Ketchup Scarlatto

2.836 visualizações

Publicada em

Apresentação do resultado da pesquisa feita com alunos do Centro Universitário Newton Paiva sobre o hábito de consumo de ketchup.

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.836
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ketchup Scarlatto

  1. 1. Integrantes<br />Bruno Pimentel<br />Daniele Loschiavo<br />Dione Petterson<br />Gabriela Barbosa<br />Lorran Coelho<br />Markellen Bonatto<br />Pedro Godoy<br />PESQUISA QUANTITATIVA E QUALITATIVA:O consumo de ketchup pelos universitários<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  2. 2. Estrutura da Apresentação<br />Tipos de Pesquisa<br />Objetivos<br />Problema da Pesquisa<br />Resultados das Pesquisas<br />Análise do Grupo de Foco<br />Conclusão<br />Campanha Criada<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  3. 3. Tipos de Pesquisa<br />Realizamos a pesquisa quantitativa para ter um conhecimento geral das preferências dos universitários. Foi feito também uma qualitativa, para ter um conhecimento específico e detalhado acerca dos gostos e opiniões sobre as marcas de ketchup líderes do mercado.<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  4. 4. Pesquisa Quantitativa<br />Na pesquisa quantitativa foi distribuído um questionário de 11 perguntas para 50 estudantes no Centro Universitário Newton Paiva, que foram tabulados com dados percentuais, na condição de mensurar os dados obtidos e idealizar inicialmente um ketchup ideal.<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  5. 5. Pesquisa Quantitativa<br />O complemento é indispensável em todas as opções propostas, mas sanduíches e afins têm uma certa preferência.<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  6. 6. Pesquisa Quantitativa<br />O fator primordial que faz com que os estudantes adicionem ketchup nos alimentos é o sabor. Nenhum utiliza o complemento para diminuir o teor de sal das refeições relativamente salgadas.<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  7. 7. Pesquisa Quantitativa<br />O Ketchup Tradicional é preferencia pela maioria das amostras.<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  8. 8. Pesquisa Quantitativa<br />Levando em conta a praticidade, preferem a embalagem de Frasco.<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  9. 9. Pesquisa Quantitativa<br />A quantidade disponível no sachê não atende às necessidades de consumo.<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  10. 10. Pesquisa Quantitativa<br />A maioria experimentaria marcas novas.<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  11. 11. Pesquisa Quantitativa<br />A disponibilidade nos pontos de venda faz com que migrem entre as marcas.<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  12. 12. Pesquisa Quantitativa<br />O aspecto da cor interfere definitivamente na escolha da marca.<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  13. 13. Pesquisa Quantitativa<br />A maioria não deixa de consumir algo devido à falta de ketchup.<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  14. 14. Pesquisa Quantitativa<br />Opinião dos acadêmicos, o ketchup combina com maionese e mostarda mutuamente.<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  15. 15. Pesquisa Quantitativa<br />Hellmann’s é o preferido pela maioria dentre as outras marcas.<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  16. 16. Pesquisa Quantitativa<br />Dentre os 58 internautas que responderam a enquete, 43% preferem Hellmann’s. Ao contrário do questionário impresso, Heinz e Arisco empataram<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  17. 17. Pesquisa Qualitativa<br />A pesquisa qualitativa teve a função de avaliar se os 11 universitários saberiam distinguir os sabores das marcas propostas em relação à que julga ser a predileta e de consumo constante e descobrir o que os leva para migrar entre elas. <br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  18. 18. Pesquisa Qualitativa<br />As perguntas que desencadearam o processo foram:<br />Em que, em sua opinião, o ketchup é indispensável?<br />Por que você adiciona ketchup nos alimentos?<br />Qual tipo prefere, tradicional ou picante? Por quê?<br />Levando em conta a praticidade, você prefere o ketchup em qual embalagem (sache ou frasco)?<br />A quantidade disponível em um sache atende às suas necessidades? Por quê?<br />Você experimentaria marcas novas? Por quê?<br />O que o leva a migrar entre as marcas de ketchup? Por quê?<br />Você já deixou de comer algo devido à falta de ketchup?<br />O aspecto da cor influencia na escolha de um determinado ketchup? Por quê?<br />O formato da embalagem influencia na compra? Por quê?<br />Na hora de fazer a compra do produto, como é feita a escolha?<br />O ketchup sempre é relacionado na lista de compra, como caráter primordial como feijão e arroz?<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  19. 19. Pesquisa Qualitativa<br />As etapas da pesquisa foram:<br />Fazer as perguntas para cada universitário sobre preferências, hábitos de compras e consumo.