Escalas arpejos modos_celso_gomes

1.535 visualizações

Publicada em

1 comentário
5 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.535
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
192
Comentários
1
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Escalas arpejos modos_celso_gomes

  1. 1. PARA GUITARRA © GUITAR ZONE - Todos os direitos reservados.
  2. 2. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 2 SOBRE O AUTOR CCeellssoo GGoommeess (Celso Augusto dos Santos Gomes) Guitarrista e Violonista, iniciou seus estudos em violão erudito na escola de música Maestro Marcelo Pompeu de Campanha-MG e no Conservatório Estadual de Música de Varginha – MG. Tocou em várias bandas de heavy, rock, baile e acompanhou também artistas na região do Sul de Minas. É Bacharel em guitarra pela Faculdade de Artes Alcântara Machado - FAAM-UniFMU (São Paulo-SP), onde foi orientado pelos professores de guitarra Marcelo Gomes (Grupo Terra Brasil) e Paulo Tiné (Também professor da Faculdade Santa Marcelina- SP), na faculdade estudou dentre outras, as matérias de contraponto, harmonia (com Marisa Ramires), linguagem instrumental e improvisação (arranjo), prática de conjunto e percepção. Concluiu o curso de Licenciatura em música - habilitação em guitarra por meio de complementação pedagógica pela Universidade do Vale do Rio Verde (UninCor - Três Corações-MG). É Pós-Graduado em psicopedagogia pela Universidade Castelo Branco (RJ)/ IESD (PR), onde desenvolveu um trabalho na área de pedagogia da guitarra. É professor de guitarra e violão desde 1995 e trabalhou na Escola Consonante de Música (Três Corações-MG), no Estúdio Meyer Escola de Música em São Paulo, e atualmente é professor de Música popular e folclórica, prática de conjunto (com ênfase em improvisação) e guitarra no 1o e 2o graus no Conservatório Estadual de Música de Varginha onde implantou o curso de guitarra em 1999 além de ministrar aulas particulares. Atualmente faz parte dos quartetos instrumentais JAZZMIN e ARROIO, ambas de Jazz, música brasileira e fusion; e está em pré-produção de seu novo CD – Brazuca.
  3. 3. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 3 ÍNDICE GRADE _____________________________________________________________ 6 INTRODUÇÃO _______________________________________________________ 7 ESCALA MAIOR DIATÔNICA ___________________________________________ 8 ESCALA MENOR DIATÔNICA __________________________________________ 10 MENOR HARMÔNICA ________________________________________________ 12 MENOR MELÓDICA _________________________________________________ 14 PENTATÔNICA MAIOR _______________________________________________ 16 PENTATÔNICA MENOR_______________________________________________ 17 PENTATÔNICA MENOR SEIS __________________________________________ 18 PENTATÔNICA MAIOR SETE __________________________________________ 19 DIMINUTA__________________________________________________________ 20 DOM DIM __________________________________________________________ 21 HEXAFÔNICA _______________________________________________________ 22 ESCALA CROMÁTICA ________________________________________________ 23 ARPEJO MAIOR _____________________________________________________ 24 ARPEJO MENOR ____________________________________________________ 25 ARPEJO MAIOR COM 5a AUM. _________________________________________ 26 ARPEJO MENOR COM 5ª DIM. _________________________________________ 27 ARPEJO MAIOR COM 7a MAIOR ________________________________________ 28 ARPEJO MAIOR COM 7a MENOR _______________________________________ 29 ARPEJO MENOR COM 7a MENOR ______________________________________ 30 ARPEJO MEIO DIMINUTO _____________________________________________ 31 ARPEJO DIMINUTO __________________________________________________ 32 ARPEJO MAIOR COM 7a MAIOR E 5a AUM. _______________________________ 33 ARPEJO MAIOR COM 7a MENOR E 5a AUM. ______________________________ 34 ARPEJO MENOR COM 7a MAIOR _______________________________________ 35 MODO JÔNIO _______________________________________________________ 36 MODO DÓRICO _____________________________________________________ 37 MODO FRÍGIO ______________________________________________________ 38 MODO LÍDIO________________________________________________________ 39 MODO MIXOLÍDIO ___________________________________________________ 40 MODO EÓLIO _______________________________________________________ 41 MODO LÓCRIO______________________________________________________ 42 MODO MIXOLÍDIO (b9,b13) ____________________________________________ 43 MODO MIXOLÍDIO (b13) ______________________________________________ 44 MODO MIXOLÍDIO (#11) ______________________________________________ 45 SUPER LÓCRIO (ALTERADA) __________________________________________ 46 BIBLIOGRAFIA ______________________________________________________ 47
  4. 4. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 4 GRADE Neste livro usaremos a grade para representar as escalas, modos e arpejos. Este é um sistema de notação que simboliza a imagem do braço da guitarra. Existem diversas formas de abordar esta representação, porém neste livro, usaremos este sistema da seguinte maneira: Como se a guitarra estivesse em suas mãos, como você olha para ela.
