UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS – UNISINOS
    Curso de Comunicação Social – Relações Públicas
      Disciplina de P...
SUMÁRIO




INTRODUÇÃO.......................................................................................................
INTRODUÇÃO




Este plano de comunicação foi desenvolvido para a organização Avicena e deverá
ser implantado de Maio de 20...
1 APRESENTAÇÃO DA ORGANIZAÇÃO




Razão Social
Claire Isabel de Abreu ME
Nome Fantasia
Avicena Farmácia de Manipulação
CNP...
O Negócio


Segundo o Conselho Federal de Farmácia: “manipulação compreende o conjunto de
operações farmacotécnicas, reali...
divulgados pelo diretor da Anvisa, no Brasil, existem 400 indústrias de remédios.
Das quais 6 mil são farmácias de manipul...
suas religiões, os imigrantes trouxeram as igrejas, e com elas vieram as escolas e
universidades, como a rede Sinodal e Un...
Aos poucos, outros imigrantes ocuparam os vales do Rio dos Sinos, Cadeia e Caí,
lançando progresso através da dedicação ao...
março deste ano (2009) inovou com a representação de uma linha de produtos a
base de vinho.


Claire Isabel de Abreu, além...
- proteção ao meio ambiente através do uso racional da água, separação do lixo e
uso de embalagens biodegradáveis.
Essa re...
endereço e telefone, muitas vezes desatualizados e sem dados específicos sobre o
cliente, desta forma a fidelização se tor...
cliente se sente satisfeito e valorizado, portanto essa é uma das prioridades do
negócio enquanto relacionamento com o cli...
nos bairros o custo é de R$ 5,00 e fora da cidade é cobrada uma taxa de R$ 10,00 a
R$ 15,00, dependendo da distância.


- ...
PÚBLICO EXTERNO

                          Parceiros
                                                                 Médi...
4 OBJETIVO GERAL E ESTRATÉGIA

O objetivo deste plano de comunicação visa fortalecer e aprofundar a relação com
os público...
meses será realizado um rodízio, para que todos possam liderar um projeto,
oportunizando assim a participação e o envolvim...
Cada canal será dirigido para um público especifico, sendo eles: funcionários,
clientes, parceiros de negócios e comunidad...
5.1 PROJETO T–SENDO FIDELIDADE

Justificativa

Esse projeto justifica-se pela necessidade de haver uma fidelização express...
produto. Havendo autorização do mesmo, a farmácia irá comercializar 05 unidades
da loção e aceitará encomendas do produto....
Recursos Financeiros:

Rótulos – R$ 0,08 cada x 120

Total: R$ 9,60

Frascos 100 ml – R$ 0,50 cada x 120

Total: R$ 60,00
...
NOVEMBRO                                    DEZEMBRO
D    S     T      Q   Q     S     S           D     S     T    Q     ...
Objetivo


O foco desta ação é manter uma relação de credibilidade entre a farmácia e seus
parceiros (médicos, terapeutas ...
também informações sobre novidades apresentadas por esses parceiros que serão
usadas no Projeto T-sendo Social.


Modelo:
...
Recursos Materiais e financeiros:
Auxílio para o transporte (para visitas): R$ 100,00 (combustível);
Folders de 12 cm x 12...
Visitas (manhã ou tarde – de acordo com a disponibilidade do parceiro)




Determinação dos instrumentos de avaliação dos ...
encontros acontecerão das 17h às 19h, após, a partir do terceiro encontro, o horário
será das 19h às 20h, sempre no primei...
Previsão de recursos:


Recursos humanos:
1 pessoa para conduzir as atividades (líder selecionado ao início do programa)

...
NOVEMBRO                                        DEZEMBRO
D    S       T      Q      Q    S      S            D     S     T...
20:00h       Encerramento


Do 4º encontro em diante o cronograma será igual ao do 3º encontro.


Determinação dos instrum...
Descrição/dinâmica
O projeto T-sendo o Social contará com uma ação principal, que será uma blitz na
praça dos Imigrantes, ...
Blitz


A blitz terá início no dia 27 de setembro, 1° domin go após o inicio da primavera (23
setembro). A proposta é que ...
Recursos Materiais
Substâncias necessárias para confecção de 500 florais, sendo para 4 indicações
diferentes (3750ml para ...
Tiragem de 1000 exemplares do Jornal mensal da Avicena


Modelo para o jornal:




Recursos Financeiros:


Substâncias par...
NOVEMBRO                                     DEZEMBRO
 D     S    T       Q   Q     S     S             D     S    T    Q ...
forma poderemos analisar quantas pessoas que foram atingidas na blitz efetuaram
de fato a compra.


Clipagem nos veículos ...
NOVEMBRO                                DEZEMBRO
D    S    T      Q   Q    S    S           D    S    T    Q    Q      S  ...
Blitz, das 10h às 12h e das 15h as 16h – PROJETO T-SENDO O SOCIAL




Busca das matérias para o jornal e diagramação – Sen...
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS


KUNSCH, Margarida Maria Krohling. Obtendo resultados com relações Públicas.
São Paulo: Pionei...
ANEXO 1




          39
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Avicena

2.025 visualizações

Publicada em

Caren Paula, Caroline de Ávila, Daiana Monalisa Steffens, Samanta Cardoso

Publicada em: Negócios, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.025
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Avicena

