<ul><li>O pai ama seus filhos. Ele vai ao encontro de um e do outro com amor. Espera vê-los juntos, como irmãos, ao redor ...
<ul><li>Eu afastei-me, como o filho mais novo; eu fiquei rancoroso como o filho mais velho.  </li></ul>UM AMOR DE PREDILEÇ...
<ul><li>Mas, agora, diante da revelação do AMOR do PAI,  compreendo que  era Deus que andava a minha procura.   </li></ul>...
<ul><li>O Pai diz-me:  </li></ul><ul><li>&quot;tu és o meu filho muito amado&quot; .  </li></ul><ul><li>É a voz que fala a...
O que mais receio é não ser bem-vindo! É mesmo neste ponto o cerne da batalha espiritual: deixarei prevalecer a força das ...
<ul><li>Como amado, posso lutar, consolar e animar, sem receio de ser rejeitado e sem necessidade de afirmação.  </li></ul...
Porque é que  Jesus acolhe os  pecadores e come  com eles? Porque Ele é o Bom Pastor que vai à procura da ovelha perdida. ...
<ul><li>Em Jesus, é o Pai que continua a procurar os filhos perdidos. Por estranho que pareça, Deus deseja encontrar-Se co...
Não seria bom aumentar a alegria de Deus, deixando-O encontrar-me e levar-me para casa, festejando com os anjos o meu regr...
O DEUS DA ALEGRIA E DA FESTA <ul><li>É verdade, não estou habituado a imaginar Deus a dar uma grande festa. Isso parece-me...
<ul><li>Deus alegra-se porque um dos seus filhos perdidos foi encontrado.  </li></ul><ul><li>Ao que, como filho mais velho...
<ul><li>Infelizmente, não estou habituado a alegrar-me com coisas tão pequenas e escondidas.  </li></ul><ul><li>Habituei-m...
<ul><li>Sim, bem sei que nem toda a gente se converteu, que a paz não chegou ainda a todas as partes, que não se acabou co...
<ul><li>Contudo, posso optar pela vida, mesmo se as forças de morte parecem mais barulhentas. Posso optar pela verdade, me...
<ul><li>A alegria não nega a tristeza, mas o amor transforma-a numa terra fértil para cultivar mais alegria.  </li></ul>O ...
A ALEGRIA DE JESUS  NA CASA DO PAI <ul><li>Jesus viveu com alegria na Casa do Pai:  &quot;Tudo o que pertence ao Pai també...
<ul><li>Tal como Jesus, também eu posso viver a alegria de Deus.  </li></ul><ul><li>Continuarei a sentir-me tentado pela t...
<ul><li>Mas, se acreditar no AMOR,  </li></ul><ul><li>se acreditar, de verdade,  que o Pai me acolheu na sua CASA, que me ...
<ul><li>A misericórdia de Deus não é só para me mostrar o que Deus sente por mim, ou para me perdoar os pecados e oferecer...
<ul><li>Agora percebo que Pai é aquela pessoa que, melhor de outras, me ajuda a compreender qual é a minha verdadeira voca...
<ul><li>Quer que tu sejas o filho mais novo, quer  sejas o filho mais velho, lembra-te:  </li></ul><ul><li>a tua vocação é...
Os dois filhos que estão dentro de mim podem transformar-se, pouco a pouco, no Pai misericordioso e assim realizar o desej...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

4 Lc 15 O CoraçãO De Deus

1.506 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo, Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.506
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
19
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
18
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