<br />Fazer um “Top of Mind” para saber qual é a marca mais lembrada.<br />Realizar a degustação por meio de um teste cego, utilizando as marcas Heinz, Hellmman’s Tradicional e Picante, Arisco e Chef Du Bom (Marca oferecida pela lanchonete da faculdade).<br />Avaliar os produtos degustados.<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  20. 20. Pesquisa Qualitativa<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  21. 21. Problemas de Pesquisa<br />Quais são as características e utilidades de um ketchup que fazem com que uma marca seja preferencia dos consumidores?<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  22. 22. Objetivos Gerais<br /><ul><li>Obter informações necessárias da predileção dos consumidores e o porquê da escolha da marca, análisando todos os dados baseados das amostras e criar uma marca com a condição de ser de preferencia pública. </li></ul>Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  23. 23. Objetivos Específicos<br />Análisar as preferencias de Ketchup com os resultados das pesquisas.<br />Verificar se as embalagens e cor dos produtos inflenciam na compra.<br />Avaliar se a distribuição de produtos no P.D.V e os Preços, induzem o consumidor a migrar para outras marcas.<br />Produzir um ketchup ideal por meio dos dados mensurados.<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  24. 24. Análise do Grupo de Foco<br />Preferem o ketchup de Frasco, o de Sachê não satisfazem as necessidades dos entrevistados;<br />Formato de embalagem e cor influencia na escolha;<br />O Ketchup é o melhor acompanhamento para massas;<br />Não sabem distinguir a diferença entre tradicional e picante;<br />A cor do Ketchup interfere na escolha do produto.<br />“Jamais Compraria um Ketchup com a embalagem toda azul”<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  25. 25. Análise do Grupo de Foco<br />Top of Mind<br />Marca mais lembrada: Hellmann’s<br />Apesar de ser preferência entre as amostras, não sabem escrever de forma correta a Marca.<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  26. 26. Análise do Grupo de Foco<br />Top of Mind<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  27. 27. Conclusão<br />Com o resultado final das pesquisas pudemos concluir que houveram divergências entre a quantitativa e a qualitativa, quando muitos afirmaram que experimentaria novas marcas e Ketchup é melhor acompanhado com sanduiches e afins, enquanto no grupo de foco mencionaram que não migrariam de marca e preferem o produto em massas.<br />Hellmann’s é a primeira marca a ser lembrada, porém não foi a preferida no teste cego. Para a surpresa dos participantes, a marca preferida foi a Heinz, a qual não veicula propagandas no Brasil.<br />A vantagem da pesquisa qualitativa em relação à quantitativa é o fato de a opinião do consumidor estar presente ao produto, fazendo com que ele esteja no paladar e não na memória, como propõe um questionário impresso. <br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  28. 28. Campanha Scarlatto<br />TEMA DA CAMPANHA<br />O tema da campanha se dá por estimular novos gostos e instigar novos conceitos. Tal decisão se justifica, já que as pesquisas realizadas indicam que apesar do ketchup ser um condimento presente nos hábitos alimentares de muitas pessoas, o que mais afeta a escolha desse produto na hora da compra é a marca e não o próprio sabor.<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  29. 29. Campanha Scarlatto<br />OBJETIVO DA CAMPANHA<br />Divulgar a chegada do novo Ketchup Scarlatto ao mercado e os seus dois tipos de temperos, tradicional e picante.<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  30. 30. Campanha Scarlatto<br />PÚBLICO ALVO<br />O público alvo da campanha do Ketchup Scarlatto agregam pessoas de 18 a 30 anos. Isso se justifica pelo hábito alimentar das pessoas dessa faixa etária.<br />Os jovens de hoje, devido à grande demanda de atividades que possuem, estão cada vez mais adotando o costume de consumirem fast food,tipo de alimentação que sempre possui a opção de condimentos como ketchup, mostarda e maionese.<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  31. 31. Campanha Scarlatto<br />MÍDIA A SEREM USADAS<br />Revistas Veja/Isto É: Aborda temas gerais.<br />Revistas Trip/Tpm: Aborda o público mais jovem e independente.<br />Revistas Ti-Ti-Ti/Marie Claire/Minha Novela: Atinge donas de casa e pessoas que estão diretamente envolvidas com a preparação de alimentos. É normal esse segmento de revistas publicarem receitas. Seria interessante veicular um AD na página seguinte a essas receitas.<br />Outdoors: Esse tipo de mídia possui grande alcance, já que estão dispostos em locais de grande visibilidade.<br />Rádios Itatiaia/Guarani FM/98 FM/Jovem Pan: O público que a Scarlatto pretende conquistar se encaixa no perfil dos ouvintes dessas emissoras de rádio.<br />TV: Globo/SBT/Band/Rede TV: Tem grande alcance e grande influência nas pessoas.<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  32. 