Livro dos Espiritos q209 e 210 Evangelho cap 15 item 4

829 visualizações

Publicada em

Reuniao Publica GECD

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
829
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
92
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Livro dos Espiritos q209 e 210 Evangelho cap 15 item 4

  1. 1. Estudo de O Livro dos Espíritos e do Evangelho Segundo o Espiritismo L.E. – Questão 209 E 210 Evangelho – Cap XV – Item 4 Dubai, 03/11/2013
  2. 2. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Parecenças físicas e morais 209. Por que é que de pais bons e virtuosos nascem filhos de natureza perversa? Por outra: por que é que as boas qualidades dos pais nem sempre atraem, por simpatia, um bom Espírito para lhes animar o filho? “Não é raro que um mau Espírito peça lhe sejam dados bons pais, na esperança de que seus conselhos o encaminhem por melhor senda e muitas vezes Deus lhe concede o que deseja.” 210. Pelos seus pensamentos e preces podem, os pais atrair para o corpo, em formação, do filho um bom Espírito, de preferência a um inferior? “Não, mas podem melhorar o Espírito do filho que lhes nasceu e está confiado. Esse o dever deles. Os maus filhos são uma provação para os pais.” GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 2
  3. 3. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Parecenças físicas e morais Cap. Reencarnação Todas as almas que não puderam libertar-se das influências terrestres devem renascer, nesse mundo para nele trabalhar por seu melhoramento; é o caso da imensa maioria. Os semelhantes atraem-se. É em virtude dessa lei de atração e harmonia que os espíritos da mesma ordem de caracteres e tendências análogas, aproximam-se, e seguem-se através de suas múltiplas existências, encarnam em conjunto, constituindo famílias homogêneas. As leis da natureza ou melhor, os efeitos que resultam do passado do ser, decidem sua encarnação. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 3
  4. 4. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Parecenças físicas e morais Inferior – ignorante das leis, negligente com o seu futuro, sofre mecanicamente, o seu destino e volta a tomar seu lugar na Terra sob a impulsão de uma força que não chega a conhecer. Adiantado – inspira-se nos exemplos que o cercam na vida fluídica, recolhe o conselho de seus guias espirituais, prevê os obstáculos, as dificuldades da estrada, traça um programa e toma fortes resoluções com o objetivo de realizá-lo. Sua escolha pode exercer-se em certos limites, de maneira a acelerar sua marcha. A Terra é o verdadeiro purgatório. É preciso renascer e sofrer para despojar-se de seus vícios, para apagar as faltas ou os crimes do passado. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 4
  5. 5. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Parecenças físicas e morais • Como nos reeducar?! 110 -Qual a melhor escola de preparação das almas reencarnadas, na Terra? Emmanuel: “A melhor escola ainda é o lar, onde a criatura deve receber as bases do sentimento e do caráter. Os estabelecimentos de ensino propriamente do mundo, podem instruir, mas só o instituto da família pode educar. É por essa razão que a universidade poderá fazer o cidadão, mas somente o lar pode edificar o homem. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 5
  6. 6. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Parecenças físicas e morais Se um Espírito ainda voltado para o mal pediu, e foi concedido por Deus, nascer em nossa família, não desdenhemos essa oportunidade, nem amaldiçoemos essa alma em provação. Paulo 1ª. Epístola aos Tessalonicenses, cap. 5 – vers. 18: “Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.” Se é a vontade de Deus, por que não aceitar? Se é muito bom para quem nasce, melhor para que o recebe como filho. Lembremo-nos do amanhã”. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 6
  7. 7. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Parecenças físicas e morais A vida é uma troca incessante de valores. Qual o mérito que teríamos em receber somente Espíritos de luz em nossos convívio? Lutemos ajudando, porque amar aos que nos amam é dever, mas amar aos que nos perseguem e caluniam é saber viver com Jesus no coração. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 7
