Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências da Saúde Departamento de Microbiologia e Parasitologia Profª. Dra. ...
Trichomonas Tenax: Protozoário flagelado da cavidade bucal <ul><li>Considerações gerais </li></ul><ul><li>Protozoário enco...
<ul><li>HISTÓRIA </li></ul><ul><li>Foram vários os nomes que têm sido atribuído a esse microorganismo desde que foi descob...
<ul><li>TAXONOMIA </li></ul><ul><li>Honiberg e Lee referiram-se a necessidade de subdividir o Gênero Trichomonas. No entan...
<ul><li>MORFOLOGIA </li></ul><ul><li>Apresenta uma forma muito variável mas seu corpo geralmente tende a ser ovóide ou elí...
<ul><li>Trichomonas tenax em microscópio eletrônico de varredura. Organelas maiores se distinguem:  </li></ul><ul><li>FL: ...
<ul><li>Corte transversal de T. Tenax, mostrandos as principais organelas:   </li></ul><ul><li>N: Núcleo; </li></ul><ul><l...
<ul><li>FISIOLOGIA </li></ul><ul><li>Mobilidade:  é dada pelos flagelos e membrana ondulante.  </li></ul><ul><li>Reproduçã...
<ul><li>ECOLOGIA </li></ul><ul><li>T. tenax tem uma distribuição mundial. Além do homem, algumas espécies de primatas não-...
<ul><li>PATOGENICIDADE </li></ul><ul><li>A detecção da presença do T.tenax na cavidade bucal é indicio de uma higienização...
<ul><li>PROFILAXIA E CONTROLE </li></ul><ul><li>Higiene oral adequada; </li></ul><ul><li>Tratamento de cáries; </li></ul><...
<ul><li>OBRIGADO! </li></ul>
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

ApresentaçãO Trichomonas Tenax

6.640 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.640
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
80
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ApresentaçãO Trichomonas Tenax

