A Fuga de Wang-Fô

3.165 visualizações

Publicada em

Actividade da Semana da Leitura

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.165
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
268
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
35
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Fuga de Wang-Fô

  1. 1. Dados biográficos de Marguerite Yourcenar A fuga de Wang-Fô
  2. 2. <ul><li>Nasceu em Bruxelas , a 8 de Junho </li></ul><ul><li>D e 1903 e morreu nos EUA , a 17 de </li></ul><ul><li>Dezembro de 1987 . </li></ul><ul><li>Foi uma escritora e uma intelectual. </li></ul><ul><li>Escreveu sempre em língua </li></ul><ul><li>francesa . </li></ul><ul><li>Foi a primeira mulher eleita para a </li></ul><ul><li>Academia Francesa de Letras , em 1980 . </li></ul>
  3. 3. <ul><ul><ul><ul><ul><li>Marguerite </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Yourcenar </li></ul></ul></ul></ul></ul>
  4. 4. China
  5. 5. <ul><li>A China desde sempre foi um país muito rico em </li></ul><ul><li>costumes, tradições, monumentos, e sempre teve </li></ul><ul><li>lindas paisagens. É um destino turístico muito </li></ul><ul><li>procurado, devido à sua enorme beleza. </li></ul><ul><li>A actual capital da China, Pequim, é uma das </li></ul><ul><li>cidades mais populosas do Mundo e também uma </li></ul><ul><li>das mais desenvolvidas. </li></ul>
  6. 6. Os Monumentos <ul><li>Alguns dos mais famosos </li></ul><ul><li>monumentos do Mundo estão </li></ul><ul><li>localizados na China, como a </li></ul><ul><li>Grande Muralha ou a Cidade </li></ul><ul><li>Proibida. </li></ul>
  7. 7. Comida Tradicional <ul><li>A China tem umas das mais ricas gastronomias do </li></ul><ul><li>Mundo. </li></ul><ul><li>Dois dos ingredientes mais importantes na comida </li></ul><ul><li>chinesa são o arroz e o talharim. Alguns dos pratos mais </li></ul><ul><li>apreciados pelo mundo são o arroz chau chau , o chop- </li></ul><ul><li>-suey e o chau-min. </li></ul>
  8. 8. Os Costumes <ul><li>A China apresenta costumes totalmente </li></ul><ul><li>diferentes dos nossos, mas bastante </li></ul><ul><li>interessantes e curiosos. </li></ul><ul><li>Este povo inventou a fascinante </li></ul><ul><li>porcelana chinesa, feita com uma argila </li></ul><ul><li>branca, chamada caulim. </li></ul><ul><li>In ventou a seda e a bússola. </li></ul><ul><li>U m dos costumes mais conhecidos da </li></ul><ul><li>China é comer com os pauzinhos chineses, </li></ul><ul><li>chamados K´uai-tzu . </li></ul>
  9. 9. Caracteres chineses <ul><li>Caracteres chineses ou caracteres Han são ideogramas </li></ul><ul><li>originários da língua chinesa. </li></ul><ul><li>Em chinês, cada palavra é composta por um ou mais </li></ul><ul><li>caracteres, cada sinal é lido como uma sílaba. Os </li></ul><ul><li>caracteres chineses são chamados hànzì. </li></ul>
  10. 10. Acção: Esta história é de um pintor chamado Wang-Fô, que tinha um discípulo, Ling. Pintava muito bem, os seus quadros tinham vida. Os dois viviam de um lado para o outro, a pedir. Um dia foram presos pelo Imperador, porque o governante tinha inveja de Wang-Fô por este conseguir ver a beleza do mundo e de conseguir fazer-se amar.
  11. 11. Então, decidiu matar Ling, cortar as mãos de Wang-Fô e queimar-lhe os olhos. Ling foi morto imediatamente. O Imperador, antes de executar a sentença contra o pintor, ordenou que Wang-Fô terminasse um dos seus quadros, pertencente à colecção imperial. Dois escravos trouxeram o quadro inacabado, onde Wang-Fô tinha esboçado a imagem do mar e a extremidade de uma nuvem pousada numa montanha.
  12. 12. Naquele momento, Wang-Fô recomeçou a pintura e esta começou a ganhar vida. A água do mar invadiu a sala do imperador. Então, Wang-Fô e Ling, que voltara no barco pintado, conseguiram fugir através do quadro, desaparecendo no horizonte.
  13. 13. Explicação do título do conto
  14. 14. O conto tem este título pelo seguinte. No final, o Imperador pede a Wang-Fô para acabar um seus quadros. A certa altura, Wang-Fô não se apercebe de que já está a trabalhar com os pés na água (os seus quadros ganhavam vida). A sala do trono enche-se de água. No quadro, Wang-Fô pinta o seu discípulo, Ling, num barco. Ling ajuda Wang-Fô a subir e fogem; daí, o título do conto.
  15. 15. Wang-Fô era um pintor velho, que usava uma barba comprida. Vivia de forma nómada, pedindo. Mostrava-se sensível, humilde e não ligava aos bens materiais. Era amigo e rico de espírito. A verdadeira felicidade vinha-lhe de observar a beleza do mundo. Talvez fosse por isso que os seus quadros ganhavam vida, tornando-se reais. Wang-Fô
  16. 16. Imperador História e razões da sua infelicidade 
  17. 17. História do Imperador <ul><li>O Imperador tinha vivido isolado do mundo </li></ul><ul><li>até aos 16 anos, só o conhecendo através dos </li></ul><ul><li>quadros de Wang-Fô, que contemplava todos </li></ul><ul><li>os dias. </li></ul>
  18. 18. Razões da sua infelicidade <ul><li>Quando o Imperador viu como era o mundo na realidade, verificou que este não era tão belo como nos quadros de Wang-Fô e passou a detestá-lo. </li></ul><ul><li>O Imperador tinha inveja de Wang-Fô, porque este via o mundo com beleza e o Imperador não. </li></ul><ul><li>Além disso, Wang-Fô conseguia fazer-se amar, coisa que o Imperador não atingia. </li></ul>
  19. 19. O Mundo extraordinário de Wang-Fô <ul><li>Segundo o texto, eram assim os quadros </li></ul><ul><li>do pintor: </li></ul><ul><li>“ Ninguém pintava melhor que Wang-Fô as </li></ul><ul><li>montanhas a sair do nevoeiro, os lagos </li></ul><ul><li>sobrevoados pelas libelinhas, e as enormes </li></ul><ul><li>vagas do pacífico, vistas a partir da costa. </li></ul><ul><li>Dizia-se que as suas imagens santas </li></ul><ul><li>atendiam imediatamente qualquer prece;” </li></ul>
  20. 20. <ul><li>“ os teus jardins repletos de mulheres </li></ul><ul><li>parecidas com flores e as tuas florestas </li></ul><ul><li>cheias de antílopes e de pássaros” </li></ul><ul><li>“ planícies onde a neve não derrete e sobre campos de flores que nunca morrerão.” </li></ul>
  21. 21. Reflexão Final Este conto fala sobre a beleza dos quadros pintados por Wang-Fô. Wang-Fô pinta os seus quadros e estes tornam-se realidade . É um texto que nos faz olhar para a beleza do mundo e pensar como a arte é poderosa . Wang-Fô consegue fazer-se amar e o imperador não. Por isso, é também um texto sobre o amor entre as pessoas e como o mesmo traz a felicidade .

×