Desigualdades  na  estrutura etária da população mundial Geografia Pedro Damião
A  estrutura etária  da população  é semelhante em todos os países? Porquê? Que diferenças?
Pirâmides etárias
O que caracteriza esta pirâmide etária? <ul><li>Base estreita </li></ul>Base Topo <ul><li>Pouca população jovem </li></ul>...
Pirâmides etárias
O que caracteriza esta pirâmide etária? <ul><li>Base larga </li></ul>Base Topo <ul><li>Muita população jovem </li></ul><ul...
Porquê esta pirâmide? 2. Nascem muitas crianças 4. Elevado número de óbitos 14. Crescimento muito rápido da população 3. E...
Políticas demográficas Que medidas tomar para diminuir a natalidade? Medidas anti-natalistas
Porquê esta pirâmide? 8. A população vive durante mais anos 13. Baixa taxa de mortalidade 12. População cresce a um ritmo ...
Políticas demográficas Que medidas tomar para aumentar a natalidade? Medidas natalistas
Que mensagem?
No ano de 2007, nasceram  menos 3 000 bebés  do que em 2006, quando, já nesse ano, tinham nascido menos 4 100 bebes do que...
Licença de parentalidade alargada  para 6 meses em Portugal   (Jornal Público online – 12 Fevereiro 2009) “ O Governo apro...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Estrutura etária da população e Políticas demográficas

25.365 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
5 comentários
16 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
25.365
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.464
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
532
Comentários
5
Gostaram
16
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estrutura etária da população e Políticas demográficas

  1. 1. Desigualdades na estrutura etária da população mundial Geografia Pedro Damião
  2. 2. A estrutura etária da população é semelhante em todos os países? Porquê? Que diferenças?
  3. 3. Pirâmides etárias
  4. 4. O que caracteriza esta pirâmide etária? <ul><li>Base estreita </li></ul>Base Topo <ul><li>Pouca população jovem </li></ul><ul><li>Baixa taxa de natalidade </li></ul><ul><li>Topo largo </li></ul><ul><li>Muita população idosa </li></ul><ul><li>Elevada esperança de vida </li></ul>População adulta/envelhecida <ul><li>Muita população adulta (muitos activos) </li></ul>Países desenvolvidos
  5. 5. Pirâmides etárias
  6. 6. O que caracteriza esta pirâmide etária? <ul><li>Base larga </li></ul>Base Topo <ul><li>Muita população jovem </li></ul><ul><li>Taxa de natalidade muito alta </li></ul><ul><li>Mortalidade infantil muito alta </li></ul><ul><li>Topo muito estreito </li></ul><ul><li>Pouca população idosa </li></ul><ul><li>Esperança de vida muito baixa </li></ul>População jovem <ul><li>Pouca população adulta (poucos activos) </li></ul>Países menos desenvolvidos
  7. 7. Porquê esta pirâmide? 2. Nascem muitas crianças 4. Elevado número de óbitos 14. Crescimento muito rápido da população 3. Esperança de vida baixa 11. Muitas crianças ajudam os pais nas tarefas agrícolas 7. As raparigas casam-se muito cedo Famílias muito numerosas
  8. 8. Políticas demográficas Que medidas tomar para diminuir a natalidade? Medidas anti-natalistas
  9. 9. Porquê esta pirâmide? 8. A população vive durante mais anos 13. Baixa taxa de mortalidade 12. População cresce a um ritmo lento 1. Boas condições de assistência médica 5. As crianças implicam mais despesas para os pais 10. País desenvolvido 9. Baixa taxa de natalidade 6. Taxa de mortalidade infantil muito baixa Famílias muito pequenas 1 ou 2 filhos)
  10. 10. Políticas demográficas Que medidas tomar para aumentar a natalidade? Medidas natalistas
  11. 11. Que mensagem?
  12. 12. No ano de 2007, nasceram menos 3 000 bebés do que em 2006, quando, já nesse ano, tinham nascido menos 4 100 bebes do que no ano anterior. Em apenas 2 anos, dá-se uma quebra da natalidade em quase 10%. ...em Portugal!
  13. 13. Licença de parentalidade alargada para 6 meses em Portugal (Jornal Público online – 12 Fevereiro 2009) “ O Governo aprovou hoje o aumento da licença parental para seis meses, subsidiando com 83 por cento do salário bruto, mas que atingirá 100 por cento se a licença for de cinco meses partilhada por pai e mãe.” Prevê-se também a criação de um subsídio parental alargado, permitindo um prolongamento da ausência ao trabalho dos progenitores (pai ou mãe) mais três meses ou mesmo seis meses se houver partilha.

×