1
2Uma Nova Companhia para um Novo Mercado
3Profarma | Considerações IniciaisEsta apresentação não constitui uma oferta, convite ou pedido de qualquer forma, para a ...
4Crescimento de Longo Prazo
5Profarma | Estratégia de Crescimento de Longo PrazoA estratégia de crescimento de longo prazo da Profarma está fundamenta...
6CEPETimelineParanáMinasGerais EspíritoSantoHospitaisSPBahiaDFIPOVacinasMercado CAGR (97-00) = 12% Mercado CAGR (04-10) = ...
7Em R$ Milhões1.10220038,4%1.44320049,3%1.72520059,6%1.96820069,6%2.596200711,5%2.940200811,7%3.042200910,9%*3.133201010,2...
8Em % Receita BrutaDiversificação – Peso por CategoriaBranded Genéricos Hospitalar + VacinasOTC Especiais67,7%5,7%17,8%55,...
9Dinâmica do Setor
10% do Mercado Total Em € bilhõesFonte: IMS Health 2010. Fonte: J.P. Morgan6,62,92,51,84,21,92,53,910,44,35,5193023 21 211...
11Distribuição e Varejo Farmacêutico Mundial | Principais TendênciasRanking de Distribuidores no MundoDistribuidora Cresci...
121996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 20127 8 9 10 11 12 13 14 17 18212326Dese...
13A Profarma possui escala, uma plataforma operacional eficiente e capacidade de execução necessários paracriar um dos mai...
14Varejo no Brasil | Mercado Fragmentado• Varejo ainda muito fragmentado, com ~60 mil drogarias no país. Lojas independent...
152011489201255520093334002010Histórico de Crescimento dos Top 4 Players - # Lojas2011776828201220095826882010Vendas(R$ Bi...
16Integração Vertical: Modelo Misto no Brasil e no Mundo
17Modelo Misto | Movimentação Recente nos EUA e UE Seguindo uma Tendência MundialOverview da Transação• Um acordo estratég...
18Modelo Misto | Movimentações Recentes na América Latina Seguindo a Tendência MundialExemplos de Distribuidores de Produt...
19Modelo Misto | A Realidade Brasileira em MudançaExemplos de Distribuidores de Prods Farm. Brasileiros migrando para o Mo...
20Ganhos deEficiência Grande potencial de sinergia entre as áreas de logística, TI, administrativo e tributária. Grande ...
21Aquisições de Varejo
22• Aquisição de 100% do capital total da Casa Saba Brasil DrogariasS.A. (Drogasmil / Farmalife) por R$ 87,0 milhões de re...
23• Marca forte no interior do Rio de Janeiro, com posicionamento nasclasses B, C e D;• Composta por 57 lojas, em 18 munic...
24• 140 lojas no estado do Rio de Janeiro;• Potencial de vendas de R$ 750 milhões;• Presença nas classes A, B, C e D;• Gra...
25Key TakeawaysDistribuição parasetor públicoDistribuição parahospitais, clínicase médicosOportunidades futuras:marca próp...
26Performance Financeira
271T13 % 2011 %Em R$ milhõesReceita LíquidaLucro Bruto +Receita de Serviços a Fornecedores% Receita LíquidaEBITDA% Margem ...
28Cobertura de Analistas
29Companhia Analista Telefone EmailCredit Suisse Marcel Moraes (55 11) 3841-6302 marcel.moraes@credit-suisse.comBanco Fato...
30Anexo
31Anexo | Destaques FinanceirosEm R$ MM e em % Receita LíquidaEm R$ MMEbitda Ebitda Margin (%)3.1333.8032010 2011 2012 1T1...
32Anexo | Destaques FinanceirosReceita de Serviços a FornecedoresLucro Bruto Margem Bruta (%) Lucro Líquido Margem Líquida...
33Anexo | Destaques FinanceirosCiclo de Caixa e Capital de GiroDias Contas a ReceberDias EstoqueDias FornecedoresCiclo de ...
34Anexo | EndividamentoPerfil da Dívida:Indexador:CDIGarantias :87% Clean(1) Posição de Caixa Líquido.1.5xDez 071.9xDec 08...
35Max Fischer | Diretor Financeiro e de RIBeatriz Diez | Gerente de RIwww.profarma.com.br/riTelefone.: 55 (21) 4009-0276E-...
