Comunicacao e informaçao

10.276 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios
1 comentário
4 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
10.276
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
37
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
299
Comentários
1
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Comunicacao e informaçao

  1. 1. COMUNICAÇÃO NA EMPRESA – PORTUGUÊS Disponível em:http://ovigillante.wordpress.com/category/comunicacao-na-organizacao-portugues/
  2. 2. COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL A Comunicação Empresarial é uma das formas de comunicação que compreende o conjunto de métodos, técnicas, recursos e meios pelo qual uma empresa se dirige ao seu público interno (seus funcionários) e ao seu público externo (clientes, fornecedores, acionistas, parceiros, imprensa, sociedade, governos).
  3. 3. COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL <ul><li> As estratégias de comunicação são os sistemas ou modelos elaborados pela empresa para fornecer informações interna e externamente. </li></ul>
  4. 4. COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL <ul><li>COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL: </li></ul><ul><li>Instrumento Estratégico de Gestão. </li></ul><ul><li>UMA VISÃO ESTRATÉGICA: </li></ul><ul><li>A comunicação impulsiona e assessora a administração na conquista de melhores resultados. </li></ul>
  5. 5. Estratégia - significado <ul><li>Estratégia é uma palavra que deriva do grego strategos= general no comando das tropas. </li></ul><ul><li>O seu uso já era comum há cerca de 500 anos a.C. Com o tempo, o significado de strategos foi evoluindo e passou a incluir habilidades gerenciais, além das puramente militares. </li></ul><ul><li>O termo estratégia, com a sua origem no militarismo, tornou-se muito comum nas diversas áreas do mercado. No período que antecedeu Napoleão Bonaparte, estratégia significava arte ou ciência de conduzir forças militares para derrotar o inimigo ou abrandar os resultados da derrota. </li></ul>
  6. 6. Estratégia - significado <ul><li>Ação ou caminho mais adequado a ser executado para alcançar um objetivo ou meta. </li></ul><ul><li>  Deve ser estabelecida por área funcional da organização. </li></ul><ul><li>estratégia corresponde à definição do propósito da organização ou, por outras palavras, representa o conjunto de decisões e ações a adotar pela organização que visam proporcionar aos clientes mais valor que o oferecido pela concorrência. Assim, podemos considerar que um gestor é um bom estratega sempre que possuir uma elevada capacidade para se antecipar aos concorrentes na descoberta de oportunidades geradoras de elevado valor percebido pelo cliente. </li></ul>
  7. 7. COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL <ul><li>VIVEMOS A ERA DA VELOCIDADE, DOS AVANÇOS CIENTÍFICOS E TECNOLÓGICOS, DAS MUDANÇAS DE PARADIGMAS, ALTERAÇÕES NOS COMPORTAMENTOS E COSTUMES, DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. </li></ul><ul><li>DO PROJETO À PRÁTICA, À PRODUÇÃO, NUNCA FOI TÃO RÁPIDO. </li></ul><ul><li>O TRABALHO INTELECTUAL SUPEROU O TRABALHO FÍSICO. </li></ul>
  8. 8. IMAGEM INSTITUCIONAL <ul><li>Patrimônio mais importante da empresa. </li></ul><ul><li>Diante de tantas mudanças, avanços, questionamentos, a comunicação empresarial precisa assumir uma dimensão estratégica, visando consolidar a imagem da empresa, dentro e fora dela. </li></ul><ul><li>  A imagem institucional tem relevância estratégica dentro do nosso mercado na medida que refere-se ao posicionamento da empresa e é o resultado de todas as formas de comunicação feitas pela mesma. </li></ul>
  9. 9. IMAGEM INSTITUCIONAL <ul><li>A comunicação deixa de ser um meio, apenas, passando a ser uma ferramenta estratégica de gestão empresarial. </li></ul><ul><li>A sobrevivência da empresa depende da capacidade de assimilar novas informações, da agilidade em responder aos desafios do mercado, da flexibilidade às mudanças. </li></ul>
  10. 10. IMAGEM INSTITUCIONAL <ul><li>Imagem institucional 
  </li></ul><ul><li>É a imagem que uma empresa/corporação transmite e pela qual é reconhecida pelos seus públicos. </li></ul><ul><li>Numa sociedade como a de hoje em que “uma imagem vale mais que mil palavras” e que estamos expostos a uma enorme quantidade de sensações visuais, a imagem institucional ganha importância fundamental na comunicação empresarial. </li></ul><ul><li>O peso desta imagem já vem sendo medido através do balanço social das empresas e ou mensurado em dólares através de instrumentos como o Top of Mind e outros.  </li></ul>
