Cap. IV - Da Pluralidade das Existências   Estudo de O Livro dos Espíritose do Evangelho Segundo o Espiritismo            ...
GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar   2
Cap. IV – Da pluralidade das Existências.Q. 179 - Os seres que habitam cada mundo hão todos alcançadoo mesmo nível de perf...
Cap. IV – Da pluralidade das Existências.Uma das maiores revelaçõesdos Espíritos superiores, queditaram a Doutrina Espírit...
Cap. IV – Da pluralidade das Existências.Princípios Básicos da DoutrinaEspírita:1. Deus2. A existência e sobrevivência do ...
Cap. IV – Da pluralidade das Existências.Q. 179 - Os seres que habitam cada mundo hão todos alcançado o mesmonível de perf...
Cap. IV – Da pluralidade das Existências.                                     Os alunos são livros que Deus usa para      ...
Cap. IV – Da pluralidade das Existências. “As desigualdades nos parecem de relance, a falta de  harmonia, mas não é: é o a...
Cap. XIII - NÃO SAIBA A VOSSA MÃOESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA                               Dubai, 05/02/2013
Cap. XIII – Não Saiba a vossa mão esquerda o quedê a vossa mão direita.Fazer o bem sem ostentação3. Em fazer o bem sem ost...
Cap. XIII – Não Saiba a vossa mão esquerda o quedê a vossa mão direita.Fazer o bem sem ostentaçãoQuantos há que só dão na ...
Cap. XIII – Não Saiba a vossa mão esquerda o quedê a vossa mão direita.Fazer o bem sem ostentaçãoNão saber a mão esquerda ...
Cap. XIII – Não Saiba a vossa mão esquerda o quedê a vossa mão direita.Fazer o bem sem ostentaçãoE qual poderá ser a recom...
Cap. XIII – Não Saiba a vossa mão esquerda o quedê a vossa mão direita.Fazer o bem sem ostentaçãoA beneficência praticada ...
Cap. XIII – Não Saiba a vossa mão esquerda o quedê a vossa mão direita.Fazer o bem sem ostentaçãoA verdadeira generosidade...
GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar   16
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Livro dos Espíritos questao 179 Evangelho Cap 13 Item 3

2.106 visualizações

Publicada em

Reuniao Publica - GECD Dubai
espacodespertar.blogspot.com

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.106
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
69
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
45
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Livro dos Espíritos questao 179 Evangelho Cap 13 Item 3

