REVOLUÇÃO  INGLESA
REVOLUÇÃO INGLESADefinição: movimento político, militar e religioso que destruiu o absolutismo na Inglaterra instalando n...
Carlos I (1625 – 1649): Apesar de jurar , o rei novamente aumenta os impostos e  fecha o parlamento. Tentativa de impor ...
Jaime I (1603 – 1625): Apoio ao rei: senhores feudais, igreja anglicana e alta  burguesia. Apoio ao parlamento: pequena ...
A Restauração STUART (1660 – 1688):   Carlos II (1660 – 1685)       Anglicano, pró-católicos.       Aproximação com a F...
Jaime II (1683 – 1688).   Católico.   Tentativa de restabelecer o absolutismo.   Apoiado por Luís XIV (FRA).   Parlame...
A Revolução Gloriosa (1688): Revolução burguesa. 1689: Guilherme de Orange acata a Declaração dos  Direitos. Parlamento...
A Revolução  Francesa
Revolução burguesa     Antecedentes/causas:•Maior população da Europa Ocidental (25               milhões).              ...
Paris, no final do século XVIII, já era uma grande cidade, bastante movimentada, como se observa nesta gravura que retrata...
 Absolutismo   parasitárioLuís XVIFestas, banquetes, pensões, guerras inúteis, tratados desvantajosos.
Sociedade Francesa antes da         revolução                             Terras,        1º ESTADO:           cargos 1%   ...
A nobreza francesa, retratada em um de seus rotineirosencontros de lazer, teria seus privilégios de nascimento     abolido...
Gravura francesa do final do século XVIII denunciando a exploraçãoa que estava submetido o terceiro Estado. À esquerda, ob...
 Crise econômica: concorrência  inglesa, excesso de gastos, altos  impostos, inundações, secas... Difusão de ideais ilum...
Os Estados Gerais (1789):•   Reunião (consultiva) de    membros dos 3 Estados.•   Objetivo básico: tributação.•   Divergê...
Assembléia dos Estados Gerais de 5 de maio de 1789, retratada por                       Auguste Colder.
o 3º Estado separa-se e  autoproclama-se em  Assembléia Nacional       Constituinte  (juramento da péla). o Criação da Gua...
Os deputados decidem elaborar uma constituição
A Queda do Antigo RegimeNoite do Grande Medo : camponeses rebelam-se contra autoridade dos          senhores feudais.    ...
1ª Constituição francesa (1791)Monarquia constitucionalo Divisão de podereso Voto censitárioo Manutenção da escravidão nas...
Divisões entre os      parlamentares: GIRONDINOS – alta burguesia,  conservadores, sentados na direita  do parlamento. J...
   Cordeliers – camadas populares       Feuillants – burguesia financeira. Nobres começam a abandonar a França  (emigra...
A Convenção Nacional (1792 – 1795):           Girondinos X        Jacobinos        Set/1792 – Jun/1793: Girondinos no po...
1793: Constituição do Ano I   Sufrágio universal, fim da escravidão nas colônias.   Comitê de Salvação Pública (administ...
O calendário revolucionárioVindimário ( do francês brumas = nevoeiro), de 22/10 a 20/11Frimário ( do francês frimas = g...
Germinal ( do latim germem = germinação), de 21/3 a 19/4Floreal ( do latim florens = flores), de 20/4 a 19/5Prairial ( ...
•   Fim da supremacia    católica.•   Assassinato de Marat•   Divergências entre    jacobinos.    •Danton    X Robespierre...
Georges Jacques Danton (esquerda), líder da fase radical da Revolução e que disputou com Maximilien François   Marie Isido...
• Convenção Termidoriana        • (1794 – 1795): Anulação das leis dos jacobinos.Perseguições a populares (Terror        ...
O Diretório (1795 – 1799): 1795:Nova Constituição – 5 diretores (poder executivo), voto censitário. 1795 e 1797 – golpe...
 1796: Conspiração ou Conjura dos Iguais (Graco  Babeuf) – rebelião popular fracassada. Segunda Coligação contra a Franç...
