Carta aberta ao governador aperj

373 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
373
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Carta aberta ao governador aperj

  1. 1. Sr. Governador Pezão, Srs. Deputados Estaduais, A Perícia Oficial do Rio de Janeiro, através de sua associação de classe - APERJ - vem repudiar a proposta pelo Governo do Estado, apresentada hoje, dia 17/06/2014, na reunião com o SINDPOL. Em resumo, a proposta oficial dispõe: a) Majoração dos índices de Escalonamento Vertical, apenas para os cargos de Inspetor de Polícia e Oficial de Cartório Policial. b) Concessão da Gratificação de Atividade Técnico- Científica de Nível Superior apenas aos Papiloscopistas Policiais. (Projeto de Lei que já foi encaminhado à ALERJ, para votação na próxima semana).
  2. 2. c) Incorporação da Gratificação Delegacia Legal (R$850,00) aos vencimentos base de todos os cargos, tendo por parâmetro de incorporação o cargo de Inspetor de Polícia/Oficial de Cartório Policial classe Comissário de Polícia, em sete parcelas (Janeiro de 2015, Janeiro de 2016, Janeiro de 2017, Janeiro de 2018, Janeiro de 2019, Janeiro de 2020 e Janeiro de 2021) sem reposição inflacionária anual (Projeto de lei será encaminhado amanhã à ALERJ, para votação na semana que vem). Esta proposta viola as promessas que o Sr. Governador fez durante a reunião da qual a Presidente da APERJ participou, onde foi reconhecida a importância da Polícia Técnico-Científica e a urgente necessidade de restruturação das instalações, da modernização dos equipamentos, da contratação de novos Peritos e do investimento em pesquisa na área pericial. Não é crível que um estado rico como o nosso deixe a Perícia Oficial relegada a segundo plano, e agora, através desta proposta, mostre completo descaso pelos profissionais que desempenham tão nobre trabalho, a despeito da total falta de condições. Encaminho uma única foto que mostra a falta de condições do laboratório de química, onde o Perito permanece por 24 horas inalando gazes tóxicos por falta de sistema de exaustão.
  3. 3. Espero sinceramente que tudo ora exposto sensibilize o Sr. Governador e os Srs. Deputados Estaduais, de modo que a proposta seja reanalisada e atenda os anseios da Classe de Peritos Oficiais do Estado do Rio de Janeiro. Att, Denise Rivera / Presidente da APERJ FOTO DO LABORATÓRIO DO SPQ/ICCE

×