E.S.E. – Bem aventurados os aflitos. Cap. V. Item 14 ao 17. Allan Kardec
Suicídio: (do latim sui (próprio) e caedere (matar) é umaatitude individual, de livre arbítrio, de extinguir a própria vid...
 PERSPECTIVA BIOLÓGICA TEORIAS PSICOLÓGICAS SENTIDO SOCIOLÓGICO(Émile Durkheim)
 Esquizofrenia, alcoolismo eaté o baixo nível de serotoninano organismo podem catalisaro desejo de suicídio.
 Perturbações     mentais, depressõesgraves, melancolias, desequilíbri              osemocionais, obsessões, delírios    ...
 Suicida egoísta: para não sofrer mais. Suicida altruísta: para não dartrabalho aos outros. Suicida anômico: porcausa d...
 Continuar vivo Atenuantes e agravantes O papel do espírita Suicídio inconsciente Orar e vigiar
Donde nasce o desgosto da vida, que,sem motivos plausíveis, se apodera de certos indivíduos?Efeito da ociosidade, da falta...
Quais, em geral, com relação ao estadodo Espírito, as conseqüências do suicídio?Muito diversas são as conseqüências do sui...
MANIFESTA-SE NASPROFUNDEZAS DO  SENTIMENTO;
Situações que tocam os pontos guardados nos porões da nossa alma (saudade de algo quenão sabemos o que é);
Vagatristeza, acompanha      da de uma      depressão    injustificável;
Os indutoresdas incursõesinconscientes no passado;
Qual é o“meu”problema?
Solidão e   ociosidade:  portas abertaspara a melancolia;
As expiações e provações têm por fim, na suavivência, provocar o arrependimento, aconscientização       dos        sofrime...
 Lei de CAUSA e EFEITO; Aprendemos pelo AMOR ou pela DOR. Sofrer com RESIGNAÇÃO; O exercício da FÉ; A prática dos ens...
 Muitos dos nossos males terrestres sãoresultado do nosso próprio caráter eproceder; Caímos por nossa própria culpa; So...
Mudança doclima psíquico
 Leitura edificante;            Prece;       A companhia de        uma amizade;   Fazer algo diferente, quedesejava há...
Dedicar-se a daralegria a alguém, semexigir absolutamente   nada em troca; Buscar na memóriamomentos da vida em que sent...
 A ideoplastia do pensamento(Livro “Mecanismos da Mediunidade” / André Luiz – Chico Xavier) As dores póstumas de um suic...
Loucura: A loucura ou insânia é segundo apsicologia uma condição da mente humanacaracterizada por pensamentos considerados...
 Físicas: (predisposição); lesões a nível cerebral(má formação a nível cromossomial). Espirituais: mediunidade = fator d...
 Posição dualista na relação mente/corpo. A  origem da mente é um espírito independente  do corpo, mas para se manifestar...
       Obsessão simples: domínio        que os maus Espíritos exercem        sobre certas pessoas no intuito        de su...
    Fascinação: o Espírito conduz     aquele a quem domina como quem     conduz um cego e pode excitá-lo a     proceder d...
   Subjulgação / possessão: A    subjugação é uma constrição que    paralisa a vontade daquele que a    sofre (moral e co...
   Mudança de conduta;       Passes e preces;           Desobsessão.
Qual, na loucura, a situação do Espírito?“O Espírito, quando em liberdade, recebe diretamente suasimpressões e diretamente...
A FÉ NA                                 A DÚVIDA NA VIDA FUTURA                               VIDA FUTURA  REFORÇO:       ...
 Félicien             (O Céu e o Inferno – 2ª parte – Cap. V) Valéria             (Relato de Chico Xavier - entrevista)...
Palestra Espírita - Suicidio e loucura
Palestra Espírita - Suicidio e loucura
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Palestra Espírita - Suicidio e loucura

7.540 visualizações

Publicada em

(O Evangelho segundo o Espiritismo - Bem aventurados os aflitos. Cap. V. Item 14 ao 17. Allan Kardec)

O video a que se refere esta palestra encontra-se neste link: http://www.youtube.com/watch?v=f62Y5_KQgA8

Publicada em: Espiritual
3 comentários
7 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.540
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
463
Comentários
3
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Palestra Espírita - Suicidio e loucura

