e-assessment_avaliacao online

794 visualizações

Publicada em

Apresentacao 'Ambiente online e avaliação' Seminario 'Avaliação com TIC' Centro de Competencia 'Tecnologia e inovacao', Instituto de Educação, Universidade de Lisboam, 27 Maio 2011

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
794
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
18
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

e-assessment_avaliacao online

  1. 1. Ambientes onlinee a exigência de (novas) abordagens ao conceito de Avaliação<br />Neuza Pedro & João Filipe Matos<br />Instituto de Educação - Universidade de Lisboa<br />
  2. 2. (Adaptado de MSO)<br />
  3. 3. avaliação com TIC<br />artefactos<br />sujeito<br />avaliação<br />
  4. 4. artefactos e mediação<br />o uso de artefactos é uma acumulação, elaboração e transmissão de conhecimento social<br />
  5. 5. avaliação com TIC<br />artefactos<br />sujeito<br />avaliação<br />
  6. 6. Ambientes online e (novas) abordagens ao conceito de Avaliação<br />
  7. 7. Por onde começar?<br />
  8. 8. Avaliação: o conceito<br />
  9. 9. Ambientes online e avaliação <br />AvaliaçãoSumativa, Formativa<br /> e Diagnóstica<br />Avaliação Final e intercalar<br />Auto-avaliação e Hetero-avaliação<br />
  10. 10. E-assessment: as aplicações<br />
  11. 11. Testes, fichas, exames… e outros elementos<br />
  12. 12. O exemplo do Moodle<br />finalpass2010<br />
  13. 13. Potencialidades ?<br />. Rapidez de construção<br />. Correcçãoautomática<br />. Feedback imediato<br /> =<br />Estímulo e motivação<br />. Co-construção de bancos de perguntas<br />. Melhorgestão de progressos / do enunciado<br />. Integração de imagens, interactividade e elementosmultimédia<br />
  14. 14. Nome:<br />Turma:<br />Grupo A1. Considere o video apresentado (1 min 19) e respondaàsperguntasseguintes:<br />
  15. 15. ( Voltar a ver o vídeo) <br />Apresente a composição do ácido desoxirribonucléico<br />2) Indique o que entende por divisão celular<br />3) Seleccione a opção correcta:<br />O RNA mensageiro actua especificamente:<br />no processo de mielinização<br />no citoplasma celular<br />No processo de transcrição do DNA em RNA<br />Na síntese de uma proteína em aminoácidos<br />4) Apresenteumabrevereflexãosobre o seguintetópico: “Clonagem: vantagens e riscosdalegalizaçãodaclonagem de célulasestaminaishumanas”<br />
  16. 16. Nome:<br />Turma:<br />Química<br /> ( Versão A)<br /> 1. Explicite o conceito de Entalpia(Casoconsiderevantajoso, explore a simulaçãoseguinte)<br />
  17. 17. Nome:<br />Turma:<br />Inglês<br />1) Listen to the podcast (as many time as you need) and write down the complete dialogue.<br />
  18. 18. Potencialidades<br />. Avaliação de múltiplascompetências<br />(21st century-skills)<br />
  19. 19. Potencialidades<br />. Avaliação de múltiplascompetências<br />(higher-order skills, 21st century-skills)<br />. Permiteinteroperar com online report systems(parapais e alunos)<br />
  20. 20.
  21. 21. Testes, fichas, exames… e outros elementos<br />
  22. 22. Produção de vídeos<br />
  23. 23. Storytelling<br />
  24. 24. Criação de apresentações(audio)<br />
  25. 25. Relatórios (fotográficos)<br />
  26. 26. Tutoriais explicativos<br />
  27. 27. Legendagem<br />Xx<br />
  28. 28. Entrevistas a ‘experts’<br />
  29. 29. Desenvolvimento e gestão de Projectos<br />
  30. 30. Criação de mecanismos de avaliação<br />
  31. 31. Avaliação<br />. Situada<br />. Sistémica<br />. Sistemática<br />
  32. 32. A importância do Feedback<br />
  33. 33. Como tornar o feedback eficiente?<br />
  34. 34. Feedback do professor<br />“insightful, timelyand objective… rapid, detailedand positive” (Packham, Jones, Miller &Thomas, 2004).<br />Importância do Feedback: atempado (ongoing)circular, incremental<br />Princípios de flexibilidade (não-prescritivo), adaptação, orientação e autonomia; <br />Exemplificação de pistas de auto-diagnóstico, indicadores de sucesso, check-lists<br />
  35. 35. Ideias fortes ?!<br />
  36. 36. A necessidade de tempo <br />
  37. 37. Desfocalisação do erro e a orientação para os processos<br />
  38. 38. A mais-valia das tecnologias: aprender, ensinar, avaliar<br />
  39. 39. A potência do Outcome<br />Estimular o desenvolvimento de produtos (contextualizados e úteis) =<br /> lembrar o processo de aprendizagem pelo artefacto concebido <br />
  40. 40. E-portefólio<br />PLE<br />
  41. 41. Por onde começar?<br />
  42. 42. Referências<br />Barrett, H. C. (2004). Conflictingparadigmsinelectronic portfolio approaches. Disponível em http://electronicportfolios.com/systems/paradigms.html<br />  <br />Barrett, H. C. (2008). The next generation eportfolio: Using web 2.0 across the lifespan. Presentation presented at Campus Technology Conference. Boston: July 29.<br /> <br />BECTA, (2009). E-portfolios for apprentices: a guide for providers and employers. Disponível em http://publications.becta.org.uk/download.cfm?resID=39532<br />Lagarto, J. (2009). Avaliaçãoem e-learning. Educação, Formação & Tecnologias, 2 (1), pp. 19-29. Disponível em http://eft.educom.pt<br />Packham, Jones, Miller & Thomas (2004). Perceptionsof efective e-moderation: A TutorsViewpoint. Acedido a 12 de Setembro 2008 através de http://www.networkedlearningconference.org.uk/past/nlc2004/proceedings/individual_papers/packham_et_al.htm<br />Zimmerman, B. J. (2000b). Self-efficacy: An essential motive to learn. ContemporaryEducationalPsychology, 25, 82-91.<br /> <br />

×