  1. 1. UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS – UNISINOS Curso de Comunicação Social – Relações Públicas Disciplina de Planejamento em Comunicação Professora Nadege Lomando PLANO DE COMUNICAÇÃO AVICENA FARMÁCIA DE MANIPULAÇÃO Caren Paula Caroline de Ávila Daiana Monalisa Steffens Samanta Cardoso Junho de 2009
  2. 2. SUMÁRIO INTRODUÇÃO.............................................................................................................3 1 APRESENTAÇÃO DA ORGANIZAÇÃO...................................................................4 2 DIAGNÓSTICO.........................................................................................................5 2.1 CENÁRIO FARMACÊUTICO ................................................................................5 2.1.1 Cenário Farmacêutico no âmbito nacional..........................................................5 2.1.2 Cenário no Rio Grande do Sul/ São Leopoldo....................................................6 2.1.3 Quantificação......................................................................................................7 2.1.4 História................................................................................................................7 2.1.5 Ramo farmacêutico em São Leopoldo................................................................8 2.2 A ORGANIZAÇÃO.................................................................................................8 2.2.1 Fidelização........................................................................................................10 2.2.2 Divulgação.........................................................................................................11 2.2.3 Atendimento- Relacionamento com os públicos...............................................11 2.3 MAPEAMENTO DOS PÚBLICOS........................................................................13 3 PROGNÓSTICO......................................................................................................14 4 OBJETIVO GERAL E ESTRATÉGIA......................................................................15 4.1 Objetivos Específicos...........................................................................................15 5. PROGRAMA T-SENDO RELACIONAMENTOS....................................................15 5.1 Projeto T-sendo Fidelidade..................................................................................18 5.2 Projeto T-sendo Parcerias....................................................................................21 5.3 Projeto T-sendo Idéias.........................................................................................25 5.4Projeto T-sendo o Social.......................................................................................29 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS...........................................................................38 ANEXOS....................................................................................................................39 2
  3. 3. INTRODUÇÃO Este plano de comunicação foi desenvolvido para a organização Avicena e deverá ser implantado de Maio de 2009 a Maio de 2010. Considera-se de suma importância para o empreendimento que seja realizado o estudo e a implantação deste planejamento. Segundo KUNSCH (2003, p 204) este processo de planejamento pressupõe imagens do futuro e a definição que a organização deve seguir no contexto desse futuro, ao passo que a solução de problemas é imediatista e visa simplesmente corrigir descontinuidades entre a organização e seu ambiente. Desta forma o presente plano de comunicação propõe caminhos que a organização pode seguir para corrigir deficiências diagnosticadas. De acordo com KUNSCH, administrar estrategicamente, nas organizações, a comunicação com os diferentes públicos envolvidos por meio de um projeto global, só é possível com o planejamento (1997 p29). Neste âmbito percebe-se a necessidade de administrar a comunicação, torna-se necessário um plano de comunicação que englobe os relacionamentos da organização como um todo, proporcionando assim uma situação viável para avaliar o que as decisões presentes que, possivelmente, irão implicar no futuro facilitando a tomada de decisões de forma mais eficiente e eficaz. 3
  4. 4. 1 APRESENTAÇÃO DA ORGANIZAÇÃO Razão Social Claire Isabel de Abreu ME Nome Fantasia Avicena Farmácia de Manipulação CNPJ 02587971/0001-05 Nome da Direção Claire Isabel de Abreu Endereço Rua Marquês do Herval, 646, Centro – São Leopoldo Contato da organização Farmacêutica responsável Claire Isabel de Abreu Telefone: (51) 35924432 - (51) 30373757 Email: f.avicena@terra.com.br Horário de atendimento De segunda a sexta-feira, das 8h30 as 18h30, aos sábados das 9h as 12h30. Missão Comercializar produtos farmacêuticos manipulados e afins com precisão, para a população da Região Metropolitana e Vale dos Sinos. Visão Ser a farmácia de manipulação homeopática mais reconhecida pela população do Vale dos Sinos até 2013. Valores Honestidade, Responsabilidade Social e Ambiental, Atenção, Trabalho em equipe, Transparência nas ações. 4
  5. 5. O Negócio Segundo o Conselho Federal de Farmácia: “manipulação compreende o conjunto de operações farmacotécnicas, realizadas na farmácia, com a finalidade de elaborar produtos e fracionar especialidades farmacêuticas”. Assim, entendemos como Farmácia de Manipulação o estabelecimento de saúde onde os medicamentos são preparados de acordo com a necessidade do cliente, mediante receita emitida por profissional autorizado. Os medicamentos são chamados de “preparações medicamentosas individualizadas ou personalizadas”. 2 DIAGNÓSTICO Segundo KUNSCH (2003, p136), “o diagnóstico é realmente um trabalho minucioso que vai exigir o máximo de cuidados para apontar qual é o verdadeiro problema.” Sendo assim, entende-se que diagnosticar é conhecer a realidade onde se vai atuar, identificando a raiz dos problemas para facilitar a tomada das decisões. Desta forma, o diagnóstico só é possível a partir da abordagem da realidade da organização e do contexto no qual se encontra. Ainda na visão da autora (1997, p 32) é “a partir do mapeamento dos estudos realizados com análise ambiental externa e interna, descrever os aspectos mais relevantes e avaliar qual o posicionamento institucional e mercadológico da organização frente ao ambiente, que percebe-se como a organização está inserida na sociedade”. Por isso se faz necessário o conhecimento do cenário onde a organização está inserida, que será descrito a seguir. 2.1 CENÁRIO FARMACÊUTICO 2.1.1 Cenário farmacêutico no âmbito nacional O segmento de manipulação vem se destacando no cenário de medicamentos do país, sendo o ramo que mais cresceu nos últimos anos. O segmento é também um dos ramos que mais emprega e melhor remunera farmacêuticos no Brasil. Porém, exige do profissional uma constante e intensa atualização. Segundo dados 5
