Complemento Oblíquo

2.631 visualizações

Publicada em

complemento oblíquo; português, 8º ano

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.631
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
451
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
38
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Complemento Oblíquo

  1. 1. Complemento direto a) é sempre selecionado pelo verbo; b) pode ser identificado: i) colocando a questão «o quê?» / «o que é que?» ao sujeito e à forma verbal: Ex:A Maria partiu um prato. - P: A Maria partiu o quê? - P: O que é que a Maria partiu? - R: um prato (=CD); ii) substituindo o GN (grupo nominal) com essa função sintática pelos pronomes pessoais átonos «o», «a», «os», «as»: - A Maria partiu um prato. - A Maria partiu-o.
  2. 2. Complemento indireto a) é sempre selecionado pelo verbo; b) pode ser identificado: i) colocando a questão «a quem?» / «a quem é que?» ao sujeito e à forma verbal: Ex- Ele telefonou à mãe. - P: A quem é que ele telefonou? - P: Ele telefonou a quem? - R: À mãe (CI); ii) substituindo o GN com essa função sintática pelos pronomes pessoais átonos «lhe», «lhes»: - Ele telefonou à mãe. - Ele telefonou-lhe.
  3. 3. Complemento oblíquo a) é sempre selecionado pelo verbo e faz parte do predicado; b) a sua supressão pode gerar incorreções (agramaticalidade) ou alterações de sentido. c) pode ser constituído por um grupo preposicional, um grupo adverbial ou pela coordenação de ambos. d) não pode ser substituído pelas formas pronominais lhe / lhes. Ex: O Afonso portou-se mal. Os juízes condenaram os arguidos à prisão. Não mexas no pudim. O Dr. Barroso participou num congresso.
  4. 4. Verbos que «pedem» complemento oblíquo . abdicar de (direitos, privilégios) . abster-se de (fazer algo) . abusar de (a paciência de alguém) . acabar com (as injustiças) . aceder a (um cargo) . acreditar em (uma pessoa, alguém, uma causa) . aderir a (um projeto) . afastar-se de (alguém, alguma coisa) . aludir a (um assunto) . apaixonar-se por (alguém) . apoderar-se de (algo) . aspirar a (alguma coisa) . assistir a (um espetáculo) . atrever-se a (fazer algo ousado) . candidatar-se a (um emprego) . cansar-se de (algo) . chegar a (algum lugar) . concordar com (alguém) . concorrer a (um lugar) . confiar em (alguém) . contar com (alguém) . convencer-se de (algo) . crer em (algo) . cuidar de (alguém) . delegar em (alguém) . depender de (alguém) . descer de (algum local) . desconfiar de (alguém) . descrer de (tudo) . desistir de . dirigir-se a, para (um local) . entrar em (um local) . discordar de (tudo)…
  5. 5. Para treinar… Assinala com uma cruz (X) a função sintática desempenhada pelo(s) elementos destacado(s) em cada frase. FRASES Função sintática C.D. C. IND. C. OBLIQ. 1. Eu dei uma prenda ao Ricardo. 2. Agrada-me a tua escolha. 3. A Cláudia chegou à capital ontem. 4. O marido assistiu ao parto. 5. O Antunes chocou com a parede. 6. A peça de teatro agradou à Joana. 7. O Vitorino marcou um golaço. 8. Saramago escreveu uma carta de despedida a Pilar. 9. Passos Coelho sempre aspirou chegar ao cargo que ocupa. 10. O meu tio recuperou a sua alegria. X X
  6. 6. FRASES Função sintática C.D. C. IND. C. OBLIQ. 11. Escrevi um e-mail a todas as minhas namoradas. 12. Os filhos necessitam de pais atentos. 13. A Cláudia chegou à capital ontem. 14. O Eusébio foi lá ontem. 15. Emprestei-o à Miquelina. 16. A tia Joana mora no cemitério há uma década. 17. Imprime o documento, José. 18. O Miguel depende do teu amor. 19. Conheço aquela professora. 20. O caçador furtivo matou o elefante. 21. O advogado interessou-se pelo meu caso. 22. Comprei-te aquilo que desejavas. 23. Discordo de Nuno Crato. 24. Preciso do apoio dos meus amigos.
  7. 7. FIM

×