Livro dos Espiritos q218 Evangelho cap 16 item 5

639 visualizações

Publicada em

Reuniao Publica GECD

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
639
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
82
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Livro dos Espiritos q218 Evangelho cap 16 item 5

  1. 1. Estudo de O Livro dos Espíritos e do Evangelho Segundo o Espiritismo L.E. – Questão 218 Evangelho Cap. XVI – item 05 Dubai, 29/12/2013
  2. 2. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Idéias Inatas 218. Encarnado, conserva o Espírito algum vestígio das percepções que teve e dos conhecimentos que adquiriu nas existências anteriores? “Guarda vaga lembrança, que lhe dá o que se chama idéias inatas.” a) - Não é, então, quimérica a teoria das idéias inatas? “Não; os conhecimentos adquiridos em cada existência não mais se perdem. Liberto da matéria, o Espírito sempre os tem presentes. Durante a encarnação, esquece-os em parte, momentaneamente; porém, a intuição que deles conserva lhe auxilia o progresso. Se não fosse assim, teria que recomeçar constantemente. Em cada nova existência, o ponto de partida, para o Espírito, é o em que, na existência precedente, ele ficou.” b) - Grande conexão deve haver entre duas existências consecutivas? “Nem sempre tão grande quanto talvez o suponhas, dado que bem diferentes são, muitas vezes, as posições do Espírito nas duas e que, no intervalo de uma e outra, pode ele ter progredido.” (216) GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 2
  3. 3. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Idéias Inatas Significado de Inato adj. Que nasce conosco: pendores inatos. Congênito. Idéias inatas, idéias que, segundo certos filósofos, não provêm da experiência, mas estão em nosso espírito desde que nascemos. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 3
  4. 4. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Idéias Inatas Quando o Espírito reencarna, traz consigo seu mundo mental, e quando parte deste para o além, também leva o que construiu pelos pensamentos, palavras e obras. A consciência registra tudo o que pensamos e fazemos, como sendo um livro divino. Quando na Terra, movendo-se em um corpo de carne, aparecem, de vez em quando, na mente, as idéias chamadas inatas; são pensamentos guardados na sensibilidade espiritual, de modo a irradiar-se, quando preciso, para a mente ativa, e essa, sendo educada nos conceitos de luz de Nosso Senhor Jesus Cristo, dá-lhes guarida.. ..ou expulsa-os de seu mundo mental, quando indesejado. Eis aí a limpeza que devemos fazer dentro de nós mesmos para estabelecer-se a harmonia consciencial. Alimentamos, por vezes, muitos erros, inspirando-nos em velhas idéias que emergem do passado para o nosso presente. Em casos diversos sendo o encarnado um espírita, ele aponta logo como culpados, os irmãozinhos das sombras, atribuindo a responsabilidade aos obsessores. Na verdade, as idéias são filhas do próprio "obsediado". GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 4
  5. 5. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Idéias Inatas Transformação Pessoal para os próximos anos...para as próximas existências http://www.youtube.com/watch?v=MxwkReS8k4c GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 5
  6. 6. O Evangelho Segundo o Espiritismo Cap. XVI – NÃO SE PODE SERVIR A DEUS E A MAMON Item 5 – Parábola do mau rico Dubai, 05/02/2013
  7. 7. Cap. XVI – Não se pode servir a Deus e a Mamon Item 5 – Parábola do mau rico 5. Havia um homem rico, que vestia púrpura e linho e se tratava magnificamente todos os dias. - Havia também um pobre, chamado Lázaro, deitado à sua porta, todo coberto de úlceras, - que muito estimaria poder mitigar a fome com as migalhas que caíam da mesa do rico; mas ,ninguém lhas dava e os cães lhe viam lamber as chagas. - Ora, aconteceu que esse pobre morreu e foi levado pelos anjos para o seio de Abraão. O rico também morreu e teve por sepulcro o inferno. - Quando se achava nos tormentos, levantou os olhos e via de longe Abraão e Lázaro em seu seio - e, exclamando, disse estas palavras: Pai Abraão, tem piedade de mim e manda-me Lázaro, a fim de que molhe a ponta do dedo na água para me refrescar a língua, pois sofro horrível tormento nestas chamas. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 7
  8. 8. Cap. XVI – Não se pode servir a Deus e a Mamon Item 5 – Parábola do mau rico Mas Abraão lhe respondeu: Meu filho, lembra-te de que recebeste em vida teus bens e de que Lázaro só teve males; por isso, ele agora esta na consolação e tu nos tormentos. Ao demais, existe para sempre um grande abismo entre nós e vós, de sorte que os que queiram passar daqui para aí não o podem, como também ninguém pode passar do lugar onde estás para aqui. Disse o rico: Eu então te suplico, pai Abraão, que o mandes à casa de meu pai, - onde tenho cinco irmãos, a dar-lhes testemunho destas coisas, a fim de que não venham também eles para este lugar de tormento. - Abraão lhe retrucou: Eles têm Moisés e os profetas; que os escutem. - Não, meu pai Abraão, disse o rico: se algum dos mortos for ter com eles, farão penitência. - Respondeu-lhe Abraão: Se eles não ouvem a Moisés, nem aos profetas, também não acreditarão, ainda mesmo que algum dos mortos ressuscite. (S. LUCAS, cap. XVI, vv. 19 a 31.) GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 8
  9. 9. Cap. XVI – Não se pode servir a Deus e a Mamon Item 5 – Parábola do mau rico “Feliz do homem que, nessa vida cheia de obscuridade e de armadilhas, caminha constantemente em direção ao objetivo elevado que discerne, conhece, do qual está certo! Feliz daquele que um sopro do Alto inspira suas obras e leva-o adiante. Os prazeres deixam-no indiferente; as tentações da carne; as miragens enganosas da fortuna não tem mais domínio sobre ele. Viajor em marcha, o objetivo o chama; ele se precipita para atingi-lo”. (Leon Denis – Livro Depois da Morte) GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 9

×