  6. 6. divulgados pelo diretor da Anvisa, no Brasil, existem 400 indústrias de remédios. Das quais 6 mil são farmácias de manipulação, totalizando 15 mil farmacêuticos de manipulação. De acordo a Associação Nacional de Farmacêuticos Magistrais (Anfarmag), o Brasil já é o maior mercado mundial de farmácias de manipulação, apresentando um crescimento de 40% entre os anos 2002 e 2007. Esse crescimento pode ser justificado pelo maior acesso da população de baixa renda, já que os custos desses medicamentos manipulados são geralmente menores. Além disso, conforme o Presidente do Sindicato das Farmácias Magistrais do Estado de São Paulo (Sinfarma), Léo de Vincei Russo, “a maioria tem como proprietário o profissional farmacêutico – uma das poucas atividades com essa característica”, o que se aplica também como um diferencial em atendimento. 2.1.2 Cenário no Rio Grande do Sul/São Leopoldo De acordo com o site oficial do município, São Leopoldo faz parte da grande Porto Alegre, estando a 31,4 km da capital. Pertence a região da encosta inferior do nordeste do Rio Grande do Sul na confluência de rodovias importantes como a BR 116 e RS 240, e nas proximidades da BR 101 e BR 386. Destaca-se como o quarto município da região metropolitana, em quantidade de pessoas vindas de outro município para trabalhar ou estudar, sendo entre estes, 24% da cidade de Sapucaia do Sul. Já no sentido contrário, a qual as pessoas vão para outro município trabalhar ou estudar, ocupa a oitava posição, sendo que, entre estes 51% se destinam a cidade de Novo Hamburgo. A estrutura da cidade é constituída de cidades-bairro, como acontece com a Scharlau, Feitoria e São Borja. Possui um parque industrial diversificado e forte, com um amplo leque de setores que o compõe, como metalúrgico, mecânico, de borracha, de papel, coureiro-calçadista, cerâmico, têxtil, elétrico, eletrônico, de aparelhos de precisão e, mais recentemente, de softwares. Sedia empresas reconhecidas nacional e internacionalmente, como Sthil, Taurus e Klabin. Através de 6
  7. 7. suas religiões, os imigrantes trouxeram as igrejas, e com elas vieram as escolas e universidades, como a rede Sinodal e Unisinos. A diversidade e qualidade do comércio de São Leopoldo atende a cidade e atrai clientes de todo o Vale do Rio dos Sinos. Tem a histórica “Rua Grande”, nome fictício dado a Avenida Independência, por parecer um verdadeiro shopping a céu aberto, com mais de um quilômetro de extensão com estabelecimentos modernos de redes nacionais dividindo espaço com o comércio tradicional da cidade. A Avicena está em um ponto comercial favorecido, já que está localiza na Marquês do Herval, rua paralela a Independência. 2.1.3 Quantificação Indústrias: 406 Comércio: 2.008 Prestadores de serviços: 3.999 Autônomos: 5.780 Entidades sem fins lucrativos: 114 População Total: 209.611 habitantes (estimativa de 1/7/2005 - IBGE) Taxa de crescimento: 1,72% Densidade Populacional: 2.048,78 hab/km² Taxa de analfabetismo (2000): 4,78 % Expectativa de vida ao nascer (2000): 69 anos Coeficiente de mortalidade infantil (2004): 10,16 por mil nascidos vivos 2.1.4 História Fundada em 1824, é o berço da colonização alemã no Brasil, seus primeiros imigrantes chegaram a Porto Alegre, capital da província de São Pedro do Rio Grande, neste ano e em seguida foram enviados para a desativada Feitoria do Linho Cânhamo, um estabelecimento agrícola do governo, que não gerou resultados. Essa feitoria localizava-se à margem esquerda do Rio dos Sinos e abrigou os imigrantes até que recebessem seus lotes coloniais. O Governo do Estado batizou o núcleo de imigrantes de Colônia Alemã de São Leopoldo. 7
  8. 8. Aos poucos, outros imigrantes ocuparam os vales do Rio dos Sinos, Cadeia e Caí, lançando progresso através da dedicação ao trabalho, o que possibilitou que a colônia Alemã se emancipasse de Porto Alegre. Em homenagem, o dia 25 de julho, feriado municipal, é realizado a São Leopoldo Fest, no resgate da memória e contribuição dos alemães. 2.1.5 Ramo farmacêutico em São Leopoldo Na cidade de São Leopoldo, de acordo com a Anvisa existem 94 farmácias autorizadas a comercializar medicamentos, sendo 11 concorrentes em manipulação: Farmácia Ghelen e Essência Vital que não manipulam florais, e Matriz, Relicário, Farmavale, Pharmacoativo, Pharmazza, Perfeita Alquemia, Farmácia Regina e Alquemila que no ramo de florais trabalham unicamente com sistemas de Bach e Minas. Além destas, apenas a Farmashop impõe mais concorrência, pois também manipula todos os sistemas de florais. Porém, os florais são manipulados em Porto Alegre, demorando mais tempo para chegar ao consumidor final. 2.2 A ORGANIZAÇÃO O empreendimento surgiu em 1998, com a proposta de ser uma farmácia diferenciada em produtos naturais (florais e homeopatia) e também pelo seu atendimento personalizado. Depois de 4 anos houve mudança de endereço, localização mais central e espaço maior com laboratórios específicos para cada tipo de medicamento, contando também com uma sala de palestras. Nascia então a Avicena, uma Farmácia de Manipulação com laboratório próprio e com sede única. Em julho de 2008 a Avicena completou 10 anos no mercado, neste período desenvolveu ações ligadas a ciclo de palestras, com os temas: Alimentação integral, amamentação, chantala, florais, cálcio e osteoporose, acupuntura e moxabustão, yoga e relaxamento, emagrecimento, máscaras faciais e fitocosméticos. Para isso contou com parcerias como Sine-São Leopoldo, Associação de moradores Vila Santa Marta, Movimento Viva São Leopoldo, Restaurante Natu Hous - SL. Em 8
  9. 9. março deste ano (2009) inovou com a representação de uma linha de produtos a base de vinho. Claire Isabel de Abreu, além de proprietária, exerce as funções de farmacêutica responsável, coordenadora financeira e de recursos humanos. Tem formação em Farmácia, é especialista em homeopatia e pós graduada em Gestão Empresarial em Farmácia pela Escola Superior de Propaganda e Marketing. O quadro funcional da Avicena é composto por uma equipe de 5 funcionários e uma estagiária sendo que uma destas é sua filha, ocupando a função de laboratorista. Seu nicho de mercado são medicamentos alopáticos, homeopáticos, fitoterápicos, dermatológicos, aromatizantes, florais e cosméticos. Seu foco é a homeopatia, que utiliza o princípio da similitude – semelhante cura semelhante – e das doses mínimas, que dinamizadas produzem efeitos reais e satisfatórios; e florais, que são essências concentradas de flores que auxiliam no tratamento das emoções. No ramo de florais trabalha com 15 sistemas: Saint Germain, Florais de Sírio, Filhas de Gaia, Agnes, Florais Vida, Florais da Amazônia, Florais Deva, Florais do Pacifico, Florais do Sul, Florais da Califórnia, Florais do Alaska, Florais do Deserto do Arizona, Florais de Bach, Florais de Minas, Florais da Australia/Bush. A política do seu empreendimento é a preocupação com o meio ambiente, de acordo com KUNSCH (1997, p27), as organizações modernas assumem novas posturas na sociedade atual. A velocidade das mudanças que ocorrem em todos os campos impele as organizações a um novo comportamento institucional perante a opinião pública. Partindo deste parecer, constata-se a existência de atitudes com este direcionamento. A organização possui ações como utilização de potes e embalagens recicladas, todo o material de divulgação é composto por papel reciclado e também existe a reutilização de potes a pedido dos clientes. A escolha dos materiais reciclados parte de uma filosofia já existente e operante dentro da organização e vai ao encontro de seus princípios, que são: - preocupação com a qualidade de vida; - preocupação com o ser humano e não apenas com a doença; 9