  1. 1. Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências da Saúde Departamento de Microbiologia e Parasitologia Profª. Dra. Daniela Bitencourt Rosa Leal TRICHOMONAS TENAX: Protozoário flagelado da cavidade bucal Acadêmicos: Renan A. Marques Luís Felipe Guilardi Rafael Jatczak João Tonetto Felipe Paines
  2. 2. Trichomonas Tenax: Protozoário flagelado da cavidade bucal <ul><li>Considerações gerais </li></ul><ul><li>Protozoário encontrado na cavidade oral humana de alguns indivíduos. </li></ul><ul><li>É importante destacar que embora possa estar de modo comensal na cavidade bucal, está claramente demonstrado o papel dessa espécie como um patógeno. </li></ul><ul><li>Também pode ser encontrado fora dos limites da cavidade oral, constituindo esta, um foco de infecção. Daí a importância de o dentista conhecer as características desse agente microbiano. </li></ul><ul><li>É claramente demonstrado que a existência desse protozoário na cavidade bucal humana está intimamente relacionada com a presença de dentes. </li></ul><ul><li>O achado de T. tenax na boca humana é um sinal de má higiene bucal, portanto, sua frequência aumenta significativamente em pacientes com problemas periodontais. </li></ul><ul><li>É transmitido diretamente pela saliva ou indiretamente pelo contato de escovas de dente e até mesmo pela ingestão de água, sendo que o mesmo pode sobreviver durante várias horas na mesma. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>HISTÓRIA </li></ul><ul><li>Foram vários os nomes que têm sido atribuído a esse microorganismo desde que foi descoberto em 1773 por Otto Müller Friedlich, quem o chamou de Tenax Cercaria. </li></ul><ul><li>Virgulina tenax – Moquin e Tandon (1860) </li></ul><ul><li>Trichomonas crassiucauda , T. biflagellata, T. caudata e T. elongata – Steinberg (1862) </li></ul><ul><li>Trichomonas elongata -> Protozoário flagelado da cavidade bucal – Weynon (1926) </li></ul><ul><li>Trichomonas flagellata – Leuckart (1879), Brass (1884), Blanchard (1885), Braun (1895) e Doflein (1909) </li></ul><ul><li>Trichomonas buccalis – Goodey (1917) </li></ul><ul><li>Trichomonas tenax – Nome proposto pela Comissão Internacional de Nomenclatura </li></ul>
  4. 4. <ul><li>TAXONOMIA </li></ul><ul><li>Honiberg e Lee referiram-se a necessidade de subdividir o Gênero Trichomonas. No entanto, os trichomonas bucais do homem ( T. Tenax) são morfologicamente quase idênticos a T. Vaginalis, portanto, qualquer classificação que se proponha no futuro dos membros da Família Trichomonadidae deverá incluir o protozoário flagelado da cavidade bucal dentro do gênero Trichomonas. </li></ul><ul><li>Trichomonas tenax se encontra taxonomicamente da seguinte forma: </li></ul><ul><li>Filo: Protozoa </li></ul><ul><li>Subfilo: Sarcomastigóforos </li></ul><ul><li>Superclasse: Zoomastigófora </li></ul><ul><li>Família: Trichomonadidae </li></ul><ul><li>Gênero: Trichomonas </li></ul><ul><li>Espécie: No homem são essencialmente 4, T. Tenax, T. Vaginalis, T. Hominis e Pentatrichomonas hominis. Como qualquer protozoário, pertence ao Reino Protista. Porque tem uma organização celular eucariótica é Protista Superior </li></ul>
  5. 5. <ul><li>MORFOLOGIA </li></ul><ul><li>Apresenta uma forma muito variável mas seu corpo geralmente tende a ser ovóide ou elíptico. </li></ul><ul><li>  Possui quatro flagelos anteriores e um posterior, o recorrente, os quais juntamente com a membrana ondulante conferem a sua mobilidade. </li></ul><ul><li>Não apresenta fase cística e possui núcleo eucariótico com membrana limitante. </li></ul><ul><li>Apresenta ribossomos, complexo reticular de Golgi , vacúolos, lisossomos, hidrogenossomas em seu citoplasma, sendo as últimas organelas mencionadas de suma importância para o metabolismo anaeróbico da espécie. </li></ul><ul><li>Axóstilo: estrutura filamentosa que sai do corpo como se fosse um espinho que perfura a célula do trato onde está presente extravasando o citoplasma em busca de nutrientes para sobreviver; </li></ul><ul><li>Não se relatam a presença de mitocôndrias nem de centríolos no citoplasma! </li></ul><ul><li>MITOCÔNDRIAS HIDROGENOSSOMAS </li></ul><ul><li>Encontrado apenas em forma vegetativa ou trofozoíto. (jamais em fase cística) </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Trichomonas tenax em microscópio eletrônico de varredura. Organelas maiores se distinguem: </li></ul><ul><li>FL: Flagelos livres; </li></ul><ul><li>AX: Axostilo; (confere rigidez à célula) </li></ul><ul><li>MO: Membrana ondulante; </li></ul><ul><li>LT: Lâmina terminal da membrana ondulante </li></ul><ul><li>(X 26000) </li></ul>Fonte: Ribaux
  7. 7. <ul><li>Corte transversal de T. Tenax, mostrandos as principais organelas: </li></ul><ul><li>N: Núcleo; </li></ul><ul><li>CG: Complexo de Golghi; </li></ul><ul><li>FL: Flagelos ondulantes; </li></ul><ul><li>FT: Flagelo periódico; </li></ul><ul><li>C: Costa; </li></ul><ul><li>V: Vesícula </li></ul><ul><li>( X 35000) </li></ul>Fonte: Ribaux
  8. 8. <ul><li>FISIOLOGIA </li></ul><ul><li>Mobilidade: é dada pelos flagelos e membrana ondulante. </li></ul><ul><li>Reprodução : se multiplica principalmente assexuadamente por divisão binária longitudinal. Em certas ocasiões, fases sexuadas por um mecanismo denominado singamia. A divisão binária inicia com a divisão do núcleo, seguida pelo aparelho neuromotor e finalmente a separação do citoplasma, formado duas células-filhas. </li></ul><ul><li>Em geral, T. Tenax respira diretamente levando oxigênio molecular e liberando dióxido de carbono, ou indiretamente, pelo uso de substâncias como oxigênio molecular liberado de substâncias complexas por ação de diversas enzimas. No entanto, o hidrogenossoma do citoplasma intervém no metabolismo anaeróbico do protozoário. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>ECOLOGIA </li></ul><ul><li>T. tenax tem uma distribuição mundial. Além do homem, algumas espécies de primatas não-humanos são hospedeiros naturais deste flagelado . </li></ul><ul><li>Este protozoário vive no cálculo dental e parte integrande da microbiota que conforma a placa dental subgingival ao redor dos dentes. Também é possível encontrá-lo nas células da mucosa necrótica das margens gengivais, nos abscesos purulentos das amigdalas e pode sobreviver durante varias horas na água de beber. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>PATOGENICIDADE </li></ul><ul><li>A detecção da presença do T.tenax na cavidade bucal é indicio de uma higienização bucal precária, sua incidência é significativamente maior (de três a quatro vezes) em indivíduos com problemas periodontais. Segundo relatórios publicados vale também ressaltar que pessoas portadoras de GUNA (gengivite úlcero-necrosante) possuem incidência variada entre 12 e 32% em relação aos pacientes estudados. Apesar de essa espécie ser considerada não patogênica , pesquisadores da Europa oriental relataram infecções respiratórias e abscessos toráxicos, atribuídos a esse protozoário. </li></ul><ul><li>Existem evidências mais que suficientes para implicar que T. Tenax na etiologia de diferentes processos infecciosos que ocorrem fora dos limites da cavidade bucal. Para efeito, foram reportados varios casos de trichonomiasis pulmonar onde foi evidenciado a presença de numerosos trofozoítos do protozoário flagelado. </li></ul><ul><li>Também foi relatado um caso em que diversas espécies de Trichomonas foram isoladas, entre essas, T. Tenax a partir de amostras de líquido cefalorraquidiano de um paciente que tinha sido diagnosticado preventivamente por Meningitis Polimicrobiana. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>PROFILAXIA E CONTROLE </li></ul><ul><li>Higiene oral adequada; </li></ul><ul><li>Tratamento de cáries; </li></ul><ul><li>Tratamento de focos inflamatórios. </li></ul>
  12. 12. <ul><li>OBRIGADO! </li></ul>

×