Eu poupo água!, de Joana Cardoso, Mariana
Lamelas, Rosa Vieira, Sandra Pinheiro, Telma Dias e Teresa Barbosa
Peça de um Ac...
ACTO ÚNICO
CENA I
Maria e Gota Triste
Era uma vez a Maria, uma menina de 10 anos e que gostava muito da escola. Um dia de ...
CENA II
Gota Triste, Maria , Árvore e Terra
Ao fim do dia, quando a Maria chegou da escola foi brincar para o seu jardim. ...
CENA III
Maria, Mãe e Gota Alegre
Depois de ouvir os conselhos da Gota Triste, da Árvore e da Terra, Maria decidiu ir ter ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Peã§a+ã¡gua [1]

410 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
410
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Peã§a+ã¡gua [1]

  1. 1. Eu poupo água!, de Joana Cardoso, Mariana Lamelas, Rosa Vieira, Sandra Pinheiro, Telma Dias e Teresa Barbosa Peça de um Acto Personagens: * Árvore- Joana Cardoso * Gota Alegre- Sandra Pinheiro * Gota Triste- Rosa Vieira * Mãe- Mariana Lamelas * Maria- Telma Dias * Terra- Teresa Barbosa * Narrador- 1 CESMM 2010-10-19 Texto enviado pela Eng Carla Sequeira – CMR Trabalho da responsabilidade de Telma Dias - estagiária
  2. 2. ACTO ÚNICO CENA I Maria e Gota Triste Era uma vez a Maria, uma menina de 10 anos e que gostava muito da escola. Um dia de manhã, foi à casa- de-banho para se preparar para ir para a sua escolinha e eis que lhe acontece algo estranho ...” Gota Triste- (enquanto maria lava os dentes esta interrompe-a) – Ai Maria! Estou a desaparecer! Maria- (assustada) - Que voz é esta? Quem está aí? Gota Triste- Sou uma gota da água! Maria- Mas eu tenho que lavar os meus dentes e preciso de água! Se não os lavar fico sem dentes!! Gota Triste- Tens toda a razão, nem eu te ia dizer para não lavares os dentes! Mas enquanto escovas os dentes não precisas de ter a torneira sempre aberta! Olha só: se deixares a torneira sempre aberta gastarás um garrafão inteirinho de água (mostra garrafão). Mas se a fechares e só abrires quando é preciso, gastas apenas isto!(mostra outro garrafão) Maria- Nunca tinha pensado nisso Gota, tens razão. (puxa o autoclismo) Gota Triste- Maria, socorro, estou a desaparecer! Maria- Oh não, outra vez?! Gota Triste- Sim, gastas demasiada água só para puxar o autoclismo. Maria- E então, como faço?! Gota Triste- Vou te ensinar, é muito fácil! Pegas numa garrafa de 1,5L que a mãmã compra no supermecado e enches com areia. Depois é só colocá-la dentro do autoclismo! Com o peso da garrafa, ao usares o autoclismo a àgua que gastas é muito menos! Maria- Boa ideia gota! (entusiasmada) Vou fazer isso hoje mesmo! (começa a lavar as mãos) Gota Triste- Ai! Estou a desaparecer! Maria- Que chata, porque é que estou sempre a fazer tudo mal?! Gota Triste- Porque continuas a deixar a torneira aberta enquanto ensaboas as mãos. Tens de fazer assim (exemplificando) passas as mãos por água, depois fechas a torneira, a seguir ensaboas bem as mãos e só depois abres a torneira de novo, para tirar a espuma e quando acabares fechas bem a torneira. Maria- Ah, agora já percebi! (olhando para o relógio) Eiii , já estou atrasada, tenho que ir para a escola! Xau gota! Gota Triste- Muito bem, boa escola! 2
  3. 3. CENA II Gota Triste, Maria , Árvore e Terra Ao fim do dia, quando a Maria chegou da escola foi brincar para o seu jardim. Mas continuava a fazer algo não muito correcto... Vamos descobrir o que é? Digam comigo, sim! Maria- (falando com uma boneca enquanto lhe dá banho)- Teresinha, vais ficar muito cheirosa! Gota Triste- Maria estou a desaparecer! Maria- Oh gotinha, até a brincar com a minha boneca desperdiço água? Gota Triste- Claro Maria! Podes brincar com a tua boneca mas de outra maneira! Sabias que sem água não consegues viver? Cada vez existe menos água e por isso é preciso poupá-la a