  10. 10. - proteção ao meio ambiente através do uso racional da água, separação do lixo e uso de embalagens biodegradáveis. Essa referência serve para orientar todas as ações tomadas pela proprietária, já que o posicionamento que ela pretende adotar perante os seus públicos é o de consciência ecológica. Apesar de a organização ser considerada de pequeno porte, a necessidade de um planejamento é visível, como veremos mais adiante na descrição de alguns aspectos deficitários da empresa. E assim, de acordo com Oliveira (2003, pg 116) “as empresas de pequeno porte podem representar maior expansão da nossa atividade profissional, porque são de acesso mais fácil e tem maior transparência no fornecimento de dados que as grandes corporações, proporcionando muitas vezes contato direto até com o principal executivo”. Neste contexto, e com base no briefing realizado com a responsável pela Avicena, apontaremos a seguir alguns aspectos a serem repensados. Segundo KUNSCH é a partir do briefing que se pode identificar que problemas existem, as situações indesejáveis no desempenho do relacionamento da organização com os diferentes públicos e pontos fracos e fortes da comunicação existente. Conforme afirma KUNSCH (1997, p32) a comunicação que é pensada e discutida, que vale dos estudos da análise externa e interna, que pesquisa, que se baseia em diagnósticos e que determina resultados a alcançar, levando em conta não só os interesses da organização, mas também os dos públicos envolvidos é aquela que é planejada, que ouve o outro lado e atenta para a comunicação simétrica”. Portanto, os seguintes aspectos convidam a serem repensados: 2.2.1 Fidelização - A fidelização de clientes é observada de forma inexpressiva, não existe nenhum tipo de cadastro, apesar da proprietária afirmar que possui clientes fidelizados e assíduos, ela não possui nenhuma ferramenta para gerenciar estes relacionamentos, o controle é basicamente feito a partir da assiduidade de compra e afinidade que surge no atendimento de balcão. O conhecimento desse público é limitado ao atendimento no ponto de venda e ao cadastro padrão no CRM: nome, 10
  11. 11. endereço e telefone, muitas vezes desatualizados e sem dados específicos sobre o cliente, desta forma a fidelização se torna praticamente inatingível. 2.2.2 Divulgação - Para realizar a divulgação do negócio a proprietária realiza palestras sobre temas diversos, como os citados anteriormente, e produção de materiais gráficos como folders. Porém, não é verificado nenhum controle quantificado ou de análise do retorno obtido. - Constata-se uma preocupação da Avicena em possuir um relacionamento com veículos de imprensa local. - A farmacêutica diz ser de fundamental importância e vital para o crescimento da empresa, a participação da mesma em eventos da cidade, mas nunca conseguiu manter ações constantes ou contínuas. - Embora haja uma verba definida para a publicidade (1% do faturamento mensal), constata-se falta de planejamento publicitário e avaliação das ações empregadas. - Outro aspecto que deixa a desejar é a identidade visual da empresa; apesar de possuir sua marca registrada, a logomarca e o nome são de difícil entendimento para as pessoas leigas, necessitando de explicação acerca dos mesmos. A fachada, como poderá se observar no anexo 1, não possui relação com a identidade alternativa da empresa. 2.2.3 Atendimento – Relacionamento com os públicos - A partir dos relatos durante o briefing podemos ressaltar pontos positivos a serem retrabalhados para obtenção de melhor retorno, como por exemplo, o atendimento focado em ouvir o cliente. De acordo com a própria farmacêutica o cliente possui uma carência deste relacionamento, pois muitas vezes o médico não ouve o paciente ou ele próprio não se sente à vontade para falar e com o balconista da farmácia essa situação torna-se diferente. Quando esta atenção é direcionada, o 11
  12. 12. cliente se sente satisfeito e valorizado, portanto essa é uma das prioridades do negócio enquanto relacionamento com o cliente. Havendo esse atendimento personalizado identifica-se que o diferencial da Avicena é a qualidade no atendimento. - Existe uma deficiência nas posições hierárquicas e na divisão das funções. Segundo Freitas (1997, p.39) “as concepções simplistas, mecânicas, instrumentais etilistas, universalistas e utilitárias das organizações levam os indivíduos a um comportamento de traças”, assim verifica-se que o relacionamento que existe entre a proprietária e os funcionários detém de uma mecanização e constante supervisão, faltando autonomia aos subordinados, para que possam desempenhar com maior empenho suas atividades, passando a assumir uma posição com credibilidade dentro do sistema da organização e podendo contribuir de forma efetiva e sem a necessidade de que Claire interfira nas atividades diárias. A função de um líder é o controle e a supervisão e não a realização das tarefas em si. Os colaboradores interagem diretamente com a sociedade e é a percepção deles que será emitida no meio em que vivem. Ainda de acordo com Freitas (1997, p 40) “a interação entre dois subsistemas,” no caso os colaboradores da Avicena e as pessoas com as quais convivem socialmente, “passa pelas relações de poder e estabelece a ordem organizacional. É o nível da organização que determina as exigências econômicas do ambiente, os modos de dominação empregados; a história da organização influencia o comportamento individual e coletivo”. Pode-se então perceber que a personalidade da empresa confunde-se com a da proprietária, há uma centralização das ações em torno da proprietária. De acordo com Fernando Polignano, (1997, p. 99) “na relação com os empresários, muitas vezes o profissional defronta-se com a questão da liderança objetiva e cartesianamente correta, porém com grande dificuldade para lidar com os aspectos relacionados aos seres humanos, a mentalidade dos lideres é mais fortemente centrada nos elementos técnicos, muitas vezes o tempo de carreira é usado como argumento para que não sejam realizadas atividades que, antes, nunca foram necessárias”. - Uma facilidade oferecida, em termos de atendimento personalizado é o serviço de tele-entrega, que não é cobrado para entregas feitas no centro de São Leopoldo, 12
  13. 13. nos bairros o custo é de R$ 5,00 e fora da cidade é cobrada uma taxa de R$ 10,00 a R$ 15,00, dependendo da distância. - Um ponto que reflete no atendimento dos clientes é a dificuldade para estacionamento dos veículos próximo à Avicena. Os clientes têm pouco tempo de estacionamento gratuito enquanto estão na Farmácia ou, muitas vezes, não existem vagas para estacionar. Sabendo que a mesma situa-se no centro da cidade, em um ponto de grande circulação, há problemas quanto ao acesso de clientes motorizados. Problema este, de difícil solução, já que a empresa é cercada de prédios onde não há espaço para a implantação de um estacionamento. - Possui um trabalho de motivação interna do público interno, através de visitas a peças de teatro e passeios eventuais. A partir das questões apresentadas, o primeiro passo a ser tomado por uma empresa que acredita que a descoberta de falhas e problemas são boas oportunidades de melhoria, é direcioná-los dentro de um planejamento para assim resolvê-los de forma mais eficaz possível. 2.3 MAPEAMENTO DOS PÚBLICOS PÚBLICO INTERNO Atendimento Laboratório Direção 13
