Tipos de pesca
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Tipos de pesca

on

  • 13,182 visualizações

Características da pesca - adaptado

Características da pesca - adaptado

Statistics

Visualizações

Total Views
13,182
Views on SlideShare
13,160
Embed Views
22

Actions

Likes
4
Downloads
152
Comments
0

2 Incorporações 22

http://geograficando.webnode.pt 20
http://cms.geograficando.webnode.pt 2

Categorias

Carregar detalhes

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Direitos de uso

© Todos os direitos reservados

Report content

Sinalizado como impróprio Sinalizar como impróprio
Sinalizar como impróprio

Selecione a razão para sinalizar essa apresentação como imprópria.

Cancelar
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Sua mensagem vai aqui
    Processing...
Publicar comentário
Editar seu comentário

Tipos de pesca Tipos de pesca Presentation Transcript

  • O Mar: importante fonte de recursos
    • O MAR:
    • IMPORTANTE FONTE DE
    • RECURSOS
    • Permite a pesca e dá ao homem mais variedade de alimentos (peixe, marisco, crustáceos e moluscos);
    • Petróleo;
    • Sal;
    • Algas para os cosméticos e medicamentos;
    • Minérios e Minerais;
    O mar é uma importante fonte de recursos naturais e serve de base a muitas das actividades económicas praticadas pelo Homem, a saber:
  • A Pesca
  • A Pesca – Retira do mar recursos para a alimentação do Homem. O fundo do mar é constituído por várias partes: plataforma continental, talude continental e zona abissal . Zona abissal
  • Plataforma continental – é a continuação dos continentes. É uma zona pouco profunda e plana que vai até aos 200m de profundidade. Talude continental – zona intermédia entre a plataforma continental e as zonas abissais. Zona abissal – zona profunda do oceano.
  • A Riqueza piscícola das áreas marinhas
    • As áreas junto à plataforma continental;
    • As áreas favorecidas pelas correntes marítimas
    Nem todas as áreas do mar são ricas em recursos piscícolas. Podemos dizer que as áreas com maior quantidade e diversidade de peixe são duas:
  • Vamos pensar juntos… …
    • O que precisa ter um aquário para manter os peixes vivos?
    • Água, (é claro);
    • Luz;
    • Oxigénio;
    • Comida;
    • Renovação e agitação das águas;
  • É na plataforma continental que se verifica uma maior abundância de pescado devido a: Plâncton – microrganismos que servem de alimento aos peixes. Fitoplâncton – microrganismo de origem vegetal. Zooplâncton - microrganismo de origem animal. Ter águas pouco profundas e agitadas o que facilita a oxigenação e o desenvolvimento do fitoplâncton que, juntamente com o zooplâncton , vai alimentar os peixes; Receber águas dos rios que transportam alimentos para os peixes; Registar pouca salinidade .
    • Há maior agitação das águas, permitindo a penetração da luz solar e a oxigenação das mesmas , o que favorece o desenvolvimento do fitoplâncton que serve de alimento aos peixes;
    • e porque é na convergência de duas correntes marítimas com graus de temperatura e salinidade diferentes que há maior desenvolvimento de fitoplâncton que serve de alimentos aos peixes;
    As áreas favorecidas pelas correntes marítimas são ricas em peixe porque:
    • Upwelling é o termo inglês que designa as correntes marítimas ascendentes, muito ricas em detritos minerais que favorecem a existência de plâncton, o qual, por sua vez, leva à abundância de determinadas espécies que dele se alimentam como é o caso das sardinhas.
    • A origem deste fenómeno está no desvio das águas superficiais pela acção do vento, originando a ressurgência de águas oceânicas profundas e mais frias.
    Upwelling
  • Subdivisão das ÀREAS MARINHAS
  • PLATAFORMA CONTINENTAL FUNDOS ABISSAIS ZEE (Zona Económica Exclusiva) ÀGUAS INTERNACIONAIS ÀGUAS TERRITORIAIS
    • Águas Territoriais - área marinha onde os países têm soberania;
