DISSONÂNCIA COGNITIVA• FESTINGER• PODEM SUCEDER RELAÇÕES  DISSONANTES (CONTRADITÓRIAS)  ENTRE CRENÇAS IMPORTANTES• ESSA SI...
DISSONÂNCIA COGNITIVA• EXISTINDO UM ENCAMINHAMENTO  OBJETIVO PARA REDUÇÃO DESTA  DISSONÂNCIA PODE-SE PRODUZIR  MUDANÇÃ DE ...
DISSONÂNCIA COGNITIVA• A EXPERIÊNCIA PRINCIPIA QUANDO  NECESSITAMOS ELEGER UMA  ALTERNATIVA ENTRE DUAS  POSSIBILIDADES• A ...
DISSONÂNCIA COGNITIVA• VARIA DE INTENSIDADE DE UMA  PESSOA A OUTRA• VARIA CONFORME O CONTEXTO  SÓCIO-CULTURAL
DISSONÂNCIA COGNITIVA• PARA MUDAR:• MUDAR SUBJETIVAMENTE AS  AVALIAÇÕES INICIAIS, ACENTUANDO OS  ASPECTOS POSITIVOS DA OPÇ...
DISSONÂNCIA COGNITIVA• PARA MUDAR:• MUDAR SUBJETIVAMENTE AS  AVALIAÇÕES INICIAIS, ACENTUANDO OS  ASPECTOS POSITIVOS DA OPÇ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Dissonacia cognitiva

598 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
598
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dissonacia cognitiva

  1. 1. DISSONÂNCIA COGNITIVA• FESTINGER• PODEM SUCEDER RELAÇÕES DISSONANTES (CONTRADITÓRIAS) ENTRE CRENÇAS IMPORTANTES• ESSA SITUAÇÃO, SUBJETIVAMENTE VIVENCIADA, GERA PRESÕES NO SENTIDO DA REDUÇÃO DA DISSONÂNCIA
  2. 2. DISSONÂNCIA COGNITIVA• EXISTINDO UM ENCAMINHAMENTO OBJETIVO PARA REDUÇÃO DESTA DISSONÂNCIA PODE-SE PRODUZIR MUDANÇÃ DE COMPORTAMENTO, REAVIAÇÃO DE CRENÇAS E EXPOSIÇÃO SELETIVA A NOVAS INFORMAÇÃO.
  3. 3. DISSONÂNCIA COGNITIVA• A EXPERIÊNCIA PRINCIPIA QUANDO NECESSITAMOS ELEGER UMA ALTERNATIVA ENTRE DUAS POSSIBILIDADES• A EXPERIÊNCIA É PÓS-DECISIONAL E DEPENDE DA TAXA DE LIBERDADE USUFRUÍDA PELA PESSOA
  4. 4. DISSONÂNCIA COGNITIVA• VARIA DE INTENSIDADE DE UMA PESSOA A OUTRA• VARIA CONFORME O CONTEXTO SÓCIO-CULTURAL
  5. 5. DISSONÂNCIA COGNITIVA• PARA MUDAR:• MUDAR SUBJETIVAMENTE AS AVALIAÇÕES INICIAIS, ACENTUANDO OS ASPECTOS POSITIVOS DA OPÇÃO E OS NEGATIVOS DAS QUE PRETERIMOS5• REVER AS AVALIAÇÕES QUE FIZEMOS, PROCURANDO REDUZIR AS DIFERENÇAS INICIAIS, DE MODO A TORNÁ-LAS MAIS PRÓXIMAS EM TERMOS DE ATRATIVIDADE; E VOLTAR ATRÁS, REVOGANDO A NOSSA DECISÃO.
  6. 6. DISSONÂNCIA COGNITIVA• PARA MUDAR:• MUDAR SUBJETIVAMENTE AS AVALIAÇÕES INICIAIS, ACENTUANDO OS ASPECTOS POSITIVOS DA OPÇÃO E OS NEGATIVOS DAS QUE PRETERIMOS5• REVER AS AVALIAÇÕES QUE FIZEMOS, PROCURANDO REDUZIR AS DIFERENÇAS INICIAIS, DE MODO A TORNÁ-LAS MAIS PRÓXIMAS EM TERMOS DE ATRATIVIDADE; E VOLTAR ATRÁS, REVOGANDO A NOSSA DECISÃO.

×