Tecnologias na educação: o futuro pensando na colaboração Portugal e Brasil

1.307 visualizações

Publicada em

Apresentação feita no SENAC São Paulo, Fevereiro 2014

Publicada em: Educação
1 comentário
4 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.307
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
438
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
1
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tecnologias na educação: o futuro pensando na colaboração Portugal e Brasil

  1. 1. Tendências em Educação e Tecnologias: Portugal e Brasil
  2. 2. O contexto … A visão de Portugal, dentro da União Eurpeia Neuza Pedro, ULisboa
  3. 3. Universidade de Lisboa 18 faculdades e institutos 2.ª lugar no ranking ibero-americano - Scimago Institutions Rankings Iber 2014
  4. 4. Instituto de Educação
  5. 5. 2014/15 • Doutoramento em Educação Especialidade: TIC na Educação • Mestrado em Educação e Tecnologias Digitais • Mestrado em Educação e Formação em E-learning e Formação a distância
  6. 6. E-learning Lab da ULisboa unidade de apoio a docentes e investigadores da ULisboa Promove: • integração das tecnologias no Ensino e Investigação, • utilização de aplicações online no suporte a uma formação mais atual e inovadora, modernizando o ensino presencial • desenvolvimento de práticas de b/e-learning.
  7. 7. Designing the future classroom
  8. 8. O momento … 2014
  9. 9. Locke Descarte Thorndike Pavlov James Shinner Piaget Vygotsky Dewey … Bruner Todas as perspectivas reconhecidas como teorias da aprendizagem e desenvolvimento foram desenvolvidas antes deste movimento expansivo da integração das tecnologias na vida humana… O desenvolvimento tecnológico e científico promoveu novas conceptualizações acerca da aprendizagem humana. Novas perspectivas teóricas têm vindo a surgir…
  10. 10. Em 2.5 milhões anos, o cérebro humano cresceu de 500 cm³ para 1500 cm³ Os nossos cérebros cresceram com a evolução por e para conseguir manusear um conjunto cada vez mais sofisticado de ferramentas … (manuais, conceptuais) abstração, raciocínio, pensamento simbólico, reconhecimento específico de padrões, conexões
  11. 11. As estruturas neurológicas do cérebro humano têm vindo a mudar em sequência dos novos hábitos de web surfing (Small, 2009)
  12. 12. As areas temáticas… Educação e Tecnologias Digitais E-le@rning
  13. 13. Clarificação concetual E-learning vs Educação a distância
  14. 14. e-Learning : o conceito e-Learning: um domínio!!!
  15. 15. O conceito de e-learning evoluiu, aglomerou outros, ampliou-se do ponto de vista semântico! Hoje e-learning não pode ser mais entendido como um conceito, ele é um e-Learning na UL: o conceito hiperónimo designa uma classe de conceitos, integra em si sub-classes de conceitos, os quais são designados de hipónimos
  16. 16. Atividades de ensino presencial onde as tecnologias são utilizadas como elemento de enriquecimento Conjunto de práticas inovadoras de Ensino mediado por ambientes online e tecnologias digitais Outras modalidades híbridas de ensino (b-learning) Educação totalmente a distância
  17. 17. No Ensino Superior, em 2008, cerca de 25 por cento do total dos alunos estavam inscritos numa qualquer forma de curso totalmente online (Allen & Seaman, 2010). No ensino online registou-se uma taxa de crescimento de 21% de matrículas no ensino online, enquanto o crescimento de matrículas no Ensino Superior em geral ficou próximo dos 2% (Allen & Seaman, 2010).
  18. 18. Que conclusões ?
  19. 19. A inevitabilidade da mudança a. Função Social da Educação b. Paradigmas de suporte c. Dinamicas organizacionais d. Conteudos e Práticas educativas
  20. 20. Em que dimensões ? 1.Técnica 2. Pedagógica 3. Legal 4. Social e Ética
  21. 21. Dimensão técnica
  22. 22. Dimensão Pedagógica
