Utilização de traços de execução para
migração de aplicações para a nuvem
Eduardo Roloff, Otávio Carvalho,
Alexandre Caris...
Assunto
• Quais aplicações podem ser migradas para a nuvem?
• Metodologia de visualização
– Sem modificações na aplicação
...
HPC na nuvem
• Máquinas ficam obsoletas rapidamente
• Computação em nuvem oferece
– Hardware e Software atualizados
– Sem ...
HPC na nuvem
• Usuários necessitam saber
– Que aplicação migrar?
– Qual provedor escolher
• Modelo de implementação públic...
Metodologia

5
Ambiente de validação
• Nuvem privada/comunitária do GPPD
– Eucalyptus
– JiTCloud

• 7 servidores físicos
–
–
–
–

Dual In...
Benchmarks utilizados

Tamanho do problema: Classe A
7
Resultados
• Duas execuções
– Calibragem do Score-P
– Geração dos traços

• Aplicações classificadas em três grupos
– Foco...
Foco em comunicação - DT

9
Computação e comunicação
• (a) Operações bloqueantes (BT, CG, LU, SP)

10
Computação e comunicação

(a) Operações bloqueantes (BT, CG, LU, SP)

11
Computação e comunicação

(b) Comunicação entre processos (FT e MG)

12
Foco em computação – IS e EP

13
Análise dos resultados
• DT
– Muito overhead (+ de 100%) entre máquina física e nuvem

• BT, CG, LU e SP
– Possível migraç...
Conclusões e trabalhos futuros
• Visualização é uma possibilidade
– Sem modificação no código
– Metodologia simples de apl...
Utilização de traços de execução para
migração de aplicações para a nuvem
Eduardo Roloff, Otávio Carvalho,
Alexandre Caris...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Utilização de traços de execução para migração de aplicações para a nuvem

348 visualizações

Publicada em

Avaliação do comportamento de aplicações MPI rodando sobre a plataforma Eucalyptus Cloud

WCGA 2013 - Brasília - Brasil

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
348
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Utilização de traços de execução para migração de aplicações para a nuvem

  1. 1. Utilização de traços de execução para migração de aplicações para a nuvem Eduardo Roloff, Otávio Carvalho, Alexandre Carissimi, Philippe O. A. Navaux UFRGS, Porto Alegre WCGA 2013 Brasília
  2. 2. Assunto • Quais aplicações podem ser migradas para a nuvem? • Metodologia de visualização – Sem modificações na aplicação – Utilizada antes dos esforços de migração • JiTCloud – Eucalyptus 2
  3. 3. HPC na nuvem • Máquinas ficam obsoletas rapidamente • Computação em nuvem oferece – Hardware e Software atualizados – Sem sobrecusto de • Aquisição • Manutenção • Consumo de energia 3
  4. 4. HPC na nuvem • Usuários necessitam saber – Que aplicação migrar? – Qual provedor escolher • Modelo de implementação público • Modelo de serviço IaaS – SaaS • Somente software, sem customizações – PaaS • Nóa avaliamos em um trabalho passado • Grande problema: Portabilidade das aplicações 4
  5. 5. Metodologia 5
  6. 6. Ambiente de validação • Nuvem privada/comunitária do GPPD – Eucalyptus – JiTCloud • 7 servidores físicos – – – – Dual Intel Xeon E5310 16 GB de memória RAM Giga Ethernet Ubuntu 12.04 • Instanciadas 4 máquinas – 4 cores cada – 14 GB memória – Fedora 17 6
  7. 7. Benchmarks utilizados Tamanho do problema: Classe A 7
  8. 8. Resultados • Duas execuções – Calibragem do Score-P – Geração dos traços • Aplicações classificadas em três grupos – Foco em comunicação – Interpolação entre comunicação e computação – Foco em computação 8
  9. 9. Foco em comunicação - DT 9
  10. 10. Computação e comunicação • (a) Operações bloqueantes (BT, CG, LU, SP) 10
  11. 11. Computação e comunicação (a) Operações bloqueantes (BT, CG, LU, SP) 11
  12. 12. Computação e comunicação (b) Comunicação entre processos (FT e MG) 12
  13. 13. Foco em computação – IS e EP 13
  14. 14. Análise dos resultados • DT – Muito overhead (+ de 100%) entre máquina física e nuvem • BT, CG, LU e SP – Possível migração, provedores com resultados muito diferentes – Necessário melhor análise para definição do provedor • FT e MG – Muitas reduções, causando overhead no final da execução • IS e EP – Resultados consistentes, recomendação de migração 14
  15. 15. Conclusões e trabalhos futuros • Visualização é uma possibilidade – Sem modificação no código – Metodologia simples de aplicar – Fácil identificação de padrões • Formalizar a metodologia • Criar padrões de comparação • Criar ferramentas para análise dos provedores 15
  16. 16. Utilização de traços de execução para migração de aplicações para a nuvem Eduardo Roloff, Otávio Carvalho, Alexandre Carissimi, Philippe O. A. Navaux {eroloff, omcarvalho, asc, navaux}@inf.ufrgs.br WCGA 2013 Brasília

×