Livro dos Espiritos questao197 Evangelho14-1

844 visualizações

Publicada em

Reuniao Publica GECD

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
844
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
43
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Livro dos Espiritos questao197 Evangelho14-1

  1. 1. Estudo de O Livro dos Espíritos e do Evangelho Segundo o Espiritismo L.E. – Questão 197 Evangelho – Cap. XIV item 1 Dubai, 25/08/2013 Parte II - Cap. IV - Da Pluralidade das Existências Sorte das Crianças depois da Morte
  2. 2. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Sorte das Crianças depois da Morte GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 2 É comum no nosso planeta a morte na infância, mesmo no que se refere as comunidades que desfrutam de melhor qualidade de vida. A curta duração da vida da criança pode representar, para o Espírito que o animava, o complemento de existência precedentemente interrompido antes do momento em que deveria terminar, e sua morte, também não raro, constitui provação ou expiação para os pais.
  3. 3. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Sorte das Crianças depois da Morte GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 3 Para o Espiritismo, Infância é um estado que... Corresponde a uma necessidade, está na ordem da natureza e de acordo com a vista da Providência. É um período de repouso do Espírito. Encarnando, com o objetivo de se aperfeiçoar, o Espírito, durante esse período é mais acessível às impressões que recebe, capazes de lhe auxiliarem o adiantamento, para o que devem contribuir os incumbidos de educá-lo. As diferenças observadas nas crianças resultam... Da carga genética herdada dos pais, da educação recebida, das tendências instintivas, e das idéias inatas que o Espírito traz ao renascer.
  4. 4. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Sorte das Crianças depois da Morte GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 4 197. Poderá ser tão adiantado quanto o de um adulto o Espírito de uma criança que morreu em tenra idade? “Algumas vezes o é muito mais, porquanto pode dar-se que muito mais já tenha vivido e adquirido maior soma de experiência, sobretudo se progrediu.” a) - Pode então o Espírito de uma criança ser mais adiantado que o de seu pai? “Isso é muito freqüente. Não o vedes vós mesmos tão amiudadas vezes na Terra?”
  5. 5. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Sorte das Crianças depois da Morte GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 5 O Espírito que anima o corpo de uma criança muitas vezes pode ser mais desenvolvido do que demonstra a fragilidade de seu corpo físico. É a imperfeição dos órgão que o impede de se manifestar; assim age e se comporta de acordo com o instrumento (físico) de que dispõe. Ele tem limitada inteligência enquanto a idade não lhe amadurece a razão.
  6. 6. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Sorte das Crianças depois da Morte GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 6 Ao desencarnar o Espírito que animava o corpo de uma criança nem sempre retorna de imediato a fase adulta. É bem verdade que volta ao seu precedente vigor, uma vez que não sofre mais as limitações da vida no plano material. Entretanto, não readquire a anterior lucidez, senão quando se tenha completamente separado daquele envoltório, isto é quando mais nenhum laço exista entre o corpo.
  7. 7. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Sorte das Crianças depois da Morte GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 7 “_quando o Espírito já alcançou elevada classe evolutiva, assumindo o comando mental de si mesmo, adquire o poder de facilmente desprender-se das imposições da forma, superando as dificuldades da desencarnação prematura. Conhecemos grandes almas que renasceram na Terra por brevíssimo prazo, simplesmente com o objetivo de acordo corações queridos para aquisição de valores morais, recobrando, logo após o serviço levado a efeito, a respectiva apresentação que lhe era costumeira”. (Blandina – Lar da Benção) Existem inúmeras instituições de auxílio `a infância no plano espiritual, seja para adequá-las a realidade da nova moradia.
  8. 8. Dubai, 05/02/2013 Cap. XIV – Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe Item 1
  9. 9. 9 Capítulo XIV - Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe 1- Sabeis os mandamentos: não cometereis adultério; não matareis; não roubareis; não prestareis falso-testemunho; não fareis agravo a ninguém; honrai a vosso pai e a vossa mãe. (S. MARCOS, capítulo X, v. 19; S. LUCAS, cap. XVIII, v. 20; S. MATEUS, cap. XIX, vv. 18 e 19.) Piedade filial. - Quem é minha mãe e quem são meus irmãos? - Parentela corpórea e parentela espiritual. - Instruções dos Espíritos: A ingratidão dos filhos e os laços de família. 2. Honrai a vosso pai e a vossa mãe, a fim de viverdes longo tempo na terra que o Senhor vosso Deus vos dará. (Decálogo: "Êxodo", cap. XX, v. 12.)
  10. 10. 10 Capítulo XIV - Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe Piedade filial 3. O mandamento: "Honrai a vosso pai e a vossa mãe" é um corolário da lei geral de caridade e de amor ao próximo, visto que não pode amar o seu próximo aquele que não ama a seu pai e a sua mãe; mas, o termo honrai encerra um dever a mais para com eles: o da piedade filial. Quis Deus mostrar por essa forma que ao amor se devem juntar o respeito, as atenções, a submissão e a condescendência, o que envolve a obrigação de cumprir-se para com eles, de modo ainda mais rigoroso, tudo o que a caridade ordena relativamente ao próximo em gera!. Esse dever se estende naturalmente às pessoas que fazem as vezes de pai e de mãe, as quais tanto maior mérito têm, quanto menos obrigatório é para elas o devotamento. Deus pune sempre com rigor toda violação desse mandamento.

×