  5. 5. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 5 INTRODUÇÃO Este trabalho foi desenvolvido, a princípio, para a aplicação nos cursos de guitarra do Conservatório Estadual de Varginha, do Estúdio Meyer Escola de Música em São Paulo e nas aulas particulares que ministro. Neste trabalho foram compilados as principais escalas, arpejos e modos com suas digitações mais utilizadas, por guitarristas e violonistas de jazz, música brasileira, fusion, rock, dentre outros estilos. O conhecimento destes elementos proporciona uma maior intimidade com o braço da guitarra ou violão, principalmente no que diz respeito à improvisação e performance. Libere seus limites e preconceitos. Pesquise em livros, CD’s, faça aulas, estude teoria, harmonia, troque idéias com amigos, tire músicas de ouvido e pratique, pratique e pratique. Porém não se esqueça, divirta-se, isto torna tudo mais eficaz. CELSO GOMES (CELSO AUGUSTO DOS SANTOS GOMES) Contatos: (35) 9113-5356 (Varginha- MG) E-mail: celsinhogomes@hotmail.com Visite o site: www.celsogomes.com.br
  6. 6. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 6 Escala maior diatônica É uma série de sons ascendentes ou descendentes na qual o último será a repetição do primeiro, uma oitava acima ou abaixo. Tem semitons entre o III e o IV graus e entre o VII e o I graus. E tom entre os demais graus. Os números romanos indicam os graus da escala. Digitações em 5 regiões 1. 2. 3. 4. 5. - tônica (nota que dá nome a escala)
  7. 7. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 7 Digitações em 7 regiões(3 notas por corda) 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. - tônica (nota que dá nome a escala)
  8. 8. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 8 Escala Menor Diatônica (menor antiga, menor natural, diatônica menor ou eólio) É idêntica a escala maior tendo o VI grau como tônica (nota que dá nome a escala). Tem semitons entre o II e o III graus e entre o V e o VI graus. E tom entre os demais graus. Como as escalas de Do maior e Lá menor têm as mesmas notas, podemos dizer que estas escalas são relativas. Digitações em 5 regiões 1. 2. 3. 4. 5. - tônica (nota que dá nome a escala)
  9. 9. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 9 Digitações em 7 regiões(3 notas por corda) 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7.
