Incêndios no local de trabalho

2.262 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.262
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
60
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Incêndios no local de trabalho

  1. 1. Incêndios no local de trabalho Trabalho realizado por: Ricardo Padinha Patrícia Morais
  2. 2. Índice Introdução; Riscos de incêndio e de explosão; Prevenção de incêndios; Vários tipos de extintores; Sinais de combate a incêndio; Proteção contra incêndios; Saídas de emergência; Sinais de salvamento/emergência.
  3. 3. Introdução Neste trabalho iremos falar sobre riscos de incêndio no trabalho, prevenções e como combate-lo.
  4. 4. Riscos de incêndio e de explosão Queimam com facilidade; Podem produzir atmosferas explosivas em locais com deficiência de ventilação; Um derrame de líquido inflamável pode gerar um incêndio que se irá movimentar, acompanhando o desnível existente no piso; Incêndios em líquidos normalmente são mais difíceis de serem combatidos do que em materiais sólidos, visto que é necessário extinguir o fogo toda a superfície atingida.
  5. 5. Riscos de incêndio e de explosão A projeção violenta do agente extintor sobre um líquido inflamado pode provocar respingos ou o seu transbordamento, cuja consequência poderá ser a propagação de incêndio; Em caso de gases, quando não é possível cortar o suprimento, o vazamento seguirá gerando maiores volumes de mistura inflamável, que fatalmente encontrará uma fonte de ignição em suas proximidades, provocando uma explosão.
  6. 6. Riscos de incêndio e de explosão Uma mistura dentro dos limites de inflamabilidade necessita apenas de um elemento para que se produza em incêndio ou uma explosão. A fonte de ignição (faíscas, centelhas, chamas abertas, pontos quentes, eletricidade estática, etc.); Na presença de produtos inflamáveis, é de fundamental importância o controle das fontes de ignição.
  7. 7. Prevenção contra incêndios  Nunca tapar as saídas de emergência e as escadas;  As secretárias, armários, ou outros equipamentos e materiais, não devem obstruir passagens e saídas.  Nunca deixar, nos caminhos de passagem, os fios das ligações de equipamento informático ou elétrico.  Verificar periodicamente, o estado de conservação dos cabos elétricos do equipamento.  Saber onde se encontram os extintores e aprender a usá-los. Verificar se foi feita a inspeção.  Afastar de qualquer fonte de calor (lâmpadas, focos, etc.) papeis ou outros materiais facilmente inflamáveis.  Ligar os equipamentos elétricos a tomadas com “terra”.  Verificar se os meios de primeira intervenção, como extintores e mangueiras, estão prontos a funcionar.  Elaborar e treinar o plano de segurança interno da instituição ou empresa.
  8. 8. Vários tipos de extintores
  9. 9. Extintor de água pressurizada Principio de operação: Pressão interna – CO2, N2 no próprio cilindro metálico, arrasta a água quando o gatilho é acionado. Modo de usar:  levar o extintor ao local do fogo;  Colocar-se à distância segura;  Retirar o pino de segurança;  Empunhar a mangueira e dirigir o jato à base do fogo (observar sempre a direção do vento).Tempo de uso: 1 minuto
  10. 10. Extintor de espuma Principio de operação: Pré-mistura passa pelo difusor, succionando ar para a formação de espuma. Modo de usar:  Levar o extintor ao local do fogo;  Colocar-se à distância segura;  Abrir o registro de propelente (pressão injetada);  Puxar o pino de segurança e retirar o esguicho proporcionador do porta- esguicho, empunhando-o;  Acionar o gatilho, dirigindo à base de fogo. Tempo de uso: 1 minuto
  11. 11. Extintor pó químico seco Principio de operação: Pó expelido pelo gás contido no recipiente ou na ampola. Modo de usar:  Levar o extintor ao local do fogo;  Abrir a válvula da ampola;  Retirar o pino de segurança;  Pulverizar a área de combustão. Tempo de uso: 1 minuto
  12. 12. Extintor de gás carbónico (CO2) Principio de operação: CO2 expelido pela própria pressão interna que exerce (870 Ibs/pol2). Modo de usar:  Levar o extintor ao local do fogo;  Retirar o pino de segurança;  Retirar o difusor;  Segurar na empunhadura, dirigir o jato à base do fogo, movimentando o difusor em leque. Tempo de uso: 1 minuto
  13. 13. Sinais de combate a incêndio Características: Forma retangular ou quadrada; Símbolo branco sobre fundo vermelho (a cor vermelha deve ocupar pelo menos 50% da superfície da placa). Cor de segurança - Vermelha Cor de contraste e do pictograma - Branco
  14. 14. Agulheta ou carretel de incêndio Escada de combate a incêndio Extintor de segurança Telefone de emergência Botoneira de incêndio Dispositivo sonoro de combate a incêndio
  15. 15. Proteção contra incêndios A proteção contra incêndios é uma das Normas Regulamentadoras que disciplina sobre as regras complementares de segurança e saúde no trabalho.
  16. 16. Saídas de emergência • Os locais de trabalho deverão dispor de saídas, em número suficiente e dispostas, de modo que aqueles que se encontrem nesses locais possam abandoná-los com rapidez e segurança, em caso de emergência. • A largura mínima das aberturas de saída deverá ser de 1,20m (um metro e vinte centímetros). • O sentido de abertura da porta não poderá ser para o interior do local de trabalho.
  17. 17. Saídas de emergência • Onde não for possível o acesso imediato às saídas, deverão existir, em caráter permanente e completamente desobstruídos, circulações internas ou corredores de acesso contínuos e seguros, com largura mínima de 1,20m (um metro e vinte centímetros). • Quando não for possível atingir, diretamente, as portas de saída, deverão existir, em caráter permanente, vias de passagem ou corredores, com largura mínima de 1,20m (um metro e vinte centímetros) sempre rigorosamente desobstruídos. • As aberturas, saídas e vias de passagem devem ser claramente assinaladas por meio de placas ou sinais luminosos, indicando a direção da saída. • As saídas devem ser dispostas de tal forma que, entre elas e qualquer local de trabalho, não se tenha de percorrer distância maior que 15m (quinze metros) nos de risco grande e 30m (trinta metros) de risco médio ou pequeno.
  18. 18. Sinais de salvamento/emergência Características: Forma rectangular ou quadrada; Símbolo branco sobre fundo verde, (a cor verde deve ocupar pelo menos 30% da superfície da placa). Cor de segurança- verde Cor do contraste e pictograma- branco
  19. 19. Indicação de direcção a seguir Indicação de direcção de uma saída de emergência Localização de uma saída de emergência Primeiros socorros Maca Telefone para salvamento Duche de segurança Lava olhos de segurança

×