36
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação apimec 1_t13_

787 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
787
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
505
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação apimec 1_t13_

  1. 1. 1
  2. 2. 2Uma Nova Companhia para um Novo Mercado
  3. 3. 3Profarma | Considerações IniciaisEsta apresentação não constitui uma oferta, convite ou pedido de qualquer forma, para a subscrição ou compra de ações ou qualquer outro instrumentofinanceiro, nem esta apresentação ou qualquer informação aqui contida formam a base de qualquer tipo de contrato ou compromisso.Este material não deve ser entendido como aconselhamento a potenciais investidores. Estas informações não se propõem estarem completas e estãosob a forma de resumo. Nenhuma confiança deveria ser realizada na exatidão das informações aqui presentes e nenhuma representação ou garantia,expressa ou implícita, é feita em relação à exatidão da informação aqui presente.Esta apresentação contém afirmações que podem contemplar previsões futuras e estas são somente previsões, não garantias de performance futura. Osinvestidores são avisados de que tais previsões acerca do futuro estão e serão sujeitas a inúmeros riscos, incertezas e fatores relacionados às operaçõese aos ambientes de negócios da Profarma, tais como: pressões competitivas, a performance da economia brasileira e do setor farmacêutico, mudançasem condições de mercado, entre outros fatores presentes nos documentos divulgados pela Profarma. Tais riscos podem fazer com que os resultados daCompanhia sejam materialmente diferentes de quaisquer resultados futuros expressos ou implícitos em tais afirmações acerca do futuro.Embora a Profarma acredite que as expectativas e premissas contidas nas declarações e informações prospectivas sejam razoáveis e baseadas emdados atualmente disponíveis à sua administração, a Profarma não pode garantir resultados ou acontecimentos futuros. A Profarma isenta-seexpressamente do dever de atualizar qualquer uma das declarações e informações prospectivas.Tratam-se de informações resumidas sem intenção de serem completas, que não devem ser consideradas por investidores potenciais comorecomendação. Esta apresentação é estritamente confidencial e não pode ser divulgada a nenhuma outra pessoa. Não fazemos nenhuma declaraçãonem damos nenhuma garantia quanto à correção, adequação ou abrangência das informações aqui apresentadas, que não devem ser usadas comobase para decisões de investimento.
  4. 4. 4Crescimento de Longo Prazo
  5. 5. 5Profarma | Estratégia de Crescimento de Longo PrazoA estratégia de crescimento de longo prazo da Profarma está fundamentada em 3 principais vetores:VarejoNovos SegmentosExpansão Regional
  6. 6. 6CEPETimelineParanáMinasGerais EspíritoSantoHospitaisSPBahiaDFIPOVacinasMercado CAGR (97-00) = 12% Mercado CAGR (04-10) = 12%K+F(SP)Dimper(RS)GOProdietHospitaisRJCresc. Orgânico / Novas Regiões Novos Segmentos / Produtos Aquisições SelecionadasArpmed1998 19991996 2001 2003 2004 2005 2006 2007 2009 2011 2012Histórico de sucesso comprovado: habilidade única para entrada em novas regiões e segmentos e para realizaraquisições de sucesso.Mercado (11-12) = 17%Casa SabaBrasil2013TamoioProfarma | Principais Eventos
  7. 7. 7Em R$ Milhões1.10220038,4%1.44320049,3%1.72520059,6%1.96820069,6%2.596200711,5%2.940200811,7%3.042200910,9%*3.133201010,2%*3.31720119,2%*3.80320129,2%*Market Share | * Excluindo o efeito dos similaresEvolução da Receita BrutaProfarma | Crescimento em Números
