Apresentaçao rn

192 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
192
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentaçao rn

  1. 1. RELATO DO PROCESSO DE ELABORAÇÃO DO PLANOS ESTADUAIS DE CULTURA Estado: RNIII SEMINARIO DE PLANOS ESTADUAIS DE CULTURA Florianópolis, 11-12-13/março/2013
  2. 2. Equipe• Danielle C. V. de Brito (Coordenadora)• Josenilton Tavares (Analista)• Ivanira Ribeiro E Joana D’Arc (Articuladoras)• Grupos Técnicos – Forúns Regionais.
  3. 3. Instâncias de participação• Fórum Estadual – 1 reunião com 75 pessoas• Conferências Regionais – 6 com 500 pessoas• 4 Fóruns Territoriais – 8 reuniões com aproximadamente 300• Seminários – 8 seminários com os grupos técnicos• Reuniões com GTs (04) – 23 reuniões - Outros atores: Forum Potiguar de Cultura, Rede Potiguar de Teatro, Compor (Cooperativa dos Músicos do RN) e Rede Artes Visuais.
  4. 4. Resumo quantitativoDIRETRIZES 5OBJETIVOS 11DESAFIOS 10OPORTUNIDADES 7ESTRATÉGIAS 25AÇÕES 66METAS 66
  5. 5. DIRETRIZES1. Implementar programas de ação para promoção, fomento e salvaguarda do patrimônio cultural potiguar;2. Promover a fruição e acesso à arte e cultura potiguar;3. Implementar política de financiamento direto e indireto àcultura;4. Estabelecer programas de ações que alie cultura aodesenvolvimento do Estado;5. Conhecer e Reconhecer o patrimônio cultural dos municípiospotiguares.
  6. 6. OBJETIVOS1. Implementar o Plano Estadual de Cultura, válido para os próximos 10 anos, comrevisão prevista a cada 4 anos;2. Manter as estratégias, ações e metas estabelecidas no plano, garantindo ser oinstrumento de planejamento estadual;3. Ampliar o acesso e fruição aos bens e equipamentos culturais;4. Proteger, reconhecer e valorizar a diversidade étnica, regional e cultural potiguar;5. Proteger e promover o patrimônio histórico e artístico, material e imaterial;6. Promover o direito à memória por meio dos museus, arquivos e coleções;7. Promover o desenvolvimento sustentável da economia da cultura, o mercadointerno, o consumo cultural e a exportação de bens, serviços e conteúdos culturaisnorteriograndense;8. Reconhecer os saberes, conhecimentos e expressões das culturas popularestradicionais e os direitos de seus detentores;9. Qualificar a gestão na área cultural dos setores público e privado;10. Descentralizar a implementação das políticas públicas da cultura;11. Consolidar a gestão participativa e compartilhada na formulação das politicasculturais.
  7. 7. DESAFIOS1. Criação do Sistema Estadual de Cultura e a adesão de todosos municípios do Rio Grande do Norte;2. Ampliar a formação e capacitação de gestores culturais;3. Democratização e descentralização dos recursos do estado;4. Ampliar a politica de circulação de bens e serviços culturais;5. Ações de politica de conservação e manutenção dosequipamentos públicos;6. Ampliação das ações de cultura setorial para todo o territóriopotiguar7. Garantias para a conservação e manutenção do patrimôniocultural potiguar, principalmente no que se diz respeito aopatrimônio arqueológico;8. Descentralizar as ações da política cultural.9. Ampliação de ações conjuntas com o turismo, a saúde, aeducação e a cultura.10. Ampliar o acesso as bibliotecas públicas do estado.
  8. 8. OPORTUNIDADES1. O Estado do Rio Grande do Norte é conhecido pelo seu grande potencialturístico, essa uma indústria “limpa”, sustentável. E aqui é um dos pilares daeconomia potiguar. Esse potencial turístico deve ser aliado à economia dacultura, que pode promover um maior desenvolvimento sócio-econômico doestado.2. Manifestações de grupos tradicionais de cultura, já que esse setor culturalestá presente em quase 70% dos municípios do estado.3. Sua extensão territorial por ser pequena, possibilita a circulação de bens eserviços culturais.4. A descentralização administrativa, tendo como início as Casas de Culturapresentes em 29 municípios.5. A proximidade com a Europa e África, facilita intercâmbios e circulação dosbens culturais com o exterior.6. Rico patrimônio arqueológico e histórico a ser explorado.7. Setores culturais organizados pela sociedade civil.
  9. 9. ` DETALHAMENTO – Da gestão 1. Promover a qualificação de gestores culturais. AÇÕES METAS 1.1. Ofertar cursos graduação e pós- 1.1.1 Um curso de graduação e pós- graduação na universidade estadual, graduação implantados. fortalecendo a demanda cultural do Estado. 1.2. Cursos técnicos e oficinas de 1.2.1. Um curso técnico capacitação para gestores de cultura e profissionalizante para as linguagens cadeia produtiva. artísticas e quatro oficinas de capacitação anual. 1.3.Promover o desenvolvimento das 1.3.1 Quatro oficinas itinerantes de práticas criativas por meio do incentivo econômica criativa e ao empreendedorismo e economia empreendedorismo cultural por ano. criativa.
  10. 10. DETALHAMENTO – Do acesso e fomento 2. Manter e adequar os equipamentos públicos de cultura,` garantindo o acesso aos bens, serviços, produtos e equipamentos culturais. AÇÕES METAS . 2.1. Adequar os equipamentos de 2.1.1. 100% dos equipamentos cultura do Estado, que proporcione o existentes adaptados em até dez anos. acesso irrestrito aos usuários. 2.2. Implantar e implementar o 2.2.1. Em até cinco anos, trinta calendário de circulação de bens, chamadas públicas convocadas. serviços e produtos culturais, através de chamadas públicas. 2.3. Possibilitar a seleção e participação 2.3.1. Duas chamadas públicas por ano dos artistas locais em programas, que contemplem as categorias projetos e atividades realizados pelo artísticas. Estado, através de chamada pública.
  11. 11. ` PRÓXIMOS PASSOS . ATIVIDADE DATAS 1. CONSULTA PÚBLICA MARÇO 2013 2. ADEQUAÇÕES DO TEXTO À ABRIL 2013 CONSULTA PÚBLICA 3.SEMINÁRIO DE VALIDAÇÃO DO MAIO DE 2013 PLANO E MINUTA DA LEI, PARA ENCAMINHAMENTO À ASSEMBLÉIA.

×