  14. 14. PÚBLICO EXTERNO Parceiros Médicos Terapeutas Massoterapeutas Órgãos Públicos Federais Estaduais Municipais Fornecedores Éticos Alternativos Cosméticos Fidelizados Novos Eventuais Tele entrega Possíveis Imprensa Jornal Vale do Sinos Sinos Revista Rua Grande 3 PROGNÓSTICO Caso a empresa não invista em ações de comunicação que fortaleçam o relacionamento com os públicos de interesse, a organização não autosustentará uma imagem sólida e com credibilidade no mercado e, conseqüentemente, haverá menor rentabilidade. 14
  15. 15. 4 OBJETIVO GERAL E ESTRATÉGIA O objetivo deste plano de comunicação visa fortalecer e aprofundar a relação com os públicos de interesse, por meio da valorização e desenvolvimento do Networking - rede de relacionamento. 4.1 Objetivos Específicos - Propagar a imagem e a política adotada pela empresa - Fidelizar o público externo - Criar uma relação de credibilidade com os parceiros - Motivar e valorizar o público interno - Captar novos clientes - Criar um mailing 5 PROGRAMA T-SENDO RELACIONAMENTOS PROGRAMA O programa T-sendo Relacionamentos inicialmente sugere uma proposta para atribuir uma função especifica a quatro colaboradores da Avicena. Esta função está ligada a liderança dos quatro projetos descritos a seguir. Enfatizamos que o intuito é que todos os clientes internos participem dos projetos auxiliando os lideres. De mesma forma que, como o quadro funcional é composto de 7 pessoas, a cada 6 15
  16. 16. meses será realizado um rodízio, para que todos possam liderar um projeto, oportunizando assim a participação e o envolvimento de todos. Escolha da temática do programa: O nome vinculado ao programa T-sendo e seus projetos, surgiu da idéia da associação de dois verbos de ação. O “T” foi atribuindo para elucidar o verbo “Tecer” onde cada colaborador será um agente para tecer redes relacionamento com os públicos da organização. O verbo “ser” está diretamente ligado ao fato de cada colaborador poder “ser um diferencial” dentro da Avicena, exercendo a função de liderança em um dos projetos, que serão descritos abaixo. Justificativa Atualmente a Avicena não possui nenhuma ação voltada para fortalecer e aprofundar os seus relacionamentos. Desta forma faltam canais de comunicação, o que dificulta o crescimento e a visibilidade da empresa. O programa T-sendo será o ponto de partida para oportunizar a fidelização e a captação de clientes, bem como a ampliação da eficácia da rede de relacionamentos que a Avicena já possui. Também será enfatizada a necessidade que os colaboradores têm em conquistar autonomia nas suas atividades, amenizando o fluxo de trabalho que a proprietária realiza. A proprietária já fazia uso de algumas ações, porém sem controle dos resultados e sem a analise dos mesmos, para isto será proposto a cada projeto uma avaliação, para que seja possível, após os 6 primeiros meses da implantação, a realização de uma análise dos resultados obtidos, para assim adequar ou aprofundar as ações que lhe trouxerem maior retorno, otimizando-as. Descrição: O projeto visa estabelecer uma rede que contempla a efetivação de quatro canais de comunicação, enfatizando a efetivação e o aprofundamento dos relacionamentos mais relevantes para a Avicena. 16
  17. 17. Cada canal será dirigido para um público especifico, sendo eles: funcionários, clientes, parceiros de negócios e comunidade local, como novos clientes em potencial. Cada projeto irá "T-ser" uma rede de relacionamentos mais efetiva com estes públicos. O projeto terá inicio com um levantamento realizado juntamente com os funcionários da Avicena. Este levantamento será realizado por meio de uma pesquisa de perfil. Esta pesquisa tem como base a identificação da capacidade e as competências de cada funcionário. Segundo Teobaldo de Andrade (1993), comunicação dirigida é aquela que tem como objetivo transmitir ou conduzir a comunicação para determinados tipos de públicos ou seções de público. Assim, com um projeto dirigido a cada um dos quatro principais públicos facilitaremos a troca de informações entre a Avicena e eles, T- sendo uma nova forma e se relacionar, mais eficiente e com maior controle de resultados. Cronograma da aplicação da pesquisa de perfil JULHO AGOSTO D S T Q Q S S D S T Q Q S S 1 2 3 4 1 5 6 7 8 9 10 11 2 3 4 5 6 7 8 12 13 14 15 16 17 18 9 10 11 12 13 14 15 19 20 21 22 23 24 25 16 17 18 19 20 21 22 26 27 28 29 30 31 23 24 25 26 27 28 29 30 31 Aplicação das pesquisas semanais nos funcionários Análise do perfil de cada colaborador, definição dos lideres 17
  18. 18. 5.1 PROJETO T–SENDO FIDELIDADE Justificativa Esse projeto justifica-se pela necessidade de haver uma fidelização expressiva dos clientes, através de uma ferramenta própria para gerenciar esses relacionamentos. No briefing realizado, a proprietária da Avicena relatou que possuía CRM (Customer Relationship Management ), mas que não utilizava o recurso de maneira integral. Verificou-se também que para implantar uma ação que atinja o cliente, é necessário primeiro que se conheça esse público. Desta forma percebe-se que o sistema CRM seria uma excelente ferramenta. Já que não existe nenhum controle que assegure o entendimento das necessidades e expectativas deste público específico. Assim, conhecendo melhor o cliente assíduo, será possível aplicar as ações mais adequadas. E também, respectivamente com a satisfação do cliente atual, clientes novos serão captados. Objetivo O objetivo deste projeto é fortalecer e aprofundar o relacionamento com o público externo específico: clientes assíduos e em potencial por meio da valorização de sua fidelidade. Descrição/dinâmica Todos os clientes terão seu histórico de compras monitorado pelo sistema CRM (além de dados como: nome, endereço, telefone, email, necessidades ou sugestão de produtos, data de aniversário, protocolo de reclamações do cliente com o histórico de andamento até sua resolução ou finalização). O cliente que for assíduo há pelo menos 01 ano e nesse período tiver efetuado no mínimo 10 compras, terá direito de: a cada aniversário solicitar a manipulação de uma loção única, de 100 ml, com seu nome e fragrância a sua escolha. Para isso, o cliente será notificado (via email ou telefone) desse direito, na semana de seu aniversário (toda segunda-feira o líder do projeto consultará o CRM para verificar quais clientes farão aniversário na semana). No momento também será agendado um horário (sempre aos sábados pela manhã) para que o cliente aniversariante vá a Avicena e escolha a fragrância e, havendo interesse do cliente, o mesmo poderá acompanhar a manipulação do 18
  19. 19. produto. Havendo autorização do mesmo, a farmácia irá comercializar 05 unidades da loção e aceitará encomendas do produto. Previsão de recursos Recursos Humanos: - Líder do projeto (selecionado pelo Programa T – sendo) para alimentar e manter o sistema CRM atualizado, notificar os clientes aniversariantes, agendar os horários e confeccionar os rótulos. 01 farmacêutico para manipular a loção (proprietária) Recursos Materiais: Substâncias necessárias para manipulação da loção Sistema CRM (que a farmácia já possui) 120 Frascos de material reciclável para a loção, com capacidade para 100 ml 120 rótulos em papel reciclado contendo: logomarca da Avicena, endereço, telefone e email da farmácia, composição da loção, inscrição personalizada T – sendo Fidelidade, nome do cliente (personalizado), data de validade da loção. Modelo: Rua Marquês do Herval, 646, Centro – São Leopoldo Telefone: (51) 35924432 - (51) 30373757 Email: f.avicena@terra.com.br João Silva Composição: ........................ Farmacêutica responsável Claire Isabel de Abreu Validade: ----/ ----/ ----- 19
