“Existe uma multidão de almas aflitas na humanidade
que pensa Deus, enquanto Deus precisa ser sentido
no amago dos nossos ...
Dubai, 04/01/2015
L.E. – Parte 2ª. Cap. VI – Da Vida Espírita
- Recordação da existência corpórea - Questão 306
ESE - Cap ...
Recordação da existência corpórea
“Lembra-se das coisas, de conformidade com as conseqüências que
delas resultaram para o ...
Recordação da existência corpórea
“Pode lembrar-se dos mais minuciosos pormenores e incidentes,
assim relativos aos fatos,...
5
Recordação da existência corpórea
“Não devemos ter pressa em saber o que fomos no passado
remoto de muitas existências. ...
Recordação da existência corpórea
François-Marie-Gabriel Delanne, filho de
Alexandre Delanne, amigo íntimo de Allan
Kardec...
7
Recordação da existência corpórea
Como explicar, porém, que essa alma conserve suas
lembranças? Neste mundo, temos um ...
8
Recordação da existência corpórea
O Espiritismo demonstra cientificamente a
existência da alma e do perispírito. Este é
...
Dubai, 04/01/2015
Evangelho Segundo o Espiritismo
Cap. XXVI –Dai gratuitamente o que
gratuitamente recebestes - Item 1 e 2...
CAP. XXVI
DAI GRATUITAMENTE O QUE GRATUITAMENTE RECEBESTES
Dom de curar
1. Restituí a saúde aos doentes, ressuscitai os mo...
O Cristo, que operou milagres materiais, mostrou, por esses
milagres mesmos, o que o homem, quando tem FÉ, isto é a
vontad...
O que é o Passe?
A transmissão e a recepção do passe guarda relação com o poder da
vontade de quem doa energias benéficas ...
Quem recebe?
A vontade do passista em magnetizar é fundamental
para a emissão e a qualidade do fluido magnético, que
tem p...
Livro dos Espírios Q.306 ESE26
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Livro dos Espírios Q.306 ESE26

410 visualizações

Publicada em

Reunião Publica GECD - Dubai

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
410
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
91
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Livro dos Espírios Q.306 ESE26

