Ferramentas e Acessórios – Prof. Luiz Sérgio M. Rabelo
www.partnerstreina.com.br - contato@partnerstreina.com.br – 2564-56...
Ferramentas e Acessórios – Prof. Luiz Sérgio M. Rabelo
www.partnerstreina.com.br - contato@partnerstreina.com.br – 2564-56...
Ferramentas e Acessórios – Prof. Luiz Sérgio M. Rabelo
www.partnerstreina.com.br - contato@partnerstreina.com.br – 2564-56...
Ferramentas e Acessórios – Prof. Luiz Sérgio M. Rabelo
www.partnerstreina.com.br - contato@partnerstreina.com.br – 2564-56...
Ferramentas e Acessórios – Prof. Luiz Sérgio M. Rabelo
www.partnerstreina.com.br - contato@partnerstreina.com.br – 2564-56...
Ferramentas e Acessórios – Prof. Luiz Sérgio M. Rabelo
www.partnerstreina.com.br - contato@partnerstreina.com.br – 2564-56...
Ferramentas e Acessórios – Prof. Luiz Sérgio M. Rabelo
www.partnerstreina.com.br - contato@partnerstreina.com.br – 2564-56...
Ferramentas e Acessórios – Prof. Luiz Sérgio M. Rabelo
www.partnerstreina.com.br - contato@partnerstreina.com.br – 2564-56...
Ferramentas e Acessórios – Prof. Luiz Sérgio M. Rabelo
www.partnerstreina.com.br - contato@partnerstreina.com.br – 2564-56...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Prévia - Apostila Ferramentas e Acessorios Partners Treinamentos - Resumida

895 visualizações

Publicada em

Prévia - Apostila Ferramentas e Acessorios Partners Treinamentos - Resumida

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
895
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Prévia - Apostila Ferramentas e Acessorios Partners Treinamentos - Resumida

