Câmara Municipal de Coimbra adquiriu Coleção de
Arte Contemporânea Telo de Morais
O Presidente da Câmara Municipal de Coim...
da segunda metade do século XX e início do XXI. Podendo, assim, considerar-se
como sendo uma verdadeira coleção de arte co...
Recorde-se que a CMC já dispunha da designada Coleção Telo de Morais,
acessível ao público no Museu do Chiado. Esta integr...
Câmara Municipal de Coimbra  adquiriu Coleção de Arte Contemporânea Telo de Morais
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Câmara Municipal de Coimbra adquiriu Coleção de Arte Contemporânea Telo de Morais

229 visualizações

Publicada em

O Presidente da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Manuel Machado, assinou esta sexta-feira, 26 de Dezembro de 2014, o contrato de aquisição da Coleção de Arte Contemporânea Telo de Morais, composta por 257 pinturas, duas esculturas e um tríptico de fotografias. O município irá pagar ao casal Telo de Morais um total de 150 mil euros, por uma coleção que foi avaliada em 605 mil euros, em Agosto de 2013, por um perito externo contratado pela CMC.

Nessa altura, o referido especialista escreveu: “Verifica-se uma coerência e unidade na coleção das peças, pois centra-se apenas em obras de arte portuguesa da segunda metade do século XX e início do XXI. Podendo, assim, considerar-se como sendo uma verdadeira coleção de arte contemporânea portuguesa. (…) A escolha teve também em conta uma sistemática coleção da grande maioria de nomes de artistas que tiveram papel decisivo na evolução da arte dos últimos sessenta anos. (…) Surgem assim obras inusitadas dentro da produção característica de alguns artistas, que poderão vir a ser verdadeiras referências para a história da arte contemporânea portuguesa.”

Entre os autores que constituem a coleção, destaque, entre muitos outros, para nomes como Vieira da Silva, Júlio Resende, Cruzeiro Seixas, Nadir Afonso, Mário Cesariny, António Ramos Rosa, Artur Bual, Júlio Pomar, Manuel Cargaleiro, Vasco Berardo, Paula Rego, Julião Sarmento, Pedro Cabrita Reis, José Pedro Croft, Menez, Jorge Pinheiro, Nikias Skapinakis, Costa Pinheiro, Helena Almeida, Álvaro Lapa, José Guimarães, Eduardo Batarda, Raúl Perez ou Pedro Portugal. Uma das duas esculturas que compõe a coleção é da autoria de Rui Chafes.

Recorde-se que a CMC já dispunha da designada Coleção Telo de Morais, acessível ao público no Museu do Chiado. Esta integra um acervo de pintura e desenho portugueses, escultura sacra, pratas, mobiliário e cerâmica.

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
229
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Câmara Municipal de Coimbra adquiriu Coleção de Arte Contemporânea Telo de Morais

  1. 1. Câmara Municipal de Coimbra adquiriu Coleção de Arte Contemporânea Telo de Morais O Presidente da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Manuel Machado, assinou esta sexta-feira, 26 de Dezembro de 2014, o contrato de aquisição da Coleção de Arte Contemporânea Telo de Morais, composta por 257 pinturas, duas esculturas e um tríptico de fotografias. O município irá pagar ao casal Telo de Morais um total de 150 mil euros, por uma coleção que foi avaliada em 605 mil euros, em Agosto de 2013, por um perito externo contratado pela CMC. Nessa altura, o referido especialista escreveu: “Verifica-se uma coerência e unidade na coleção das peças, pois centra-se apenas em obras de arte portuguesa
  2. 2. da segunda metade do século XX e início do XXI. Podendo, assim, considerar-se como sendo uma verdadeira coleção de arte contemporânea portuguesa. (…) A escolha teve também em conta uma sistemática coleção da grande maioria de nomes de artistas que tiveram papel decisivo na evolução da arte dos últimos sessenta anos. (…) Surgem assim obras inusitadas dentro da produção característica de alguns artistas, que poderão vir a ser verdadeiras referências para a história da arte contemporânea portuguesa.” Entre os autores que constituem a coleção, destaque, entre muitos outros, para nomes como Vieira da Silva, Júlio Resende, Cruzeiro Seixas, Nadir Afonso, Mário Cesariny, António Ramos Rosa, Artur Bual, Júlio Pomar, Manuel Cargaleiro, Vasco Berardo, Paula Rego, Julião Sarmento, Pedro Cabrita Reis, José Pedro Croft, Menez, Jorge Pinheiro, Nikias Skapinakis, Costa Pinheiro, Helena Almeida, Álvaro Lapa, José Guimarães, Eduardo Batarda, Raúl Perez ou Pedro Portugal. Uma das duas esculturas que compõe a coleção é da autoria de Rui Chafes.
  3. 3. Recorde-se que a CMC já dispunha da designada Coleção Telo de Morais, acessível ao público no Museu do Chiado. Esta integra um acervo de pintura e desenho portugueses, escultura sacra, pratas, mobiliário e cerâmica.

×