Napoleão Bonaparte destaca-se.Golpe do 18 Brumário (1799): Napoleão Bonaparte toma o poder.  Fim da Revolução   Frances...
Napoleão foi um importante líder do exército nacional.Napoleão passou a controlar o poder executivo.No âmbito político,...
Regime monárquico    Em 1804, ocorreu mais uma fase  importante da história política francesa.A modificação da Constitu...
GUERRAS NAPOLEÔNICASA França promoveu diversas campanhas militares de caráter    expansionista.   Algumas bemsucedidas ...
BLOQUEIO CONTINENTALO único rival que podia resistir ao exército de Napoleão era a Inglaterra.Napoleão decreta o Bloque...
NAPOLEÃO      FOIDERROTADO,   PRESO emandado paraa ilha de Elba.
 OS 100 DIAS DE WATERLOOOS VENCEDORES IMPUSERAM UM NOVO REI      Luís XVIII, irmão do rei guilhotinado.   Os camponeses...
O ciclo   revolucionário  termina em 1814.A burguesia industrial   alcançou o poder e      estava sendo    encerrado o cic...
Napoleãoe o Mitodo Herói
Importânciado movimento: Fim do Antigo  Regime. Ascensão da  burguesia. Desenvolvimento  do capitalismo.
Revolucoes
Revolucoes
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Revolucoes

704 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
704
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Revolucoes

  1. 1. REVOLUÇÃO INGLESA
  2. 2. REVOLUÇÃO INGLESADefinição: movimento político, militar e religioso que destruiu o absolutismo na Inglaterra instalando naquele país a primeira monarquia parlamentar da história;Quando: século XVII;Antecedentes/causas:  Atritos entre os reis (dinastia STUART) e o parlamento.
  3. 3. Carlos I (1625 – 1649): Apesar de jurar , o rei novamente aumenta os impostos e fecha o parlamento. Tentativa de impor o anglicanismo na Escócia (revolta). Guerra Civil (1642 – 1649): Puritanos vencem e Carlos I é decapitado
  4. 4. Jaime I (1603 – 1625): Apoio ao rei: senhores feudais, igreja anglicana e alta burguesia. Apoio ao parlamento: pequena e média burguesia e puritanos . Perseguições a católicos e puritanos. Aumento de impostos. Dissolução do parlamento (1614 – 1622).
  5. 5. A Restauração STUART (1660 – 1688): Carlos II (1660 – 1685)  Anglicano, pró-católicos.  Aproximação com a França.  Parlamento cria o HABEAS CORPUS e exclui católicos de cargos.  Parlamento é novamente fechado pelo rei (1683)
  6. 6. Jaime II (1683 – 1688). Católico. Tentativa de restabelecer o absolutismo. Apoiado por Luís XIV (FRA). Parlamento temeroso com a restituição do catolicismo oferece a coroa a Guilherme de Orange (HOL), casado com Maria Stuart, filha mais velha de Jaime II. Em troca, pedia o parlamento livre e a manutenção do anglicanismo.
  7. 7. A Revolução Gloriosa (1688): Revolução burguesa. 1689: Guilherme de Orange acata a Declaração dos Direitos. Parlamento decidiria sobre impostos, garantia a propriedade privada, as liberdades individuais e divide o poder. Fim do absolutismo na Inglaterra. Burguesia assume o poder por meio do parlamento (Monarquia Parlamentar). Rei reina, mas não governa. Implantação do liberalismo.
  8. 8. A Revolução Francesa
  9. 9. Revolução burguesa Antecedentes/causas:•Maior população da Europa Ocidental (25 milhões). •80% rural. •Restrições mercantilistas: taxações, proibições, monopólios. •Sociedade estamental (extrema desigualdade)
  10. 10. Paris, no final do século XVIII, já era uma grande cidade, bastante movimentada, como se observa nesta gravura que retrata a rua Saint-Denis.
  11. 11.  Absolutismo parasitárioLuís XVIFestas, banquetes, pensões, guerras inúteis, tratados desvantajosos.
