A Cabeça Quebrada

280 visualizações

Publicada em

O aluno cai e quebra a cabeça na Escola Municipal manoel Monteiro, em São Lourenço, MG

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
280
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Cabeça Quebrada

  1. 1. ESCOLA MUNICIPAL MANOEL MONTEIRO Poema: A CABEÇA QUEBRADA DATA: 20 de junho de 2006. Autor: Marco Aurélio Dias_____________________________________________________ A CABEÇA QUEBRADA*** (Este poema retrata um dia agitado na Escola Municipal ManoelMonteiro, em 20 de junho de 2006. Depois do corre-corre, sentei naminha mesa e rapidamente escrevi esta poesia).Adriano entra e fala:- “A criança caiuE quebrou a cabeça...!”- “Me traz o aluno!” -Jozane diz logo,E, no corre que corre, “Me pede” uma pasta:- “Vou ver onde mora”!O arquivo emperra,Eu puxo a gaveta,Ela faz que segura;Eu ponho mais força,Ela abre e eu caio!Demora, mas acho:- “Taqui”, pode ler!Jozane folheiaOs papéis do alunoE desprende uma voz:- Meu Deus, que sufoco!Não tem telefone...“Me chame” o Wilson!- Mais calma – eu peço!E berro acenando:- “Wilson, vem cá!”Que chega ofeganteVeloz como um raio 1
  2. 2. ESCOLA MUNICIPAL MANOEL MONTEIRO Poema: A CABEÇA QUEBRADA DATA: 20 de junho de 2006. Autor: Marco Aurélio Dias_____________________________________________________E ao ver a criançaMolhada de sangue“Nos diz” num rompante:- Conheço o menino,É lá meu vizinho,Nasceu na Biquinha.E enquanto organizoAquele tumulto -Mandando os alunosDe mais curiososPra sala de aula,Dizendo bem alto:- O sinal já tocou,O recreio acabou,A cabeça quebrou,O sangue estancouE o show terminou! -Wilson, tranqüilo,Já abre o portão,E de mão na criançaLá vai pela ruaCumprindo a missão,Sem ai, sem enfado.O susto acabado...Nem foi tanto sangue,Nem foi tanto corte,Mais houve foi choro,Foi grito, foi medo.E até se escutaA voz de uma “Tia”Ensinando os “fatos”...Ao passo que outra,Na sala ao lado,Regendo o coralDe alunos do “pré” (?),Executa afinadaA canção do folclore: 2
  3. 3. ESCOLA MUNICIPAL MANOEL MONTEIRO Poema: A CABEÇA QUEBRADA DATA: 20 de junho de 2006. Autor: Marco Aurélio Dias_____________________________________________________“Terezinha de JesusDe uma quedaFoi ao chão...”E assim é a vida:Caiu Terezinha,Caiu nosso aluno...E o tempo passandoNem vi que passou(Mas são cinco horas):Wilson voltou,Jozane nem pisca,Nem Kátia parada...É mãe que conversa,Professora que chama;O bairro inteiroDo meu CafundóQuer ter uma prosa,Quer dar um recado,Falar de seu filho,Comprar uniforme.Mas isso é escola,É vida que vive,Que entra e que sai,Que come e aprende,Que corre e que cai,Que brinca e machuca...E os braços abertosQue o povo encontra,Tem nome bonitoQue digo e repito:Escola MunicipalManoel Monteiro!São Lourenço, 20 de junho de 2006.Marco Aurélio Rodrigues Dias 3

×