Ângulos e Polígonos

253 visualizações

Publicada em

O objetivo desta oficina é promover aos estudantes do curso de pedagogia, prováveis professores da educação infantil e do ensino fundamental, possibilidades para o exercício da docência, no que se refere ao ensino da matemática, e mais especificamente estratégias para o ensino dos conteúdos – ângulos e polígonos – temas desta oficina. Nossa intenção é explicitar e apresentar os conceitos e diferentes possibilidades de se trabalhar os conteúdos ângulos e polígonos no ensino fundamenta de forma criativa e lúdica, utilizando diferentes recursos didáticos dentre eles os jogos como é sugerido pelos PCN, para se alcançar de forma lúdica os objetivos tanto da Educação Infantil quanto para o Ensino Fundamental. Trabalhar a linguagem matemática através dos jogos é uma maneira de resgatar na criança o seu contexto sociocultural, no qual a brincadeira é o centro da sua atividade principal. Neste sentido Vygotsky aponta que para o indivíduo desenvolver suas capacidades psíquicas é necessário a interação com o outro, e a brincadeira colabora para essa interação, contribuindo para o desenvolvimento das funções da criança. Sendo assim esta oficina se propõe a apresentar recurso e possibilidades para o processo de ensino-aprendizagem, contribuindo com a formação dos futuros docentes das séries iniciais do ensino fundamental, que em suas práticas poderão se utilizar das ferramentas apresentadas nesta oficina.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
253
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
25
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ângulos e Polígonos

  1. 1. Universidade Federal de Alagoas Centro de Educação Saberes e Metodologias do Ensino de Matemática 2
  2. 2. Ângulos e Polígonos Ministrantes: Abraão Felipe, Angélica Santos, Elesjana Marques , Erica Vanessa, Karen Ilane, Joyce Ribeiro, Laís Melo, Wanessa Oliveira. Professor: Carloney Alves OFICINA
  3. 3. O objetivo desta oficina é promover aos estudantes do curso de pedagogia, prováveis professores da educação infantil e do ensino fundamental, possibilidades para o exercício da docência, no que se refere ao ensino da matemática, e mais especificamente estratégias para o ensino dos conteúdos – ângulos e polígonos – temas desta oficina. Nossa intenção é explicitar e apresentar os conceitos e diferentes possibilidades de se trabalhar os conteúdos ângulos e polígonos no ensino fundamenta de forma criativa e lúdica, utilizando diferentes recursos didáticos dentre eles os jogos como é sugerido pelos PCN, para se alcançar de forma lúdica os objetivos tanto da Educação Infantil quanto para o Ensino Fundamental. Trabalhar a linguagem matemática através dos jogos é uma maneira de resgatar na criança o seu contexto sociocultural, no qual a brincadeira é o centro da sua atividade principal. Neste sentido Vygotsky aponta que para o indivíduo desenvolver suas capacidades psíquicas é necessário a interação com o outro, e a brincadeira colabora para essa interação, contribuindo para o desenvolvimento das funções da criança. Sendo assim esta oficina se propõe a apresentar recurso e possibilidades para o processo de ensino-aprendizagem, contribuindo com a formação dos futuros docentes das séries iniciais do ensino fundamental, que em suas práticas poderão se utilizar das ferramentas apresentadas nesta oficina. Introdução
  4. 4. Ângulos
  5. 5. Ângulo é a abertura formada entre duas semirretas de mesma origem. É a reunião de dois segmentos de reta orientados (ou duas semi-retas orientadas) a partir de um ponto comum. ORIGEM VÉRTICE Lados do ângulo A interseção entre os dois segmentos (ou semi- retas) é denominada vértice do ângulo e os lados do ângulo são os dois segmentos (ou semi-retas).
  6. 6. • Um segmento de reta orientado AB é um segmento de reta que tem início em A e final em B. • RETA • Uma semi-reta orientada AB é a parte de uma reta que tem início em A, passa por B e se prolonga indefinidamente. SEMI-RETA A B A B
  7. 7. A unidade de representação do ângulo é o grau representado pelo símbolo “º” 15º 90º 45º 30º Exemplo:
  8. 8. O objeto capaz de medir o valor de um ângulo é chamado de transferidor, podendo ele ser de “meia volta” (180º) ou volta inteira (360º).
  9. 9. Classificação dos ângulos
  10. 10. Agudo: ângulo com medida menor que 90º.
  11. 11. Reto: ângulo com medida igual a 90º.
  12. 12. Obtuso: ângulo com medida maior que 90º.
  13. 13. Raso: ângulo com medida igual a 0º ou 180º.
  14. 14. Polígonos
  15. 15. Apresentação
  16. 16. A geometria na arte
  17. 17. A palavra Polígono é oriunda do grego e significa: Polígono = Poli (muitos) + gono (ângulos) Origem da palavra Polígono
  18. 18. • Polígono é uma figura de superfície plana limitada por uma linha poligonal fechada simples. O que é um polígono?
  19. 19. É uma linha formada por um conjunto de segmentos de retas sucessivas e não- colineares. Uma linha poligonal pode ser classificada em: • Linha poligonal aberta • Linha poligonal fechada • Linha poligonal simples • Linha poligonal não-simples Linha Poligonal
  20. 20. Vértices Elementos de um polígono Ângulos Diagonal Lados
  21. 21. Triângulo – possui 3 lados Quadrilátero – possui 4 lados Pentágono – possui 5 lados Hexágono – possui 6 lados Heptágono – possui 7 lados Octógono – possui 8 lados Eneágono – possui 9 lados Decágono – possui 10 lados Undecágono – possui 11 lados Dodecágono – possui 12 lados Pentadecágono – possui 15 lados Icoságono – possui 20 lados Nomenclatura de polígonos
  22. 22. Polígonos regulares e irregulares Regulares Irregulares
  23. 23. Triângulos
  24. 24. Triângulos
  25. 25. Os quadriláteros são os polígonos que possuem 4 lados, 4 vértice e 4ângulos.Os principais são: retângulo, quadrado, losango, paralelogramo, trapézio. Quadriláteros
  26. 26. Os sólidos que têm faces não planas são chamados CORPOS REDONDOS; Corpos redondos – sólidos geométricos (cilindro, cone e esfera)
  27. 27. Podemos observar os corpos redondos no cotidiano:
  28. 28. R e f e r ê n c i a s AMANDA GONÇALVES. Retas paralelas cortadas por uma transversal. Disponivel em: <http://www.brasilescola.com/matematica/retas- paralelas-cortadas-por-uma-transversal.htm> Acesso em: 22 de maio de 2014. GIOVANA K. A. M. VIANA; SÔNIA F. L. TOFFOLI; ULYSSES SODRÉ. Ensino Fundamental: Geometria: Ângulos. Disponivel em: <http://pessoal.sercomtel.com.br/matematica/fundam/g eometria/geo-ang.htm>. Acesso em: 22 de maio de 2014. MARCOS NOÉ. Ângulo. Disponivel em: <http://www.escolakids.com/angulo.htm>. Acesso em: 22 de maio de 2014. MARCOS NOÉ. Ângulos. Disponivel em: <http://www.brasilescola.com/matematica/angulos.htm> . Acesso em: 22 de maio de 2014. PADOVAN, Daniela et al: Matemática: ensino fundamental, 5º ano. 1 ed – São Paulo: Saraiva, 2008.

×