    • ZEE (Zona Económica Exclusiva) - área que vai até às 200 milhas da costa e cujos países exercem o direito de soberania, exploração e conservação das águas, do solo e subsolo marinho);
    • Os países ribeirinhos têm o direito de explorar e o dever de conservar, proteger e fiscalizar a sua Zona Económica Exclusiva (ZEE).
    • Águas Internacionais - área que não é da soberania de nenhum país, devendo todos zelar pelo estado de conservação e exploração;
  • Podemos agrupar os tipos de pesca segundo dois critérios:
    • O critério das técnicas utilizadas (pesca tradicional e pesca industrial);
    • O critério da localização e permanência das embarcações em alto mar (pesca local, pesca costeira, de largo, longínqua)
  • Existem 2 tipos de pesca: pesca industrial e pesca artesanal . Características Pesca Industrial Pesca Artesanal Tipo de países onde predomina Países desenvolvidos Países em desenvolvimento e nas zonas costeiras dos países desenvolvidos . Tipos de Embarcações Grande dimensão, equipadas com radares, sonares e redes muito potentes. Os navios são autênticas fábricas. Pequena dimensão, por vezes, desprovidas de motor. Duração / local Longos períodos de tempo no mar alto. Algumas horas junto à costa. Destino Mercados nacionais e internacionais. Autoconsumo e mercado local. Técnicas Técnicas sofisticadas (arrasto, sucção, redes de deriva) Técnicas rudimentares (linhas, anzóis e redes)
  • ALGUMAS TÉCNICAS UTILIZADAS NA PESCA INDUSTRIAL ARRASTO CERCO REDE DE DERIVA
  • PESCA ARTESANAL PESCA INDUSTRIAL
    • Sobreexploração dos recursos piscícolas (devido à pesca desmesurada e às técnicas reprováveis de malhagem indevida), constituindo-se como uma ameaça à ruptura dos stocks;
    • Pesca indiscriminada até de espécies que não se pretendem pescar como golfinhos, tubarões, etc.;
    • Extinção das espécies piscícolas porque os pescadores não têm atenção ao ciclo de renovação das espécies, pescando indiscriminadamente e sem ter atenção às regras instituídas relativamente à malhagem tamanho e peso do pescado;
    • Poluição por hidrocarbonetos oriundos dos tanques de gasolina dos navios, pelos desastres ecológicos como as marés negras;
    Os impactes da pesca industrial
  • AQUACULTURA : o que é?
    • É uma atividade paralela à pesca que diz respeito à criação de peixes, moluscos ou crustáceos em viveiros fluviais, lacustres ou marinhos.
    • TIPOS DE AQUACULTURA:
      • Extensiva: O animal está em cativeiro e só come o que é fornecido pela natureza.
      • Semi-intensiva: o alimento da natureza é complementado com ração.
      • Intensiva: usam-se rações e outros produtos para maximizar a produção.
  • Aquacultura
  • AQUACULTURA: vantagens e desvantagens
    • VANTAGENS
    • Procura resolver o problema de sobreexploração e extinção das espécies causado pela pesca industrial;
    • Permite colmatar algumas deficiências no fornecimento de pescado e de algumas espécies;
    • DESVANTAGENS
    • Os peixes vivem em habitats artificiais;
    • Os peixes são alimentados à base de rações que colocam em perigo a segurança da saúde humana e a qualidade nutritiva destes produtos alimentares ;
    • A poluição gerada elo efluentes, na intensiva
  • E Portugal ?????
  • Embora Portugal tenha uma extensa costa marítima e uma grande ZEE, a pesca encontra-se em crise devido à sua frota ser muito envelhecida. No nosso país pratica-se os dois tipos de pesca: a artesanal e a industrial.
  • Em Portugal as principais criações de aquacultura são: moluscos (berbigão); crustáceos (ostra e amêijoa); peixes (robalo, dourada e salmão).
  • MEDIDAS A IMPLEMENTAR COM VISTA À MODERNIZAÇÃO DO SECTOR DAS PESCAS EM PORTUGAL
    • A modernização da frota;
    • Aquisição de navios de maior dimensão;
    • Apostar na formação profissional dos pescadores;
    • Renovação das infraestruturas existentes (portos, lotas, etc.);
    • Negociação de novos acordos de pesca (aumento das quotas de captura);
    • Desenvolvimento da aquacultura.