ENERGIAS RENOVÁVEIS, POBREZA E AS ELEIÇÕES 2012Publicado em: Congresso em Focohttp://congressoemfoco.uol.com.br/opiniao/co...
O potencial bruto de geração eólica a essa altura foi calculado em 143 GW, valor que deve serexpandido com medições a 90 m...
A coincidência de áreas de vento e sol fará de diversos municípios, atualmente com elevadosíndices de pobreza, potenciais ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Energias renováveis, pobreza e as eleições 2012

256 visualizações

Publicada em

Publicada em: Notícias e política
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Jogando.net/mu - 03

    Olá, venho divulgar o melhor servidor de MU on-line do
    Brasil.
    >>PROMOÇÃO DE JDIAMONDS E JCASHS, que ganha cupom para concorrer aos prêmios....
    >> PROMOÇÃO GANHE IPAD (NOVO) 3 kits JD v2, 2.000.000 golds e + 1000 jcahs no sorteio do dia 31/10 OUTUBRO
    >>NOVOS KITS : DEVASTATOR , e o SUPREMO DIAMOND V2 ;SUPREMO JDIAMOND V3
    >> MEGA MARATONA DE DIA DAS CRIANÇAS, em breve você irá conhecer os melhores eventos.
    >> Novos Rings e Pendat Mysthical os melhores do servidor ;
    >> Novas Asas e Shields JDiamonds;
    >> Novidades em todos os servidores atualizados p/ o Ep 3 Season 6
    >>>>>> CURTI ANIMES ? conheça o MAIS NOVO SITE Cloud : http://www.animescloud.com/ com mais de 20.000 videos online.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
256
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Energias renováveis, pobreza e as eleições 2012

  1. 1. ENERGIAS RENOVÁVEIS, POBREZA E AS ELEIÇÕES 2012Publicado em: Congresso em Focohttp://congressoemfoco.uol.com.br/opiniao/colunistas/energias-renovaveis-pobreza-e-as-eleicoes-2012/Municípios pobres do interior de Minas e do nordeste podem lucrar com energia eólica esolarOlympio Barbanti Jr.As eleições municipais do próximo ano devem ser “eletrizantes”, no sentido voltaico do termo.Ocorre que os custos de geração de eletricidade por fontes renováveis estão em rápida queda,o que viabiliza a instalação de usinas em locais que até hoje estavam acostumados com poeirae sol escaldante. No entanto, falta legislação e programas de desenvolvimento regulando osbenefícios que devem advir aos municípios e estados.Entram na lista dos mais beneficiados alguns municípios esquecidos do sertão nordestino, daBahia ao Piauí, e do norte de Minas Gerais. Neles, a abundância de vento e a forte insolaçãopropiciam a instalação de novas fontes geradoras de energia.Até o momento, a energia eólica vem sendo explorada no litoral do país, em especial nonordeste. No entanto, novos parques eólicos deverão ser abertos em uma faixa do nordesterica em ventos.O “Atlas do Potencial Eólico Brasileiro” (MME/Eletrobrás), de 2001, mediu os ventos a umamédia de 50 metros de altura, em relação ao nível do solo. A figura a seguir, extraída do Atlas,mostra o potencial eólico do nordeste. As cores avermelhadas e lilás representam maiorpotencial. 1
  2. 2. O potencial bruto de geração eólica a essa altura foi calculado em 143 GW, valor que deve serexpandido com medições a 90 metros e a 100 metros do chão; além da possível geração eólicano mar (off-shore).O potencial da energia solar ainda é incerto, pois depende de refinamentos tecnológicos. Issonão impediu a empresa MPX, de Eike Batista, de instalar uma unidade experimental, com 1MW, em Tauá, a 360 km de Fortaleza (CE). Uma unidade maior, com tecnologia termo-solar,deverá ser instalada em Coremas, na Paraíba.A figura a seguir, do Atlas Brasileiro de Energia Solar (Inpe, 2006), mostra a radiação solar noterritório nacional. A maior radiação solar encontra-se na grande área mais clara, que vai donorte de Minas Gerais ao litoral do Piauí, passando pelo oeste Baiano e entrando à leste, nosertão nordestino. 2
  3. 3. A coincidência de áreas de vento e sol fará de diversos municípios, atualmente com elevadosíndices de pobreza, potenciais geradores de grandes quantidades de energia.Há duas questões que serão colocadas à mesa das negociações políticas. Se o modelo deexploração energética permanecer o mesmo da energia hidrelétrica, essa nova energiarenovável será conectada à rede nacional, e os municípios deverão receber algumacompensação.Essa é a lógica do Projeto de Lei 1214 (2011), da deputada Gorete Pereira (PR/CE), emtramitação na Câmara, que estabelece compensação financeira de 6% sobre o valor da energiaeólica produzida para fins de geração de energia elétrica. No caso da energia das hidrelétricas,essa porcentagem é de 6,75%.Outra alternativa, seria conciliar a produção de energia nesse sertão bravo com um programade desenvolvimento regional e de combate à pobreza. Até o momento, os incentivos àsenergia renováveis têm sido em escala micro, como o apoio à utilização de aquecimento solarem habitações populares.No entanto, o potencial de geração nessas áreas é enorme. Como aumento da eficiênciaenergética e queda no preço dos painéis solares, a energia fotovoltaica produzida nesse sertãodeve ser superior à produção total instalada no Brasil atualmente.Além disso, tem o vento. Segundo Maurício Tolmasquin, presidente da Empresa de PesquisaEnergética (EPE), os ventos no Brasil podem gerar 300 GW, o que é aproximadamente igual aomercado atual de energia elétrica no país.Quer devido à compensação financeira, ou a um programa de desenvolvimento, essesmunicípios irão ganhar. Resta saber se os benefícios irão para o bolso de alguns ou para apopulação pobre. As eleições de 2012 devem indicar a tendência. 3

×