  1. 1. E.S.E. – Bem aventurados os aflitos. Cap. V. Item 14 ao 17. Allan Kardec
  2. 2. Suicídio: (do latim sui (próprio) e caedere (matar) é umaatitude individual, de livre arbítrio, de extinguir a própria vidapor ato deliberado, podendo ser causada, entre outrosfatores, por um elevado grau de desespero esofrimento, geralmente de nível emocional e sentimental.(Wikipédia)Do ponto de vista da Doutrina Espírita, o suicídio éconsiderado um crime, e pode ser entendido não somenteno ato voluntário que produz a morte instantânea, mas emtudo quanto se faça conscientemente para apressar aextinção das forças vitais. Importa numa transgressão da LeiDivina. É sempre uma falta de resignação e de submissão àvontade do Criador.(O Espiritismo de A a Z. Rio de Janeiro, FEB, 1995)
  3. 3.  PERSPECTIVA BIOLÓGICA TEORIAS PSICOLÓGICAS SENTIDO SOCIOLÓGICO(Émile Durkheim)
  4. 4.  Esquizofrenia, alcoolismo eaté o baixo nível de serotoninano organismo podem catalisaro desejo de suicídio.
  5. 5.  Perturbações mentais, depressõesgraves, melancolias, desequilíbri osemocionais, obsessões, delírios crônicos.
  6. 6.  Suicida egoísta: para não sofrer mais. Suicida altruísta: para não dartrabalho aos outros. Suicida anômico: porcausa dos desequilíbrios deordem econômica e social.
  7. 7.  Continuar vivo Atenuantes e agravantes O papel do espírita Suicídio inconsciente Orar e vigiar
  8. 8. Donde nasce o desgosto da vida, que,sem motivos plausíveis, se apodera de certos indivíduos?Efeito da ociosidade, da falta de fé e, também, dasaciedade. Para aquele que usa de suas faculdadescom fim útil e de acordo com as suas aptidões naturais,o trabalho nada tem de árido e a vida se escoa maisrapidamente. Ele lhe suporta as vicissitudes com tantomais paciência e resignação, quanto obra com o fito dafelicidade mais sólida e mais durável que o espera.
  9. 9. Quais, em geral, com relação ao estadodo Espírito, as conseqüências do suicídio?Muito diversas são as conseqüências do suicídio. Nãohá penas determinadas e, em todos oscasos, correspondem sempre às causas que oproduziram. Há, porém, uma conseqüência a que osuicida não pode escapar; é o desapontamento. Mas, asorte não é a mesma para todos; depende dascircunstâncias. Alguns expiam a faltaimediatamente, outros em nova existência, que será piordo que aquela cujo curso interromperam."
  10. 10. MANIFESTA-SE NASPROFUNDEZAS DO SENTIMENTO;
  11. 11. Situações que tocam os pontos guardados nos porões da nossa alma (saudade de algo quenão sabemos o que é);
  12. 12. Vagatristeza, acompanha da de uma depressão injustificável;
  13. 13. Os indutoresdas incursõesinconscientes no passado;
  14. 14. Qual é o“meu”problema?
  15. 15. Solidão e ociosidade: portas abertaspara a melancolia;
  16. 16. As expiações e provações têm por fim, na suavivência, provocar o arrependimento, aconscientização dos sofrimentoscausados, fazendo a pessoa arrepender-se, aconhecer-se.
  17. 17.  Lei de CAUSA e EFEITO; Aprendemos pelo AMOR ou pela DOR. Sofrer com RESIGNAÇÃO; O exercício da FÉ; A prática dos ensinamentos de JESUS; A confiança na PROVIDÊNCIA DIVINA.As tribulações são as expiações dopassado, que recebe nelas merecido castigo, eprovas com relação ao futuro, que elasreparam.
  18. 18.  Muitos dos nossos males terrestres sãoresultado do nosso próprio caráter eproceder; Caímos por nossa própria culpa; Somos vítimas do nosso interesse e danossa ambição; Muitas doenças e enfermidades sãoresultado da nossa intemperança e denossos excessos de todos os gêneros; Deixamos brotar os gérmens do orgulho,do egoísmo e da vaidade em nossoscorações ou nos daqueles que nos sãoqueridos;
  19. 19. Mudança doclima psíquico