  20. 20. Recursos Financeiros: Rótulos – R$ 0,08 cada x 120 Total: R$ 9,60 Frascos 100 ml – R$ 0,50 cada x 120 Total: R$ 60,00 Substâncias para manipulação da loção – valor máximo estimado de R$ 5,00 x 120 Total: R$ 600,00 Valor estimado do projeto (6 meses): R$ 669,60 Cronograma JULHO AGOSTO D S T Q Q S S D S T Q Q S S 1 2 3 4 1 5 6 7 8 9 10 11 2 3 4 5 6 7 8 12 13 14 15 16 17 18 9 10 11 12 13 14 15 19 20 21 22 23 24 25 16 17 18 19 20 21 22 26 27 28 29 30 31 23 24 25 26 27 28 29 30 31 SETEMBRO OUTUBRO D S T Q Q S S D S T Q Q S S 1 2 3 4 5 1 2 3 6 7 8 9 10 11 12 4 5 6 7 8 9 10 13 14 15 16 17 18 19 11 12 13 14 15 16 17 20 21 22 23 24 25 26 18 19 20 21 22 23 24 27 28 29 30 25 26 27 28 29 30 31 20
  21. 21. NOVEMBRO DEZEMBRO D S T Q Q S S D S T Q Q S S 1 2 3 4 5 6 7 1 2 3 4 5 8 9 10 11 12 13 14 6 7 8 9 10 11 12 15 16 17 18 19 20 21 13 14 15 16 17 18 19 22 23 24 25 26 27 28 20 21 21 23 24 25 26 29 30 27 28 29 30 31 Disponibilidade para visita – pela manhã Pesquisa no CRM Avaliação da ação Determinação dos instrumentos de avaliação dos resultados A avaliação do resultado poderá ser mensurada através da quantidade de loções manipuladas e comercializadas e do aumento do número de clientes assíduos verificado no sistema CRM. Esta avaliação será efetuada no final de cada mês. 5.2 PROJETO T–SENDO PARCERIAS Justificativa Este projeto justifica-se em virtude da necessidade de que a farmácia de manipulação tenha credibilidade com seus diferentes públicos, já que foi diagnosticado que a mesma não dispõe de nenhuma ação direcionada aos parceiros. Considerando estes, peça fundamental para a propagação do negócio. 21
  22. 22. Objetivo O foco desta ação é manter uma relação de credibilidade entre a farmácia e seus parceiros (médicos, terapeutas e massoterapeutas). Descrição/ dinâmica Para obter a credibilidade esperada, serão feitas visitas pelo coordenador do projeto treinado pela farmacêutica, aos parceiros. Existirá um roteiro de visitas descrevendo os passos da abordagem na visita. A farmácia será apresentada com informações sobre os produtos e serviços. Uma ficha que chamaremos de “Histórico do Parceiro” será preenchida com informações do parceiro contendo nome, telefone, especialidade, endereço, e-mail e outras informações referentes aos pacientes como por exemplo faixa etária. Estas informações servirão para a manutenção do CRM e para o projeto T- sendo Social. Após o preenchimento do histórico será entregue um “Kit parceiro” que será diferenciado para cada tipo de parceiro. Os médicos receberão aromatizantes, os massoterapeutas, gel para massagem e creme corporal e os terapeutas ganharão florais. O projeto será aplicado no segundo semestre de 2009, onde as visitas acontecerão todas as quartas-feiras, com horários de acordo com a disponibilidade do parceiro. Roteiro de visita: 1º- Apresentação da farmácia, mostrando folder explicativo com os produtos e serviços; 2º- Preenchimento da ficha, chamada de “Histórico do Parceiro”; 3º- Entrega do brinde “Kit Parceiro”, com aromatizantes, florais, gel e cremes. Histórico: Este histórico visa formar um perfil de cada profissional da saúde e obter informações importantes como: sua especialidade, público, medicamentos mais prescritos ou produtos mais utilizados, possíveis necessidades de produtos e 22
  23. 23. também informações sobre novidades apresentadas por esses parceiros que serão usadas no Projeto T-sendo Social. Modelo: Nome do profissional: Especialidade: Telefone: Endereço do consultório: E-mail: 1. Faixa etária dos pacientes que freqüentam seu consultório: ( ) de 1 à 15 anos ( ) de 16 à 25 anos ( ) de 26 à 35 anos ( ) acima de 36 2. Você costuma indicar ao seu paciente alguma farmácia de manipulação? ( ) Sim ( ) Não Por quê? 3. Qual o medicamento ou produto que você mais prescreve e/ou utiliza? 4. Existe alguma necessidade de medicamento ou produto que você prescreveria aos seus pacientes, mas não encontra no mercado? 5. Informações adicionais/ novidades/ sugestões: Tipos de brindes “Kit Parceiro” Kit médico: 02 aromatizantes; Kit massoterapeuta: 01gel para massagem e 01 creme corporal; Kit terapeuta: 03 frascos de diferentes florais. Previsão de recursos: Recursos Humanos: Coordenador do projeto (selecionado pelo programa T – sendo relações) que será responsável pelo agendamento das visitas, pelas visitas, preenchimento do histórico, preparação e entrega do kit. 23
  24. 24. Recursos Materiais e financeiros: Auxílio para o transporte (para visitas): R$ 100,00 (combustível); Folders de 12 cm x 12 cm x 36 cm em papel reciclado, para apresentação da farmácia: R$ 1,00 x 27 visitas = R$ 27,00 Kit Parceiro: R$ 14,00 (valor máximo estimado por kit) x 27 visitas = R$ 378,00 Valor estimado do projeto (6 meses): R$ 505,00. Cronograma: O projeto tem a duração de seis meses (2º semestre de 2009). As visitas ocorrerão em todas as quartas-feiras, variando o horário conforme a disponibilidade do parceiro. Total de 27 visitas. JULHO AGOSTO D S T Q Q S S D S T Q Q S S 1 2 3 4 1 5 6 7 8 9 10 11 2 3 4 5 6 7 8 12 13 14 15 16 17 18 9 10 11 12 13 14 15 19 20 21 22 23 24 25 16 17 18 19 20 21 22 26 27 28 29 30 31 23 24 25 26 27 28 29 30 31 SETEMBRO OUTUBRO D S T Q Q S S D S T Q Q S S 1 2 3 4 5 1 2 3 6 7 8 9 10 11 12 4 5 6 7 8 9 10 13 14 15 16 17 18 19 11 12 13 14 15 16 17 20 21 22 23 24 25 26 18 19 20 21 22 23 24 27 28 29 30 25 26 27 28 29 30 31 NOVEMBRO DEZEMBRO D S T Q Q S S D S T Q Q S S 1 2 3 4 5 6 7 1 2 3 4 5 8 9 10 11 12 13 14 6 7 8 9 10 11 12 15 16 17 18 19 20 21 13 14 15 16 17 18 19 22 23 24 25 26 27 28 20 21 21 23 24 25 26 29 30 27 28 29 30 31 24
  25. 25. Visitas (manhã ou tarde – de acordo com a disponibilidade do parceiro) Determinação dos instrumentos de avaliação dos resultados: Os resultados do projeto serão avaliados no momento da compra na farmácia, através de um feedback. O atendente perguntará para o cliente de que forma ele conheceu a farmácia, se foi por indicação de algum profissional da saúde ou amigo, se foi por meio de divulgação ou se foi por acaso. Se for através de algum profissional da saúde o atendente perguntará o nome deste médico, massoterapeuta ou terapeuta, cadastrando no CRM. Desta forma serão contabilizados os novos clientes, entre eles, os indicados pelos parceiros. 5.3 PROJETO T-SENDO IDÉIAS Justificativa: Podemos perceber, após o diagnóstico, a centralização das atividades em torno da responsável pela empresa e a falta de algum programa voltado para os clientes internos. Desta forma, este projeto justifica-se pela necessidade de descentralização e respectiva participação dos demais funcionários nas atividades da empresa, assim como a valorização das atitudes desses funcionários em relação a melhoria dos procedimentos na empresa. Objetivo: Motivar e valorizar os clientes internos. Descrição: Uma vez por mês será realizado um encontro entre a responsável pela empresa, Claire Isabel de Abreu, e seus funcionários. O encontro será realizado no Koloss Bowlling, casa de entretenimento com pistas de boliche e demais jogos, localizada na Av Unisinos, Bairro Cristo Rei, na cidade de São Leopoldo. Os dois primeiros 25