  11. 11. IMAGEM INSTITUCIONAL <ul><li>A imagem da empresa vem representada pela marca (ícone condensador destes princípios) e também por seu presidente, todos os funcionários, seus produtos e serviços. </li></ul><ul><li>Cuidar desta imagem é normalmente tarefa do Relações Públicas que, através de mecanismos intangíveis mas de práticas bem reais, administra-a, incutindo-lhe valor e presença constante. </li></ul><ul><li>Diante dos formadores de opinião (mídia, governo, consumidores e outros públicos), este profissional procura investir sobre as necessidades secretas que estes possuem, ganhando pontos para a empresa diante deles, mas sempre respeitando a missão e filosofia da mesma, dentro dos princípios da verdade e transparência dos fatos. </li></ul>
  12. 12. VISÃO ESTRATÉGICA <ul><li>SABER PLANEJAR A LONGO PRAZO; </li></ul><ul><li>ANALISAR AS INFLUÊNCIAS E CONDICIONANTES DO PRESENTE; </li></ul><ul><li>AVALIAR OS PONTOS FORTES E A DESENVOLVER DA EMPRESA; </li></ul><ul><li>FAZER PROJEÇÕES PARA POSSÍVEIS CENÁRIOS, EM PERSPECTIVAS DE CURTO, MÉDIO E LONGO PRAZOS. </li></ul>
  13. 13. SUA EXCELÊNCIA, O CLIENTE <ul><li>As organizações perceberam o quanto é importante estarem mais próximas do cliente, que está cada vez mais informado e exigente, consciente de suas reais necessidades e dos seus desejos. Assim, criam instrumentos para garantirem uma comunicação mais eficiente a cada dia. </li></ul>
  14. 14. A COMUNICAÇÃO E A EMPRESA <ul><li>A comunicação tem dado às empresas a sua valiosa contribuição para atingir suas metas, para o alcance de resultados substanciais e duradouros. </li></ul>INFORMAÇÃO: A lei exige que as empresas repassem aos seus clientes todas as informações necessárias sobre os produtos. TRANSPARÊNCIA: Informação clara e correta.
  15. 15. Código de Defesa do Consumidor
Lei nº 8.078, de 11 de setembro de 1990 <ul><li>CAPÍTULO III </li></ul><ul><li>Dos Direitos Básicos do Consumidor </li></ul><ul><li>ART. 6º – São direitos básicos do consumidor: </li></ul><ul><li>I – a proteção da vida, saúde e segurança contra os riscos provocados por práticas no fornecimento de produtos e serviços considerados perigosos ou nocivos; </li></ul><ul><li>II – a educação e divulgação sobre o consumo adequado dos produtos e serviços, asseguradas a liberdade de escolha e a igualdade nas contratações; </li></ul><ul><li>III – a informação adequada e clara sobre os diferentes produtos e serviços, com especificação correta de quantidade, características, composição, qualidade e preço, bem como sobre os riscos que apresentem; </li></ul>
  16. 16. O PORQUÊ DA EMPRESA INVESTIR EM COMUNICAÇÃO <ul><li>SER BEM INFORMADA. </li></ul><ul><li>PARA BEM INFORMAR A OPINIÃO PÚBLICA. </li></ul><ul><li>PARA INFORMAR O SEU PÚBLICO-ALVO. </li></ul>
  17. 17. A COMUNICAÇÃO E A EMPRESA <ul><li>OMBUDSMAN: (Ouvidor de críticas) </li></ul><ul><li>SAC – Serviço de Atendimento ao Cliente. </li></ul><ul><li>COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL - UMA ATRIBUIÇÃO ESTRATÉGICA </li></ul><ul><li>Não é assertivo ter um “Setor” de Comunicação responsável pela comunicação da empresa, apenas. Todos são responsáveis e, por isso, devem se comunicar bem com tudo e com todos. </li></ul>
  18. 18. MODELOS DE GESTÃO E A COMUNICAÇÃO <ul><li>MODELO TAYLORISTA: A empresa se isola em relação à sociedade. </li></ul><ul><li>ESCOLA DE GESTÃO (1960): Surge em lugar do modelo de produção taylorista, dando à comunicação a condição elementar para o sucesso nos negócios, por razões econômicas e gerenciais. </li></ul><ul><li>GETÚLIO VARGAS (1938): Pioneiro no serviço de divulgação à sociedade e à imprensa, embora fosse para divulgar seus atos e obras. </li></ul>
  19. 19. MODELOS DE GESTÃO E A COMUNICAÇÃO <ul><li>ANOS 60: </li></ul><ul><li>Censura: Controle da informação e da liberdade de expressão. DIP – Departamento de Imprensa e propaganda. Inibia ações das empresas. </li></ul>
  20. 20. MODELOS DE GESTÃO E A COMUNICAÇÃO <ul><li>ANOS 70: Despertar das empresas para a comunicação enquanto ferramenta importante. Surgem as Assessorias de Comunicação, mas ainda sob controle da censura. As empresas divulgavam o que queriam e não o que de fato interessava aos trabalhadores, ao povo, ao público-alvo. </li></ul>