  8. 8. 8Em % Receita BrutaDiversificação – Peso por CategoriaBranded Genéricos Hospitalar + VacinasOTC Especiais67,7%5,7%17,8%55,5%8,7%13,6%7,3%2,6%12,3%2006 20062012 2012Distribuição Farma Novos Segmentos2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012Em R$ Milhões, % Receita Líquida e em DiasEbitda, Margem Ebitda e Ciclo de Caixa52,764,353,465,849,0 48,046,3Ebitda Margem Ebitda (%)Ciclo de Caixa(dias, base trimestral)HPC6,7%2,0%68,180,1 78,7110,774,6 73,04,33,53,93,12,82,692,22,9Profarma | Composição da Receita Bruta, Ebitda e Ciclo de Caixa
  9. 9. 9Dinâmica do Setor
  10. 10. 10% do Mercado Total Em € bilhõesFonte: IMS Health 2010. Fonte: J.P. Morgan6,62,92,51,84,21,92,53,910,44,35,5193023 21 2116243643 423543%57%1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007Valor das Transações # de Transações100%93% 92%72%64% 61% 58%55%39%13%Market Share dos Top 3 Distribuidores Transações de M&A na Distribuição e no Varejo• Países desenvolvidos: processo de consolidação nos últimos 15 anos, atualmente concentrada em poucosplayers.• Este processo proporcionou o desenvolvimento sustentável através de melhores negociações comfornecedores, ganho de escala e sinergia administrativa.Distribuição e Varejo Farmacêutico Mundial | Visão Geral
  11. 11. 11Distribuição e Varejo Farmacêutico Mundial | Principais TendênciasRanking de Distribuidores no MundoDistribuidora Crescimento 11/10 Vendas Margem Ebitda MistoRankingFonte: IMS Health31,2 6,4%1N.A.Forte participação com redes própriasModelo misto: uma realidade mundial, com focos diferentes – Melhores margens emaiores crescimentos foram atingidos pelos distribuidores mais diversificados.264532,9%13,0%-3,0%3,0%4,0%3,0%30,828,8112,0102,680,23,0%2,6%2,1%1,8%1,6%Participação com foco em serviços / franquias
  12. 12. 121996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 20127 8 9 10 11 12 13 14 17 18212326Desempenho das Vendas no Setor Farmacêutico Brasileiro 1996-2012 (R$ bilhões)1997: Crise Asiática1998: Crise Russa1999: Depreciação do Real2000: Estouro da bolha da Internet2001: ArgentinaDefault2002: Crise Pré-Eleiçãode Lula2003-04: 1°s anos demandato Lula2004: EscândaloMensalão2006: Reeleiçãode Lula2008: Crise doSubprimeFonte: IBGE. Farmácia Popular, Health, OMS, IMS, Brazil Central BankMacro Drivers Micro Drivers TimingAumento de RendaEnvelhecimento daPopulaçãoGenéricos Marcas RegionaisMercadoFragmentadoFormalização3643Uma combinação única de elevado crescimento e sólidos fundamentos do setor.50Venda Líquida de DescontosVenda Preço Fábrica30333029Mercado Farmacêutico Brasileiro | Visão Geral
  13. 13. 13A Profarma possui escala, uma plataforma operacional eficiente e capacidade de execução necessários paracriar um dos maiores players mistos de distribuição do Brasil.Fonte: IMS HealthDistribuidora Medicamentos Vacinas Hospitalar Higiene e Beleza Specialties Varejo ServiçosAtacado / Distribuição Mercado Europeu / AmericanoDiversificação | Segmentos de Atuação dos Principais Distribuidores no Brasil            Governo• O segmentos de distribuição de produtos farmacêuticos ainda é muito mais fragmentados do que o observadonos mercados dos Estados Unidos e Europa;• Os principais distribuidores brasileiros ainda não tiveram a necessidade de migrar seus modelos de negóciospara o padrão europeu (modelo misto) ou americano (com serviços).Distribuição no Brasil | Mercado Fragmentado com Oportunidades
  14. 14. 14Varejo no Brasil | Mercado Fragmentado• Varejo ainda muito fragmentado, com ~60 mil drogarias no país. Lojas independentes continuam adesempenhar um papel importante no setor de varejo;• Principais cadeias no Brasil estão se consolidando pela expansão geográfica e ao mesmo tempo cadeiasmédias estão se consolidando regionalmente.Grupos # LojasNomesPrincipais Pontos de Consolidação – Ranking 2012 por FaturamentoFonte: Media publications. IMS Distribution Study.Market ShareOutras RedesIndependentes21,2%48,3%30,5%Top 10 RedesRaiaDrogasilDPSPPague MenosBR PharmaAraújoPanvel*NisseiOnofreExtrafarma *Bom Preço82872255568111529020944177180*Modelo MistoOutras RedesIndependentes4.14757.825