  8. 8. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Parecenças físicas e morais “Se a educação não se houver feito no lar, então só o processo violento nas provas rudes no mundo, pode renovar (...) porquanto a alma reencarnada terá retomado todo o seu patrimônio nocivo do pretérito e reincidirá nas mesmas quedas, se lhe faltou a luz interior dos sagrados princípios educativos. Emmanuel “Homem, resigne-se portanto, e suporte com coragem as provas inevitáveis, mas fecundas que apagam suas manchas e lhe preparam um futuro melhor!.(...) Evite os desfalecimentos que lhe reconduziriam sob o julgo da matéria e pesariam sore suas vidas futuras.” Leon Denis GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 8
  9. 9. O Evangelho Segundo o Espiritismo Cap. XV – Fora da caridade não há salvação Item 4 e 5– O Mandamento Maior Dubai, 05/02/2013
  10. 10. Cap. XV – Fora da caridade não há salvação Item 4– O Mandamento Maior 4. Mas, os fariseus, tendo sabido que ele tapara a boca aos saduceus, se reuniram; e um deles, que era doutor da lei, foi propor-lhe esta questão, para o tentar: - Mestre, qual o grande mandamento da lei? - Jesus lhe respondeu: Amarás o Senhor teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu espírito. - Esse o maior e o primeiro mandamento. - E aqui está o segundo, que é semelhante ao primeiro: Amarás o teu próximo, como a ti mesmo. - Toda a lei e os profetas se acham contidos nesses dois mandamentos. (S. MATEUS, cap. XXII, vv. 34 a 40.) GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 10
  11. 11. Cap. XV – Fora da caridade não há salvação Item 4– O Mandamento Maior Jesus lhe respondeu: Amarás o Senhor teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu espírito. Ama a Deus, aquele que o reconhece como Pai misericordioso; que compreende a vida como dádiva do seu amor em benefício de nosso progresso. (..) “E aqui está o segundo, que é semelhante ao primeiro: Amarás o teu próximo, como a ti mesmo”. Devemos dispensar aos nossos irmãos o mesmo tratamento que gostaríamos de receber, caso estivéssemos em seu lugar. Desejar a ele tudo o que desejamos para nós mesmo. Devemos nos colocar no “lugar” de nossos irmãos. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 11
  12. 12. Cap. XV – Fora da caridade não há salvação Item 4– O Mandamento Maior (..)“E aqui está o segundo, que é semelhante ao primeiro: Amarás o teu próximo, como a ti mesmo”. Devemos dispensar aos nossos irmãos o mesmo tratamento que gostaríamos de receber, caso estivéssemos em seu lugar. Desejar a ele tudo o que desejamos para nós mesmo. Devemos nos colocar no “lugar” de nossos irmãos. (..)“Toda a lei e os profetas se acham contidos nesses dois mandamentos”. Todos os preceitos religiosos, todos os ensinamentos dos profetas, todas as lições dos livros sagrados, podem ser resumidos em dois mandamentos: Amar a Deus acima de tudo e ao próximo como a nós mesmos. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 12
  13. 13. Cap. XV – Fora da caridade não há salvação Item 4 e 5– O Mandamento Maior 5. Caridade e humildade, tal a senda única da salvação. Egoísmo e orgulho, tal a da perdição. Este princípio se acha formulado nos seguintes precisos termos: "Amarás a Deus de toda a tua alma e a teu próximo como a ti mesmo; toda a lei e os profetas se acham contidos nesses dois mandamentos." E, para que não haja equívoco sobre a interpretação do amor de Deus e do próximo, acrescenta: “E aqui está o segundo mandamento que é semelhante ao primeiro” , isto é, que não se pode verdadeiramente amar a Deus sem amar o próximo, nem amar o próximo sem amar a Deus. Logo, tudo o que se faça contra o próximo o mesmo é que fazê-lo contra Deus. Não podendo amar a Deus sem praticar a caridade para com o próximo, todos os deveres do homem se resumem nesta máxima: FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO. “Pela pratica da caridade combatemos o egoísmo; pelo exercício da humildade libertamo-nos do orgulho.” GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 13

×