Belo Horizonte, 11 de Maio de 2009
                                             Meu nome é Bianca. Na minha casa moram: eu...
Barracos da Cidade e Morte e Luta
“Nos barracos da cidade
Ninguém mais tem ilusão,
No poder da autoridade
De tomar a decis...
Jornal Letras do Baú
Jornal Letras do Baú
Jornal Letras do Baú
Jornal Letras do Baú
Jornal Letras do Baú
Jornal Letras do Baú
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jornal Letras do Baú

1.264 visualizações

Publicada em

1ª Edição do Jornal Letras do Baú - Projeto Anne Frank Viva - Escola Municial Anne Frank (Belo Horizonte, MG)

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.264
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
17
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal Letras do Baú

  1. 1. Belo Horizonte, 11 de Maio de 2009 Meu nome é Bianca. Na minha casa moram: eu, minha mãe, minha avó, meu tio, minha tia, meu primo. Meu sonho é ser professora. Bianca Teixeira de Melo- 8 anos Olá, Eu estou aqui para falar do que eu sinto pela escola “Anne Frank” e acho que vou começar pela própria menina “Anne Frank”. Eu acho a Anne Frank uma guerreira por si só, pois ela lutou pela vida e também acho ela uma heroína. E agora, mudando de assunto, eu vou falar um pouco da escola, eu adoro o ensino da escola. Eu também gosto dos funcionários, incluindo professores, diretores, coordenadores, etc. A escola Anne Frank foi uma das primeiras escolas onde eu estudei. A primeira não, a segunda. É por isso que eu considero a escola uma heroína por ter o nome “Anne Frank”. Beijo. Vanessa Oliveira de Azevedo Taynara Silva Magalhães, 10 anos Como Anne Frank escreveu seu diário, eu também vou escrever o meu. Em 2007, eu Anne Frank fui para uma festa de aniversário e Anne Frank era uma menina muito bonita brinquei com meus amigos. Fui para a rua e estudiosa. Ela anotava o que brincar de esconde-esconde, mas um moço acontecia pela cidade, ela estava tinha passado cimento no chão e ninguém escondida no anexo e quando eles viu. Eu fui procurar as meninas, escorreguei descobriram, ela e a irmã Margô e quebrei o braço. Na hora deu um galo morreram de tifo. enorme na testa. Foi assim que aconteceu!!! Assinado: Kênia Franciele Reis- 8 anos Que vergonha! Ainda bem que passou. Jennifer Tália Bitencourt- 8 anos O Diário de Anne Frank Anne Frank fez aniversário e ganhou um diário. Ela ficava escondida no porão. Era ditadura, e por ser judia, ela não podia sair. Marcos Philipe Pelinsari- 8 anos
  2. 2. Barracos da Cidade e Morte e Luta “Nos barracos da cidade Ninguém mais tem ilusão, No poder da autoridade De tomar a decisão ... Se pode não faz questão ... Enfrentar o tubarão ... Já seria a solução”. Gente estúpida, Gente que não faz nada Só faz questão De ver pessoas morrerem Esse verso bem bonito Carla Melo Teixeira Ouvi só uma vez 10 Anos E nunca mais esquecerei Quase morri, Fazendo força pra viver Eu gostaria de ajudar todo mundo da Mas consegui. 1ª série, mas não posso. Sou só uma Por isso estou aqui, menina de 7 anos. Contando para vocês Assinado: Geovana Gonçalves dos Essa terrível história Santos- 7 anos Que marcou a minha vida E nunca mais esquecerei. Priscila Pereira dos Santos – 11 anos Querida Anne Frank, Eu quero ser como a Anne Frank. Anne Frank foi uma menina muito corajosa e eu sou uma menina que luta pelo seu sonho. Betiane Reis Porto para Anne Frank- 8 anos Taís Eduarda Durões 10 Anos Belo Horizonte, 19 de maio de 2009 Querido Baú, Tenho 9 anos e estudo na Escola Municipal Anne Frank, na sala 16. Gostaria de lhe dizer que aprendemos muito sobre a vida de Anne Frank, mas não conseguimos descobrir quem denunciou as pessoas que estavam se escondendo dos nazistas no anexo. Caso você saiba quem foi, nos conte, pois nossa turma gostaria muito de saber. Um grande abraço, Natália e todos os alunos da turma 16. Raiane Aguiar de Souza, 10 anos

×