  26. 26. encontros acontecerão das 17h às 19h, após, a partir do terceiro encontro, o horário será das 19h às 20h, sempre no primeiro sábado de cada mês, durante os seis meses de implantação do projeto. Neste encontro Claire lançará um tema, que será a base para as idéias que os funcionários deverão colocar na caixa de sugestão na empresa durante o mês. As idéias deverão sugerir a implantação de novos procedimentos ou adaptações de procedimentos já existentes. A execução das idéias selecionadas será monitorada pelo líder do projeto escolhido conforme o perfil, no início do programa T-sendo relações. Para tornar o ambiente mais descontraído, todo encontro terá uma hora dedicada a confraternização dos funcionários. O primeiro encontro iniciará com uma confraternização na área de jogos e seguirá com a apresentação do projeto aos colaboradores e a divulgação do primeiro tema a servir de base para as idéias a serem dadas durante o mês. O segundo encontro também iniciará com uma confraternização, seguirá com a abertura da caixa de sugestões (contendo as idéias coletadas durante o mês anterior), debate das idéias, escolha da idéia do mês e “entrega” ao líder da equipe. A partir do segundo encontro do projeto será feita a avaliação e premiação da idéia selecionada no encontro anterior e já posta em prática no dia-a-dia da empresa. No terceiro encontro acontecerá a confraternização, avaliação da idéia exposta no mês anterior, abertura da caixa com as sugestões do mês anterior, debate das idéias, escolha da idéia do mês, entrega ao líder da “equipe” e premiação do funcionário elaborador da última idéia posta em prática. Do quarto encontro em diante, a seqüência de atividades será a mesma do terceiro encontro. O prêmio para as idéias colocadas em prática, será sorteado (durante os 5 meses subsequentes, pois a idéia só será premiada após o segundo mês): dois ingressos para teatro (R$ 25,00 cada = R$ 50,00), dois ingressos para o cinema (R$ 15,00 cada = R$ 30,00), um vale DVD (R$ 40,00) e um Pen Drive 2GB (R$ 40,00). 26
  27. 27. Previsão de recursos: Recursos humanos: 1 pessoa para conduzir as atividades (líder selecionado ao início do programa) Recursos materiais e financeiros: Locomoção (aluguel de van para buscar e levar os funcionários) = R$ 30,00 x 6 encontros = R$ 180,00 Local amplo, com mesas e cadeiras suficientes para acomodar a todos e espaço para interação e divertimento (jogos) 05 Prêmios para serem sorteados nos encontros (vale DVD, Pen Drive, Ingresso para Cinema, Ingresso para Teatro, vale compras) = R$ 160,00 Lanches e bebidas = R$ 20,00 (estimado para cada funcionário) x 7 ( 6 funcionários + Claire) = R$ 140,00 x 6 encontros = R$ 840,00 Jogos = R$ 38,00 para um grupo de 7 pessoas por até 2h x 6 encontros = R$ 228,00 Valor Estimado do projeto (6 meses): R$ 1.408,00 Cronograma: JULHO AGOSTO D S T Q Q S S D S T Q Q S S 1 2 3 4 1 5 6 7 8 9 10 11 2 3 4 5 6 7 8 12 13 14 15 16 17 18 9 10 11 12 13 14 15 19 20 21 22 23 24 25 16 17 18 19 20 21 22 26 27 28 29 30 31 23 24 25 26 27 28 29 30 31 SETEMBRO OUTUBRO D S T Q Q S S D S T Q Q S S 1 2 3 4 5 1 2 3 6 7 8 9 10 11 12 4 5 6 7 8 9 10 13 14 15 16 17 18 19 11 12 13 14 15 16 17 20 21 22 23 24 25 26 18 19 20 21 22 23 24 27 28 29 30 25 26 27 28 29 30 31 27
  28. 28. NOVEMBRO DEZEMBRO D S T Q Q S S D S T Q Q S S 1 2 3 4 5 6 7 1 2 3 4 5 8 9 10 11 12 13 14 6 7 8 9 10 11 12 15 16 17 18 19 20 21 13 14 15 16 17 18 19 22 23 24 25 26 27 28 20 21 21 23 24 25 26 29 30 27 28 29 30 31 Encontros, das 17h às 19h nos dois primeiros, após, das 17h às 20h Cronograma por encontro: 1º encontro => Horário: 17h às 19h 17:10h Apresentação do projeto 17:30h Divulgação do tema a ser abordado nas novas idéias 18:00h Confraternização dos funcionários juntamente com a responsável da empresa. 19:00h Encerramento 2º encontro => Horário: 17h às 19h 17:10h Confraternização 18:10h Abertura da caixa de sugestões e debate das idéias 18:50h Escolha da idéia e entrega ao líder do projeto 19:00h Encerramento 3º encontro => Horário: 17h às 20h 17:10h Confraternização 18:10h Avaliação da idéia colocada em prática e no mês anterior e dos encontros anteriores através de grupo focal 18:30h Abertura da caixa com as sugestões do mês anterior e debate das idéias 19:30h Escolha da idéia, entrega ao líder do projeto e premiação do funcionário elaborador da última idéia colocada em prática. 28
  29. 29. 20:00h Encerramento Do 4º encontro em diante o cronograma será igual ao do 3º encontro. Determinação dos instrumentos de avaliação dos resultados: O instrumento utilizado para avaliação dos resultados será grupo focal, aplicado pelo líder do projeto, que será também o moderador. A técnica consiste na constituição de pequenos grupos de pessoas reunidas para avaliar conceitos e identificar problemas. O moderador vai estimular o diálogo e propiciar um ambiente de troca onde as pessoas se sintam a vontade para compartilhar idéias e opiniões. Ao final, o moderador elabora um relatório contendo um resumo dos comentários mais importantes. 5.4 T-SENDO O SOCIAL Justificativa O projeto T- sendo o Social justifica-se pela necessidade de um canal de captação de novos clientes e divulgação da AVICENA e seus produtos. Por meio de uma ação de contato direto com as pessoas da localidade poderemos iniciar a captação de novos clientes, assim como captar dados para um mailing de clientes. No briefing realizado, a proprietária da Avicena relatou que já teve experiência em alguns encontros promocionais, palestras e eventos locais, porém nunca realizou nenhum levantamento dos resultados obtidos com essas ações e nem deu continuidade as mesmas, que hoje não são mais realizadas. Identifica-se de suma importância a captação de novos clientes, para aumentar a lucratividade e avançar no número de fidelizados que possui atualmente. Objetivo O objetivo deste projeto é divulgar a Avicena, assim como propagar a imagem e a política adotada junto à comunidade em geral, ampliando o mailing de clientes e a captação dos mesmos. 29
  30. 30. Descrição/dinâmica O projeto T-sendo o Social contará com uma ação principal, que será uma blitz na praça dos Imigrantes, em São Leopoldo. Esta ação tem o intuito de divulgar a Avicena para a comunidade local e contará com a distribuição de florais, flyers e o jornal Avicena. A blitz ocorrerá em um ponto localizado na parte central da praça, próximo a uma árvore, onde será fixado um banner para identificação dos transeuntes. Esta localização será estratégica em relação a passagem dos freqüentadores da praça. A distribuição dos florais, jornais e flyers tem como foco multiplicar informações e orientações que promovam saúde e o bem estar da população em geral, bem como a preservação do meio ambiente, divulgando assim a política adotada pela empresa. Para a entrega contaremos com a contratação de quatro multiplicadoras, conforme descrito no orçamento, com a presença da proprietária e de alguns funcionários. A escolha dos florais ocorreu porque a blitz será alusiva ao inicio da primavera, que é denominada estação das flores. A distribuição dos florais será feita aos transeuntes da praça, juntamente com um exemplar do jornal em troca do preenchimento uma ficha de rápida de cadastro. Estes contatos serão utilizados para ampliação do mailing e divulgação de próximas promoções e eventos que a Avicena vier a realizar. É dever das multiplicadoras acompanhar o preenchimento da ficha, bem como o seu recolhimento. Sendo que três farão a abordagem e uma ficará na frente da praça distribuindo os flyers e orientando para irem buscar o floral. A proprietária e os funcionários ficarão esclarecendo as dúvidas sobre os florais e atendendo os interessados. Jornal mensal Construção de um jornal mensal, com tiragem de 1000 exemplares. Neste veículo será implícita a mensagem que a farmácia se preocupa com o meio ambiente, com a comunidade, bem estar e saúde. A distribuição também aumentará a divulgação da farmácia e a consolidação de uma imagem favorável perante a comunidade. As matérias serão desenvolvidas pelo líder nomeado para este projeto e os dados utilizados serão obtidos nas informações do projeto T-sendo parcerias. 30
