Avaliação da resistência lática

1.738 visualizações

Publicada em

Avaliação da resistência lática

Publicada em: Esportes
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.738
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
48
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Avaliação da resistência lática

  1. 1. Personal Training Studio AVALIAÇÃO DA RESISTÊNCIA ANAERÓBIA LÁTICA By: Paulo Pinheiro
  2. 2. RESISTÊNCIA De uma forma generalizada é… … a capacidade que o organismo tem de resistir à fadiga provocada por uma atividade prolongada e intensa, mantendo um equilíbrio psíquico e funcional de forma a incutir uma otimização dos processos de recuperação após os esforços físicos, por parte do atleta. (ZINTL, 1991; BOMPA, 1990).
  3. 3. RESISTÊNCIA AERÓBIA (Barbanti, 1979)
  4. 4. RESISTÊNCIA ANAERÓBIA
  5. 5. RESISTÊNCIA ANAERÓBIA LÁTICA Caracteriza-se por esforços intensos; Tempo de atuação de 10s a 3min; Organismo não recupera na totalidade; Sangue abastece-se de ÁCIDO LÁTICO; Efeitos negativos no rendimento.
  6. 6. • Metabolismo anaeróbio lático; • Formação do lactato; • Acúmulo de lactato muscular e sangüíneo; • Destinos: suor e urina, coração e fígado; • Lactato como substrato energético (Ciclo de Cori); FISIOLOGIA DO LACTATO
  7. 7. CICLO DE CORI
  8. 8. Metodologia Direta Dosagem Plasmática do ACIDO LÁTICO Método Floroclorimétrico Método Enzimático Depleção do Glicogénio por biópsia muscular Metodologia Indireta Teste de Wingate Teste de Matsudo TESTE DOS 400M / 600M RESISTÊNCIA ANAERÓBIA LÁTICA
  9. 9. RESISTÊNCIA ANAERÓBIA LÁTICA Metodologia Indireta Teste de Wingate Tem duração de 30 segundos, durante a qual o indivíduo que está a ser avaliado pedala o maior número possível de vezes contra uma resistência fixa, com o objetivo de gerar a maior potência possível nesse período de tempo. A potência gerada durante os 30 segundos é denominada potência média, e provavelmente reflete a resistência localizada do grupo muscular em exercício, utilizando energia principalmente das vias anaeróbias. Índice de Fadiga (%) = (Potência de pico - Menor potência durante o teste) x 100 Potência de pico
  10. 10. RESISTÊNCIA ANAERÓBIA LÁTICA Metodologia Indireta Teste de Matsudo O objetivo do teste que é correr o mais rápido possível durante o período de 40 segundos. • Com as palavras “atenção” e “já”, inicia o teste sendo acionando o cronômetro ao mesmo tempo, andando em direção ao avaliador auxiliar (B) que esta posicionado em um ponto médio entre 200 e 300 metros. • Na altura de 30 segundos, o avaliador A anuncia com a palavra “trinta”. No momento dos 40 segundos o avaliador A novamente anuncia com as palavras “atenção” e “já”.
  11. 11. RESISTÊNCIA ANAERÓBIA LÁTICA Metodologia Indireta Teste de Matsudo . • Nesse momento o avaliador B observou o último pé que estava em contato com o solo, e esse ponto foi assinalado como ponto de referência determinando a distância percorrida. • Cada indivíduo faz seu aquecimento; ao final do teste, o avaliado não interrompe bruscamente a corrida; o teste foi realizado em uma pista de atletismo com 338 metros; a capacidade anaeróbica láctica é o resultado em metros da corrida de 40 segundos.
  12. 12. RESISTÊNCIA ANAERÓBIA LÁTICA Metodologia Indireta TESTE DOS 400 M O objetivo é mensurar a capacidade anaeróbia lática para ambos os sexos entre os 11 e os 16 anos. Os avaliados têm de percorrer no menor tempo possível a distância de 400 M (feminino) e de 600 M (masculino).
  13. 13. Importância da avaliação do lactato • Prescrição individualizada das cargas de treino; • Determinação dos efeitos do treino ou destreino; • Predição da performance em provas de predomínio aeróbio. (Denadai, 2004) Protocolos de avaliação do Lactato • Carga crescente; • Coleta em repouso; • Ao final de cada estágio; • Coletas no pós-teste. RESISTÊNCIA ANAERÓBIA LÁTICA
  14. 14. Cuidados com assepsia: • Pedir ao avaliado que lave as mãos • Antes do teste; • Limpar o lóbulo da orelha com álcool; • Avaliador utilizar luvas cirúrgicas; • Saco de lixo para algodão ou gaze usados RESISTÊNCIA ANAERÓBIA LÁTICA Teste de Lactato
  15. 15. LET’S RUN?

×