Organelas citoplasmáticas

31.383 visualizações

Publicada em

Organelas de células animais e vegetais

Publicada em: Tecnologia
2 comentários
10 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
31.383
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
287
Comentários
2
Gostaram
10
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Organelas citoplasmáticas

  1. 1. ORGANELAS CITOPLASMÁTICAS MÓDULO DE CNMT PROF. Msc. Paulo Grillo
  2. 2. Organelas citoplasmáticas: Existem, no citoplasma, estruturas delimitadas e com especialidades definidas, cujas funções são indispensáveis ao funcionamento do organismo vivo. Essas estruturas são as organelas citoplasmáticas.
  3. 3. Retículo Endoplasmático: O retículo endoplasmático é uma rede de canais que tem funções de sustentação mecânica, aumento da superfície celular, armazenamento e transporte de substâncias, regulação osmótica. síntese de proteína (rugoso ou granuloso); síntese de lipídios (liso).
  4. 4. Ribossomos: Os ribossomos são as organelas responsáveis pela síntese protéica, isto é, sintetizam as proteínas. São pequenos grânulos, que apresentam duas subunidades, sem membrana envoltória, composta de proteínas e RNA- ribossômico (rRNA). Por vezes, estão dispersos no citoplasma, aderidos a membrana nuclear ou à superfície externa do RE; outras vezes, unidos a um RNA-mensageiro (mRNA), formam um conjunto chamado polissoma ou polirribossoma . É a única organela presente em todos os seres vivos.
  5. 5. Aparelho de Golgi: Presentes tanto em células animais quanto em células vegetais, localiza-se entre o retículo endoplasmático e a membrana celular. Este equivaleria ao correio central, responsável pela separação, empacotamento, endereçamento e exportação de substâncias úteis, que atuarão fora da célula, processo denominado de secreção celular, além de sintetizar os lisossomos .
  6. 6. Lisossomos: Os lisossomos são as organelas responsáveis pela digestão celular de substâncias englobadas pela célula pela fagocitose ou pinocitose ou de organelas citoplasmáticas (autofagia).
  7. 7. Vacúolos Vegetais: Os vacúolos podem desempenhar diferentes funções dentro da célula: participar da digestão celular (vacúolo digestivo), do equilíbrio osmótico (Vacúolo de suco celular) ou regular a entrada e saída de água da célula (vacúolo contrátil).
  8. 8. Mitocôndrias: As mitocôndrias estão presentes em todos os seres eucariontes e são responsáveis pela produção de energia para a célula por meio da respiração celular. É preenchida por líquido que contém enzimas diversas, DNA, RNA, e ribossomo de tamanho menor que os do citosol. A energia liberada durante a respiração celular é armazenada em uma substância chamada ATP participam de todos os processos celulares que demandam energia. Exemplo: Bomba de Sódio-Potássio. As mitocôndrias são capazes de se autoduplicar.
  9. 9. Centríolos: Os centríolos são formados por dois cilindros perpendiculares entre si. Cada um dos cilindros é composto de vários tubos não delimitados por membrana lipoprotéica.
  10. 10. Citoesqueleto: Até alguns anos atrás, admitia-se que o citoplasma era apenas uma massa gelatinosa. Hoje, pode-se verificar que há também uma rede de microtúbulos e microfilamentos denominada citoesqueleto. Os microtúbulos são formados por proteínas chamadas tubulinas. Os microfilamentos constituem-se de diversas proteínas, entre as quais a actina e miosina. Outros importantes componentes do citoesqueleto são finíssimos fios da proteína queratina, a mesma que forma nossas unhas e cabelos.
  11. 11. PLASTO: Os plastos são organelas encontradas em células vegetais e em algumas algas e alguns protozoários. Possuem dupla membrana lipoprotéica, DNA, RNA e ribossomo. Originam-se a partir dos protoplastos. Os plastos são responsáveis pelos processos da fotossíntese ou armazenamento, classificando-se em cromoplasto e leucoplasto.
  12. 12. Cloroplasto: Os cloroplastos mais típicos tem forma de uma lentilha alongada . Eles apresentam duas membranas envolventes e inúmeras membranas internas, que formam pequenas bolsas discóides dispostas em pilhas. O espaço interno do cloroplasto é preenchido por um líquido semelhante ao que preenche as mitocôndrias, e como aquela, contém enzimas, DNA, RNA e ribossomo semelhante aos da célula bacteriana.
  13. 13. Os tilacóides empilham-se em moedas e cada uma dessas pilhas chama-se granum (o plural grana ). A clorofila encontra-se na membrana dos tilacóides. Entre um e outro tilacóide existe um espaço denominado espaço tilacoidal. Um líquido viscoso, denominado estroma, preenche o interior do cloroplasto. As moléculas de pigmento mais abundante no cloroplasto, a clorofila, dispõe-se organizadamente em suas membranas internas, de modo a captar a luz solar com uma máxima eficiência.

×