  20. 20.  Leitura edificante;  Prece;  A companhia de uma amizade;  Fazer algo diferente, quedesejava há muito tempo, mas nunca teve oportunidade;
  21. 21. Dedicar-se a daralegria a alguém, semexigir absolutamente nada em troca; Buscar na memóriamomentos da vida em que sentiu extrema felicidade;
  22. 22.  A ideoplastia do pensamento(Livro “Mecanismos da Mediunidade” / André Luiz – Chico Xavier) As dores póstumas de um suicida(Livro “Memórias de um suicida” / Yvonne. Pereira)“A calma e a resignação hauridas da maneira deconsiderar a vida terrestre e da confiança no futurodão ao espírito uma serenidade que é o melhorpreservativo contra a loucura e o suicídio.”(E.S.E. - Cap. V. Item 14)
  23. 23. Loucura: A loucura ou insânia é segundo apsicologia uma condição da mente humanacaracterizada por pensamentos considerados“anormais” pela sociedade. É resultado dedoença mental, quando não é classificada como aprópria doença. (Wikipédia)Do ponto de vista da Doutrina Espírita, aloucura é um estado mórbido dos órgãos que setraduz as mais das vezes por uma lesão; é,portanto uma moléstia física em sua causa, aindaque seja mental na maior parte dos seus efeitos.Na loucura se verificam a monomania, a mania, ademência e o idiotismo.(Revista Internacional de Espiritismo – Outubro de 1984 - Cairbar Schutel)
  24. 24.  Físicas: (predisposição); lesões a nível cerebral(má formação a nível cromossomial). Espirituais: mediunidade = fator desencadeante em predispostos / obsessão
  25. 25.  Posição dualista na relação mente/corpo. A origem da mente é um espírito independente do corpo, mas para se manifestar, enquanto encarnado necessita se utilizar deste. O corpo e a alma se influenciam mutuamente, havendo, no entanto uma supremacia da vontade do espírito (livre arbítrio).
  26. 26.  Obsessão simples: domínio que os maus Espíritos exercem sobre certas pessoas no intuito de submetê-las à sua vontade, pelo simples prazer de fazerem mal, ou exercerem uma vingança. (Revista Internacional de Espiritismo – Outubro de 1984 - Cairbar Schutel)
  27. 27.  Fascinação: o Espírito conduz aquele a quem domina como quem conduz um cego e pode excitá-lo a proceder de modo ridículo, comprometedor e até perigoso. (Revista Internacional de Espiritismo – Outubro de 1984 - Cairbar Schutel) Ilusão produzida pela ação direta do Espírito sobre o pensamento do médium e que, de certa maneira, lhe paralisa o raciocínio, relativamente às (Livro dos Médiuns – Da obsessão – 239 / Allan Kardec) comunicações.
  28. 28.  Subjulgação / possessão: A subjugação é uma constrição que paralisa a vontade daquele que a sofre (moral e corporal). (Livro dos Médiuns – Da obsessão – 239 / Allan Kardec)
  29. 29.  Mudança de conduta;  Passes e preces;  Desobsessão.
  30. 30. Qual, na loucura, a situação do Espírito?“O Espírito, quando em liberdade, recebe diretamente suasimpressões e diretamente exerce sua ação sobre a matéria.Encarnado, porém, ele se encontra em condições muitodiversas e na contingência de só o fazer com o auxílio deórgãos especiais. Altere-se uma parte ou o conjunto de taisórgãos e eis que se lhe interrompem, no que destesdependam, a ação ou as impressões (...)”.
  31. 31. A FÉ NA A DÚVIDA NA VIDA FUTURA VIDA FUTURA REFORÇO: BASE:O TESTEMUNHO A OPINIÃODOS ESPÍRITOS DE HOMENS DOS SUICIDASCORAGEM MORAL COVARDIA MORAL “Nada esperando, acha muito natural, muito lógico mesmo, abreviar pelo suicídio as suas misérias”. (E.S.E. –Cap. V - Item 15)
  32. 32.  Félicien (O Céu e o Inferno – 2ª parte – Cap. V) Valéria (Relato de Chico Xavier - entrevista) Charles de Saint G. (O Céu e o Inferno – 2ª parte – Cap. VIII)

×