  15. 15. 152011489201255520093334002010Histórico de Crescimento dos Top 4 Players - # Lojas2011776828201220095826882010Vendas(R$ Bilhões)Ebitda(R$ Milhões)Margem Ebitda(%)2011Raia DrogasilPague Menos2011710722201220096506822010DSP Pacheco1Highlights Financeiros – Ranking FaturamentoLucro Líq(R$ Milhões)2011378681201220092212922010Brazil Pharma23 44,7 5,7271,5 151,414,6 3,9172,8 82,222,9 8,1232,2 109,132,6 6,2155,4 95,74Varejo no Brasil | Oportunidade de Consolidação do Varejo
  16. 16. 16Integração Vertical: Modelo Misto no Brasil e no Mundo
  17. 17. 17Modelo Misto | Movimentação Recente nos EUA e UE Seguindo uma Tendência MundialOverview da Transação• Um acordo estratégico de longo prazo, entre três grandes empresas, para a criação de umrelacionamento inovador na cadeia de fornecimento;• Os envolvidos são: AmerisourceBergen (“ABC”) e Walgreens (“WAG”) celebraram um contrato de 10anos, com renovação automática, para distribuição exclusiva dos medicamentos demarca e genéricos da WAG; A ABC passou a fazer parte da Walgreens Boots Alliance Development GmbH(“WBAD”), uma joint venture para compra de genéricos na Suíça; A WAG/AB adquiriu o direito de juntar a participação na ABC (23%).• Com o relacionamento, houve um enorme ganho de eficiência na cadeia de fornecimentoglobal e uma redução dos custos do sistema;• Novas oportunidades de empreendimentos com a WAG e a Alliance Boots (“AB”) nosmercados interno e externo;• A operação está sujeita aos trâmites legais de aprovação pelo órgão regulador.No dia 19 de março, a AmerisourceBergen, a Walgreens e a Alliance Boots anunciaram uma série de contratos queservem de base a um relacionamento estratégico na cadeia de fornecimento.EUA - VarejoEuropa - MistoEUA - Distribuidor
  18. 18. 18Modelo Misto | Movimentações Recentes na América Latina Seguindo a Tendência MundialExemplos de Distribuidores de Produtos Farmacêuticos na América Latina migrando para o Modelo Misto• O Grupo Casa Saba é o maior distribuidor de produtos farmacêuticos do México com US$ 2,8bilhões de receita líquida em 2010;• Atua no segmento de varejo e encerrou 2009 com mais de 160 lojas sob as bandeiras FarmaciasABC e Farmacias Provee de Especialidades (México) e Drogasmil (Brasil);• Em 2010, adquiriu a Farmacias Ahumada AS, se tornando o maior distribuidor misto da AméricaLatina, com uma plataforma de varejo de aproximadamente 1.500 lojas no México, Brasil, Chile ePeru.• A Socofar é um dos três maiores distribuidores de produtos farmacêuticos no Chile;• Possui a maior rede de varejo do país (Farmacias Cruz Verde), com uma plataforma de mais de500 lojas, consolidada após a aquisição da Farmacias Conosur em 2001 (#4 do setor).• A Quimica Suiza, é a maior distribuidora de produtos farmacêuticos no Peru;• Adquiriu em 2011 a Boticas BTL, uma das maiores redes de farmácias do país, totalizando umaplataforma de varejo de mais de 300 lojas.MéxicoChilePeru
  19. 19. 19Modelo Misto | A Realidade Brasileira em MudançaExemplos de Distribuidores de Prods Farm. Brasileiros migrando para o Modelo Misto• Distribuidora Dimed | Regional (Sul); Pioneira modelo misto Brasil;• Panvel Farmácias, 290 lojas;• Em 2011, o grupo apresentou um crescimento de 13,4% da Receita Líquida,um Ebitda de R$ 64,0 milhões e uma margem Ebitda de 4,8%.• Distribuidora Brasil | Regional (MG e MS);• Drogaria São Bento (MT e MS), 76 lojas.• Distribuidora Drogacenter | Regional (SP, MG, GO e RJ);• DrogãoSuper (SP interior e Sul de MG), 50 lojas.• Distribuidora Jorge Batista | Regional (Nordeste);• Drogarias Globo Guararapes e Farmácia Lusitana, totalizando 55 lojas;• Negociações com a Drogaria Ceará (Fortaleza), 20 lojas.• Distribuidor Imifarma | Regional (Norte);• Extrafarma (PA, MA e CE), 180 lojas.
