A BIOLOGIA E OS DESAFIOS DE ACTUALIDADE Produção de alimentos e Sustentabilidade
<ul><li>A vida dos microrganismos, como, aliás, a de todos os sistemas biológicos, depende de um conjunto de reacções que,...
<ul><li>Para que uma reacção química se inicie, têm de ocorrer colisões entre os átomos das moléculas envolvidas.  </li></...
Energia <ul><li>Potencial </li></ul><ul><li>Cinética </li></ul>
Termodinâmica
Equilíbrio químico <ul><li>Equilíbrio químico </li></ul><ul><li>Reacções endoenergéticas </li></ul><ul><li>Exoenergéticas ...
Energia de activação <ul><li>Muitas reacções podem ser aceleradas pelo fornecimento de uma certa quantidade de energia ao ...
<ul><li>O catabolismo das moléculas de gasolina é uma reacção fortemente exotérmica. </li></ul><ul><li>Porque não reage a ...
 
 
Energia de activação
Tanto os catalisadores químicos como os catalisadores biológicos: <ul><li>baixam a energia de activação necessária para qu...
Cadeia enzimática A sequência de enzimas que funcionam em cooperação num conjunto de reacções constitui uma  cadeia enzimá...
Via metabólica <ul><li>Uma  via metabólica é o conjunto ordenado de reacções que ocorrem com intervenção de uma cadeia enz...
Propriedades das enzimas <ul><li>Diminuem a energia de activação necessária para que ocorra a reacção que catalisam.  </li...
<ul><li>A componente proteica da enzima chama-se  apoenzima .  </li></ul><ul><li>A substância não proteica tem o nome de  ...
Os cofactores podem ser: <ul><li>•  iões metálicos, como Cu 2+ , Mn 2+  e Fe 2+ , que ligados à apoenzima permitem uma mel...
Características dos centros activos <ul><li>•  Ocupam uma pequena parte do volume total da enzima. </li></ul><ul><li>•  Co...
Formação do complexo enzima-substrato
Modelo de ligação enzima-substrato <ul><li>Modelo de Fischer </li></ul><ul><li>Modelo de Koshland </li></ul>
Modelo de Fischer <ul><li>Centro activo com estrutura permanente. </li></ul><ul><li>Modelo estático e rígido </li></ul>
Modelo de Koshland <ul><li>Moldagem do centro activo. </li></ul><ul><li>Modelo dinâmico. </li></ul>
Inibição da actividade enzimática <ul><li>Alguns mecanismos de regulação dos sistemas vivos actuam através da inibição da ...
Inibição  <ul><li>Irreversível (Enzima destruída) </li></ul><ul><ul><li>Exemplo : DDT, Gás cianídrico </li></ul></ul><ul><...
Inibição Reversível  <ul><li>Competitiva </li></ul><ul><li>Não competitiva (alostérica) </li></ul>
Papel das enzimas nas vias metabólicas <ul><li>Complexo multienzimático ou cadeia enzimática. </li></ul><ul><li>Retroacção...
Factores que influenciam a actividade enzimática
 
Algumas drogas são inibidores enzimáticos <ul><li>Antibióticos  (inibem as enzimas bacterianas) </li></ul><ul><li>Inibidor...
Classificação e nomenclatura enzimática
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A Biologia E Os Desafios De Actualidade (Enzimas)

5.344 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo, Tecnologia
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.344
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
152
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • A Biologia E Os Desafios De Actualidade (Enzimas)

