Obediência

5.358 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.358
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
312
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Obediência

  1. 1. “Em determinadas circunstâncias, a pessoa mais vulgar pode tornar-se num criminoso”. Hannah Arendt
  2. 2. Experiência de Milgram Milgram foi influenciada pela história de Adolf Eichmann, responsável pela morte de seis milhões de judeus durante o regime de Hitler. SERIA A FALTA DE CARÁCTER QUE TORNAVA OS ALEMÃES PROPENSOS A OBEDECER SEM QUESTIONAR A AUTORIDADE?
  3. 3. Experiência de Milgram
  4. 4. Experiência de Milgram Milgram foi influenciada pela história de Adolf Eichmann, responsável pela morte de seis milhões de judeus durante o regime de Hitler. As experiências de Milgram confirmaram tese da “banalidade do mal” de Hanna Arendt : Isto é, os seres humanos não são intrinsecamente cruéis, mas tornam-se assim quando a crueldade é exigidos pela autoridade. Esta foi a lição principal de seu estudo: As pessoas comuns, realizando o seu trabalho, e sem qualquer hostilidade particular, pode tornar-se agentes de um processo terrível e destruidor.
  5. 5. Milgram tinha o cuidado de salientar que a maioria dos sujeitos da experiência sabiam que o que estavam fazendo não era correcto. Odiavam dar choques… No entanto, apesar de pensarem que a experiência era cruel e sem sentido, a maioria não foi capaz de a abandonar.
  6. 6. Por que razão agiram assim? 1. Preocupando-se com o aspecto técnico do experimento. A experiência e a sua aplicação bem-sucedida tornou-se mais importante do que o bem-estar das pessoas envolvidas. 2. Transferindo a responsabilidade moral para o seu líder. Este é o comum "Eu estava apenas seguindo ordens”. O sentido moral ou consciência do sujeito não estão perdidos, mas são transformados no desejo de agradar ao chefe ou líder.
  7. 7. Por que razão agiram assim? 3. Acreditando que suas acções precisava ser realizadas como parte integrante de um projecto do todo de desígnios “justos” “dignos”…; 4. Desvalorizando a pessoa que recebe os choques: “Eles não valem muito, quem realmente se importa se eles forem eliminados? O mundo será um lugar bem melhor.” cfr. 191/192
  8. 8. A essência da obediência é que uma pessoa passa a ver-se como o instrumento que executa os desejos de outra e que, portanto, deixa de se considerar responsável pelas suas acções. Uma vez que ocorre essa mudança crítica de ponto de vista, seguem-se todos os factores essenciais da obediência. A consequência mais distante é que a pessoa se sente responsável perante a autoridade que a dirige, mas não sente nenhuma responsabilidade pelo conteúdo das acções prescritas pela autoridade. A moralidade não desaparece – adquire um enfoque radicalmente diferente: a pessoa subordinada sente vergonha ou orgulho, dependendo de quão adequadamente executou as acções solicitadas pela autoridade.
  9. 9. Factores que influenciam a obediência: Na experiência de Milgram, 66% dos intervenientes obedeceram às ordens de um cientista! O estatuto do líder é determinante no comportamento dos indivíduos. Numa variante da experiência original, a obediência foi nula quando se introduziu a dissensão entre os “três”investigadores.
  10. 10. Há uma tendência clara para a Psicossociais interiorização da ordem social, predominando a submissão ou Contextuais obediência a uma figura que é percebida como autoridade; Esta tendência traduz-se num estado psicológico de receptividade do sujeito que segue as indicações da autoridade, reportando-lhe toda a autoridade pelos seus actos.
  11. 11. psicossociais Contextuais Há uma tendência para obedecer mais facilmente a uma autoridade legitimada pelo sujeito, bem como em circunstâncias em que há menor proximidade em relação à vítima.
  12. 12. Factores que influenciam a obediência: Proximidade com a figura de autoridade Legitimidade da figura de autoridade Proximidade da vítima (t 64) Pressão do grupo Autoconfiança Desejo de ser bem aceite

×