  12. 12. Sociedade Francesa antes da revolução Terras, 1º ESTADO: cargos 1% CLERO prestígio, 2% 2º ESTADO: NOBREZA privilégios, e isenção fiscal 3º ESTADO: BURGUESIA + 97% CAMPONESES + SANS CULOTES: obrigações e impostos.
  13. 13. A nobreza francesa, retratada em um de seus rotineirosencontros de lazer, teria seus privilégios de nascimento abolidos pela Revolução Francesa, em 1789.
  14. 14. Gravura francesa do final do século XVIII denunciando a exploraçãoa que estava submetido o terceiro Estado. À esquerda, observando a cena, representantes do clero ( primeiro Estado) e da nobreza ( segundo Estado).
  15. 15.  Crise econômica: concorrência inglesa, excesso de gastos, altos impostos, inundações, secas... Difusão de ideais iluministas. Revolta dos Notáveis (1787): nobres inconformados com proposta de cobrança de impostos, exigem convocação dos Estados Gerais.
  16. 16. Os Estados Gerais (1789):• Reunião (consultiva) de membros dos 3 Estados.• Objetivo básico: tributação.• Divergência de votação.
  17. 17. Assembléia dos Estados Gerais de 5 de maio de 1789, retratada por Auguste Colder.
  18. 18. o 3º Estado separa-se e autoproclama-se em Assembléia Nacional Constituinte (juramento da péla). o Criação da Guarda Nacional (milícia burguesa) para resistir ao rei.o 14/07/1789: QUEDA DA BASTILHA (início oficial da Revolução Francesa)
  19. 19. Os deputados decidem elaborar uma constituição
  20. 20. A Queda do Antigo RegimeNoite do Grande Medo : camponeses rebelam-se contra autoridade dos senhores feudais. o Abolição de privilégios feudais. o Constituição civil do clero (1790). o Igreja subordinada ao Estado. o Bens da Igreja foram confiscados.
  21. 21. 1ª Constituição francesa (1791)Monarquia constitucionalo Divisão de podereso Voto censitárioo Manutenção da escravidão nas colônias.o Proibição de greves e associações de trabalhadores (Le Chepelier).
  22. 22. Divisões entre os parlamentares: GIRONDINOS – alta burguesia, conservadores, sentados na direita do parlamento. JACOBINOS – pequena e média burguesia, apoiados por sans- culotes, favoráveis a mudanças mais radicais, sentados na esquerda do parlamento. Apelidados de “montanheses”.
  23. 23.  Cordeliers – camadas populares  Feuillants – burguesia financeira. Nobres começam a abandonar a França (emigrados). Rei tenta fugir e é preso (1791). França é invadida por países absolutistas (Áustria e Prússia). Exército popular (COMUNA INSURRECIONAL DE PARIS), liderado por jacobinos, é formado para conter inimigos. Monarquia absolutista é abolida
  24. 24. A Convenção Nacional (1792 – 1795): Girondinos X Jacobinos  Set/1792 – Jun/1793: Girondinos no poder.  Jan/1793 – Luís XVI é guilhotinado.  1ª coligação contra a FRA (AUS + PRUS + ESP + HOL + ING).  Revolta de camponeses de Vendéia (contra a Revolução).  Crise econômica.  Jun/1793 – Jul/1794: Jacobinos no poder.  Radicalismo.
  25. 25. 1793: Constituição do Ano I Sufrágio universal, fim da escravidão nas colônias. Comitê de Salvação Pública (administração e defesa externa). Comitê de Salvação Nacional (segurança interna). Tribunais Revolucionários (julgamento de opositores). Calendário Revolucionário. Lei do Preço Máximo. Ensino público e gratuito. Confisco e venda (a preços populares) de bens da Igreja e nobreza.