  10. 10. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 10 Menor Harmônica É idêntica a escala menor natural, porém com o bVII grau aumentado em um semitom, formando assim semitom entre o VII(sensível) com o I e um intervalo de um tom e meio entre o bVI e o VII. Digitações em 5 regiões 1. 2. 3. 4. 5. - tônica (nota que dá nome a escala)
  11. 11. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 11 Digitações em 7 regiões(3 notas por corda) 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. - tônica (nota que dá nome a escala)
  12. 12. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 12 Menor melódica (Real) É idêntica a escala menor harmônica, porém com o bVI grau aumentado em um semitom, eliminando assim o intervalo de um tom e meio entre o bVI e o VII. Esta escala sobe e desce da mesma forma. Também chamada de escala menor melódica bachiana ou ainda de Jazz menor melódica. Digitações em 5 regiões 1. 2. 3. 4. 5. - tônica (nota que dá nome a escala)
  13. 13. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 13 Digitações em 7 regiões(3 notas por corda) 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. - tônica (nota que dá nome a escala)
  14. 14. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 14 Pentatônica Maior Tem as mesmas notas da escala maior, porém sem o IV e o VII grau. Ou seja em Do maior (do, ré ,mi, sol, lá), sem o fá e o si. São formadas pela disposição intervalar: tom, tom, tom e ½, tom, tom e ½. Aplicação- Podemos aplica-la no I, IV, e V graus do campo harmônico maior. 1. 2. 3. 4. 5. - tônica (nota que dá nome a escala)
  15. 15. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 15 Pentatônica Menor Tem as mesmas notas da escala menor diatônica, porém sem o II e o VI grau. Ou seja em Lá menor (lá, do, ré, mi, sol), sem o ré e o fá. São formadas pela disposição intervalar: tom e ½, tom, tom, tom e ½, tom. Aplicação- Podemos aplica-la no II, III, e VI graus do campo harmônico maior. 1. 2. 3. 4. 5. - tônica (nota que dá nome a escala)
  16. 16. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 16 Pentatônica Menor Seis Tem as mesmas notas da escala dórica, porém sem o II e o VII grau. Ou seja em Lá dórico (lá, do, ré, mi, fá#), sem o si e o sol. São formadas pela disposição intervalar: tom e ½, tom, tom, tom, tom e ½,. Aplicação- Podemos aplica-la no II grau do campo harmônico maior. 1. 2. 3. 4. 5. - tônica (nota que dá nome a escala)
  17. 17. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 17 Pentatônica Maior Sete Tem as mesmas notas da escala pentatônica de Am porém com a terça maior no lugar da terça menor. São formadas pela disposição intervalar: 2 tons, tom, tom, tom e ½, tom. Aplicação- Podemos aplica-la no V grau do campo harmônico maior. 1. 2. 3. 4. 5. - tônica (nota que dá nome a escala)
  18. 18. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 18 Escala Diminuta É construída pela sucessão de tom e semitom. Formando assim uma escala simétrica. Sendo assim, enarmônicamente, existem apenas três escalas diminutas a de Do (que tem as mesmas notas da escala diminuta de Mib, Solb, A), a de Réb (que tem as mesmas notas da escala diminuta de Mi, Sol, Sib) e a de Ré (que tem as mesmas notas da escala diminuta de Fá, Sol#, Si). Aplicação- Podemos aplica-la sobre os acordes diminutos com sétima diminuta. 1. 2. 3. - Notas que podem ser a tônica da escala diminuta/ notas do arpejo diminuto(7dim).
  19. 19. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 19 Escala dom dim Tem as mesmas notas da escala diminuta, porém com a segunda nota como tônica. O que faz com que sua construção seja pela sucessão de semitom e tom. Formando assim uma escala simétrica. Sendo assim, enarmônicamente, existem apenas três escalas dom dim a de Do (que tem as mesmas notas da escala dom dim de Mib, Solb, A), a de Réb (que tem as mesmas notas da escala dom dim de Mi, Sol, Sib) e a de Ré (que tem as mesmas notas da escala dom dim de Fá, Sol#, Si). Aplicação- Podemos aplica-la sobre os acordes dominantes ou seja acordes maiores com sétima menor(b9,#11,13). 1. 2. 3. - Notas que podem ser a tônica da escala dom dim.
  20. 20. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 20 Escala Hexafônica ou Tons Inteiros É construída apenas com intervalos de tom. Formando assim uma escala simétrica. Sendo assim, enarmônicamente, existem apenas duas escalas hexafônicas; a de Do (que tem as mesmas notas da escala diminuta de Ré, Mi, Fá#, Sol#, Lá#), a de Do# (que tem as mesmas notas da escala diminuta de Ré#, Fá, Sol, Lá, Si). Aplicação- Podemos aplica-la sobre acordes maiores com sétima menor e quinta aumentada (9,#11). 1. 2. - Todas as notas podem ser a tônica da escala Hexafônica (tons inteiros).