4 Lc 15 O CoraçãO De Deus

  1. 1. <ul><li>O pai ama seus filhos. Ele vai ao encontro de um e do outro com amor. Espera vê-los juntos, como irmãos, ao redor da mesma mesa. </li></ul><ul><li>Embora sejam diferentes, quer que sintam que pertencem à mesma casa e que são filhos do mesmo pai. </li></ul>O coração de Deus
  2. 2. <ul><li>Eu afastei-me, como o filho mais novo; eu fiquei rancoroso como o filho mais velho. </li></ul>UM AMOR DE PREDILEÇÃO <ul><li>Mas, Deus ama-me com um amor ilimitado e incondicional ! </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Mas, agora, diante da revelação do AMOR do PAI, compreendo que era Deus que andava a minha procura. </li></ul>DEIXAR QUE DEUS ME AME <ul><li>Ao longo de toda a minha vida tenho lutado por encontrar Deus, por conhecer Deus, por amar a Deus. </li></ul><ul><li>A questão não é &quot;Como vou amar a Deus?&quot;, mas sim: &quot;Como vou deixar-me amar por Deus?&quot;. </li></ul><ul><li>Desde há muito, Deus está à minha procura, tentando encontrar-me e desejando levar-me para casa. </li></ul><ul><li>A questão não é &quot;como hei-de encontrar a Deus?&quot;, mas &quot;como hei-de deixar que Deus me encontre?&quot;. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>O Pai diz-me: </li></ul><ul><li>&quot;tu és o meu filho muito amado&quot; . </li></ul><ul><li>É a voz que fala a todos os filhos de Deus. </li></ul><ul><li>É a voz do Amor que fala desde a eternidade e que dá vida e amor em abundância sempre, onde quer que seja escutada. </li></ul>
  5. 5. O que mais receio é não ser bem-vindo! É mesmo neste ponto o cerne da batalha espiritual: deixarei prevalecer a força das trevas ou terei a capacidade de confiar Naquele que me chama «filho amado»? A parábola do Pai misericordioso diz-me: «acredita que és bem-vindo»! O Pai deseja que a sua casa seja a minha casa e a sua alegria que seja também a minha. O Príncipe das Trevas diz-me: «a tua vida é um erro, não há lugar para ti» e todas as vezes que me deixo arrastar por ele caio numa depressão auto-destrutiva . Quero desmascarar esta grande mentira e acreditar, de acordo com a verdade, que serei bem-vindo, muito bem-vindo!
  6. 6. <ul><li>Como amado, posso lutar, consolar e animar, sem receio de ser rejeitado e sem necessidade de afirmação. </li></ul><ul><li>Posso até sofrer perseguição sem sentir desejos de vingança; posso tudo, pois tenho a certeza de que o amor é mais forte que a morte. </li></ul><ul><li>Como filho amado sou livre para receber, livre para amar, livre até para morrer. </li></ul>
  7. 7. Porque é que Jesus acolhe os pecadores e come com eles? Porque Ele é o Bom Pastor que vai à procura da ovelha perdida. TU ÉS O DEUS QUE ME PROCURA
  8. 8. <ul><li>Em Jesus, é o Pai que continua a procurar os filhos perdidos. Por estranho que pareça, Deus deseja encontrar-Se contigo, mais do que tu desejas encontrar-te com Ele. </li></ul>A parábola da moeda perdida e reencontrada <ul><li>É Ele que abandona a casa e, sem fazer caso da sua dignidade, corre pela rua fora para te abraças, como fez para com o filho perdido. </li></ul><ul><li>Não quer saber de desculpas e promessas de emendas, só quer conduzir-te à mesa da festa, para ti, magnificamente preparada. </li></ul>Alegrai-vos comigo, porque encontrei a moeda perdida . Digo-vos: Assim há alegria entre os anjos de Deus por um só pecador que se converte. (Lc 15,9)
  9. 9. Não seria bom aumentar a alegria de Deus, deixando-O encontrar-me e levar-me para casa, festejando com os anjos o meu regresso? Não seria maravilhoso fazer Deus sorrir, dando-Lhe a oportunidade de me encontrar e de me amar generosamente?
  10. 10. O DEUS DA ALEGRIA E DA FESTA <ul><li>É verdade, não estou habituado a imaginar Deus a dar uma grande festa. Isso parece-me uma contradição com a seriedade e a solenidade que sempre lhe atribuí. </li></ul><ul><li>Mas Jesus descreve o Reino de Deus como um banquete de núpcias. Os convites foram dados, mas muitos não fizeram caso. Andavam demasiado ocupados com os seus negócios (Mt 22,4). </li></ul>«Hoje veio a salvação a esta casa, por este ser também filho de Abraão; pois, o Filho do Homem veio procurar e salvar o que estava perdido.» (Lc 19,9-10)
  11. 11. <ul><li>Deus alegra-se porque um dos seus filhos perdidos foi encontrado. </li></ul><ul><li>Ao que, como filho mais velho, sou chamado a unir-me à Sua alegria. </li></ul>UMA FESTA POR CADA PECADOR QUE SE CONVERTE <ul><li>É a alegria de Deus, não a alegria do mundo. </li></ul><ul><li>É a alegria do amor: a alegria do Pai diante de um filho que regressa à casa, lutando contra todas as forças destrutivas, e contra a desolação e angústia do mundo. </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Infelizmente, não estou habituado a alegrar-me com coisas tão pequenas e escondidas. </li></ul><ul><li>Habituei-me a conviver com a tristeza e já não tenho os ouvidos sensibilizados para a alegria, nem os olhos para ver a felicidade que Deus produz nos recantos mais remotos do mundo. </li></ul><ul><li>No entanto, Deus entrega-se totalmente à alegria por um filho ter voltado. Tenho de apreender a ser como Ele. </li></ul><ul><li>Quero, como Ele, captar a alegria, lá aonde se encontra. </li></ul>HÁ MAIS ALEGRIA EM DEUS POR UM SÓ PECADOR QUE SE CONVERTE
