Imagens bárbaros

3.915 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.915
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
925
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Imagens bárbaros

  1. 1. IDADE MÉDIA
  2. 2. Conceito: Denomina-se Idade Média o período compreendido entre o fim da Antiguidade (476) até o inicio da Idade Moderna.(1453)Divisão da Idade Médiaa) Divisão geográfica:Idade Média Oriental: Império Bizantino e Mundo Árabe.Idade Média Ocidental: Europab) Divisão cronológica: Períodos.Alta Idade Média: século V ao século XBaixa Idade Média: século XI ao XV
  3. 3. CARACTERÍSTICAS DOS PERÍODOSAlta Idade Média:Invasões bárbaras.Formação dos Reinos Bárbaros.Formação do Feudalismo.Baixa Idade Média:Pararam as invasões bárbaras.Transformações no Feudalismo.Formação das Monarquias Nacionais.Formação do Capitalismo.
  4. 4. INVASÕES BÁRBARASConceito de bárbaros: Para os romano, bárbaros eram todos os povos que viviam além das fronteiras do império e que não tinham a cultura romana. (língua e religião)Principais povos bárbaros: os que invadiram Roma podem ser classificados em 3 grupos:Os germanos: francos, visigodos, ostrogodos, vândalos, lombardos, hérulos, suevos, anglos, saxões, outros.Os eslavos: russos, poloneses, bósnios, sérvios, checos, dálmatas, croatas.Tártaros mongóis:hunos, alanos, húngaros, búlgaros e os turcos.
  5. 5. OS GERMANOSHabitavam a Germânia,região situada ao Nortedos rios Reno eDanúbio. Foram os maisimportantes, do qualdependeu a sorte doimpério bem como aformação da Europadepois de Roma.
  6. 6. ORGANIZAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL DOS GERMANOSEram seminômades e viviam daagricultura, do pastoreio, dacaça e do botim. As famíliasgermânicas moravam emcabanas de madeira recobertasde barro, com um cômodo só ejunto com os animais. Aautoridade do pai era absolutae a mulher respeitada. Ocasamento era monogâmico eas viúvas não poderiam casar.
  7. 7. ORGANIZAÇÃO POLÍTICAEm época de paz nãopossuíam rei, o poder eraexercido pela assembleiade guerreiros, formadapelos chefes de família,só em estado de guerraescolhiam um rei, queera o melhor guerreiro.
  8. 8. PRINCIPAIS INSTITUIÇÕESComitatus: era a Benificium: eram osassembleia de benefícios que oguerreiros, sendo que guerreiro recebia comoos guerreiros eram terras e riquezas.obrigados por juramentode honra e lealdade, aservir e defender seuchefe e dele recebiaproteção.
  9. 9. RELIGIÃOEram politeístas e os deuses personificavam as forças da natureza e tinham forma humana, sendo que os mais importantes eram:Odin: protetor dos guerreiros, habitava as nuvens.Thor: deus do trovão.Frigga: deusa do matrimônio, da primavera e da juventude.Lóqui: deus do mal, provocador dos terremotos.Acreditavam no paraíso chamado Valhala, que era o localonde as valquírias levavam os guerreiros mortos emcombate, os que morriam normalmente iam para Hell, ondesó havia trevas.
  10. 10. Odin: Odin ou Ódin (em nórdico antigo: Óðinn) é considerado o deus principal da mitologia nórdica. Seu papel, como o de muitos deuses nórdicos, é complexo; é o deus da sabedoria, da guerra e da morte, embora também, em menor escala, da magia, da poesia, da profecia, da vitória e da caça. Odin morava em Asgard, no palácio de Valaskjálf, que ele construiu para si, e onde se encontra seu trono, o Hliðskjálf, de onde podia observar o que acontecia em cada um dos nove mundos. Durante o combate brandia sua lança, chamada Gungnir, e montava seu corcel de oito patas, chamado Sleipnir.