  21. 21. MODELOS DE GESTÃO E A COMUNICAÇÃO <ul><li>ANOS 80: Avanço nas áreas de comunicação das empresas. Surgem as Assessorias de Imprensa, Comunicação Interna, Relações Públicas. Nova Constituição Federal, garantindo o direito de todo cidadão à informação. Nasce o Código de Defesa do Consumidor. </li></ul>
  22. 22. MODELOS DE GESTÃO E A COMUNICAÇÃO <ul><li>FINAL DOS ANOS 80: Qualidade Total nas empresas. A comunicação dando conta de orientar a todos os colaboradores sobre os princípios da Qualidade Total. </li></ul><ul><li>SAC – Serviço de Atendimento ao Cliente. Tentativa de OUVIR o cliente. Obter o seu Feedback, fazendo dele um consultor ( gratuito ). </li></ul>
  23. 23. COMUNICAÇÃO NA EMPRESA <ul><li>COMO É DENOMINADA: </li></ul><ul><li>COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL, CORPORATIVA OU INSTITUCIONAL. </li></ul>
  24. 24. O QUE É A COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL <ul><li>Relação da empresa com o seu público interno e externo, com procedimentos e técnicas adequados à comunicação como um todo e à difusão de informações sobre suas situações, resultados, missão, objetivos, metas, projetos, processos, normas, instruções de serviços etc. </li></ul>
  25. 25. DIVISÃO DA COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL <ul><li>Comunicação Interna - direcionada a funcionários e colaboradores diretamente vinculados à empresa. </li></ul><ul><li>Comunicação Externa – relacionada a clientes, consumidores, fornecedores, acionistas, empresas concorrentes, sociedade, mídia, governos, órgãos públicos, escolas , sindicatos etc. </li></ul>
  26. 26. DIVISÃO DA COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL <ul><li>Assessoria de Imprensa – funciona integrada ao processo de comunicação externa da empresa e cuida do fluxo de notícias e informações da empresa para a mídia (jornais, revistas, televisão, rádio, Internet) e o seu relacionamento com jornalistas e públicos formadores de opinião ligados à comunicação social. </li></ul>
  27. 27. DIVISÃO DA COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL <ul><li>Comunicação Interpessoal (Pessoas). </li></ul><ul><li>Comunicação Interfuncional (Setores). </li></ul><ul><li>Comunicação Informal (Rádio Corredor). </li></ul><ul><li>Função Estratégica de Resultados </li></ul><ul><li>(A comunicação ajudando a construir resultados). </li></ul>
  28. 28. O PLANEJAMENTO DA COMUNICAÇÃO NA EMPRESA <ul><li>Com um bom plano de comunicação empresarial, que leve em consideração a realidade cultural e organizacional da empresa, um ambiente de desânimo e desinteresse pode ser transformado em uma realidade dinâmica e participativa. </li></ul>
  29. 29. PLANO DE COMUNICAÇÃO <ul><li>COMO A EMPRESA QUER SER VISTA: </li></ul><ul><li>- Moderna </li></ul><ul><li>- Tradicional </li></ul><ul><li>- Competente </li></ul><ul><li>- Eficiente </li></ul><ul><li>- Competitiva </li></ul><ul><li>- Profissional </li></ul><ul><li>- Produtiva...  </li></ul>
  30. 30. PLANO DE COMUNICAÇÃO <ul><li>QUANDO A EMPRESA QUER SER VISTA: </li></ul><ul><li>- Todo dia </li></ul><ul><li>- Toda semana </li></ul><ul><li>- Uma vez por mês </li></ul><ul><li>- Uma vez por semestre </li></ul><ul><li>- Uma vez por ano </li></ul><ul><li>- Nunca... </li></ul>
  31. 31. PLANO DE COMUNICAÇÃO <ul><li>POR QUEM A EMPRESA ESTÁ SENDO VISTA: </li></ul><ul><li>- Clientes </li></ul><ul><li>- Consumidores </li></ul><ul><li>- Comunidade </li></ul><ul><li>- Concorrentes </li></ul><ul><li>- Jornalistas </li></ul><ul><li>- Funcionários </li></ul><ul><li>- Governo </li></ul>
  32. 32. PLANO DE COMUNICAÇÃO <ul><li>ALGUNS PASSOS: </li></ul><ul><li>- Elaborar diagnóstico da empresa (ouvir colaboradores, chefias, clientes, comunidade, governos; identificar a cultura organizacional). </li></ul><ul><li>- Analisar resultados do diagnóstico (pontos fortes e a desenvolver, política de comunicação, percepção e perspectivas dos colaboradores, chefias, comunidade, governos). </li></ul>
  33. 33. PLANO DE COMUNICAÇÃO <ul><li>- Estabelecer objetivos (transparentes, simples, realistas). </li></ul><ul><li>- Buscar o compromisso de todos, iniciando pelos dirigentes. </li></ul><ul><li>- Gerar orçamentos. </li></ul><ul><li>- Delegar tarefas a todos. </li></ul><ul><li>- Definir meios (orais, escritos, audiovisuais, novas tecnologias). </li></ul>
  34. 34. PARA REFLETIR SEMPRE <ul><li>E QUE O MÍNIMO QUE A GENTE FAÇA SEJA, A CADA MOMENTO, O MELHOR QUE AFINAL SE CONSEGUIU FAZER. </li></ul><ul><li>(Lya Luft) </li></ul>

×