Unidade 2 1

1.608 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.608
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
736
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Unidade 2 1

  1. 1. 7º Encontro – 2 horas
  2. 2. ra tu ei ite L e el d
  3. 3. Filme: Narradores de Javé Que gêneros aparecem na narrativa? Quem são os narradores? Existe uma relação de poder no filme? Qual é esse poder? Porquê?
  4. 4. ACOMPANHAMENTO DA APRENDIZAGEM DAS CRIANÇAS QUE AINDA NÃO SE APROPRIARAM DO SEA Maio 1.Escreve o próprio nome. 2.Reconhece as letras do alfabeto por seus nomes. 3.Diferencia letras de números e outros símbolos. 4.Utiliza letras na escrita das palavras 5.Escreve palavras estabelecendo algumas correspondências entre letras e seu valor sonoro, mesmo omitindo, mudando a ordem ou trocando letras. 6.Escreve palavras com diferentes estruturas silábicas, atendendo a algumas convenções ortográficas. 7.Lê palavras formadas por diferentes estruturas silábicas 8.Lê textos de gêneros e temáticas familiares em voz alta. 9.Compreende textos de gêneros, temáticas e vocabulário familiares. 10.Produz textos escritos de gênero, temática e vocabulário familiares. 11. Participa de situações produzindo e compreendendo textos orais de gêneros e temas familiares. Sim Parcialmente Não 5 5 3 3 19 56 76 115 106 119 81
  5. 5. Formar 6 grupos de 4 pessoas Desenvolver uma sequência de atividades pensando em inter venções para que seu aluno avance. 1. Leitura de textos de gêneros e temáticas familiares em voz alta. 2. Compreensão de textos de gêneros, temáticas e vocabulário familiares. 3. Produção de textos de gêneros, temáticas e vocabulário familiares. Socialização das atividades elaboradas nos grupos.
  6. 6.      Aprofundar os conhecimentos sobre a concepção de alfabetização na perspectiva do letramento; Conhecer os recursos didáticos distribuídos pelo Ministério da Educação (livros didáticos e obras complementares aprovados no PNLD; livros do PNBE e PNBE Especial; jogos didáticos distribuídos pelo MEC) e planejar situações didáticas em que tais materiais sejam usados; planejar o ensino na alfabetização, analisando e criando propostas de organização de rotinas da alfabetização na perspectiva do letramento; Criar um ambiente alfabetizador, que favoreça a aprendizagem das crianças; Compreender a importância da literatura nos anos iniciais do Ensino Fundamental e planejar situações de uso de obras literárias em sala de aula.
  7. 7.  Planejamento no ciclo de alfabetização: Objetivos e estratégias para o ensino relativo ao componente curricular – LÍNGUA PORTUGUESA.  Obser var no texto as relações sobre o sistema de escrita e produção textual, leitura e linguagem oral.
  8. 8. * FORMAR GRUPOS DE 4 PESSOAS E REALIZAR A DISCUSSÃO PAUTADA NAS QUESTÕES A SEGUIR:
  9. 9. GRUPO 1: * A impor tância do planejamento para o ensino dos eixos do componente curricular Língua Por tuguesa está inserida na perspectiva de que esta é uma atividade que antecede a um ato intencional (Leal 2010).Tendo esta perspectiva dentro do planejamento, como lidar com as atividades de improvisação no dia a dia? Como você flexibiliza o seu planejamento?
  10. 10. GRUPO 2 No eixo da análise linguística, é preciso considerar as atividades voltadas para o que queremos ensinar sobre o sistema de escrita alfabética ( como se organiza esse sistema), levando em conta os conhecimentos que foram construídos pelos estudantes e como eles se apropriam desses conhecimentos. Pensado nisto, como adequar atividades que consideram o alfabetizar letrando integrado aos conceitos de consciência fonológica? Como isto aparece na sua prática?
  11. 11. GRUPO 3: No eixo da leitura entende-se que a criança adquiri habilidade de ler para aprender a fazer algo, aprender assuntos do seu interesse, informar-se sobre algum tema e ler por prazer. Sendo assim, a leitura é um item essencial para a apropriação do SEA. Como ocorre a avaliação desse eixo na sua prática pedagógica, envolvendo a compreensão, inferência e a própria fluência?
  12. 12. GRUPO 4: Para os autores, ao adentrar no mundo da produção de texto, a criança opera-se com a língua de um modo diferenciado, fazendo-a objeto de atenção e manipulação. O contexto de produção, tal como propõem vários autores, determina não apenas o que dizemos sobre o mundo, mas o que escolhemos para dizer. Como ocorrem as ar ticulações das produções textuais de seus alunos? Como é realizada a relação entre interlocutor e receptor? De qual forma o gênero aparece nessas situações?
  13. 13. GRUPO 5: As autoras Leal, Brandão e Lima, quando se referem à oralidade, a classificam em quatro categorias: valorização dos textos de tradição oral, oralização do texto escrito, relações entre fala e escrita (reflexões sobre a variação linguística e interseção entre a fala escrita em diferentes espaços sociais) e a produção e compreensão de gêneros orais. Também colocam que a prevalência nos livros didáticos é de propostas informais sobre o uso da oralidade, não há planejamento, realização e avaliação de uso de gêneros formais. Par tindo dessa análise, como propor atividades em sala de aula que valorizem a oralidade de uma forma ampla e atinja todas as categorias? Dê exemplos de como essa prática pode ser introduzida na sua realidade.
  14. 14. TAREFA PARA CASA O professor como Leitura e reflexão sobre o texto: mediador das leitura literárias. Ana Arlinda de Oliveira. Coleção Explorando o Ensino, vol. 20 p. 41. ENTREGAR DIA 24/06 , as questões sobre o texto baseadas em uma reflexão sobre a sua prática pedagógica. (Entregar digitado).

×