  11. 11. FREYA ● De acordo com as tradições germânicas, essa deusa traz em si o poder da magia e do amor. Freya era uma guerreira e também líder das Walquírias. ● ● As Walquírias, eram amazonas celestes que recolhiam a alma dos guerreiros que morriam em batalha. ● ● Freya morava num Palácio e seu trono era de ouro. Costumava tecer fibras de ouro destinadas a recompensar homens virtuosos. Tinha uma carruagem puxada por gatos mas andava a cavalo quando ia em busca de algum combate. ● ● Na mitologia escandinava, Freya está associada à aurora. Filha do deus do Mar, Njord, e esposa de Odin, deus supremo desse panteão. Possuía um colar de ouro e pedras preciosas confeccionado pelos Brisings, artesãos anões. Era um colar mágico e precioso, emblema da deusa da Terra. ● Freya também tinha uma capa de penas que a tornava capaz de voar pelos seus domínios, na Terra e no Céu.
  12. 12. Thor: deus do trovão. Thor era o filho de  Odin (o deus principal) e Fjorgyn (Terra). Thor era o mais forte de todos os12 deuses. Thor tinha cabelos vermelhos e barba. Ele era conhecido por ser mal humorado. Thor era o deus do trovão. Ele governava as tempestades.10 Thor andava acima das nuvens em uma carruagem puxada por dois bodes. Os nomes dos8 dois bodes eram Tanngrisnir (o que pouco mostra os dentes) e Tanngnjóstr (o que range os dentes). Coluna 1 Sempre que Thor andava com sua carruagem6 Coluna 2 sobre as nuvens podia-se ouvir o barulho das Coluna 3 rodas e ver as fortes faíscas das rodas cruzando com velocidade no céu. Outros diziam que as4 poderosas faíscas (o trovão) vieram de seu martelo.2 O homem associou os trovões e relâmpagos ao poder de Thor0 Linha 1 Linha 2 Linha 3 Linha 4
  13. 13. Frigga Frigga, ou Friga, é a Deusa- Mãe da dinastia de Aesir na mitologia nórdica. Esposa de Odin e mãe (ou madrasta) de Thor, ela é a deusa da fertilidade, do amor e da união. É também a protectora da família, das mães e das donas- de-casa, simbolo da doçura.Na Mitologia nórdica, era conhecida como a mais formosa entre as deusas, a primeira esposa de Odin, rainha do Æsir e deusas do céu.
  14. 14. LOKI Loki (também conhecido como Loke ou possivelmente Lothur) é um deus ou um gigante da mitologia nórdica. Deus do fogo, da trapaça e da travessura, também está ligado à magia e pode assumir formas de vários animais - exceto de aves - e de ambos os sexos. É frequentemente considerado um símbolo da maldade, traiçoeiro, de pouca confiança; e, embora suas artimanhas geralmente causem problemas a curto prazo aos deuses, estes frequentemente se beneficiam, no fim, das travessuras de Loki.
  15. 15. DIREITOEra consuetudinário e praticavam o ordálio, que era um processo de julgamento onde a resistência simbolizava a inocência.
  16. 16. INVASÃO DOS GERMANOS NO IMPÉRIO ROMANO Fase violenta: nessaFase pacifica: fase o exército estava realizada na fase de fragilizado e os decadência do império, germanos começaram quando germanos a tomar as terras a eram aceitos para lutar força, fundando reinos, no exército, como os chamados Reinos aliados e outros Bárbaros. moravam em terras romanas pagando tributos.
  17. 17. OS HUNOSOriginários da Ásia, foram os mais sanguinários dos bárbaros, eram nômades, dedicavam-se ao pastoreio, à caça e a pilhagem, alimentavam-se de raízes, carne praticamente crua, plantas silvestres e leite de cabra. O maior destaque foi Átila, chamado “Flagelo de Deus”, aproveitou a debilidade do Império Romano e resolveu conquistá-lo, invadindo e saqueando várias cidades. Em Paris, graças à pastorinha Genoveva não fez nada. Na Itália desistiu do saque depois de conferenciar com o Papa Leão I. Depois de sua morte a luta pala herança enfraqueceu o império.
  18. 18. CONSEQUENCIAS DAS INVASÕES DOS BÁRBAROSFragmentação do Império Romano.Romperam a unidade do Mediterrâneo: antes era privilégio dos romanos.Ocasionaram o desaparecimento do Estado Centralizado e do exército permanente: a Europa ficou dividida em vários reinos, baseados nas leis tribais.Ruralização da sociedade; com as invasões a população foge para o campo.Difusão do Cristianismo: depois de um tempo vários reinos bárbaros aderiram ao Cristianismo.Sincretismo cultural: surgiu uma cultura com elementos dos bárbaros e dos povos conquistados. Exemplo é o abandono da língua latina.Interesse pela liberdade.

×