Projecto Desportivo Final E Definitivo 2

1.650 visualizações

Publicada em

Publicada em: Esportes, Turismo
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.650
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projecto Desportivo Final E Definitivo 2

  1. 1. Para todos<br />“Um desporto para Todos<br /> À medida de cada Um”<br />Um Marco<br />
  2. 2. Missão<br />Desenvolver o Desporto a nível concelhio em estreita colaboração com os clubes e associações desportivas, escolas e outras entidades com relevância na comunidade como associações ambientais, sociais e outras, de uma forma sustentada, integrada e em rede tendo por base a criação de uma imagem de rigor e de organização, assente numa filosofia de actuação activa, dinâmica, não segregativa e solidária virada para a população marcuense.<br />
  3. 3. Diagnóstico (aspectos menos positivos)<br />Os clubes/associações têm cada vez mais dificuldades em mobilizar uma classe dirigente;<br />Os clubes/associações têm dificuldade de sustentabilidade;<br />Os clubes/associações têm cada vez mais dificuldade em mobilizar os jovens para a prática da actividade física e desportiva;<br />Os clubes/associações têm um défice na formação e outros não a contemplam;<br />Os clubes/associações, de uma forma geral, têm um défice na integração de atletas oriundos da formação nas equipas seniores, quer do próprio clube , quer em clubes do concelho; <br />O concelho tem um défice de torneios desportivos e os que existem não contemplam as várias modalidades, escalões e género;<br />O concelho tem pouca oferta de modalidades desportivas e as que existem estão concentradas em dois ou três pólos;<br />O concelho é deficitário em infra-estruturas que elevem a quantidade e qualidade do trabalho ;<br /> Desactivação do Conselho Municipal do Desporto; ( orgão essencial para a reflexão conjunta com os agentes desportivos e para ouvir as suas preocupações, anseios, propostas, etc;<br />Não consecução da Carta Desportiva Municipal (quantos praticantes federados e não federados, quantos espaços desportivos, rácio de utilização, modalidades praticadas, etc) instrumento essencial para a definição da política desportiva do concelho;<br />Pouca relevância dada às actividades que vão de encontro às tradições populares: jogos tradicionais e lúdicos;<br />
  4. 4. Ausência de avaliação das actividades desenvolvidas pelos clubes/associações;<br />Critérios de atribuição de subsídios;<br />Poucas acções de formação para os agentes desportivos;<br />Poucos incentivos para os atletas que se distinguem nas diversas modalidades;<br />Pouca divulgação /reconhecimento do trabalho desenvolvido pelos clubes/associações, seus atletas e dirigentes;<br />Falta de enquadramento para os torneios concelhios;<br />Degradação e falta de outras valências do parque radical;<br />DIAGNÓSTICO (ASPECTOS POSITIVOS)<br />Criação do Gabinete de Desporto;<br />Criação das Escolas municipais;<br />Implementação da Educação Física no 1º ciclo; (com dinheiros do poder central)<br />A introdução do desporto sénior;<br />As férias desportivas;<br />O apoio médico aos atletas federados;<br />Alguns eventos desportivos realizados de relevo para o concelho;<br />A construção do Parque Fluvial do Tâmega. Precisa de ser acabado;<br />A construção em quase todas as freguesias de campos de futebol de 11 e de 5;<br />A construção do Estádio Municipal;<br />A construção das piscinas municipais em Fornos e Alpendorada, assim, como a de Toutosa;<br /> A construção de 13 pavilhões gimnodesportivos;<br />O inter-câmbio com as escolas nos torneios desportivos;<br />A realização de provas em datas comemorativas;<br />
  5. 5. PRINCIPAIS CONCLUSÕES ESTRUTURAIS<br />Falta um projecto integrado de planificação relativo à construção e requalificação do parque desportivo;<br />Falta de um projecto em rede, com as áreas da educação , acção social , ambiental e outras;<br />Definição de uma política desportiva pouco perceptível pelos cidadãos;<br />Falta de avaliação entre o investimento e a relação quantidade, qualidade, e bem-estar e saúde;<br />Falta de um órgão de coordenação da política desportiva;<br />Oferta desportiva deficitária e condicionada;<br />Falta de regras de financiamento sustentadas em critérios de qualidade e de aferição;<br />
  6. 6. AS NOSSAS PROPOSTAS/COMPROMISSOS<br /><ul><li>POLÍTICA DESPORTIVA
  7. 7. OBJECTIVOS ESTRATÉGICOS
  8. 8. ÁREAS DE INTERVENÇÃO</li></li></ul><li>Saúde<br />Bem estar<br />Melhoria da competição<br /> e da formação<br />Ensino<br />Cultura<br />Clubes, etc.<br />Lazer<br />Recreação<br />Todos à medida de cada um<br />
  9. 9. Objectivos estratégicos <br />Aumentar o número de praticantes de Actividade Física e Desportiva;<br />Fomentar o aparecimento de novas opções;<br />Consolidar e apoiar o trabalho dos clubes/associações existentes;;<br />Elaborar efectivamente a Carta Desportiva (levantamento do número de praticantes , rácio de utilização das instalações, etc.);<br />Promover uma contínua e sistemática formação dos diversos agentes desportivos (treinadores, árbitros, dirigentes, etc.);<br />Fomentar um contínuo aumento da qualidade do nosso desporto, elevando os índices competitivos dos nossos clubes a nível regional e nacional;<br />Proporcionar relativa independência financeira;<br />Realizar festivais de promoção das diferentes actividades desportivas;<br />Qualificar e organizar os quadros competitivos concelhios;<br />Investir na Saúde e Bem-Estar de todos os marcuenses;<br />Criar um projecto em rede, sobretudo com as áreas da educação, acção social, ambiental e turismo;<br />Pôr em funcionamento o Conselho Municipal de Desporto;<br />Definir um plano de construção e requalificação do parque desportivo<br />Implementar a Educação Física e Desportiva no pré-escolar, 1º ciclo, jovens, adultos, 3ª idade e pessoas com N.E.Especiais;<br />Promover a formação desportiva;<br />Aumentar o rácio de atletas do concelho nos clubes;<br />Promover torneios desportivos concelhios;<br />Promover eventos desportivos de relevo para o concelho;<br />

×