  21. 21. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 21 Escala Cromática A escala cromática contém todos as notas do sistema temperado, então esta escala é construída com intervalos de semitom. 1. 2. 3. Obs.: Aqui abordamos a escala cromática atual maior, pois existem várias concepções teóricas de escala cromática (Ex.: clássica, atonal e enarmônica).
  22. 22. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 22 ARPEJO MAIOR (Tríade maior) F – Fundamental (nota que dá nome ao arpejo)
  23. 23. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 23 ARPEJO MENOR (Tríade menor) F – Fundamental (nota que dá nome ao arpejo)
  24. 24. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 24 ARPEJO MAIOR COM QUINTA AUMENTADA (Tríade aumentada) F – Fundamental (nota que dá nome ao arpejo)
  25. 25. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 25 ARPEJO MENOR COM 5A DIMINUTA (Tríade diminuta) Ex.Cm(b5) F – Fundamental (nota que dá nome ao arpejo)
  26. 26. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 26 ARPEJO MAIOR COM 7M Ex.C7M F – Fundamental (nota que dá nome ao arpejo)
  27. 27. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 27 ARPEJO MAIOR COM 7(MENOR) Ex.C7 F – Fundamental (nota que dá nome ao arpejo)
  28. 28. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 28 ARPEJO MENOR COM 7 MENOR Ex.Cm7 F – Fundamental (nota que dá nome ao arpejo)
  29. 29. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 29 ARPEJO MEIO DIMINUTO (MENOR COM 7A MENOR E 5A DIMINUTA) Ex.Cm7(b5) F – Fundamental (nota que dá nome ao arpejo)
  30. 30. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 30 ARPEJO DIMINUTO (MENOR COM 7A DIMINUTA E 5A DIMINUTA) Ex.C o F – Fundamental (nota que dá nome ao arpejo)
  31. 31. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 31 ARPEJO MAIOR COM 7A MAIOR E 5A AUMEMTADA Ex.C7M(#5) F – Fundamental (nota que dá nome ao arpejo)
  32. 32. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 32 ARPEJO MAIOR COM 7A MENOR E 5A AUMENTADA Ex.C7(#5) F – Fundamental (nota que dá nome ao arpejo)
  33. 33. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 33 ARPEJO MENOR COM 7 MAIOR Ex.Cm7M F – Fundamental (nota que dá nome ao arpejo)
  34. 34. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 34 JÔNIO Ex.: C 1. 2. 3. 4. 5. - tônica (nota que dá nome ao modo) Estrutura intervalar: T 9M 3M 11J 5j 6M 7M A D A E A D A Obs.: As notas marcadas com um “E” são evitadas (avoid notes). As notas marcadas com um “D” são dissonâncias (tensões). As notas marcadas com um “A” são notas do acorde.
  35. 35. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 35 DÓRICO Ex.: D 1. 2. 3. 4. 5. - tônica (nota que dá nome ao modo) Estrutura intervalar: T 9M 3m 11J 5j 6M 7m A D A D A D A Obs.: As notas marcadas com um “E” são evitadas (avoid notes). As notas marcadas com um “D” são dissonâncias (tensões). As notas marcadas com um “A” são notas do acorde.
  36. 36. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 36 FRÍGIO Ex.: E 1. 2. 3. 4. 5. - tônica (nota que dá nome ao modo) Estrutura intervalar: T 9m 3m 11J 5j 6m 7m A E A D A E A Obs.: As notas marcadas com um “E” são evitadas (avoid notes). As notas marcadas com um “D” são dissonâncias (tensões). As notas marcadas com um “A” são notas do acorde.
  37. 37. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 37 LÍDIO Ex.: F 1. 2. 3. 4. 5. - tônica (nota que dá nome ao modo) Estrutura intervalar: T 9M 3M 11A 5j 6M 7M A D A D A D A Obs.: As notas marcadas com um “E” são evitadas (avoid notes). As notas marcadas com um “D” são dissonâncias (tensões). As notas marcadas com um “A” são notas do acorde.