32. Campanha Scarlatto<br />Anúncio de Revista:<br />Estão presentes na peça, em destaque, as embalgens do Ketchup Scarlatto nos temperos tradicional e picante, para que o público que ainda não conhece o produto veja quais são as cores institucionais da marca e que conheca o próprio ketchup. Além do rótulo, na peça prevalecem as cores verde, branco e vermelho. Cores essas, presentes na bandeira da Itália, para mostrar com clareza a origem do ketchup Scarlatto. No background existem fotografias de línguas de pessoas que estão contidas no grupo que a marca quer atingir, para ilustrar o slogan “O italiano que excita todas as línguas” e para fazer com que a comunicação fique menos rígida, fazendo com que o público jovem seja atingido.<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  33. 33. Campanha Scarlatto<br />Outdoor: Para ter uma unidade visual, o outdoor acompanha a mesma linha criativa do anúncio de revista. Existem as línguas como imagem de fundo, cobertas pelas cores da bandeira italiana e o slogan, juntamente com o logotipo, estão em destaque. Entretanto, a embalagem é apresentada de maneira diferente. Existe um outdoor para a embalagem com tempero tradicional e outro para o picante. A peça que apresenta o tempero picante, também conta com um detalhe no canto superior direito que conta com o texto “PICANTE” e tem a illustração de uma chama. Para terem mais destaque, contamos com o auxília de um aplique para que exista a impressão de que a embalagem está saindo do espaço publicitário. Dessa forma, se diferenciaria das outras mídias equivalentes.<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  34. 34. Campanha Scarlatto<br />Outdoor: Para ter uma unidade visual, o outdoor acompanha a mesma linha criativa do anúncio de revista. Existem as línguas como imagem de fundo, cobertas pelas cores da bandeira italiana e o slogan, juntamente com o logotipo, estão em destaque. Entretanto, a embalagem é apresentada de maneira diferente. Existe um outdoor para a embalagem com tempero tradicional e outro para o picante. A peça que apresenta o tempero picante, também conta com um detalhe no canto superior direito que conta com o texto “TRADICIONAL” e tem a ilustração de uma chama. Para terem mais destaque, contamos com o auxilia de um aplique para que exista a impressão de que a embalagem está saindo do espaço publicitário. Dessa forma, se diferenciaria das outras mídias equivalentes.<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  35. 35. Campanha Scarlatto<br />Spot 1: Com uma linha mais sensual e ambígua, o spot tenta confundir seu ouvinte e o surpreender ao final. Com uma trilha sensual, existe o diálogo de um casal italiano conversando e fazendo sons de gemidos. O diálogo parece ter uma forte conotação sexual, porém ao final o ouvinte descobre, por causa do texto final, que todos os sons e gemidos são por causa do ketchup Scarlatto que está sendo usado pelo casal. Essa abordagem foi escolhida como ideal, pois ilustra de forma bem humorada o slogan que diz que o ketchup é “o italiano que excita todas as línguas”. Acreditamos que essa seja uma abordagem interessante, já que estamos apresentando um novo produto no mercado para um público jovem que gosta de coisas novas e que chamem atenção. <br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  36. 36. Campanha Scarlatto<br />Spot 2: O segundo spot é uma paródia a uma cena do filme Tropa de Elite, de 2007, dirigido por José Padilha. Assim como no filme, o locutor cita o conceito da palavra escarlate – nome dado à cor vermelha muito viva – em várias línguas como grego, holandês, inglês, alemão entre outras. Porém, ao chegar a vez de revelar como a palavra é dita na língua italiana, o locutor se confunde e diz “ketchup”, ao invés de “Scarlatto”. A intenção é mostrar aos ouvintes que o produto é tão bom que o nome da marca funciona como sinônimo do próprio condimento alimentício.<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  37. 37. Campanha Scarlatto<br />VT: O filme de 30 segundos segue a linha do primeiro spot e insere uma mensagem ambígua em seu contexto. Em um restaurante existe um italiano que está almoçando e fazendo uso do ketchup Scarlatto. O indivíduo mostra desinteresse em tudo que está em sua volta e aprecia sua refeição, quando passa por ele uma garota com belas pernas e um corpo esbelto. Coincidentemente, quando ela passa próximo ao italiano, este elogia o tempero de sua comida chamando-a de deliciosa. A garota pára. A cena é interrompida pela apresentação detalhada do produto e da marca. Quando a cena do restaurante torna a aparecer, a garota olha para trás e destrata o italiano chamando-o de “tarado”. Entretando, o rapaz fica confuso, tenta entender o que aconteceu e ao final, chama a moça de “prepotente” e volta a apreciar sua refeição. A inteção do filme é mostrar que o Ketchup Scarlatto é tão delicioso, que faz você se perder de tanto prazer no momento se sua refeição.<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />
  38. 38. Grazie!<br />Metodos e Processos de Pesquisa – Prof Dôra Borges<br />

×