  26. 26. O calendário revolucionárioVindimário ( do francês brumas = nevoeiro), de 22/10 a 20/11Frimário ( do francês frimas = geada), de 21/11 a 20/12Nivoso ( do latim nivosus = neve), de 21/12 a 19/1Pluvioso ( do latim pluviosus = chuvoso), de 20/1 a 18/2Ventoso ( do latim ventosus = vento), de 19/2 a 20/3
  27. 27. Germinal ( do latim germem = germinação), de 21/3 a 19/4Floreal ( do latim florens = flores), de 20/4 a 19/5Prairial ( do francês prairie = prado), de 20/5 a 18/6Messidor ( do latim messis = colheita), de 19/6 a 18/7Termidor ( do grego therme = calor), de 19/7 a 17/8Frutidor ( do latim fructus = fruto), de 18/8 a 16/9Dias dos sans-culattes, de 17/9 a 21/9
  28. 28. • Fim da supremacia católica.• Assassinato de Marat• Divergências entre jacobinos. •Danton X Robespierre• Terror: abuso da guilhotina.• Desgaste do governo.
  29. 29. Georges Jacques Danton (esquerda), líder da fase radical da Revolução e que disputou com Maximilien François Marie Isidore de Robespierre (direita) o destino do governo montanhês.
  30. 30. • Convenção Termidoriana • (1794 – 1795): Anulação das leis dos jacobinos.Perseguições a populares (Terror Branco).
  31. 31. O Diretório (1795 – 1799): 1795:Nova Constituição – 5 diretores (poder executivo), voto censitário. 1795 e 1797 – golpes realistas (frustrados)
  32. 32.  1796: Conspiração ou Conjura dos Iguais (Graco Babeuf) – rebelião popular fracassada. Segunda Coligação contra a França (PRUS + ESP + HOL + ITA) – derrotada. Crise econômica, corrupção, impopularidade.
  33. 33. Napoleão Bonaparte destaca-se.Golpe do 18 Brumário (1799): Napoleão Bonaparte toma o poder.  Fim da Revolução Francesa. NAPOLEÃO BONAPARTE
  34. 34. Napoleão foi um importante líder do exército nacional.Napoleão passou a controlar o poder executivo.No âmbito político, as aspirações das classes populares foram afastadas.Criava-se uma verdadeira República burguesa.
  35. 35. Regime monárquico Em 1804, ocorreu mais uma fase importante da história política francesa.A modificação da Constituição resultou no restabelecimento do regime monárquico e Napoleão assumiu o poder como imperador da França.
  36. 36. GUERRAS NAPOLEÔNICASA França promoveu diversas campanhas militares de caráter expansionista. Algumas bemsucedidas resultaramna anexação de alguns territórios na Itália, aespanha e no Leste Europeu(Reinos germânicos e austríacos)
  37. 37. BLOQUEIO CONTINENTALO único rival que podia resistir ao exército de Napoleão era a Inglaterra.Napoleão decreta o Bloqueio Continental.O país europeu que ousasse fazer comércio com a Inglaterra sofreria com a vingança de Napoleão O DECLÍNIO DO IMPÉRIO DE NAPOLEÃO. O bloqueio continental não deu certo. A campanha militar na Rússia foi um desastre.
  38. 38. NAPOLEÃO FOIDERROTADO, PRESO emandado paraa ilha de Elba.
  39. 39.  OS 100 DIAS DE WATERLOOOS VENCEDORES IMPUSERAM UM NOVO REI Luís XVIII, irmão do rei guilhotinado. Os camponeses se agitaram e a burguesia rejeitou o retorno do antigo regime.Napoleão voltou,mas governou apenas por 100 dias. Em junho de 1815 rendeu a superioridade do inimigo, e foi enviado como prisioneiro para ilha de Santa Helena. Em 1821 morreu doente.
  40. 40. O ciclo revolucionário termina em 1814.A burguesia industrial alcançou o poder e estava sendo encerrado o ciclo revolucionário que começou em 1789 e terminou em 1814.
  41. 41. Napoleãoe o Mitodo Herói
  42. 42. Importânciado movimento: Fim do Antigo Regime. Ascensão da burguesia. Desenvolvimento do capitalismo.

×