  38. 38. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 38 MIXOLÍDIO Ex.: G 1. 2. 3. 4. 5. - tônica (nota que dá nome ao modo) Estrutura intervalar: T 9M 3M 4J 5J 6M 7m A D A E A D A Obs.: As notas marcadas com um “E” são evitadas (avoid notes). As notas marcadas com um “D” são dissonâncias (tensões). As notas marcadas com um “A” são notas do acorde.
  39. 39. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 39 EÓLIO Ex.: A 1. 2. 3. 4. 5. - Tônica (nota que dá nome a escala) Estrutura intervalar: T 9M 3m 11J 5d 6m 7m A E A D A E A Obs.: As notas marcadas com um “E” são evitadas (avoid notes). As notas marcadas com um “D” são dissonâncias (tensões). As notas marcadas com um “A” são notas do acorde.
  40. 40. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 40 LÓCRIO Ex.: B 1. 2. 3. 4. 5. - tônica (nota que dá nome ao modo) Estrutura intervalar: T 9m 3m 11J 5d 6m 7m A E A D A D A Obs.: As notas marcadas com um “E” são evitadas (avoid notes). As notas marcadas com um “D” são dissonâncias (tensões). As notas marcadas com um “A” são notas do acorde.
  41. 41. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 41 MIXOLÍDIO (b9,b13) Ex.: E7 1. 2. 3. 4. 5. - Tônica (nota que dá nome ao modo) Estrutura intervalar: T 9m 3M 11J 5J 13m 7m A D A E A D A Obs.: As notas marcadas com um “E” são evitadas (avoid notes). As notas marcadas com um “D” são dissonâncias (tensões). As notas marcadas com um “A” são notas do acorde.
  42. 42. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 42 MIXOLÍDIO(b13) Ex.: E7 1. 2. 3. 4. 5. - Tônica (nota que dá nome a escala) Estrutura intervalar: T 9M 3M 11J 5J 13m 7m A D A E A D A Obs.: As notas marcadas com um “E” são evitadas (avoid notes). As notas marcadas com um “D” são dissonâncias (tensões). As notas marcadas com um “A” são notas do acorde.
  43. 43. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 43 MIXOLÍDIO(#4) Ex.: G7 1. 2. 3. 4. 5. - Tônica (nota que dá nome ao modo) Estrutura intervalar: T 9M 3M 4A 5J 13M 7m A D A D A D A Obs.: As notas marcadas com um “E” são evitadas (avoid notes). As notas marcadas com um “D” são dissonâncias (tensões). As notas marcadas com um “A” são notas do acorde.
  44. 44. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 44 ALTERADA (SUPERLÓCRIO) Ex.: G#7 (Alt) 1. 2. 3. 4. 5. - Tônica (nota que dá nome a escala) Estrutura intervalar: T 9m 9A 3M 5d 5A 7m A D D A A&D A&D A Obs.: As notas marcadas com um “E” são evitadas (avoid notes). As notas marcadas com um “D” são dissonâncias (tensões). As notas marcadas com um “A” são notas do acorde.
  45. 45. - ESCALAS ARPEJOS & MODOS - CELSO GOMES - www.celsogomes.com.br - 45 BIBLIOGRAFIA ARDANUY, Eduardo. et al. Convenções 1. São Paulo: IG&T, 1994. CHEDIACK, Almir. Harmonia & Improvisação. Rio de Janeiro: Lumiar Editora, 1986. FARIA, Nelson. Escalas,Arpejos e acordes. Rio de Janeiro: Lumiar Editora, 1998. GAMBALE, Frank. Improvisation Mad Easier. Miami: Manhattan Music, 1997. GOMES. Celso A. S. Cadernos do Curso de Guitarra do Curso de Bacharalado da FAAM. São Paulo: Manuscritos. 1999-2003. MELLO, Mozart. Apostila de Apoio. São Paulo: Manuscritos, 1994. _______. Apostila da Vídeo Aula – Guitarra Fusion. São Paulo: Manuscrito, 1994. PASS, Joe. Joe Pass Guitar Style, Waner Bros. Publications. SWANWICK, Keith. Ensinando Música Musicalmente. São Paulo: Moderna, 2003.

×