  23. 23. “Neuroscience- based education” “Sempre que descobrimos algo novo acerca do cérebro humano, isso não se torna efectivamente interessante a não ser que em termos educativos se consiga tirar partido do mesmo. A Educação e o que desta advém necessita de considerar aquilo que nós temos vindo a descobrir acerca do cérebro humano de modo a que estas descobertas ganhem algum significado” (Paul Howard-Jones, 2009)
  24. 24. Dimensão Legal
  25. 25. “Se me é possivel descarregar, então é legal.” “Se está online, então é de todos.”
  26. 26. A necessidade de educar para a legalidade online é tão importante como educar para atuar em legalidade na vida do dia a dia. A lei acerca do que é ou não legal de realizar online encontra-se a mudar diariamente: . Pela lei dos próprios paises . Pela lei dos paises de origem de diferentes sistemas e aplicações online (lei do pais onde a solução se encontra alojada) . Pelas revisões constantes das politicas de utilização das diferentes aplicações
  27. 27. Dimensão Social e ética
  28. 28. A necessidade de educar para os valores, a dimensão social e ética do comportamente online é tão importante como a relativa à vida do dia a dia. Com uma pequena diferença: atuações imoral e eticamente reprováveis quando exercidas online ficam para sempre. Em ambientes online, a relação entre o erro e a consequência é ainda mais desproporcional.
  29. 29. Mudança em Educação • • • • Técnica Pedagógica Legal Social e Ética • • • • Função Social • • • • Técnica Pedagógica Legal Social e Ética • • • • Técnica Pedagógica Legal Social e Ética Paradigmas e teorias Conteudos e Práticas educativas Técnica Pedagógica Legal Social e Ética Dinâmicas Organizacionais
  30. 30. Mas nenhuma mudança em Educação é somente favorável. Há sempre perdas.
  31. 31. Foto retirada em fren Catedral de Notre-Da
  32. 32. E que futuro nos espera ?
  33. 33. Web 3.0 3ª décadas da Web 1.0: 1990 – 2000 2.0: 2000 – 2010 3.0: 2010 – 2020 (hierárquica, restrita, unidireccional) (democrática, participatória, colaborativa) (personalizada, inteligente e omnipresente) Web Semântica “A semântica da informação e dos serviços na web é categorizada, fazendo com que os sistemas compreendam, identifiquem e satisfaçam as necessidades dos utilizadores relativamente aos conteudos web” (Morrison, 2007) Desenvolvimento de Aplicações inteligentes (AI) : processamento natural da linguagem, “machine learning”
  34. 34. A actualidade requer uma (nova) literacia. O futuro requer um (novo) ensino.
  35. 35. No futuro, ‘ensino presencial’ e ‘ensino online’ irão deixar de se digladiar. Essa discussão não mais fará sentido. A solução será blended.
  36. 36. Referências Allen, I. E., & Seaman, J. (2010). Learn on demand - Online education in the United States, 2009. Babson Survey Research Group. Cross, J. (2006). What‘s Blend? In C. Bonk, & C. Graham, The Handbook of Blended Learning: Global Perspectives, Local Designs (pp. xvii-xxii). San Francisco: John Wiley & Sons, Inc. Morrison, C. (2007). What is Web 3.0? It’s Web 2.0 with a brain. Disponível em http://venturebeat.com/ 2007/10/21/what-is-web-30-its-web-20-with-a-brain/ Pedro, N., Wünsch, L., Pedro, A., & Matos, J. F. (2010). Technologies, innovation and teachers’ professional development: ask the students what todays’ teachers need to learn. International Conference on Education, Technology and Innovation, Madrid, 15-17 Novembro 2010. Pedro, N., Matos, J. F., Pedro, A., & Abrantes, P. (2011). Teacher skills and competence development for classrooms of the future_Annex 1. Disponível em http://itec.eun.org/c/document_library/get_file?p_l_id=10307&folderId=37321&name=DL FE-2213.pdf Small, G, & Moody, T. (2009). Your Brain on Google: Patterns of cerebral activation during Internet Searching. American Journal of Geriatric Psychiatry, 17 (2), 116-126. Disponivel em http://www.psychologytoday.com/files/attachments/5230/136.pdf
  37. 37. Contatos: nspedro@ie.ulisboa.pt nspedro http://www.facebook.com/npedro pt.linkedin.com/pub/neuza-pedro/12/629/560

×