Os intelectuais e o poder

843 visualizações

Publicada em

É o silide que utilizei na minha apresentação sobre Michel Foucault deste capítulo da Microfísica do POder

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
843
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
96
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Os intelectuais e o poder

  1. 1. TEORIA E PRÁTICADicotomiasAglutinação (como revezamentos) Ex: Foucault e seus objetos de estudo (Grupos estudados)
  2. 2. Os intelectuais eram quem enxergavam a “verdade” das coisas; hoje sabem que as massas conhecem tanto ou mais do que eles.Poder como abafador do discurso popularPapel do intelectual: Lutar contra este poder Se ignoramos o que é poder, não encontramos formas de luta adequadas “Uma teoria é feita para servir”
  3. 3. TIPOS DE REFORMASRepresentativaPopular“Se a teoria reflete a prática, necessariamente exige que quem ela concerne fale por si”
  4. 4. Foucault notou que os presos tinham uma Teoria da Prisão, da Justiça.Prisão: Forma mais crua e infantil de poderPoder reflete-se nas formas de repressão (físicas ou imateriais) O PAYBACK
  5. 5. PODER?Onde há poder, ele se exerce • Ninguém é seu titular, mas o poder ainda assim é direcional • Há focos de poder. Expor estes focos, é enfraquecê-los
  6. 6. PODER, DESEJO E INTERESSENem sempre quem exerce opoder, desejou, ou tem interesse de exercê-lo.Assim como não basta desejar exercer o poderpara que isto vá acontecer.
  7. 7. VOLTANDO ÀS QUESTÕES TEÓRICO -PRÁTICAS A luta é de quem conhece, de quem pratica Só os grupos específicos sabem de que forma o poder agesobre eles. Só eles percebem os pontos atingidos pela opressão Aí se encaixam: • Prisioneiros • Soldados • Proletariado • Homossexuais.
  8. 8. FOUCAULT E MARX Marx é citado a todo momento nas discussões de Foucault Para Marx, o estado possui e exerce o poder Para Foucault, nem os governantes detém poder. Não há centralização. Entretanto... Ambos incentivam a luta por parte de quem realmentetem o conhecimento e a vivência. Eu arriscaria dizer que: “Foucault é um marxista das causas sociais expandidas, que vão além das econômicas”

×