DISCURSO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO - Prof. Noe Assunção

33.085 visualizações

Publicada em

Discurso proferido aos alunos da turma 3002 do Colégio Estadual Roselândia - Barra Mansa - RJ, na formatura de conclusão do ensino médio, realizada no dia 17 de dezembro de 2014, na Igreja Católica do Roselândia.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
33.085
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
122
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

DISCURSO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO - Prof. Noe Assunção

  1. 1. Boa noite a todos! É com grande satisfação e orgulho que estamos aqui para a celebração da nossa formatura. Cumprimento inicialmente à comunidade escolar do Colégio Estadual Roselândia, Srª Gestora da Escola, Luciana Torturella, a coordenação pedagógica, aos colegas professores e professoras, ao corpo administrativo, aos agentes responsáveis pela disciplina, alimentação, e demais profissionais. Quero cumprimentar também os pais que são a nossa base, companheiros inseparáveis, os convidados, os colegas dos formandos e aos demais convidados, em nome da escola nossos agradecimentos pela presença. E por último, cumprimento os formandos, pela vitória. Minhas primeiras palavras são de gratidão à turma 3002 pela referência que tiveram em me conceder aqui a qualidade de paraninfo da turma. Nesta noite memorável que encontro por uma bonita celebração, é agradável, confesso, muito agradável, fazer parte dessa cena, com sua organização, com seu conteúdo, com sua essência. Saibam que para um professor ou professora nenhum elogio, nenhuma retribuição, nenhum prêmio, agrada ao coração de mestre, como um aplauso despedido por seus alunos, seus discípulos, seus parceiros de aprendizado. É que o aplauso do estudante , é sempre visto pelo professor como um gesto acolhedor de receptividade, respeito, bom tratamento e até de estima. Aliás, para me ser sincero, fiz uma pergunta para minha própria consciência: Por que fui escolhido pela turma 3002 para ser paraninfo? Depois de uma severa intuição, a resposta: porque sou professor! Sou
  2. 2. partícula dessa imensa massa que cola o magistério na veia, e professor é secular, é uma profissão de séculos. Caríssimos formandos e formandas, essa cerimônia é indiscutivelmente de mais alta relevância social, para vocês, os concluintes, para sua família, para o Colégio Estadual Roselândia e para toda a comunidade, na qual estarão presentes. O formando e formanda mostra nesse momento o seu elevado valor como cidadão e cidadã, por cumprir sua missão de chegar até esse momento de despedida, ou seja, cumprir com pulso, ter motivo, ser um cidadão, sujeito da sua história. Caríssimos afilhados, caríssimas afilhadas, observei um fato interessante, quantas palmas vocês receberam, mas entre tantas havia um par de mãos que se destacaram das demais. Batiam com mais vigor, entusiasmo, alegria, eram as palmas calorosas de seus pais e mães. Os pais e mães sentem uma alegria diferente, sabe por que? Se alegram pela alegria dos seus filhos e filhas, e eles externam seus sentimentos mesmo sem dizer uma palavra, fazendo um gesto simples, mais profundamente carregado de estima, afeição, carinho e muito amor. Parabéns caríssimos pais, mães, tias, tios, avós e avôs, afinal conhecemos nos nossos longos debates em salas de aula que o conceito de família é bem mais amplo. Os meus parabéns são extensivos ao Colégio Estadual Roselândia, que me acolheu com tanto carinho a 1 ano atrás, essa instituição que honra nossa educação no tempo favorável , condições possíveis e pela forma séria com que vem multiplicando seus esforços em proporções admiráveis, a fim de oferecer uma educação baseada nos conteúdos curriculares, mas principalmente na formação do indivíduo como cidadão pleno de seus direitos e deveres.
  3. 3. Caríssimos formandos e caríssimas formandas,se minhas palavras iniciais foram de gratidão que as últimas sejam de felicitações. A felicidade existe e como nos ensina Aristóteles, ela reside na atividade, tanto física quanto mental. Residem em se fazer coisas em que se pode confiar por fazer bem feito e por tanto que se fazer por prazer. Entre as atividades, trabalhe em qualquer desempenho que lhe permita perde-se e se ver com alguma recuperação, trabalho é presença. Nada substitui o estar lá. Oportunidades existem, é preciso está atento e não despedaçá-las, mas se perdê-las, saibam que logo outras a seguir lhe serão apresentadas. Por último a palavra útil: Se nas encruzilhadas da vida um dia porventura, acharem por bem se aproximarem de mim para qualquer informação, não vacilem, contem com esse humilde e simples professor, que permanecerá receptivo e muito grato a todos vocês. Novamente agradecemos aos ilustres presentes e por último agradeço a Deus e que vocês, meus afilhados queridos da turma 3002 continuem sempre sabidos, prósperos e muito felizes. Avante, o mundo é de vocês.

×