Estudo dirigido Trovadorismo-Classicismo

2.070 visualizações

Publicada em

Estudo dirigido sobre Trovadorismo e Classicismo

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.070
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
52
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
36
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estudo dirigido Trovadorismo-Classicismo

  1. 1. Disciplina: Português Série: ______ Data: __/___/____ Alunos: _________________________________________________ _________________________________________ _________ _________________________________________ ___________ _________________________________________ ___________ _________________________________________ ___________ _________________________________________ ___________ _________________________________________ ___________ _________________________________________ ____________ ESTUDO DIRIGIDO – LITERATURA Trovadorismo Podemos dizer que o trovadorismo foi a primeira manifestação literária da língua portuguesa. Surgiu no século XII, em plena Idade Média, período em que Portugal estava no processo de formação nacional. O marco inicial do Trovadorismo é a “Cantiga da Ribeirinha” (conhecida também como “Cantiga da Garvaia”), escrita por Paio Soares de Taveirós no ano de 1189. CONTEXTO HISTÓRICO-CULTURAL O período histórico em que surgiu o Trovadorismo foi marcado por um sistema econômico e político chamado Feudalismo, que consistia numa hierarquia rígida entre senhores: um deles, o suserano, fazia a concessão de uma terra (feudo) a outro indivíduo, o vassalo. O suserano, no regime feudal, prometia proteção ao vassalo como recompensa por certos serviços prestados. Essa relação de dependência entre suserano e vassalo era chamada de vassalagem. Assim, o senhor feudal ou suserano era quem detinha o poder, fazendo a concessão de uma porção de terra a um vassalo, encarregado de cultivá-la. A religiosidade foi um aspecto marcante da cultura medieval portuguesa. A vida do povo lusitano estava voltada para os valores espirituais e a salvação da alma. Essa época foi caracterizada por uma visão teocêntrica (Deus como o centro do Universo). Até mesmo as artes tiveram como tema motivos religiosos. Tanto a pintura quanto a escultura procuravam retratar cenas da vida de santos ou episódios bíblicos. CANTIGAS – CARACTERÍSTICAS Os primórdios da literatura galaico-portuguesa foram marcados pelas composições líricas destinadas ao canto. No trovadorismo galego-português, as cantigas são divididas em: Satíricas (Cantigas de Maldizer e Cantigas de Escárnio) e Líricas (Cantigas de Amor e Cantigas de Amigo). Cantigas de Maldizer: através delas, os trovadores faziam sátiras diretas, chegando muitas vezes a agressões verbais. Em algumas situações eram utilizados palavrões. O nome da pessoa satirizada podia aparecer explicitamente na cantiga ou não. Cantigas de Escárnio: nestas cantigas o nome da pessoa satirizada não aparecia. As sátiras eram feitas de forma indireta, utilizando-se de duplos sentidos. Cantigas de Amor: neste tipo de cantiga o trovador destaca todas as qualidades da mulher amada, colocando-se numa posição inferior (de vassalo) a ela. O tema mais comum é o amor não correspondido. As cantigas de amor reproduzem o sistema hierárquico na época do feudalismo, pois o trovador passa a ser o vassalo da amada (suserana) e espera receber um benefício em troca de seus “serviços” (as trovas, o amor dispensado, sofrimento pelo amor não correspondido). Cantigas de Amigo: enquanto nas Cantigas de Amor o eu-lírico é um homem, nas de Amigo é uma mulher (embora os escritores fossem homens). A palavra amigo nestas cantigas
  2. 2. tem o significado de namorado. O tema principal é a lamentação da mulher pela falta do amado. Classicismo O Classicismo foi um movimento cultural ocorrido no Renascimento (séculos XV e XVI). Como o próprio nome sugere, o Renascimento foi um período de renovação, momento de grandes transformações culturais, políticas e econômicas. Esse período foi marcado pelas grandes navegações, o desenvolvimento da matemática, o estudo das línguas e o surgimento das primeiras gramáticas, com isso, o homem passou a achar-se poderoso, o centro do universo, originando, assim, o antropocentrismo (homem em evidência), em substituição ao teocentrismo (Deus em evidência) da Idade Média. Renascimento ou classicismo Como Renascimento designa-se o poderoso movimento artístico e literário que surgiu na Itália dos séculos XV (Quattrocento) e XVI (Cinquecento), irradiando-se depois para a Europa ao norte dos Alpes, promovendo em toda parte um pronunciado florescimento da arquitetura, escultura, pintura e das artes decorativas, da literatura e da música e um novo enfoque da política. CARACTERÍSTICAS DO RENASCIMENTO NAS ARTES E NA LITERATURA A principal tendência do