Quarto de milha

3.322 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.322
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
92
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Quarto de milha

  1. 1. 5º PERÍODO – MEDICINA VETERINÁRIA CRIAÇÃO ANIMAL II LUCAS B. RIBEIRO MARCELO H. CRUZ MARIANE F. MANDUCHI MURILO TAKEDA NATALIA N. PREVIDENTE OLAVO F. BOTTINO Quarto de Milha “O cavalo mais versátil do mundo”
  2. 2. Origem Primeira raça desenvolvida na América, Estados Unidos, séc. XVII A partir da cruza de garanhões Thoroughbreds com éguas ibéricas e mustangues. THOROUGHBREDS MUSTANGUES/ÉGUAS IBÉRICAS
  3. 3. Originadores Thoroughbreds: Cavalos de origem britânica, descendentes de animais arábes e turcos desenvolvido para corridas de longas distancias. Éguas Ibéricas: Éguas de origem ibérica trazidas pelos colonizadores espanhóis. Mustangues: Animais asselvajados, descendentes dos primeiros cavalos trazidos pelos ibéricos e selecionados pelos indígenas norte-americanos e pela própria natureza da região.
  4. 4. Janus Godolphin Arabian Janus e Sir Archy, Garanhões de Grande Influência na Formação da Raça Sir Archy
  5. 5. Os colonizadores norte-americanos apaixonados por corrida a cavalo começaram a disputar corridas entre os frutos desses cruzamentos em pistas que eram canchas improvisadas nas ruas dos vilarejos das quais não passavam de 402 m. Viram que a exogamia tornou esses animais em insuperáveis nessa distância da qual equivale a um quarto de milha, por isso a raça leva esse nome de “Quarter Horse”. 1 milha = 1,609344 quilômetros ¼ de milha = 0,40225 quilômetros
  6. 6. O cruzamento proporcionou dureza e resistência a esses animais sendo exímios na lida de gado. Assim caindo no gosto dos “Cowboys Texanos” que começaram a selecionar os melhores para lida com o gado dando origem a linhagem de trabalho.
  7. 7. Quarto de Milha Compactos, Músculos fortes, Versatilidade invejável;  realizadores de trabalhos pesados na agricultura até insuperáveis corredores de curta distância.
  8. 8. Evolução Um grupo de criadores americanos fundaram a primeira associação do Quarto de Milha. 1940, American Quarter Horse Association (AQHA) fundada em 15 de março, em College Station, Texas; 1946, a AQHA se transferiu para Amarillo, Texas, onde está atualmente, sendo a maior associação de criadores do mundo;  400 mil sócios  + 5 milhões de cavalos registrados  43 países
  9. 9. Wimpy P-1 (1937-1959) Garanhão do King Ranch, Texas Primeiro registro do Stud Book da AQHA Descendente do Old Sorrel(QM) Old Sorrel (1915-1945) AQHA - Hall da Fama Garanhão QM famoso por sua excelencia no trabalho e bom desempenho nas raias. http://westphalia-ranch.com/webpages-qh-legends/qh-legends_mainpage.html
  10. 10. Padrão Racial Animal dócil Consegue partidas rápidas Paradas bruscas Grande capacidade de mudar de direção Habilidade de girar sobre si mesmo
  11. 11. Padrão Racial Cabeça: Pequenas e leves suas faces são cheias, grandes e muito musculosas; Lombo: Curto, com musculatura acentuadamente forte; Garupa: Longa, discretamente inclinada;
  12. 12. Padrão Racial Orelhas: Pequenas e distantes uma da outra; Olhos: Grandes e afastados, amplo campo visual; Narinas: Grandes; Boca: Pouco profunda.
  13. 13. Padrão Racial  Andamento harmonioso, natural, baixo. O pé é levantado livremente e recolocado de uma só vez no solo, no trote de campo;  Altura média de 1,50m - 1,60m. Robustos e muito musculados;  500Kg em média.
  14. 14. Padrão Racial - Pelagens O padrão racial estabelecido para o QM permite que as áreas de pelos brancos localizados pelo corpo não ultrapassem a 10cm² ; Para os membros anteriores os calçamentos não podem ultrapassar a uma linha média imaginária traçada no joelho; Para os membros posteriores a linha que limita o calçamento é traçada na altura da ponta do jarrete.
