Complemento oblíquo e modificador

709 visualizações

Publicada em

Complemento oblíquo e modificador

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
709
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
363
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Complemento oblíquo e modificador

  1. 1. Sistematização /distinção destas funções sintáticas e exercícios de aplicação
  2. 2. complemento oblíquo ≠ modificador 1. Atenta nas frases apresentadas de seguida: a)O Rui mora em Coimbra. b)O Rui adoeceu em Coimbra. c)O Rui vai ao cinema. d)O Rui e a Rita discutiram no cinema. e)O Rui acredita em Portugal. f) O Rui comprou casa em Portugal. g)O Rui vive lá. h)O Rui casou lá.
  3. 3. complemento oblíquo ≠ modificado 1.1. Nas frases anteriores, distingue os grupos de palavras necessárias ao verbo (não dispensáveis) daquelas que são dispensáveis, preenchendo o quadro: Grupos de palavras dispensáveis Grupos de palavras não dispensáveis
  4. 4. complemento oblíquo ≠ modificador Grupos de palavras dispensáveis e não dispensáveis ao verbo : Grupos de palavras dispensáveis Grupos de palavras não dispensáveis (adoeceu) em Coimbra. (discutiram) no cinema. (comprou) em Portugal. (casou ) lá. (mora) em Coimbra. (vai) ao cinema. (acredita) em Portugal. (vive) lá.
  5. 5. 1.2. Completa o quadro que se segue com os grupos de palavras sublinhados no exercício1.: Grupo preposicional Grupo adverbial
  6. 6. 1.2. Completa o quadro que se segue com os grupos de palavras sublinhados no exercício1.: Grupo preposicional Grupo adverbial “em Coimbra” “ao cinema” “no cinema” “em Portugal” “lá”
  7. 7. Conclusão Há grupos de palavras que são indispensáveis ao verbo para que este complete o seu sentido. Estes desempenham a função sintática de complemento oblíquo. Há grupos de palavras que são dispensáveis, podendo ser eliminados da frase. Estes desempenham a função sintática de modificador. A função sintática de complemento oblíquo e de modificador pode ser desempenhada pelo grupo preposicional e pelo grupo adverbial.
  8. 8. conclusão O complemento oblíquo não pode ser substituído pelo pronome pessoal lhe/lhes. Trata-se de um grupo de palavras essencial ao verbo, pelo que não pode ser eliminado. Exemplos: O Rui vai à Madeira. ( O Rui vai-lhe. / O Rui vai.) O Rui gosta de bolos. (O Rui gosta-lhes. / O Rui gosta.)
  9. 9. Modificador 1. Nas frases apresentadas, identifica os modificadores (adverbiais, preposicionais e frásicos): a)Os pais compraram-lhe uma mochila no supermercado. b)A Maria falará com o André amanhã. c) Leonor foi ao teatro porque precisava de espairecer. d)Ele recebeu o presente com admiração. e)A Júlia caiu acolá. f) Aquele rapaz trabalhou muito para obter um futuro risonho. g)O professor explicou a matéria calmamente.
  10. 10. Modificadores sublinhados a) Os pais compraram-lhe uma mochila no supermercado. b) A Maria falará com o André amanhã. c) Leonor foi ao teatro porque precisava de espairecer. d) Ele recebeu o presente com admiração. e) A Júlia caiu acolá. f) Aquele rapaz trabalhou muito para obter um futuro risonho. g) O professor explicou a matéria calmamente.
  11. 11. Solução Modificadores Adverbial Preposicional Frásico “amanhã” “acolá” “calmamente” “no supermercado” “com admiração” “porque precisava de espairecer” “para obter um futuro risonho”

×