  20. 20. 20Ganhos deEficiência Grande potencial de sinergia entre as áreas de logística, TI, administrativo e tributária. Grande oportunidade de crescimento no varejo; Expansão do mix na distribuição impulsionado pelo varejo; Expansão de serviços aos clientes de distribuição pela experiência no varejo.Aumento dasVendas Poder de barganha igual ao das grandes redes (distribuição + varejo); Maior participação no mercado de genéricos; Participação no mercado de similares.Aumento daMargem BrutaModelo Misto | Principais Vantagens para a ProfarmaA integração vertical traz à Profarma diversas oportunidades de maior criação de valor.
  21. 21. 21Aquisições de Varejo
  22. 22. 22• Aquisição de 100% do capital total da Casa Saba Brasil DrogariasS.A. (Drogasmil / Farmalife) por R$ 87,0 milhões de reais, a serempagos líquidos dos saldos de dívida e caixa;• 100% pago após a aprovação da operação pelo CADE.Overview da Companhia• Duas marcas fortes no mercado: “Drogasmil” e “Farmalife” top 5marcas 2010 no mercado do Rio de Janeiro com posicionamento nasclasses A, B e C;• Posição de liderança no Rio de Janeiro – 2º maior mercado do Brasil,com uma plataforma de 85 Lojas;• Forte presença em shopping centers – ambiente menos competitivo;• Participação relevante no segmento de HPC e dermocosméticos;• Receita Bruta de R$ 332,8 milhões em 2011.Resumo da TransaçãoMarcasProfarma | Visão Geral da Casa Saba Brasil
  23. 23. 23• Marca forte no interior do Rio de Janeiro, com posicionamento nasclasses B, C e D;• Composta por 57 lojas, em 18 municípios do RJ, sendo uma dasredes que mais cresce no interior do estado, apresentando umCAGR de 19,8% entre 2009 e 2012;• Participação relevante no segmento de HPC e dermocosméticos;• Em 2012, registrou receita bruta de R$ 312,3 milhões e margemEbitda de 5,0%.Profarma | Visão Geral da Drogarias TamoioOverview da Companhia Marcas• Aquisição inicial de 50% por meio de aporte primário de R$ 62,3milhões e secundário de R$ 43,1 milhões, em um múltiplo EV/Ebitda(2013E) de 7,5x. Os 50% remanescentes também serão valorizados a7,5x com relação aos 12 meses anteriores à data da aquisição;• 100% pago após a aprovação da operação pelo CADE.Resumo da Transação
  24. 24. 24• 140 lojas no estado do Rio de Janeiro;• Potencial de vendas de R$ 750 milhões;• Presença nas classes A, B, C e D;• Grande conhecimento regional para impulsionar a expansão no estado;• Otimização tributária no Rio de Janeiro;• Maior facilidade na gestão e integração das operações de varejo na estrutura da Profarma.Criação deum NovoPlayer noVarejoProfarma | Plataforma combinada de Varejo
  25. 25. 25Key TakeawaysDistribuição parasetor públicoDistribuição parahospitais, clínicase médicosOportunidades futuras:marca própria efranquiasVarejoDistribuição deprodutos especiaisTop 3distribuidoresnacionaisProfarma | Uma Nova Companhia
  26. 26. 26Performance Financeira
