Psicologia Criminal

3.886 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.886
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
79
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Psicologia Criminal

  1. 1. Um Mundo de CrimePsicologia Criminal/ForenseDisciplina: PsicologiaDocente: Prof. Manuela MarquesAutores: Ana Filipa Alves nº3Débora Ferreira nº7João Artur Andrade nº1212ºDNovembro de 20121
  2. 2.  Introdução-------------------------------------------------------Página 3 O que é a psicologia criminal/ forense?---------------------Página 4 O que é a psicologia clinica?----------------------------------Página 5 O que é/o que faz um psicólogo criminal ?------------------Página 6 O que é/o que faz um psicólogo clinico?---------------------Página 7 Psicologia criminal aplicada aos adolescentes--------------Página 8 Psicologia criminal- Portugal vs. EUA-----------------------Página 9 Perguntas realizadas a duas psicólogas ----------------------Página 10 Perguntas realizadas a duas psicólogas (continuação)------Página 11 Caso de psicologia criminal/forense---------------------------Página 12 Conclusão----------------------------------------------------------Página 13 Bibliografia/Netgrafia--------------------------------------------Página 142
  3. 3. Este trabalho tem como objetivo esclarecer algumas dúvidas referentes aomundo da psicologia , com destaque à criminal, suportado por diversasopiniões e maneiras de atuar, na perspectiva de diferentes especialistas.3
  4. 4. Psicologia criminal é um ramo da psicologia ao serviço do direito e dajustiça, que analisa racionalmente e empiricamente o comportamentocriminoso. Estuda o crime e todos os protagonistas que estão relacionadoscom o ato e a transgressão. Procura identificar as causas e os mecanismosque desencadeiam esses comportamentos.4
  5. 5. Psicologia Clínica é uma área da psicologia aplicada que tem como finalidadea prevenção, diagnóstico e tratamento de pessoas. Intervém principalmentea nível da saúde mental. Está relacionada com o sofrimento, as dificuldadescomportamentais e perturbações psicológicas.O seu objetivo é diagnosticar e curar o problema, e o método clínicoutilizado é a “entrevista”.5
  6. 6. O psicólogo criminal é um profissional que estuda os comportamentos epensamentos dos criminosos.Tem como funções apoiar técnicos na formação do corpo policial e guardasprisionais, no sentido de estes aprenderem a gerir conflitos e incidentesdentro dos estabelecimentos prisionais. Faz também o diagnóstico dorecluso com perturbações comportamentais, avalia a forma como sãotratados no instituto prisional., e avalia também as falsas memórias dosdepoimentos de testemunhas.Testemunha em tribunal, e presta apoio a vitimas de violência doméstica, abusos sexuais e outro tipo de violência.6
  7. 7. O psicólogo clínico é um profissional de psicologia que trabalha na áreada saúde mental. A sua formação permite-lhe fazer psicoterapia, psicologiaanalítica, entre outras.Tem como objetivo, compreender e ajudar o individuo no processo de lidare de se ajustar a situações desagradáveis e a acontecimentos que lheprovoquem sofrimento.Apoia também o individuo na elaboração de estratégias para ultrapassar asituação de crise emocional.7
  8. 8. Se estivermos perante um criminoso adolescente, é levada a cabo umaintervenção psicológica no sentido da reinserção social, gerando percursossociais mais ajustados para que não volte a cometer crimes.8
  9. 9. Quanto aos Estado Unidos e aquilo que vemos na série CSI, nem tudo é comoparece, apesar de nos EUA os psicólogos criminais intervirem em áreas nasquais em Portugal ainda não intervém, são raros os que fazem umainvestigação criminal. São uma raridade psicólogos criminais/forenses atrabalhar em laboratórios, sendo por isso na maior parte das vezes, tal comoem Portugal, os próprios policias a fazer a recolha de provas.9
  10. 10. - Qual o papel de um psicólogo clínico num caso de psicologia criminal?“Pode fazer varias coisas: em primeiro lugar pode fazer o perfilneuropsicologico do criminoso, avaliar a sua personalidade, a sua redesocial, etc.Depois, há também a parte das vítimas, da intervenção com vitimasde violência doméstica, violação, uma vez que tudo isto entra na esfera dapsicologia criminal.”- Quais são para ti os grande desafios da psicologia ?“É uma pergunta muito geral, mas nomeadamente o maior desafio dapsicologia enquanto profissão em ciência é a definição do que é o atopsicológico. Ou seja, delimitar bem aquilo que é da exclusivaresponsabilidade do psicólogo e não dos outros profissionais.A avaliação psicológica, por exemplo, é um exemplo fulcral de um ato que sóo psicólogo deveria fazer, mas que por vezes também é feita por umenfermeiro, por não haver legislação que o contradiga .”10
  11. 11. - Métodos utilizados na psicologia criminal e em que casos?A psicologia criminal atua de várias formas: fazer relatórios de avaliação aocriminoso quando pedidos pelo tribunal, saber se um acusado é ou nãoinimputável ( se estava na posse das suas capacidades mentais quandocometeu o crime), fazer acompanhamento nas prisões e centros educativos /corretivos para menores, a avaliação psicológica e intervenção com vitimase agressores, em casos de violação, abuso sexual de menores, maus tratosinfantis e regulação do poder paternal.- A psicologia criminal em Portugal ?A psicologia criminal, é uma área relativamente recente no nosso país. Podeser encontrada em tribunais, no Instituto Nacional de Medicina Legal, emestabelecimentos prisionais, centros de apoio à vitima ou ao criminoso, nasegurança social, etc.Podem também delinear perfis de criminosos e trabalhar em investigaçãocriminal no Instituto Superior de Polícia Judiciária e CiênciasForenses, onde recebem formação para ser inspetores.11
  12. 12. O caso que vamos apresentar , é tao conhecido Serial Kyller de Santa CombaDão.Link de acesso ao caso:12
  13. 13. Após a realização deste trabalho, ficámos mais esclarecidos sobre apsicologia, especialmente a criminal. Adquirimos conhecimento à cerca dosmétodos de trabalho dos profissionais; de todos os constituintes no processode um crime forense; esclarecemos as condições de trabalho destes mesmosprofissionais e as áreas onde intervêm.13
  14. 14. 14
  15. 15. “A psicologia nunca poderá dizer a verdade sobre aloucura, pois é a loucura que detém a verdade dapsicologia.”Michel Foucault15

×