Nbr nm 43 2003 determinação da pasta de consistencia normal

2.767 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.767
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
23
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
82
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Nbr nm 43 2003 determinação da pasta de consistencia normal

  1. 1. NBR NM 43/2003 CIMENTO PORTLAND Determinação da Pasta de Consistência Normal
  2. 2. CIMENTO – PASTA DE CONSISTÊNCIA NORMAL • Calcular a porcentagem de água necessária à obtenção da consistência normal da pasta de cimento; OBJETIVO:
  3. 3. EQUIPAMENTOS: • Aparelho de Vicat; CIMENTO – PASTA DE CONSISTÊNCIA NORMAL
  4. 4. • Balança com precisão de 0,01g; • Misturador mecânico; • Espátulas metálica e de borracha; • Régua metálica; • Copo Becker; • (500 ± 0,1)g de cimento; • Molde tronco cônico e placa de vidro ou metal (conforme esquema); • Relógio / cronômetro; EQUIPAMENTOS: CIMENTO – PASTA DE CONSISTÊNCIA NORMAL
  5. 5. EXECUÇÃO DO ENSAIO: 1. Zerar o aparelho de Vicat a. Descer a haste metálica até a placa de metal; b. Deixar a haste solta e em repouso, de modo que a sonda fique livremente encostada na placa de metal; c. Ajustar o indicador do aparelho no zero da escala; d. Subir a haste e fixá-la através do parafuso específico; 2. Preparar pasta padrão a. Colocar com o auxílio do copo Becker uma quantidade de água na cuba do misturador, medida essa que será determinada por tentativas (ma); b. Adicionar lentamente a massa de cimento (mc = (500 ± 0,5)g); c. Aguardar 30 s; d. Ligar o misturador na velocidade baixa por 30 s; e. Desligar o misturador; f. No espaço de 15 s raspar as paredes da cuba com espátula de borracha; k. Misturar na velocidade alta por 60 s; CIMENTO – PASTA DE CONSISTÊNCIA NORMAL
  6. 6. 3. Encher a forma tronco-cônica a. Colocar o molde sobre a placa base; b. Encher o molde rapidamente, utilizando espátula metálica; c. Rasar o molde com a régua metálica; 4. Colocar a forma tronco-cônica sob o aparelho de Vicat 5. Descer a sonda (haste) até a superfície da pasta (centralizar); 6. Apertar o parafuso fixador da haste; 7. Após 45 s do término da mistura, soltar a haste por 30 s; 8. Efetuar a leitura do indicador; EXECUÇÃO DO ENSAIO: CIMENTO – PASTA DE CONSISTÊNCIA NORMAL
  7. 7. RESULTADO: • A consistência da pasta é considerada normal quando a sonda parar a uma distância de 6 ± 1mm da placa de vidro; • Caso não se obtenha a consistência, limpe a sonda bem como todo o equipamento e refaça o ensaio com outra quantidade de água; *Obs.: • Não é permitido efetuar mais de uma sondagem na mesma pasta. • Não é permitido reaproveitar uma pasta corrigindo sua quantidade de água. CIMENTO – PASTA DE CONSISTÊNCIA NORMAL
  8. 8. • Obtida a pasta de consistência normal e conhecidas a massa de água (ma) e a massa de cimento (mc ) utilizadas, calcular: • A indica a porcentagem de água presente na pasta de consistência normal; RESULTADO: CIMENTO – PASTA DE CONSISTÊNCIA NORMAL

×