  1. 1. Ferramentas e Acessórios – Prof. Luiz Sérgio M. Rabelo www.partnerstreina.com.br - contato@partnerstreina.com.br – 2564-5623 – 9909-8837 FERRAMENTAS E ACESSÓRIOS ALICATES Alicate pode ser definido como uma ferramenta de aço forjado composta de dois braços e um pino de articulação. Em uma das extremidades de cada braço existem garras, cortes e pontas que servem para segurar, cortar, dobrar, colocar e retirar peças de determinadas montagens. Alicate Universal É o modelo mais conhecido e usado de toda família de alicates. Os tipos existentes no mercado variam principalmente no acabamento e formato da cabeça. Os braços podem ser plastificados ou não. Quanto ao acabamento, esse alicate pode ser oxidado, cromado, polido ou simplesmente lixado. Quanto à resistência mecânica, o alicate universal pode ser temperado ou não. Quanto ao comprimento, as medidas de mercado variam de 150 mm a 255 mm. Classificação Os principais tipos de alicate são: Alicate Universal Alicate de Corte Alicate de Bico Alicate para Anéis Alicate de Pressão Alicate de Eixo Móvel Alicate Rebitador Alicate Universal O Alicate Universal serve para efetuar operações como segurar, cortar e dobrar. É comercializado com ou sem isolamento. Fig. 1
  2. 2. Ferramentas e Acessórios – Prof. Luiz Sérgio M. Rabelo www.partnerstreina.com.br - contato@partnerstreina.com.br – 2564-5623 – 9909-8837 Alicate de Corte Serve para cortar chapas, arames e fios de aço. Alicate de Bico São utilizados em serviços de mecânica e eletricidade. Alicates para Anéis de Segmento Interno e Externo É uma ferramenta utilizada para remover anéis de segmento, também chamada de anéis de segurança ou anéis elásticos. O uso desses alicates exige bastante atenção, pois suas pontas, ao serem introduzidas nos furos dos anéis, podem fazer com que eles escapem abruptamente, atingindo pessoas que estejam por perto. Fig. 2 Fig. 3
  3. 3. Ferramentas e Acessórios – Prof. Luiz Sérgio M. Rabelo www.partnerstreina.com.br - contato@partnerstreina.com.br – 2564-5623 – 9909-8837 Alicate Rebitador O alicate rebitador é utilizado na fixação de peças através do processo de rebitagem Figuras 7; A, B, C e D. CHAVES DE APERTO São ferramentas geralmente de aço vanádio ou aço cromo extra duro, que utilizam o princípio da alavanca para apertar ou desapertar parafusos e porcas. Coloca-se o rebite no furo. O rebitador traciona o mandril e a cabeça deste efetua a rebitagem, que estará completa com o final destaque da haste. O rebitador agarra o mandril. A rebitagem está concluída e as partes firmemente fixadas. Fig. 7 D A B C
  4. 4. Ferramentas e Acessórios – Prof. Luiz Sérgio M. Rabelo www.partnerstreina.com.br - contato@partnerstreina.com.br – 2564-5623 – 9909-8837 Chave Allen A chave Allen, também conhecida pelo nome de chave hexagonal ou sextavada, é utilizada para fixar ou soltar parafusos com sextavados internos. O tipo de chave Allen mais conhecido apresenta o perfil do corpo em L, o que possibilita o efeito de alavanca durante o aperto ou desaperto de parafusos. Antes de usar uma chave Allen, deve-se verificar se o sextavado interno do parafuso encontra-se isento de tinta ou sujeira. Tinta e sujeira impedem o encaixe perfeito da chave e podem causar acidentes em quem estiver manuseando. Permite trabalhar com um ângulo de até 30° em relação ao eixo do parafuso Chave Radial ou de Pinos A chave radial ou de pinos e axial são utilizadas nos rasgos de peças geralmente cilíndricas e que podem ter a rosca interna ou externa. Aplicação Fig. 13 Fig. 14
  5. 5. Ferramentas e Acessórios – Prof. Luiz Sérgio M. Rabelo www.partnerstreina.com.br - contato@partnerstreina.com.br – 2564-5623 – 9909-8837 Dentro da categoria de soquetes, há os de impacto que possuem boca sextavada, oitavada, quadrada e tangencial, com ou sem ímã embutido. Esses soquetes são utilizados em parafusadeiras, em chaves de impacto elétricas ou pneumáticas, pois apresentam paredes reforçadas. Os soquetes de impacto apresentam concentricidade perfeita, o que reduz ao mínimo as vibrações provocadas pela alta rotação das máquinas onde são acoplados. Os soquetes comuns não devem ser utilizados em máquinas elétricas ou pneumáticas, pois não resistem às altas velocidades e aos esforços tangenciais provocados pelas máquinas em rotação. A chave soquete, pela sua versatilidade, permite alcançar parafusos e porcas em locais aonde outros tipos de chaves não chegam. A seguir, alguns soquetes e acessórios que, devidamente acoplados, resulta em chaves soquete. Chave de Fenda É uma ferramenta de aperto constituída de uma haste cilíndrica de aço carbono, com uma de suas extremidades forjada em forma de cunha e a outra em forma de espiga prismática ou cilíndrica estriada, onde se acopla um cabo de madeira ou plástico. É empregada para apertar e desapertar parafusos cujas cabeças tenham fendas ou ranhuras que permitam a entrada da cunha. Características A chave de fenda deve apresentar as seguintes características: Ter sua cunha temperada e revenida. Ter as faces de extremidade da cunha, em planos paralelos. Ter o cabo ranhurado longitudinalmente, que permita maior firmeza no aperto, e Fig. 17 Fig. 18