    1. 1. A BIOLOGIA E OS DESAFIOS DE ACTUALIDADE Produção de alimentos e Sustentabilidade
    2. 2. <ul><li>A vida dos microrganismos, como, aliás, a de todos os sistemas biológicos, depende de um conjunto de reacções que, de forma ordenada, ocorrem em cada instante nas células e constituem o metabolismo celular. </li></ul>Enzimas
    3. 3. <ul><li>Para que uma reacção química se inicie, têm de ocorrer colisões entre os átomos das moléculas envolvidas. </li></ul><ul><li>Quanto maior for o número de colisões, mais facilitada será a reacção química entre os reagentes, dependendo esse número de colisões da agitação das moléculas. </li></ul>
    4. 4. Energia <ul><li>Potencial </li></ul><ul><li>Cinética </li></ul>
    5. 5. Termodinâmica
    6. 6. Equilíbrio químico <ul><li>Equilíbrio químico </li></ul><ul><li>Reacções endoenergéticas </li></ul><ul><li>Exoenergéticas </li></ul>aA + bB cC + dD
    7. 7. Energia de activação <ul><li>Muitas reacções podem ser aceleradas pelo fornecimento de uma certa quantidade de energia ao sistema. </li></ul><ul><li>A energia que é necessário fornecer ao sistema para se iniciar uma reacção química é designada por energia de activação. </li></ul>
    8. 8. <ul><li>O catabolismo das moléculas de gasolina é uma reacção fortemente exotérmica. </li></ul><ul><li>Porque não reage a gasolina com o oxigénio? </li></ul>
    9. 11. Energia de activação
    10. 12. Tanto os catalisadores químicos como os catalisadores biológicos: <ul><li>baixam a energia de activação necessária para que ocorram as reacções químicas que catalisam; </li></ul><ul><li>não alteram o equilíbrio químico das reacções em que participam; </li></ul><ul><li>não são destruídos pelo efeito de reacção. </li></ul>
    11. 13. Cadeia enzimática A sequência de enzimas que funcionam em cooperação num conjunto de reacções constitui uma cadeia enzimática.
    12. 14. Via metabólica <ul><li>Uma via metabólica é o conjunto ordenado de reacções que ocorrem com intervenção de uma cadeia enzimática. </li></ul>
    13. 15. Propriedades das enzimas <ul><li>Diminuem a energia de activação necessária para que ocorra a reacção que catalisam. </li></ul><ul><li>Não alteram o equilíbrio químico das reacções. </li></ul><ul><li>Não são destruídas pelo efeito da reacção. </li></ul><ul><li>São específicas (absoluta e relativa). </li></ul><ul><li>São destruídas por temperaturas elevadas. As baixas temperaturas inibem a sua actuação, voltando, contudo, a actuar quando colocadas em condições adequadas. </li></ul>
    14. 16. <ul><li>A componente proteica da enzima chama-se apoenzima . </li></ul><ul><li>A substância não proteica tem o nome de cofactor . </li></ul><ul><li>Apoenzima + Cofactor </li></ul><ul><li>| </li></ul><ul><li>Holoenzima </li></ul>Estrutura da enzima
    15. 17. Os cofactores podem ser: <ul><li>• iões metálicos, como Cu 2+ , Mn 2+ e Fe 2+ , que ligados à apoenzima permitem uma melhor ligação da enzima ao substrato; </li></ul><ul><li>• coenzimas, compostos orgânicos que se ligam temporariamente durante a catálise. Muitos derivados vitamínicos funcionam como coenzimas. </li></ul>
    16. 18. Características dos centros activos <ul><li>• Ocupam uma pequena parte do volume total da enzima. </li></ul><ul><li>• Correspondem, geralmente, a uma fenda ou cavidade existente na estrutura da molécula proteica. </li></ul><ul><li>• A especificidade da ligação ao substrato depende do arranjo dos átomos no centro activo. </li></ul><ul><li>• O número de centros activos de uma enzima é variável. Por exemplo, quando intervêm cofactores há centros activos adicionais. </li></ul>
    17. 19. Formação do complexo enzima-substrato
    18. 20. Modelo de ligação enzima-substrato <ul><li>Modelo de Fischer </li></ul><ul><li>Modelo de Koshland </li></ul>
    19. 21. Modelo de Fischer <ul><li>Centro activo com estrutura permanente. </li></ul><ul><li>Modelo estático e rígido </li></ul>
    20. 22. Modelo de Koshland <ul><li>Moldagem do centro activo. </li></ul><ul><li>Modelo dinâmico. </li></ul>
    21. 23. Inibição da actividade enzimática <ul><li>Alguns mecanismos de regulação dos sistemas vivos actuam através da inibição da actividade enzimática efectuada por determinada moléculas. </li></ul><ul><li>Um inibidor enzimático é uma substância que, quando interactua com uma enzima, provoca uma diminuição da sua actividade catalítica. </li></ul>
    22. 24. Inibição <ul><li>Irreversível (Enzima destruída) </li></ul><ul><ul><li>Exemplo : DDT, Gás cianídrico </li></ul></ul><ul><li>Reversível (enzima funcional) </li></ul><ul><ul><li>Antibióticos </li></ul></ul>
    23. 25. Inibição Reversível <ul><li>Competitiva </li></ul><ul><li>Não competitiva (alostérica) </li></ul>
    24. 26. Papel das enzimas nas vias metabólicas <ul><li>Complexo multienzimático ou cadeia enzimática. </li></ul><ul><li>Retroacção negativa </li></ul>
    25. 27. Factores que influenciam a actividade enzimática
    26. 29. Algumas drogas são inibidores enzimáticos <ul><li>Antibióticos (inibem as enzimas bacterianas) </li></ul><ul><li>Inibidores na indústria alimentar </li></ul><ul><li>Inibidores na produção e melhoramento de alimentos. </li></ul>
    27. 30. Classificação e nomenclatura enzimática

    ×