  27. 27. 271T13 % 2011 %Em R$ milhõesReceita LíquidaLucro Bruto +Receita de Serviços a Fornecedores% Receita LíquidaEBITDA% Margem EBITDALucro Líquido% Margem LíquidaDívida LíquidaPatrimônio LíquidoTotal AtivoReceita BrutaDívida Líquida / EbitdaCiclo de Caixa (dias)20121T12Destaques Financeiros | 1T13 e 2012856,695,811,2%18,82,2%6,90,8%236,5568,51.616,9986,3 3,35,915,8(7,0)(27,2)2,614,615,123,526,453,62.809,8287,610,2%73,02,6%26,40,9%118,9532,01.233,13.317,01,651,13.233,1355,311,0%92,22,9%40,61,3%169,3561,11.430,63.802,71,8808,982,810,2%20,22,5%9,51,2%197,2555,01.291,7954,52,454,620,0 42,346,348,0
  28. 28. 28Cobertura de Analistas
  29. 29. 29Companhia Analista Telefone EmailCredit Suisse Marcel Moraes (55 11) 3841-6302 marcel.moraes@credit-suisse.comBanco Fator Daniel Utsch (55 11) 3049-9483 dutsch@bancofator.com.brBTG Pactual João Carlos dos Santos (55 11) 3383-2384 joaocarlos.santos@btgpactual.comJuliana Rozenbaum (55 11) 3073-3040 juliana.rozenbaum@itausecurities.comItaú BBAJavier Martinez de Olcoz (55 11) 3048-6088 javier.martinez.olcoz@morganstanley.comMorgan StanleyAndre Parize (55 11) 5171-5870 andre.parize@votorantimcorretora.com.brVotorantimMerrill Lynch Mauricio Fernandes (55 11) 2188-4236 mauricio.fernandes@baml.comProfarma | Cobertura de Analistas
  30. 30. 30Anexo
  31. 31. 31Anexo | Destaques FinanceirosEm R$ MM e em % Receita LíquidaEm R$ MMEbitda Ebitda Margin (%)3.1333.8032010 2011 2012 1T12 1T1374,692,22,82010 2011 2012 1T12 1T13954,5986,320,2 18,82,23.31773,02,62,9Evolução da Receita Bruta Ebitda e Margem Ebitda2,5
  32. 32. 32Anexo | Destaques FinanceirosReceita de Serviços a FornecedoresLucro Bruto Margem Bruta (%) Lucro Líquido Margem Líquida (%)2010 2011 20121T1340,61T121,31,10,92010 2011 201239,726,430,01T12 1T139,56,90,81,2181,1204,7100,3150,610,211,245,0 58,539.737,811,010,710,2163,7123,937,3Em R$ MM e em % Receita LíquidaEm R$ MM e em % Receita LíquidaLucro Bruto e Receita de Serviços a Fornecedores Lucro Líquido
  33. 33. 33Anexo | Destaques FinanceirosCiclo de Caixa e Capital de GiroDias Contas a ReceberDias EstoqueDias FornecedoresCiclo de Caixa - DiasCapital de Giro % Capital de Giro (sobre Receita Bruta) * Base IFRS1T12* 2T12*4T07 1T08 2T08 3T08 4T08 1T09 2T09 3T09 4T09 1T10 2T10 3T10 4T10 1T11* 2T11* 3T11* 4T11* 3T12* 4T12* 1T13*577,1570,7507,0 507,2 522,519,516,315,918,4 18,1512,417,3490,116,7455,115,7 15,7457,714,8435,4449,514,8510,816,2488,815,7428,413,8442,614,1549,317,5511,216,0511,315,9534,216,1580,915,4509,213,4578,015,154,6 59,150,7 47,449,7 48,945,8 37,164,351,748,636,068,850,747,929,867,249,245,727,761,847,042,527,765,845,949,929,967,942,454,028,558,740,546,528,451,638,438,525,352,741,149,638,064,943,456,234,766,242,245,021,048,843,340,635,149,043,652,046,664,543,959,338,760,439,453,132,056,339,946,129,748,046,048,946,856,148,841,934,546,351,048,252,951,159,547,455,8
  34. 34. 34Anexo | EndividamentoPerfil da Dívida:Indexador:CDIGarantias :87% Clean(1) Posição de Caixa Líquido.1.5xDez 071.9xDec 081.1xDez 09Dez 06(1)1.0xDez 101.4xDez 121.8xLongo PrazoCurto Prazo69%31%Disponibilidade atual de R$ 652 milhões de garantias emduplicatasDez 111.6xDívida Líquida / Ebitda Perfil da Dívida 1T13Mar 132.6x
  35. 35. 35Max Fischer | Diretor Financeiro e de RIBeatriz Diez | Gerente de RIwww.profarma.com.br/riTelefone.: 55 (21) 4009-0276E-mail: ri@profarma.com.brTickerBM&FBOVESPA:AuditoresIndependentes:
  36. 36. 36

×