toda a hora e até mesmo quando estás a brincar! ( É interrompida pela Árvore) Árvore- Pois é, a gota tem razão! (com tristeza) E depois não sobra água nem para os meus ramos crescerem... Maria- Mas a minha mãe rega-te todos os dias! Árvore- Mas tu estás a gastar a água que a mãmã usa para me regar. (entra em cena a Terra) E agora? Terra- Agora vamos todos poupar! Porque senão um dia a água vai acabar e eu desapareço ( faz gesto de desaparecer). Maria- Oh não! Mas se tu desapareceres para onde é que eu vou morar? Árvore- (com tom irónico) Para a lua! Ahahahah (rindo-se). Terra- Árvore não digas essas coisas! Se todos pouparmos eu serei um planeta muito feliz... e azul! Com muita água para todos voçês! Árvore- E assim eu terei água para os meus frutos! Terra- (para Maria)- E se a Árvore tiver água para crescer, todas as outras plantas que existem também terão água para continuarem verdes e cheias de frutos e flores! E tu Maria também terás água para ti, para os teus amigos e para a tua família para que possam viver com saúde! Gota Triste- E eu nunca vou desaparecer, se nunca me desperdiçarem, apenas andarei a passear pela Terra, umas vezes sairei da torneira, outras vezes cairei do céu em forma de chuva, mas sempre ajudando de alguma maneira! Maria- Nunca tinha pensado em tudo o que me estão a dizer! Então até na minha escola posso poupar água, não é? Árvore- Ainda bem que falas nisso Maria! É preciso também dizeres aos teus colegas da escola e até aos teus professores tudo o que aprendeste para eles não desperdiçarem água! Terra- Qualquer sítio e qualquer hora são bons para poupar água e para ensinar os outros a tomar atitudes correctas! Maria- Obrigada por tudo que me ensinaram hoje! (saí aos pulos e a correr bastante entusiasmada) 3
  4. 4. CENA III Maria, Mãe e Gota Alegre Depois de ouvir os conselhos da Gota Triste, da Árvore e da Terra, Maria decidiu ir ter com a sua mãe, que estava na cozinha. E parece que tudo o que ouviu naquele dia serviu para alguma coisa! Vamos ver o quê ... Maria- (vendo a sua mãe a lavar a loiça)- Mãe o que estás a fazer?! Mãe- Até parece que não sabes maria! Estou a lavar a louça. Maria- Eu sei mamã, mas a Gota Triste, a Árvore e a Terra explicaram-me que ao estares com a torneira sempre aberta gastas muita água e isso é muito mau para a Terra, o nosso planeta azul! Mãe- O que estás a dizer? Não estou a perceber nada! (entra em cena a gota alegre) Gota Alegre- Muito bem Maria! Vejo que já aprendeste a lição! O que dizes de explicarmos à tua mãe? Maria- (entusiasmada)- Sim, sim! Gota Alegre- Então vamos lá. Aqui na cozinha, por exemplo, existem várias maneiras de poupar água nas tarefas diárias! (dirigindo-se para a mãe) Ao ensaboar a louça não precisa de água por isso deve fechar sempre a torneira. Se tiver máquina de lavar a louça, só depois de estar cheia é que a deve por a trabalhar, para não gastar tanta água para tão pouca louça! No jardim, regue a sua árvore ao fim da tarde, para a água ter tempo de ser absorvida pela árvore e não desaparecer logo com o calor! Na casa- de-banho ao escovar dentes, tomar banho ou lavar as mãos fechar sempre a torneira quando não é preciso água! E no autoclismo colocar, por exemplo, uma garrafa de areia para que em cada descarga de água se gaste menos água desnecessáriamente! Mãe- Ah... agora já entendi o que estavas a dizer, Maria! (dirigindo-se para a gota) Bons conselhos gota! Gota Alegre- Fico muito feliz por ter ensinado meninas e meninos a fazerem do Mundo um bom sítio para todos vivermos! Agora devemos todos, desde que nos levantamos até quando nos deitamos, pensar duas vezes antes de desperdiçar água e ensinar os nossos pais a fazerem isso também! E a partir de hoje todos podemos dizer:” Eu poupo água!”. FIM 4

×