  13. 13. <ul><li>Sim, bem sei que nem toda a gente se converteu, que a paz não chegou ainda a todas as partes, que não se acabou com a tristeza, </li></ul>ALEGRAR-ME COM DEUS <ul><li>mas vejo pessoas que regressam e voltam a regressar à casa; oiço vozes que rezam; noto momentos de perdão e sou testemunha de muitos sinais de esperança. </li></ul><ul><li>Quero saudar cada pequeno sinal de esperança e de amor e alegrar-me porque o Reino de Deus está próximo. </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Contudo, posso optar pela vida, mesmo se as forças de morte parecem mais barulhentas. Posso optar pela verdade, mesmo que esteja rodeado de mentira. </li></ul>Quero OPTAR PELA VIDA <ul><li>Se optar pelo amor, pela Vida, encontrarei a minha própria alegria! </li></ul><ul><li>A alegria não nega as tristezas, convive com elas. Há sinais de desprezo e dor; há muitas feridas a curar, mas se optar por descobrir a alegria no meio do sofrimento, a vida transforma-se-á numa festa. </li></ul><ul><li>Tenho tanta tendência para me impressionar com a tristeza que já não conto com a alegria que se manifesta em moldes muitos pequenos, mas autênticos. </li></ul>
  15. 15. <ul><li>A alegria não nega a tristeza, mas o amor transforma-a numa terra fértil para cultivar mais alegria. </li></ul>O CAMINHO DOS PEQUENOS GESTOS DE AMOR <ul><li>Deus alegra-se com o simples regresso de um pecador arrependido. Um facto que, estatisticamente, não é relevante! </li></ul><ul><li>Na perspectiva de Deus, um acto oculto de arrependimento , um pequeno gesto de generosidade, um momento de verdadeiro perdão é suficiente para Se erguer do trono, correr  ao encontro do filho e encher o Céu com brados de alegria divina. </li></ul>
  16. 16. A ALEGRIA DE JESUS NA CASA DO PAI <ul><li>Jesus viveu com alegria na Casa do Pai: &quot;Tudo o que pertence ao Pai também é meu&quot; (Jo 16,15). Uma alegria sem limites. </li></ul><ul><li>Uma alegria que não anula a tristeza. Para o mundo, alegria e tristeza excluem-se: onde há alegria não pode haver tristeza e onde há tristeza não pode haver alegria. </li></ul><ul><li>Jesus ensina que a verdadeira felicidade consiste no amor … Ele viveu o amor até morrer, viveu tristezas e alegrias, mas viveu tudo em Deus, confiando no Pai, sem nunca se separar dEle. </li></ul>
  17. 17. <ul><li>Tal como Jesus, também eu posso viver a alegria de Deus. </li></ul><ul><li>Continuarei a sentir-me tentado pela tristeza, pela melancolia, pelo mau humor, pensamentos sombrios, especulações malsãs e vagas de depressão… e muitas vezes permito que esses sentimentos abafem a alegria de estar na casa do Pai. </li></ul>
  18. 18. <ul><li>Mas, se acreditar no AMOR, </li></ul><ul><li>se acreditar, de verdade, que o Pai me acolheu na sua CASA, que me vestiu de uma túnica nupcial, que me pôs um anel ao dedos e umas sandálias aos pés, </li></ul><ul><li>então, não terei medo de tirar a máscara da tristeza e abater os muros do orgulho, pois quero viver como Jesus, como Filho Amado do Pai. </li></ul>
  19. 19. <ul><li>A misericórdia de Deus não é só para me mostrar o que Deus sente por mim, ou para me perdoar os pecados e oferecer-me uma nova vida e muita felicidade, </li></ul>Sede misericordiosos como o Pai é misericordioso&quot; (Lc 6,36) <ul><li>mas, também, para me convidar a ser como Deus: a ser misericordioso para com os outros, como Ele o é para comigo! </li></ul><ul><li>É este o preceito mais radical de Jesus. </li></ul>
  20. 20. <ul><li>Agora percebo que Pai é aquela pessoa que, melhor de outras, me ajuda a compreender qual é a minha verdadeira vocação. </li></ul><ul><li>Procurei a felicidade nos amigos, no meu cônjuge, nos filhos, nos colegas de trabalho … implorei o seu afecto; supliquei que me apreciassem, que me aceitassem, que me valorizassem … </li></ul><ul><li>Mas agora, meditando no Amor do Pai, sei que chegou a hora de assumir a minha verdadeira vocação: ser como o Pai, amar como Ele ama. </li></ul><ul><li>Como o Pai, quero abrir os braços e acolher amorosamente os filhos que regressam, meus irmãos, sem lhes pedir explicações e sem lhes pedir nada em troca». </li></ul>
  21. 21. <ul><li>Quer que tu sejas o filho mais novo, quer sejas o filho mais velho, lembra-te: </li></ul><ul><li>a tua vocação é AMAR; isto é, oferecer aos outros a mesma compaixão que Ele te oferece. </li></ul>Ser pai e mãe
  22. 22. Os dois filhos que estão dentro de mim podem transformar-se, pouco a pouco, no Pai misericordioso e assim realizar o desejo mais profundo do meu coração inquieto. Pois a maior alegria consiste em abrir os braços e abençoar os filhos recém chegados. Chamado a ser pai e mãe, como Deus é FIM

×