  31. 31. Blitz A blitz terá início no dia 27 de setembro, 1° domin go após o inicio da primavera (23 setembro). A proposta é que as blitz continuem ocorrendo até o final da primavera. Sendo, todas na cidade de São Leopoldo e uma vez a cada mês, sempre no último domingo do mês. A última blitz ocorrerá no fim da primavera/inicio verão, dia 20 de dezembro. Sugestão: É possível buscar parcerias com instituições para distribuição de mudas de árvores, bem como entidades ligadas a saúde, proporcionando testes de diabetes, exame biométrico e avaliação da pressão arterial gratuitamente. Também poderá convidar a nutricionista, biólogo, massoterapeuta, quiropraxista, entre outros, convidados durante a participarem nas visitas realizadas no projeto T-sendo parcerias. Quanto mais ações envolvidas na blitz, maior será o número de público e a repercussão na cidade. Previsão de recursos Recursos Humanos Líder do projeto (selecionado pelo Programa T – sendo relacionamentos) para busca, desenvolvimento e formatação das matérias do Jornal Avicena, elaboração e manutenção do mailing list. Atuação de quatro multiplicadoras, contratadas pela Cooperworks. Para cada blitz contaremos com o trabalho em um turno de 4 horas trabalhadas. Participação de, no mínimo, dois funcionários da Avicena, para auxiliar na distribuir dos florais. Presença da farmacêutica responsável e proprietária para atender os interessados e sanar dúvidas sobre os produtos. 31
  32. 32. Recursos Materiais Substâncias necessárias para confecção de 500 florais, sendo para 4 indicações diferentes (3750ml para cada tipo de floral). A escolha se deu pelos florais não possuírem contra-indicação. 500 frascos recicláveis,com conta-gotas para os florais, com capacidade para 30 ml Modelo para o frasco de floral: 500 rótulos em papel reciclado contendo: logomarca da Avicena, endereço, telefone e email da farmácia, composição do floral, nome do floral e indicação e data de validade. Modelo de Rótulo para o floral: Rua Marquês do Herval, 646, Centro – São Leopoldo Telefone: (51) 35924432 - (51) 30373757 Email: f.avicena@terra.com.br Floral Hornbeam Indicado para sensações de cansaço, exaustão mental. Composição: ........................ Farmacêutica responsável Claire Isabel de Abreu Validade: ----/ ----/ ----- Tiragem de 1000 Flyers, impresso em papel reciclado, falando sobre a primavera e a Avicena. Modelo para os Flyers: 32
  33. 33. Tiragem de 1000 exemplares do Jornal mensal da Avicena Modelo para o jornal: Recursos Financeiros: Substâncias para manipulação dos 4 tipos e florais – valor máximo estimado de R$ 2,00 x 500 - Total: R$ 1000,00 Rótulos – R$ 0,08 cada x 500 - Total: R$ 40,00 Frascos 30 ml com conta-gotas – R$ 0,50 cada x 500 - Total: R$ 250,00 Tiragem de 1000 flyers em papel reciclado – R$100,00 Tiragem de 1000 exemplares do Jornal mensal da Avicena – R$250,00 Total do projeto por blitz: R$ 1.640,00 Valor estimado do projeto (6 meses): R$ 6.560,00 Cronograma SETEMBRO OUTUBRO D S T Q Q S S D S T Q Q S S 1 2 3 4 5 1 2 3 6 7 8 9 10 11 12 4 5 6 7 8 9 10 13 14 15 16 17 18 19 11 12 13 14 15 16 17 20 21 22 23 24 25 26 18 19 20 21 22 23 24 27 28 29 30 25 26 27 28 29 30 31 33
  34. 34. NOVEMBRO DEZEMBRO D S T Q Q S S D S T Q Q S S 1 2 3 4 5 6 7 1 2 3 4 5 8 9 10 11 12 13 14 6 7 8 9 10 11 12 15 16 17 18 19 20 21 13 14 15 16 17 18 19 22 23 24 25 26 27 28 20 21 22 23 24 25 26 29 30 27 28 29 30 31 Blitz, das 10h às 12h e das 15h as 16h Busca das matérias para o jornal e diagramação – Sendo 2 horas por dia Impressão Jornal, flyers, rótulos e confecção dos florais Treinamento das multiplicadoras, organização dos materiais a serem levados na blitz Avaliação da ação Determinação dos instrumentos de avaliação dos resultados: O instrumento utilizado para avaliação dos resultados será uma quantificação do número de cadastros que foram registrados no mailing após as blitz. Podendo assim visualizar quantas pessoas foram atingidas com a ação. Enquete de balcão/telefone: A cada compra de um novo cliente, por tele entrega ou na farmácia será realizado o seguinte questionamento: Como ficou sabendo da existência da Avicena ou por qual meio a Avicena foi indicada para compra? Desta 34
  35. 35. forma poderemos analisar quantas pessoas que foram atingidas na blitz efetuaram de fato a compra. Clipagem nos veículos locais, para busca de notícias sobre a blitz VALOR ESTIMADO DO PROGRAMA T-SENDO RELACIONAMENTOS (6MESES) = R$ 9.142,60 CRONOGRAMA GERAL DO PROGRAMA JULHO AGOSTO D S T Q Q S S D S T Q Q S S 1 2 3 4 1 4 1 5 6 7 8 9 10 11 2 3 4 5 6 7 8 5 12 13 14 15 16 17 18 9 10 11 12 13 14 15 19 20 21 22 23 24 25 12 26 27 28 29 30 31 16 17 18 19 20 21 22 31 23 24 25 26 27 28 29 30 31 SETEMBRO OUTUBRO D S T Q Q S S D S T Q Q S S 1 2 3 4 5 1 2 3 2 3 4 5 3 6 7 8 9 10 11 12 4 5 6 7 8 9 10 7 9 5 7 13 14 15 16 17 18 19 11 12 13 14 15 16 17 14 16 12 14 20 21 22 23 24 25 26 18 19 20 21 22 23 24 27 28 29 30 25 26 27 28 29 30 31 30 26 28 30 28 29 30 35
  36. 36. NOVEMBRO DEZEMBRO D S T Q Q S S D S T Q Q S S 1 2 3 4 5 6 7 1 2 3 4 5 2 4 7 2 5 8 9 10 11 12 13 14 6 7 8 9 10 11 12 9 11 7 9 15 16 17 18 19 20 21 13 14 15 16 17 18 19 14 16 22 23 24 25 26 27 28 20 21 22 23 24 25 26 27 21 23 29 30 27 28 29 30 31 30 28 30 31 Disponibilidade para visita pela manhã - PROJETO T-SENDO FIDELIDADE Pesquisa no CRM pela manhã - PROJETO T-SENDO FIDELIDADE Avaliação da ação - PROJETO T-SENDO FIDELIDADE Visitas aos parceiros – PROJETO T-SENDO PARCERIAS Encontros - PROJETO T-SENDO IDÉIAS Aplicação das pesquisas semanais nos funcionários – PESQUISA DE PERFIL Análise do perfil de cada colaborador, definição dos lideres – PESQUISA DE PERFIL 36
  37. 37. Blitz, das 10h às 12h e das 15h as 16h – PROJETO T-SENDO O SOCIAL Busca das matérias para o jornal e diagramação – Sendo 2 horas por dia – PROJETO T-SENDO O SOCIAL Impressão Jornal, flyers, rótulos e confecção dos florais – PROJETO T-SENDO O SOCIAL Treinamento das multiplicadoras, organização dos materiais a serem levados na blitz – PROJETO T-SENDO O SOCIAL Avaliação da ação – PROJETO T-SENDO O SOCIAL 37
  38. 38. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS KUNSCH, Margarida Maria Krohling. Obtendo resultados com relações Públicas. São Paulo: Pioneira; 1997. FRANÇA, Fábio; FREITAS, Sidinéia Gomes. Manual da Qualidade em Projetos de Comunicação. São Paulo: Pioneira; 1997. Sites consultados: http:// www.saoleopoldo.com.br Acesso em 01/04/2009 http://www7.anvisa.gov.br/datavisa/Autorizacao_farmacia/Resultado_Consulta_Empr esa_Drogaria. Acesso em 01/04/2009 http://www.jbonline.terra.com.br/extra/2008/07/09/e090713355.html Acesso em 01/04/2009 http://www.cremesp.com.br/?siteAcao=Revista&id=210 Acesso em 01/04/2009 http://www.descubracastelo.com.br/colunas-saude_03.htm Acesso em 01/04/2009 http://www.almg.gov.br/not/bancodenoticias/not544483.asp Acesso em 01/04/2009 http://www.merkatus.com.br/02_os5rs/index.htm Acesso em 01/04/2009 http://www.amhb.org.br Acesso em 01/04/2009 http://pt.wikipedia.org/wiki/Networking Acesso em 01/04/2009 38
  39. 39. ANEXO 1 39

×