  6. 6. Ferramentas e Acessórios – Prof. Luiz Sérgio M. Rabelo www.partnerstreina.com.br - contato@partnerstreina.com.br – 2564-5623 – 9909-8837 bem engastada na haste da chave. Ter a forma e dimensões das cunhas proporcionais ao diâmetro da haste da chave. TORQUÍMETRO Medindo apertos de parafusos e porcas Quando é necessário medir o aperto de um parafuso ou porca, a ferramenta indicada é o torquímetro. O uso do torquímetro evita a formação de tensões e a consequente deformação das peças em serviço. O torquímetro trabalha com as seguintes unidades de medidas: Newton. Metro (N. m); libra-força. Polegada (Lbf. in); quilograma-força. Metro (kgf. m). Ao se usar o torquímetro, é importante verificar se o torque é dado em parafuso seco ou lubrificado. As figuras abaixo mostram alguns tipos de torquímetro. Os torquímetros devem ser utilizados somente para efetuar o aperto final de parafusos, sejam eles de rosca direita ou esquerda. Para encostar o parafuso ou porca, deve-se usar outras chaves. Para obter maior exatidão na medição, é conveniente lubrificar previamente a rosca antes de se colocar e apertar o parafuso ou a porca. Os torquímetros jamais deverão ser utilizados para afrouxar, pois se a porca ou parafuso estiver danificado, o torque aplicado poderá ultrapassar o limite da chave, produzindo danos ou alterando a sua exatidão. Os torquímetros, embora robustos, possuem Com relógio Automático Indicador e escala Fig. 22 Fig. 23 Fig. 24
  7. 7. Ferramentas e Acessórios – Prof. Luiz Sérgio M. Rabelo www.partnerstreina.com.br - contato@partnerstreina.com.br – 2564-5623 – 9909-8837 componentes relativamente sensíveis (ponteiro, mostrador, escala) e por isso devem ser protegidos contra choques violentos durante o uso. Recomendações finais As características originais das ferramentas devem ser mantidas, por isso não devem ser aquecidas, limadas ou esmerilhadas. Se um mecânico de manutenção necessitar de uma ferramenta que tenha uma espessura mais fina ou uma inclinação especial, ele deverá projetar um novo modelo de ferramenta ou então modificar o projeto da máquina para que, em futuras manutenções, possa usar as ferramentas existentes no mercado. Para aumentar a segurança quando usa ferramentas de aperto e desaperto, o mecânico de manutenção experiente aplica a força em sua direção, evitando o deslocamento do próprio corpo. Ele mantém o equilíbrio corporal deixando os pés afastados e a mão livre apoiada sobre a peça. EXTRATORES PARA POLIAS E ROLAMENTOS Extrator de dois e três braços apropriados para polias e rolamentos pequenos e médios. Jogo de extratores Especialmente destinado para rolamentos rígidos de esferas. Fig. 25 Fig. 26
  8. 8. Ferramentas e Acessórios – Prof. Luiz Sérgio M. Rabelo www.partnerstreina.com.br - contato@partnerstreina.com.br – 2564-5623 – 9909-8837 Raspador triangular É construído de aço-carbono em dimensões variadas, de acordo com a utilização a que se destina. É empregado em raspagem de mancais, para ajustes de eixos e em superfícies côncavas em geral. BROCAS E ÂNGULOS São ferramentas de corte, de forma cilíndrica, com canais retos ou helicoidais, temperados, terminam em ponta cônica e são afiadas com um ângulo determinado. São utilizadas para fazer furos cilíndricos nos diversos materiais. Características As brocas se caracterizam pela medida do diâmetro, forma da haste e material de fabricação. Material da broca É fabricada, em geral, de aço ao carbono. As brocas de aço rápido são utilizadas para trabalhos que exigem altas velocidades de corte. Estas brocas oferecem maior resistência ao desgastes e ao calor, sendo, portanto, mais econômicas que as de aço ao carbono, cujo emprego tende a diminuir na indústria. Broca helicoidal de haste cônica Broca helicoidal de haste cilíndrica Ponta Haste Corpo Guia Ângulo da ponta CorpoHaste Canal Aresta de corte Esp. Fig. 33 Seção do rasqueteFuro Cavaco Fig. 32
  9. 9. Ferramentas e Acessórios – Prof. Luiz Sérgio M. Rabelo www.partnerstreina.com.br - contato@partnerstreina.com.br – 2564-5623 – 9909-8837 MACHOS DE ROSCAR São ferramentas de corte contruídas de aço especial, com rosca similar a um parafuso, com três ou quatro ranhuras longitudinais. Um dos seus extremos termina com uma espiga de forma quadrada. São geralmente fabricados em jogo de três: dois com pontas cônicas e um totalmente cilíndrico fig.44. Os jogos de machos de roscas para tubos geralmente são de dois machos para roscas paralelas e de um macho para rosca cônica. A conicidade do macho número 1 é mais acentuada que a do número 2, a fim de facilitar o início da rosca e a introdução progressiva dos três machos. Os machos são utilizados para abrir roscas internas. COSSINETES São ferramentas de corte construídas de aço especial, com rosca temperada e retificada. É similar a uma porca, com cortes radiais dispostos convenientemente em torno do furo central. Os cossinetes possuem quatro ou mais furos, que formam as suas partes cortantes, e permitem a saída do cavaco fig. 45. Cossinete Universal para Tubo em aço rápido fig. 46. Fig. 46Fig. 45 Fig. 44

×