  15. 15. Alazão Alazão Tostado É a pelagem em que o pelo do corpo, crina, cauda e membros apresentam a mesma tonalidade. A tonalidade é homogênea, semelhante à borra do café. A crina, cauda e membros apresentam a mesma tonalidade do resto do corpo Padrão Racial - Pelagens
  16. 16. Baio Baio Amarilho A pelagem de fundo é preta ou alazã, podendo ter as extremidades e cauda da mesma cor do corpo. É aquela de tom creme ou amarelo ouro, apresentando a crina e a cauda obrigatoriamente brancas e os membros com a mesma tonalidade do corpo. Padrão Racial - Pelagens
  17. 17. Castanho Preto O animal apresenta pelagem "avermelhada" com as extremidades pretas - crina, cauda e membros É a pelagem em que o pelo do corpo, crina, cauda e membros apresentam a mesma tonalidade, preta. Padrão Racial - Pelagens
  18. 18. Cremelo Perlino Seu pelo pode ser branco ou creme bem claro, crina e cauda brancas, pele cor-de-rosa ou rosada por todo o corpo e olhos azuis. É a pelagem creme bem clara ou branca, pele roseada, crina, cauda e extremidades normalmente tem uma tonalidade mais escura cobre ou laranja e olhos azuis. Padrão Racial - Pelagens
  19. 19. Lobuno Zaino Pelagem acinzentada ou esfumaçada e que, por esse motivo, é também conhecida como pêlo de rato e deve apresentar as extremidades pretas. Pêlos pretos e castanhos se entremeiam, com regiões como axilas, flancos e virilhas com tonalidade amareladas. Padrão Racial - Pelagens
  20. 20. Tordilho Rosilho Apresenta a cor básica, com infiltração progressiva de pelos brancos e de uma maneira homogênea em todo o corpo. Se caracteriza pelo seu aparecimento a partir do 3º, 4º mês de idade. Básica castanha ou alazã, com grande infiltração de pelos brancos pelo corpo, com incidência maior nos flancos e virilhas. Padrão Racial - Pelagens
  21. 21. O Cavalo Mais Versátil do Mundo A versatilidade da raça o proporcionou os mais diversos esportes:
  22. 22. 3 Tambores Os competidores correm contra o cronômetro, seguindo um percurso que consiste em 3 tambores dispostos triangularmente. Inicia-se a contagem do tempo, quando o focinho do cavalo cruza a linha de partida. É permitido escolher o lado para começar o percurso, tanto direito como esquerdo do 1º tambor, contorná-lo e ir para o próximo tambor e completando o percurso depois de fazer o circulo em volta do 3º tambor.
  23. 23. 6 Balizas Um evento que testa a agilidade e velocidade do cavalo. O percurso consiste em uma série de 6 balizas distantes 6,50 mts uma das outras, nas quais cavalo e cavaleiro vão costurando as balizas em alta velocidade. O cavalo corre até o final delas, vira na última e retorna, trabalhando no caminho de volta para a 1ª baliza. Então, ele faz o contorno na baliza da frente e volta costurando as balizas novamente, até atingir a última. Neste ponto, ele completa o giro e volta em linha reta paralela à fila das balizas em direção à linha de chegada a toda velocidade.
  24. 24. Team Roping A prova é em dupla de cavaleiros e seus respectivos cavalos que imobilizam um novilho com uma laçada na cabeça do animal e a outra nas patas traseiras, no menor tempo possível. A prova ocorre em arena com solo de areia e bretes. O laçador que ocupa o lado esquerdo do brete é chamado cabeceiro, pois é ele que deve laçar a cabeça do novilho, e o competidor do lado direito tem que laçar as patas traseiras, portanto é o peseiro.
  25. 25. Team Penning Um time de três cavaleiros deve isolar três cabeças de gado identificados do rebanho e colocá- las em um curral do lado oposto da arena em até 90 segundos. Os cavaleiros devem tomar cuidado, para não deixar que mais de 4 reses cruzem a linha de partida, causando a desclassificação. Todo o gado, exceto aqueles que estão sendo encurralados, devem ser mantidos do outro lado da linha que está o resto do gado quando o tempo for pedido, senão o time será desclassificado.
  26. 26. Conformação Esse tipo de prova é usada como um parâmetro de julgamento de Conformação do Cavalo Quarto de Milha Americano como uma raça. Classes de Conformação são divididas por idade e sexo. Os cavalos são avaliados pela correção estrutural, conjunto, grau de musculatura e características de raça e sexo Os cavalos são apresentados com um cabresto de couro e antes são mostrados caminhando aos juízes, para serem avaliados os seus aprumos.
  27. 27. Rédeas É pedido ao cavaleiro para desempenhar um dos 13 percursos existentes pré- estabelecidos, os quais incluem: manobras prescritas de esbarros, spins (giros de 360 graus), rollbacks (esbarro com mudança de direção em 180 graus saindo ao galope), mudança de mão e círculos ao galope. O cavalo deve ser voluntariamente guiado com pouca resistência. O cavalo é julgado nos seus movimentos, cumprimento do percurso e atitude.
