm para o segmento vertical inferior. 4: marcar 5 cm para o segmento vertical superior. Preparação do dique de borracha KLEIN JR
  38. 38. 3 cm 3 cm 5 cm 4 cm KLEIN JR
  39. 39. 5: iniciar a marcação para o dente 18, 28, 38 ou 48 sobre a marcação de 3 cm da linha horizontal. 6: seguir a marcação em forma de arco até o dente 11, 21, 31 ou 41 que será próximo a linha vertical. É um método prático e muito útil. Preparação do dique de borracha KLEIN JR
  40. 40. KLEIN JR
  41. 41. Preparação do dique de borracha Mordida em cera: 1: Paciente pressiona uma lâmina 7 de cera. 2: Lâmina é coloca sobre a região inferior ou superior da borracha. 3: Fura-se a borracha exatamente sobre a marcação dos dentes na cera. KLEIN JR
  42. 42. Marcação em boca: 1: Com a borracha presa no arco, marca-se diretamente na boca do paciente a posição dos dentes. Preparação do dique de borracha KLEIN JR
  43. 43. Carimbo: 1 :o carimbo marca as posições padrões dos dentes, semelhante a divisão em quadrante. É um método prático, rápido e útil. Preparação do dique de borracha KLEIN JR
  44. 44. Métodos de colocação do dique de borracha 1: coloca-se primeiro o grampo (sem asa), segundo a borracha montada no arco. 2: coloca-se primeiro o grampo, segundo a borracha e terceiro o arco. KLEIN JR
  45. 45. 3: coloca-se primeiro o grampo junto com a borracha, segundo o arco. Esta é denominada técnica de Ingraham. 4: coloca-se o conjunto grampo, borracha e arco. 5: coloca-se primeiro a borracha montada no arco, segundo o grampo. Técnica não funcional. Métodos de colocação do dique de borracha KLEIN JR
  46. 46. Cuidados para um correto isolamento absoluto Testar contatos proximais com fio dental. Regularizar superfícies. Usar lubrificante na região dos orifícios. Usar fio dental para passar a borracha pelo ponto de contato. Usar amarrias. KLEIN JR
  47. 47. Remoção do isolamento absoluto 1: retirar as amarrias, com auxílio de uma sonda e uma tesoura. 2: cortar a borracha localizada no espaço interdental, pelo lado vestibular, com uma tesoura. 3: retirar o grampo. 4: retirar o arco. 5: retirar a borracha. 6: passar fio dental em todos pontos de contatos para retirar pequenos pedaços de borracha residuais. KLEIN JR
  48. 48. “ Curiosidade é a chave para a criatividade.” Akio Morita – (1921 – 1999) Fundador da Sony Co. KLEIN JR

×