Memoria e o esquecimento

16.056 visualizações

Publicada em

1 comentário
8 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
16.056
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
306
Comentários
1
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Memoria e o esquecimento

  1. 1. Disciplina: PsicologiaRealizado por:Nuno Dias, Paulo Freitas, Pedro Ribeiro e PedroAlves11º GD1
  2. 2. • Introdução• O que é a Memória?• Processos Básicos da Memória• Memória a Curto Prazo• Memória a Longo Prazo• Memória Imediata• Memória de Procedimentos• O que é o Esquecimento?• Funções do Esquecimento• Esquecimento por Interferência• Esquecimento Motivado• Esquecimento Regressivo
  3. 3. Neste trabalho para a disciplina de Psicologia a pedido daprofessora Cármen Rocha, iremos elaborar um trabalhosobre Memória e Esquecimento.Iremos definir memória, os vários tipos de memória.Também definir esquecimento e as suas variáveis.Esperemos que gostem do nosso trabalho!
  4. 4. • Capacidade para adquirir, codificar, conservar erecuperar informação.
  5. 5. Codificação:Toda a aquisição da informaçãoimplica a codificação dos dadosinformativos, isto é , a suatransformação de modo a poderser armazenada na memoria;
  6. 6. Armazenamento:É o processo mediante o qual mantermos na memoriainformação que foi adquirida.
  7. 7. Evocação ou reprodução:Caracterizada pela recuperação da informação registradae armazenada, para que possa ser usada por outrosprocessos cognitivos como pensamento, linguagem e etc.
  8. 8. • É um sistema temporário de armazenamento queconserva a informação durante o tempo que é utilizada.• Atualmente , os estudiosos preferem o termo “memoriade trabalho” porque é com ela que trabalhamos sempreque conversamos, realizamos uma tarefa.
  9. 9. • É a memória com duração de dias, meses e anos.Um exemplo são as memórias do nome e idade de alguémquando se reencontra essa pessoa alguns dias depois.
  10. 10. • É a memória que dura de frações a poucos segundos.Um exemplo é a capacidade de repetir imediatamente umnúmero de telefone que é dito.
  11. 11. • É a capacidade de reter e processar informações quenão podem ser verbalizadas.Como tocar um instrumento ou andar de bicicleta. Ela émais estável, mais difícil de ser perdida.
  12. 12. • É a incapacidade de recordar, recuperar dados,informações, experiências que foram memorizadas.• O esquecimento é essencial, é a própria condição damemória: é porque esquecemos que continuamos a reterinformações adquiridas e experiências vividas.
  13. 13. • Seria impossível conservar todos os materiais quearmazenamos, tendo o esquecimento a função deseleccionar para podermos adquirir novos conteúdos.
  14. 14. • Selectiva: nem toda a informação é guardada, a memóriaafasta a informação que não é útil nem necessária.• Adaptativa: a informação é transformada e é por isso quea memória não reproduz os dados tal como foramarmazenados.
  15. 15. Pode ser explicado através dos processos de interferência: As novas memórias interferem com a recuperação dasmemórias mais antigas.Os materiais que não conseguimos recordar sofremodificações, geralmente por efeito de transferências deaprendizagens e experiências posteriores.
  16. 16. Nós esquecemos o que, inconscientemente, nos convém;• Os conteúdos traumatizantes;• Conteúdos penosos;• As recordações angustiantes.Tudo isto é esquecido para evitar a angústia e aansiedade, assegurando, assim, o equilíbrio psicológico
  17. 17. Ocorre quando surgem dificuldades em reter:• Novos materiais;• Recordar conhecimentos;• Factos;• Nomes aprendidos recentemente.Deve-se à degenerescência dos tecidos cerebrais.
  18. 18. Com este trabalho concluímos que a memória e oesquecimento são processos cognitivos bastantecomplexos.
  19. 19. • http://psicologiab.wordpress.com/category/tema-2-eu-a-mente-e-a-intergracao-das-dimensoes-cognitiva-emocional-e-conativa/os-processos-cognitivos/a-memoria-e-o-esquecimento/• http://susanacosta.wordpress.com/2007/04/23/memoria-a-curto-prazo/

×