  1. 1. Cap. IV - Da Pluralidade das Existências Estudo de O Livro dos Espíritose do Evangelho Segundo o Espiritismo Dubai, 02/03/2013
  2. 2. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 2
  3. 3. Cap. IV – Da pluralidade das Existências.Q. 179 - Os seres que habitam cada mundo hão todos alcançadoo mesmo nível de perfeição?“Não; dá-se em cada um o que ocorre na Terra: uns Espíritos sãomais adiantados do que outros.” GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 3
  4. 4. Cap. IV – Da pluralidade das Existências.Uma das maiores revelaçõesdos Espíritos superiores, queditaram a Doutrina Espírita aAllan Kardec, sem sombra dedúvida, é a existência de vidahumana em outros planetas;por outras palavras:pluralidade dos mundos habitados, que é um dos cincoprincípios básicos da Doutrina Espírita. Essa questão étratada, especialmente, em O Livro dos Espíritos (perguntas55 a 58, 172 a 188 e 234 a 236) e em O Evangelho Segundo oEspiritismo (Capítulo III – Há Muitas Moradas na Casa de meuPai). GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 4
  5. 5. Cap. IV – Da pluralidade das Existências.Princípios Básicos da DoutrinaEspírita:1. Deus2. A existência e sobrevivência do Espírito3. A reencarnação4. Comunicabilidade dos Espíritos5. Pluralidade dos mundos habitados GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 5
  6. 6. Cap. IV – Da pluralidade das Existências.Q. 179 - Os seres que habitam cada mundo hão todos alcançado o mesmonível de perfeição?“Não; dá-se em cada um o que ocorre na Terra: uns Espíritos são maisadiantados do que outros.”As diferenças são uma constante Cada criatura é um mundoem todos os mundos e em tudo que diferente da outra. Osexiste no universo. Nada é caminhos que percorrem sãoperfeitamente igual ao variáveis, apresentandooutro, mesmo que estejam ligados modalidadespela mesma linha de diversas, todavia, objetivando oafinidades, quer seja no reino mesmo fim: a perfeiçãomineral, vegetal ou animal. espiritual. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 6
  7. 7. Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Os alunos são livros que Deus usa para ensinar mais, enquanto adquirem novos conhecimentos.Os Espíritos que reencarnam em um planeta não são todos iguais no saber eno amor; existem diferenças entre uns e outros, para que a escola se façaentre os próprios Espíritos, uns ensinando aos outros.Daí se iniciam o amor e os laços da fraternidade, mediante as necessidadesde uns para com os outros.Nos mundos superiores - todos que ali se encontram estão dispostos a aprenderdentro do aperfeiçoamento que lhes cabe assimilar.Mesmo nos mundos inferiores - Deus usa uns para ensinar aos outros, unscompensando as deficiências dos outros; não há mestre que não aprenda com osalunos. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 7
  8. 8. Cap. IV – Da pluralidade das Existências. “As desigualdades nos parecem de relance, a falta de harmonia, mas não é: é o amor vencendo barreiras para amar mais, fazendo justiça e ampliando condições para verdadeira fraternidade. (Miramez – O Livro dos Espíritos Comentado) GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 8
  9. 9. Cap. XIII - NÃO SAIBA A VOSSA MÃOESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA Dubai, 05/02/2013
  10. 10. Cap. XIII – Não Saiba a vossa mão esquerda o quedê a vossa mão direita.Fazer o bem sem ostentação3. Em fazer o bem sem ostentação há grandemérito; ainda mais meritório é ocultar a mãoque dá; constitui marca incontestável de grandesuperioridade moral, porquanto, para encararas coisas de mais alto do que o faz ovulgo, mister se torna abstrair da vida presentee identificar-se com a vida futura; numa palavra,colocar-se acima da Humanidade, para renunciar à satisfação que advém dotestemunho dos homens e esperar a aprovação de Deus.Aquele que prefere ao de Deus o sufrágio dos homens prova que mais fédeposita nestes do que na Divindade e que mais valor dá à vida presente doque à futura. Se diz o contrário, procede como se não cresse no que diz. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 10
  11. 11. Cap. XIII – Não Saiba a vossa mão esquerda o quedê a vossa mão direita.Fazer o bem sem ostentaçãoQuantos há que só dão na esperança de que o que recebe irá bradar por todaa parte o benefício recebido! Quantos os que, de público, dão grandes somase que, entretanto, às ocultas, não dariam uma só moeda! Foi por isso queJesus declarou: "Os que fazem o bem ostentosamente já receberam suarecompensa." Com efeito, aquele que procura a sua própria glorificação naTerra, pelo bem que pratica, já se pagou a si mesmo; Deus nada mais lhedeve; só lhe resta receber a punição do seu orgulho. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 11
  12. 12. Cap. XIII – Não Saiba a vossa mão esquerda o quedê a vossa mão direita.Fazer o bem sem ostentaçãoNão saber a mão esquerda o que dá a mão direita é uma imagem quecaracteriza admiravelmente a beneficência modesta. Mas, se há a modéstiareal, também há a falsa modéstia, o simulacro da modéstia. Há pessoas queocultam a mão que dá, tendo, porém, o cuidado de deixar aparecer umpedacinho, olhando em volta para verificar se alguém não o terá visto ocultá-la. Indigna paródia das máximas do Cristo! Se os benfeitores orgulhosos sãodepreciados entre os homens, que não será perante Deus? Também esses járeceberam na Terra sua recompensa. Foram vistos; estão satisfeitos porterem sido vistos. É tudo o que terão. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 12
  13. 13. Cap. XIII – Não Saiba a vossa mão esquerda o quedê a vossa mão direita.Fazer o bem sem ostentaçãoE qual poderá ser a recompensa do que faz pesar os seus benefícios sobreaquele que os recebe, que lhe impõe, de certo modo, testemunhos dereconhecimento, que lhe faz sentir a sua posição, exaltando o preço dossacrifícios a que se vota para beneficiá-lo? Oh! para esse, nem mesmo arecompensa terrestre existe, porquanto ele se vê privado da grata satisfaçãode ouvir bendizer-lhe do nome e é esse o primeiro castigo do seu orgulho. Aslágrimas que seca por vaidade, em vez de subirem ao Céu, recaíram sobre ocoração do aflito e o ulceraram. Do bem que praticou nenhum proveito lheresulta, pois que ele o deplora, e todo benefício deplorado é moeda falsa esem valor. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 13
  14. 14. Cap. XIII – Não Saiba a vossa mão esquerda o quedê a vossa mão direita.Fazer o bem sem ostentaçãoA beneficência praticada sem ostentação tem duplo mérito. Além de sercaridade material, é caridade moral, visto que resguarda a suscetibilidade dobeneficiado, faz-lhe aceitar o benefício, sem que seu amor-próprio se ressintae salvaguardando-lhe a dignidade de homem, porquanto aceitar um serviço écoisa bem diversa de receber uma esmola. Ora, converter em esmola oserviço, pela maneira de prestá-lo, é humilhar o que o recebe, e, emhumilhar a outrem, há sempre orgulho e maldade. A verdadeira caridade, aocontrário, é delicada e engenhosa no dissimular o benefício, no evitar até assimples aparências capazes de melindrar, dado que todo atrito moralaumenta o sofrimento que se origina da necessidade.Ela sabe encontrar palavras brandas e afáveis que colocam o beneficiado àvontade em presença do benfeitor, ao passo que a caridade orgulhosa oesmaga. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 14
  15. 15. Cap. XIII – Não Saiba a vossa mão esquerda o quedê a vossa mão direita.Fazer o bem sem ostentaçãoA verdadeira generosidade adquire toda a sublimidade, quando obenfeitor, invertendo os papéis, acha meios de figurar como beneficiadodiante daquele a quem presta serviço. Eis o que significamestas palavras: "Não saiba a mão esquerda o que dá a direita." GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 15
  16. 16. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 16

×