Renascimento é o Classicismo, que se define pelas seguintes características: • Imitação dos autores gregos e latinos, modelos de perfeição estética; • Obediência a regras; • Busca da perfeição formal das obras; • Racionalismo: equilíbrio entre razão e emoção; • Empesoalidade; • Universalismo dos valores ideais do Bem, da Beleza e da Verdade. Entretanto, o ideal de perfeição e equilíbrio estético do classicismo renascentista em nenhum momento se impôs de modo absoluto. No âmbito das artes, características medievais sobreviveram durante todo o período. Em sua ultima fase - o Maneirismo - o renascimento já antecipa características do Barroco: pessimismo, conflito, prevalência da emoção sobre a razão. CAMÕES Expressão acabada das glórias de sua terra e do homem renovado pela Renascença, Camões consolidou a língua portuguesa e conferiu-lhe amplitude, aptidão e maleabilidade capazes de abarcar motivos de significado nacional e universal ao mesmo tempo. Luís Vaz de Camões nasceu provavelmente em Lisboa em 1524 ou, para outros, 1525. Sua família era de pequenas posses, mas frequentava a corte ou ocupava cargos importantes, como o do tio que era prior do mosteiro de Santa Cruz, em Coimbra, onde o poeta teria feito o curso de artes. Graças a esse começo se firmaram as bases de sua sólida formação cultural, que levou Wilhelm Storck a chamá-lo "filho legítimo do Renascimento, e humanista dos mais doutos e distintos de seu tempo". De 1542 a 1545 parece ter morado em Lisboa, vivendo as primeiras paixões amorosas e dificuldades com o meio. Não se sabe com certeza por que foi forçado a trocar a capital pelo desterro no Ribatejo, mas por volta de 1547 se alistou no serviço militar e seguiu para o norte da África. Em combate perto de Ceuta, no Marrocos, perdeu o olho direito. De volta a Lisboa em 1549, conviveu um tanto com a nobreza, outro tanto com a noite das ruas e dos bordéis. Impetuoso, em 1552 feriu à espada um cavalariço do rei e foi condenado a um ano de prisão.
  3. 3. Após o indulto de D. João III, em março de 1553, Camões partiu para a Índia. Pouco parou em Goa: participou da expedição ao Malabar e talvez de um cruzeiro contra navios turcos no mar Vermelho. Sua estada em Macau, no cargo de provedor dos defuntos e ausentes, mais ou menos de 1556 a 1558, não é tida como certa. O que não se põe em dúvida é que, em viagem às costas da China, naufragou nas proximidades do atual Vietnam, salvando- se a nado com o manuscrito de Os lusíadas já bastante adiantado. Esteve ainda na Malásia e retornou a Goa, quando de novo teria sido preso, desta vez por dívidas. Mais tarde viveu em Moçambique, onde Diogo do Couto o encontrou "tão pobre que comia de amigos". Com o favor desses amigos, o poeta em 1569 regressou a Lisboa. Bateu-se, então, pela publicação de Os lusíadas. Em 1571 a Inquisição lhe outorgou a licença requerida e a obra, depois de censurada, teve em 1572 sua primeira edição. No mesmo ano, o rei D. Sebastião lhe concedeu a tença de 15 mil réis, quantia sobre cujo valor há muita discussão mas que a maior parte dos estudiosos julga insignificante, ainda mais que lhe não foi paga com regularidade. Os últimos anos foram portanto de miséria e de "austera, apagada e vil tristeza". Caracterização geral. Além de Os lusíadas, só três ou quatro poemas de Camões foram publicados durante sua vida. A maior parte da obra lírica, tal como os autos e as cartas, permaneceu inédita. Luís Vaz de Camões morreu em Lisboa em 10 de junho de 1580. Seus restos mortais desapareceram. Questões 1. QUAL A CARACTERÍSTICA MAIS MARCANTE DA CULTURA MEDIEVAL E O QUE ELA SIGNIFICAVA? _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ 2. CITE DOIS FATOS DO CONTEXTO HISTÓRICO SOCIAL CULTURA MEDIEVAL _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ 3. QUAIS ERAM AS CANTIGAS LÍRICAS E QUAIS AS SUAS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS? _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ 4. QUAIS ERAM AS CANTIGAS SATÍRICAS? QUAIS SUAS CARACTERÍSTICAS? _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ 5. DEFINA OS TERMOS: A) ANTROPOCENTRISMO B) RENASCIMENTO _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ 6. QUANDO OCORREU O RENASCIMENTO NA ITÁLIA? _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________
  4. 4. 7. CITE AS CARACTERÍSTICAS DO RENASCIMENTO NAS ARTES E NA LITERATURA _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ 8. CITE DOIS FATOS DO CONTEXTO HISTÓRICO SOCIAL DO RENASCIMENTO. _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ 9. QUAL O PRINCIPAL POEMA DE LUÍS DE CAMÕES QUE PROJETOU A LITERATURA PORTUGUESA NO CENÁRIO EUROPEU? _____________________________________________________________________________ 10. FAÇA UM PEQUENO RESUMO DA VIDA DE CAMÕES. _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________

×