  1. 1. “Existe uma multidão de almas aflitas na humanidade que pensa Deus, enquanto Deus precisa ser sentido no amago dos nossos melhores e mais aprimorados sentimentos. Deus está em tudo e em todos, todavia, o movimento de estar Nele é uma decisão pessoal e intransferível, particular e de livre opção.” Ermance Dufaux
  2. 2. Dubai, 04/01/2015 L.E. – Parte 2ª. Cap. VI – Da Vida Espírita - Recordação da existência corpórea - Questão 306 ESE - Cap XXVI - Dai gratuitamente o que gratuitamente recebestes - Dom de Curar Dubai, 26/04/2015
  3. 3. Recordação da existência corpórea “Lembra-se das coisas, de conformidade com as conseqüências que delas resultaram para o estado em que se encontra como Espírito errante. Bem compreendes, portanto, que muitas circunstâncias haverá de sua vida a que não ligará importância alguma e das quais nem sequer procurará recordar-se.” 306. O Espírito se lembra, pormenorizadamente, de todos os acontecimentos de sua vida? Apreende o conjunto deles de um golpe de vista retrospectivo?
  4. 4. Recordação da existência corpórea “Pode lembrar-se dos mais minuciosos pormenores e incidentes, assim relativos aos fatos, como até aos seus pensamentos. Não o faz, porém, desde que não tenha utilidade.” a) - Mas, se o quisesse, poderia lembrar-se delas? b) - Entrevê o Espírito o objetivo da vida terrestre com relação à vida futura? Certo que o vê e compreende muito melhor do que em vida do seu corpo. Compreende a necessidade da sua purificação para chegar ao infinito e percebe que em cada existência deixa algumas impurezas.”
  5. 5. 5 Recordação da existência corpórea “Não devemos ter pressa em saber o que fomos no passado remoto de muitas existências. Há fardos que ainda não se encontram preparados para serem abertos; são jugos complicados, que a própria natureza, como já dissemos, abri-los- á, quando as lições puderem ser assimiladas. O Espírito; quando tem condições espirituais, pode recordar suas vidas passadas, mas, nem sempre se interessa por isso. Não devemos paralisar nossas atividades em recordações improfícuas, para não estacionarmos no tempo, desperdiçando-o, quando poderíamos semear em terreno bom, para colhermos frutos enobrecidos.” Miramez – Filosofia Espírita A mulher de Lot OLHOU PARA TRÁS (Gn 19, 26)
  6. 6. Recordação da existência corpórea François-Marie-Gabriel Delanne, filho de Alexandre Delanne, amigo íntimo de Allan Kardec e Alexandrina Delanne. Um dia o Codificador tomou esse menino, colocou-o em seu colo e vaticinou: “– Este menino um dia será uma personalidade de destaque no Espiritismo!” (1857 - 1926) E acertou porque com apenas 28 anos publicou a sua primeira obra intitulada, O Espiritismo Perante a Ciência, nos idos de 1885, 16 anos após a desencarnação de Allan Kardec. Gabriel Delanne, que foi criado em ambiente espírita, mostrou a estreita relação entre a Ciência e a espiritualidade, unindo, através de sua palavra clara e objetiva, a ciência, a filosofia e a moral espírita. Caso VOSSOS FILHOS E VOSSAS FILHAS PROFETIZARÃO Revista Espírita - Outubro de 1865
  7. 7. 7 Recordação da existência corpórea Como explicar, porém, que essa alma conserve suas lembranças? Neste mundo, temos um corpo definido pela sua forma de envoltório físico, um cérebro que se afigura o arquivo da nossa vida mental; mas, quando esse corpo morre, quando esse substrato físico é destruido, que sucede às lembranças da nossa existência atual? Onde se localizarão as aquisições da nossa atividade física, sem as quais não há possibilidade de vida intelectual? Estará a alma destinada a fundir-se na erraticidade, a se apagar no Grande Todo, perdendo a sua personalidade? 1924
  8. 8. 8 Recordação da existência corpórea O Espiritismo demonstra cientificamente a existência da alma e do perispírito. Este é inseparável do princípio pensante. Demonstração desta grande verdade pelo estudo das manifestações da alma durante a vida e depois da morte. O Espiritismo não inventou nada. Todos os seus ensinos repousam nos conhecimentos que adquiriu na comunicação com os Espíritos, e é para seus adeptos inigualável alegria ver como cada ponto da doutrina se confirma, à medida que se vai estendendo o inquérito, começado há meio século. 1899
  9. 9. Dubai, 04/01/2015 Evangelho Segundo o Espiritismo Cap. XXVI –Dai gratuitamente o que gratuitamente recebestes - Item 1 e 2 Dubai, 19/04/2015
  10. 10. CAP. XXVI DAI GRATUITAMENTE O QUE GRATUITAMENTE RECEBESTES Dom de curar 1. Restituí a saúde aos doentes, ressuscitai os mortos, curai os leprosos, expulsai os demônios. Dai gratuitamente o que gratuitamente haveis recebido. (S. MATEUS, cap. X, v. 8.) “O Magnetismo é uma das maiores provas do poder da fé posta em ação. É pela fé que ele cura e produz esses fenômenos singulares, qualificados outrora de milagres”
  11. 11. O Cristo, que operou milagres materiais, mostrou, por esses milagres mesmos, o que o homem, quando tem FÉ, isto é a vontade de querer e a certeza de que essa vontade pode obter satisfação. Também os apóstolos não operaram milagres, seguindo-lhe o exemplo? CAP. XXVI DAI GRATUITAMENTE O QUE GRATUITAMENTE RECEBESTES Mateus 9:20-22 Mateus 9:23
  12. 12. O que é o Passe? A transmissão e a recepção do passe guarda relação com o poder da vontade de quem doa energias benéficas e de quem as recebe. A cura verdadeira esta relacionada ao processo de reajuste do Espírito, sendo o passe apenas o instrumento. Usualmente transmitido pelas mãos, mas também pode ser feito pelo olhar, pelo sopro ou a distância por intermédio das irradiações mentais.
  13. 13. Quem recebe? A vontade do passista em magnetizar é fundamental para a emissão e a qualidade do fluido magnético, que tem por base de sustentação a fé e o desejo de fazer o bem. Sem a adesão da vontade do paciente, porém todo o esforço será praticamente inútil. Há pacientes que nada recebem. As irradiações magnéticas não penetram o veículo orgânico deles. Falta-lhes o estado de confiança. Sem a fé é impossível reter qualquer auxílio espiritual. Quando assimila os recursos vitais, o paciente retém os benefícios fluídicos na corrente sanguínea. Quanto mais intensa for a adesão da vontade do paciente maior benefício recolherá.

×