  28. 28. Corrida Parte do instinto do animal. As corridas do Quarto de Milha são disputadas nas seguintes distâncias: 228 mts, 275 mts, 301 mts, 320 mts, 365 mts, 402 mts e 503 mts. O Jockey Club de Sorocaba-SP é o mais importante centro de corrida de QM da América Latina. As premiações distribuídas, em um único ano, ultrapassam mais de US$: 1 milhão.
  29. 29. Quarto de Milha no Brasil 1955, a Swift-King Ranch (SKR) importou seis animais dos EUA para o Brasil; 15 de agosto de 1969, fundada a ABQM, Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha no Parque da Água Branca, em São Paulo, onde esta até hoje.
  30. 30. Plantel Nacional ~382 mil animais - 40% puros e 60% mestiços (até 24/08/2011);  Com valor ~ US$ 785,5 milhões; 61,4 mil criadores, proprietários e associados; 491,6 mil ha em haras; 143,4 mil toneladas de ração/ano, que implica US$ 25,2 milhões de investimento; 244,8 mil empregos diretos  veterinários, agrônomos, zootecnistas, ferradores, centros de treinamento, centros de reprodução e outros vários insumos ligados a equinos.
  31. 31. 1ª -SE (223.766) Mais da metade do rebanho nacional. Sendo o núcleo da raça na região de Bauru –SP 4ª -NE (48.683) A raça conquistou a população através das vaquejadas 2ª-S (54.115) Capital regional do QM na cidade de Ponta Grossa-PR Insignificante número de animais QM perto das outras regiões. 5ª-N 3ª-CO (49.669) MS cavalo de Apartação NQMB - Núcleo do Cavalo QM da Região de Brasília
  32. 32. Mercado do QM
  33. 33. Fonte: Portal ABQM
  34. 34. Região NE tem investido muito na raça; O mercado interno e externo esta em ascendência; Consideráveis quantias de dinheiro são investida na raça e em todo o setor ao seu redor; A cada dia os Quartos de Milhas conquistam mais pessoas que passam a tornar investidores da raça. Mercado do QM
  35. 35. Manual do Serviço Genealógico do Cavalo Quarto de Milha ABQM Regras sobre o controle genealógico que implica em multas remuneras quando infringidas;  Categorias de Registro: Puro de Origem, Mestiço, Puro por Cruza e Apêndice;  Resenha do Pedido de Registro; Pelagem, sexo, idade, etc.  Comunicação de Castração;  Comunicação de Morte;  Procedimentos da Reprodução; Monta Natural ou Controlada, IA, TE, Exame de DNA para registro de animais que o criador não seguiu o protocolo de cria e exames de HYPP; Manual completo disponível em → http://www.portalabqm.com.br/images/pdfs/abqm_manualservicogenealogico.pdf
  36. 36. HYPP Paralisia Periódica Hiperkalêmica – Doença muscular, causada por um defeito genético hereditário -Acomete alguns descendentes do garanhão Impressive - AQHA 0767246  Contração muscular incontrolável  Profunda fraqueza muscular http://www.bringinglighttohypp.org/Impressive.html Impressive, 1969
  37. 37. Estação de Monta Os criadores de animais para competição seguem uma determinada estação de monta, um pouco mais curta do que a natural dos equinos Início em agosto e término no final de janeiro → Sincronizar a idade dos potros com as competições que avaliam o animal; → Ano hípico tem início em 1º de Julho assim não ficando em desvantagem por idade fisiológica.
  38. 38. Melhoramento Genético - QM Criadores fazem grandes investimentos:  Utilizam tecnologia na reprodução;  Ultrassom, inseminação artificial, transferência de embrião  EUA cogitam a possibilidade de clonagem  Importação de garanhões e matrizes dos EUA;  Tabéla dos “Cruzamentos Mágicos”  São elaboradas a partir de estudos em cima dos acasalamentos que mais originaram filhos vencedores para orientar os criadores.
  39. 39. O Quarto de Milha é o primeiro de todos os cavalos americanos de raça, e é tido como "o mais popular do mundo". É admirado por ter muitas habilidades e qualidades, sendo sua boa docilidade, vigor, resistência, desempenho, versatilidade e prepotência em cruzamentos. Considerado o cavalo mais versátil do mundo, é usado nas modalidades de conformação, trabalho e corrida. No Brasil o mercado do QM tem futuro promissor e está em crescimento. A criação está concentrada em Presidente Prudente-SP e ali são realizadas provas de laço, de tambor, de baliza, para adultos, senhoras e crianças. Nas demais regiões a raça tem boa aceitação também, exceto a região NO que não apresenta nenhum núcleo próprio de criação do QM.

×