Citoplasma

1.400 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.400
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.030
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Citoplasma

  1. 1. O CITOPLASMA E SUAS ESTRUTURAS Livro 1 Página 172 a 178
  2. 2. Citoplasma  Região compreendida entre a membrana plasmática e a membrana nuclear.  Solução coloidal formada principalmente por água e proteínas, onde estão mergulhados uma série de organelas, ribossomos e outras estruturas responsáveis por funções importantes, tais como: digestão, respiração, secreção, síntese de proteínas.  Citoplasma das células eucarióticas: Organelas + Citosol
  3. 3.  Constituição:  Matriz citoplasmática → Também chamada de Hialoplasma ou Citoplasma Fundamental. Aspecto que pode variar de fluido à gelatinoso, formada por substâncias dispersas, como aglomerados de proteínas, açúcares, sais minerais, aminoácidos, bases nitrogenadas e RNA.  Citoesqueleto → É o “esqueleto da célula”. Formado por fibras proteicas interligadas (microtúbulos ,microfilamentos filamentos intermediários). Formam uma rede tridimensional de fibras no interior da célula, que confere suporte e sustentação às estruturas nela inseridas, auxilia no transporte de vesículas entre as organelas e é fundamental na orientação e separação dos cromossomos durante o processo de divisão celular, determina a forma da célula e orientação de suas organelas, participa da contração e do relaxamento das células musculares.  Inclusões citoplasmáticas → Podem ser gotas de lipídios, grânulos proteicos, grânulos de pigmentos e cristais diversos.
  4. 4. Citosol e seus componentes
  5. 5. Célula Eucariótica Animal
  6. 6. Retículo Endoplasmático (RE)  Sistema de membranas lipoprotéicas, que se comunica com a membrana plasmática (MP) e com a membrana nuclear (carioteca). Transportam substâncias diversas na célula. Existem 2 tipos de RE nas células eucarióticas: a) RREE LLiissoo ((AAggrraannuullaarr)) →→Transporte e armazenamento de substâncias, síntese de lipídios e hormônios esteróides, acúmulo e liberação de anticorpos, quebra de glicogênio em glicose no fígado, contração muscular (acúmulo e liberação de íons cálcio) b) RE Rugoso (Granular) →→ AAssssoocciiaaddoo aaooss rriibboossssoommooss.. RReellaacciioonnaaddoo ccoomm aa síntese de proteínas ee ttrraannssppoorrttee ddee mmoollééccuullaass ppeellaa ccéélluullaa..
  7. 7. Vacúolos Estruturas de armazenamento, qquuee ppooddeemm sseerr ccllaassssiiffiiccaaddooss eemm ttrrêêss ccaatteeggoorriiaass:: 1) Vacúolos relacionados com os processos de digestão intracelular: São de menor tamanho e os tipos mais comuns estão nas células animais. vvaaccúúoollooss 2) Vacúolos contráteis ou pulsáteis: Ocorrem apenas em protistas de água doce, participando do controle osmótico desses organismos. Se um paramécio (protozoário de vida livre) é colocado em um meio hipotônico, absorve água por osmose. O excesso de água é eliminado pelo aumento de frequência dos batimentos do vacúolo pulsátil (ou contrátil). 3) Vacúolos de suco alimentar ou vacúolos vegetais: São de tamanho maior e exclusivos das células vegetais. Desempenham basicamente duas importantes funções nas células vegetais: Equilíbrio osmótico da célula (Entrada e saída de água); Armazenamento(água, íons como o Na+, carboidratos, aminoácidos, proteínas e pigmentos).
  8. 8. 8
  9. 9. Lisossomos  São bolsas circundadas por típica membrana de bicamada lipídica, com grande número de pequenos grânulos, que são agregados proteicos de enzimas hidrolíticas (digestivas) capazes ddee ddiiggeerriirr ddiivveerrssaass substâncias orgânicas. SSããoo oorriiggiinnaaddooss nnoo ccoommpplleexxoo ddee GGoollggii e estão presentes em praticamente todas as células eucariontes, com exceção das células vegetais.
  10. 10. Lisossomos  Digestão intracelular: Lisossomos se fundem aos fagossomos, formando uma vesícula digestiva. As substâncias úteis são absorvidas pelo citoplasma e os resíduos são eliminados por clasmocitose.
  11. 11. Lisossomos  Digestão Autofágica: Lisossomos destroem substâncias da própria célula, como fragmentos de organelas, para futuro reaproveitamento e renovação do material citoplasmático. Obtenção de nutrientes em casos de desnutrição.
  12. 12. Lisossomos Autólise: Processo pelo qual uma célula se autodestrói. Uma instabilidade da membrana lisossômica promove a ruptura dos lisossomos e extravasamento das enzimas hidrolíticas, as quais corroem a célula por dentro.  Situações não patológicas: Se uma célula é lesada ou agredida, ela pode se regenerar, mas existe um ponto de dano para o qual não há mais retorno, e então se instala a morte celular. A partir daí inicia-se a autólise.  Situações patológicas: Silicose (doença em que a inspiração de sílica leva à formação de um tecido fibroso nos pulmões, com a consequente redução da superfície respiratória. O acúmulo de sílica nos lisossomos afeta a estabilidade da membrana lisossômica. Isso pode levar os lisossomos a agirem como "bolsas suicidas", derramando suas enzimas no interior da célula, e promovendo a autólise.
  13. 13. Complexo de Golgi (Golgiense) Sistema de membranas que forma pequenos sacos Dispostos paralelamente e de onde brotam vesículas. Funções: • Armazenamento , empacotamento e transporte de produtos de secreção; • Formar o acrossoma dos espermatozóides; • Formar os lisossomos; • Formar grânulos de Zimogênio ( contém enzimas inativas que são secretadas pela célula para atuarem em outros locais).
  14. 14. • Formar o acrossomo ou (acrossoma) dos espermatozóides;
  15. 15. • Dar origem aos lisossomos
  16. 16. Peroxissomos  São encontrados em todas as células eucarióticas e são especializados no processamento das reações oxidativas e degradação de compostos tóxicos.  Além de conterem enzimas que degradam gorduras e aminoácidos, têm grandes quantidades da enzima catalase, que converte o peróxido de hidrogênio (H2O2) em água e gás oxigênio. METABOLISMO DE GORDURAS!!!  Estão presentes em grandes quantidades nas células do fígado e dos rins.
  17. 17. Centríolos  Estruturas de forma cilíndrica, constituídas por proteínas.  Estão relacionados com o processo de divisão celular e com a formação dos Cílios e Flagelos.
  18. 18. Cílios e Flagelos
  19. 19. Ribossomos  São os locais de síntese de proteínas. Eles não são limitados por membranas e portanto ocorrem tanto em procariontes quanto em eucariontes.  Nos eucariontes, está associado ao Retículo Endoplasmático Rugoso.
  20. 20. Mitocôndrias  São organelas responsáveis pela respiração celular e produção de energia à célula, sob a forma de ATP;  Apresenta um sistema duplo de membranas com a presença de DNA ( autoduplicação);  Forma de bastonetes;  Presente tanto em células animais quanto em células vegetais.
  21. 21. Plastos  São organelas típicas das células vegetais com membrana dupla e presença de DNA;  Cromoplastos = contêm pigmentos;  Leucoplastos = armazenam material de reserva ( incolores);  Estrutura: •Envelope, os tilacóides e o estroma; •Estroma=região preenchida com material viscoso; •Tilacóides=Vesículas achatadas, mergulhadas no estroma; •Granum= pilha de tilacóides;
  22. 22. Plastos  Função dos cloroplastos: FOTOSSÍNTESE

×